ICFUT – Complemento da 5ª rodada da Serie-A

GRÊMIO E SÃO PAULO EMPATAM E FECHAM A ‘PRIMEIRA FASE’ FORA DO G-4

Dois times que entraram em campo sonhando com o G-4 e saíram frustrados. Com cada equipe dominando um tempo, o empate por 1 a 1 entre Grêmio e São Paulo, na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, foi justo. Com isso, paulistas e gaúchos fecham a “primeira fase” do Campeonato Brasileiro, antes da paralisação para a Copa das Confederações, longe do objetivo inicial, que era a zona da Libertadores. Os rivais têm oito pontos. O São Paulo é o sexto colocado por ter saldo de gols superior ao do Grêmio, que está em sétimo.

Pior para os técnicos Vanderlei Luxemburgo e Ney Franco, que continuarão sendo questionados durante a pausa da competição por causa da Copa das Confederações. No duelo deste meio de semana, Luis Fabiano, que, logo após a partida, admitiu que pode ser negociado, abriu o placar no primeiro tempo; Kleber, após cobrança de escanteio de Zé Roberto, deixou tudo igual.

Os dois times só voltarão a campo na primeira semana de julho. No dia 7 (domingo), o time paulista receberá o Santos no Morumbi. No mesmo dia, os gaúchos vão a Curitiba para enfrentar o Atlético-PR.

COM GOL SOLITÁRIO DE CÍCERO, SANTOS VENCE ATLÉTICO-MG E DEIXA O Z-4

De um lado, um Santos cheio de garotos. Do outro, um Atlético-MG repleto de desfalques. No último jogo das duas equipes no Campeonato Brasileiro antes da pausa para a Copa das Confederações, melhor para o Peixe, que venceu por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela quinta rodada. Esse pode ter sido o último jogo do Peixe sob o comando do técnico interino Claudinei Oliveira, já que o clube está prestes a contratar o argentino Marcelo Bielsa.

O gol solitário que decidiu o duelo foi marcado pelo meia Cícero, aos três minutos do primeiro tempo. Com isso, o Santos chegou à sua primeira vitória no Brasileirão e subiu da lanterna para a 16ª colocação, o time só volta a campo no dia 7 de julho, quando enfrenta o São Paulo, no Morumbi, pela sexta rodada.

O Atlético-MG, por sua vez, fez o caminho inverso do rival desta quarta-feira, retornando à zona do rebaixamento. Na incômoda 17ª posição, o Galo também folga por conta da pausa para a Copa das Confederações e joga novamente pelo Brasileirão no dia 6 de julho, contra o Criciúma, no Independência. Antes disso, no dia 3 de julho, faz a primeira partida das semifinais da Taça Libertadores, contra o Newell’s Old Boys, na Argentina.

PORTUGUESA VENCE, DEIXA O Z-4 E IMPEDE O FLUMINENSE DE VIRAR LÍDER

Na noite destinada aos namorados, 1.182 torcedores pagaram ingresso no Canindé para demonstrar seu amor a Portuguesa e Fluminense, em jogo adiado da segunda rodada do Brasileirão. Coube aos fãs da Lusa deixar o estádio com sabor de conquista. A vitória por 2 a 1, gols de Souza e Diogo, tirou a Portuguesa da zona de rebaixamento (está em 12º lugar, com seis pontos) antes da paralisação do campeonato para a disputa da Copa das Confederações. Rafael Sobis fez o gol dos cariocas, que perderam a chance de assumir a liderança e estão em quarto lugar, com nove pontos, dois atrás do Coritiba, primeiro colocado. O público é o menor do Brasileirão até aqui, com renda de R$ 29.690.

O resultado também pode ajudar a manter o técnico Edson Pimenta no comando da Portuguesa. O treinador destinou palavras ofensivas à torcida através da imprensa durante a semana e sofreu com xingamentos da arquibancada durante toda a partida. Os times agora só voltam a jogar no início de julho, depois da paralisação para a Copa das Confederações. A Portuguesa recebe o Cruzeiro, no Canindé, no dia 6, enquanto o Fluminense tem pela frente o clássico contra o Botafogo, no dia 7, ainda com local a definir.

– Nosso time sentiu muito a parte física neste jogo. Corremos muito nas últimas partidas, e só Deus sabe o que estamos passando. Para nós essa vitória tem um sabor especial. O elenco vem trabalhando bastante e estávamos merecendo – disse o atacante Diogo, autor do gol da vitória da Portuguesa.

No lado do Fluminense, Rafael Sobis destacou o empenho da equipe, que atuou muito defalcada.

Texto: Globoesporte.com