Por Cleber Aguiar – Neymar participa de evento em Santos e deixa ‘bucha’ sobre saída para o pai

Fonte: Lancenet.com.br

Atacante ficou apenas 15 minutos no local e fez um pronunciamento. Logo em seguida, o pai de Neymar falou sobre a possível saída, dizendo que não irá se posicionar

Marcio Porto

Evento Neymar (Foto: Marcio Porto)
Neymar tem participação relâmpago em evento (Foto: Marcio Porto)

Com futuro indefinido no Santos, o atacante Neymar cumpriu sua lotada agenda de compromissos nesta quinta-feira e participou de um evento na Baixada Santista, uma iniciativa para levar água potável a pessoas carentes, projeto que será guiado pelo seu instituto.

Em participação-relâmpago, já que o Santos treina nesta tarde, o craque fez apenas um pronunciamento e deixou a “bucha” sobre a possível saída do Peixe para o seu pai, também presente no evento. Neymar chegou ao evento às 15h40 e ficou apenas 15 minutos no local, já que o treinamento estava marcado para as 16h, no CT Rei Pelé.

– Sei que vocês têm mil perguntas a fazer, mas hoje vou deixar a bucha para o meu pai – disse Neymar, rindo e se despedindo da platéia. 

Em seguida, seu pai pegou a palavra para atender os jornalistas e falou sobre as negociações, sobretudo com o Barcelona (ESP). Neymar pai se apegou à última recusa do Peixe ao Barça, na última quarta-feira, e tentou esfriar o assunto.

– Não sei os valores, o que apresentaram, não participo. Eu só tinha pedido uma resposta do Santos e o Santos se posicionou ontem (quarta-feira), dizendo que não vende o jogador. A vida continua, vida que segue. Não vejo valores, eu pedi uma resposta do Santos e deram – afirmou o pai do atacante.

– Meus números são 65 milhões de euros, a multa do Santos para tirar o jogador. Agora falta um ano para o jogador sair, seis meses para fazer o pré-contrato. O Santos deve estar pensando nisso, mas ninguém veio falar com a gente de que modo pode ser feito. Então, não temos que nos posicionar, não podemos, nem vamos nos posicionar – completou.

Na quarta-feira, o Santos recusou as propostas de Real Madrid e Barcelona. Os calalães ofereceram aproximadamente 18 milhões de euros (R$ 47,3 milhões). Deste montante, o Peixe ficaria com cerca de R$ 26 milhões, equivalentes aos 55% dos direitos do clube sobre o jogador – o restante pertence a DIS (40%) e a Terceira Estrela Investimentos S/A, Teisa, (5%).

Já a do Real Madrid é mais do que o dobro da do rival espanhol e gira em torno de 40 milhões de euros (cerca de R$ 105 milhões). Deste valor, o Santos teria integralmente R$ 57,2 milhões, seus 55%, tendo que repassar o restante para a DIS (45%) e a Teisa (5%).

 

Por Cleber Aguiar – Cássio espera se eternizar no Corinthians

Fonte: Estadao.com.br

Em entrevista à TV Estadão, goleiro revela planos de permanecer no time para sempre, seguindo exemplos de Ceni, no São Paulo, e Marcos, no Palmeiras

Vítor Marques e Robson Morelli – O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Em entrevista exclusiva e ao vivo na  TV Estadão nesta quinta-feira, o goleiro Cássio admitiu sua intenção de se eternizar no Corinthians, clube que o contratou após passagens pelo Grêmio, onde se formou na base, e PSV Eindhoven, da Holanda, onde jogou antes de desembarcar no Parque São Jorge. Cássio se diz um jogador feliz no clube, que acaba de festeja seu 27º campeonato paulista.

Cássio falou da paixão da torcida corintiana - Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão
Cássio falou da paixão da torcida corintiana

 O jogador, que conquistou a confiança da torcida durante a Copa Libertadores de 2012, reconheceu a força e o carinho da Fiel desde que chegou ao Corinthians. Admite que a torcida empurrou o time à vitória em momentos difíceis e que ficou ao lado do grupo mesmo após a eliminação no torneio continental deste ano, diante do Boca Juniors no Pacaembu. “A torcida do Corinthians está sempre surpreendendo. O torcedor do Corinthians é apaixonado. Posso jogar em outros clubes um dia, o que não quero, mas iguais aos corintianos nunca vou achar. A torcida joga junto.”

Ciente da injusta arbitragem no confronto com o Boca Juniors, nas oitavas da Libertadores, o goleiro comentou que foi só depois da partida que ele pode reparar na influência para o resultado dos erros do árbitro Amarilla. “Particularmente, eu fui saber no final o que aconteceu, de fato. No intervalo, a gente estava sentindo o estresse de precisar da vitória, focados mesmo. Mas ele foi muito mal naquele jogo, cometeu erros gravíssimos. Foi meio escandaloso até o que aconteceu, mas são coisas do futebol”.

Virada a página da Libertadores, Cássio se prepara para outros torneios nesta temporada, e classifica de importante todos eles. Além da estreia do Corinthians no Brasileirão neste sábado, contra o Botafogo, às 21h, o time volta suas atenções para a Copa do Brasil e também para a Recopa Sul-Americana, contra o São Paulo, no segundo semestre – em dois jogos.

“Queremos ganhar os três campeonatos que temos pela frente, claro. Conseguimos separar bem os torneios de que estamos participando. Se temos uma decisão na Copa do Brasil, precisamos focar nisso ao mesmo tempo que jogamos o Brasileirão. Procuramos jogar em alto nível todos os campeonatos que disputamos”.

O foco no Corinthians é total. Revelado pelo Grêmio e lançado ao futebol holandês, onde ficou por quatro anos, Cássio não tem vontade de voltar para o exterior, muito menos de deixar o Corinthians. “Não me arrependo de nada, de ter saído do Brasil, por exemplo, com 19 anos. Evolui muito como pessoa e profissionalmente também. Foi uma escolha financeira e sonho de jogador de atuar na Europa”, conta. “Eu acho que a gente tem de ter objetivos na vida. O meu é ficar no Corinthians para sempre.”

SELEÇÃO BRASILEIRA
Cássio era um dos nomes possíveis para compor a seleção brasileira na Copa das Confederações. Felipão, porém, optou por Julio Cesar, Diego Cavalieri e Jefferson. O fato parece não ter incomodado o goleiro corintiano, mas que confessou ter esperanças em defender o time nacional na Copa. “Eu acredito no meu trabalho. Se eu tiver uma chance na seleção, vou agarrar como agarrei no Corinthians. Achava que tinha uma grande chance, mas ela não veio agora. Acho que o fato de ter me machucado atrapalhou um pouco. E os convocados estão muito bem. Em vez de reclamar, acho que tenho de olhar o lado dos goleiros que foram chamados também”.

Cássio participou de convocações com Dunga e Mano Menezes.

ÍDOLOS
O goleiro corintiano valoriza muito o que Rogério Ceni e Marcos fazem e fizeram por seus times, São Paulo e Palmeiras, respectivamente. Reconhece a carreira vitoriosa de ambos e gostaria muito de seguir o caminho que eles, e alguns outros jogadores, traçaram no futebol, o de defender a bandeira de um time por anos.

Por Cleber Aguiar – COPA DO BRASIL: Vitória vacila e Santos avança sem jogar nada

Fonte: Futebolinterior.com.br

Cruzeiro, Botafogo e Figueirense venceram bem em casa

– Dos cinco times que mandaram seus jogos, nesta quarta-feira, pelos jogos de volta da segunda fase da Copa do Brasil, apenas um não avançou à terceira fase. O Vitória bobeou no Barradão ao empatar com o Salgueiro, por 1 a 1, e ser eliminado. Os outros mandantes carimbaram as suas vagas. Três deles com vitórias: Botafogo, Cruzeiro e Figueirense. E um com empate: o Santos, que ficou no zero a zero com o Joinville, na Vila Belmiro.

As definições
Na Vila Belmiro, de ressaca pela perda do título paulista para o Corinthians, o Santos não forçou a barra e empatou sem gols com o Joinville. O time santista só avançou porque tinha vencido na ida. Agora vai enfrentar o Crac, de Catalão (GO).

Em Belo Horizonte, no Mineirão, o Cruzeiro passou fácil pelo Resende, por 4 a 0, com gols de Dagoberto, de falta, num frangaço do goleiro Mauro, que deixou a bola passar debaixo de suas pernas. Os outros gols foram de Borges (2) e Lucca. A Raposa terminou com seis pontos, porque tinha vencido na ida por 2 a 1. Agora vai medir forças com o Atlético-GO.

No Estádio Raulino Oliveira, em Volta Redonda (RJ), o Botafogo jogou para o gasto e venceu o CRB, campeão alagoano, por 3 a 0, com gols de Antônio Carlos, no começo, Andrezinho e Rafael Marques, nos minutos finais de jogo. Na ida, em Maceió (AL), houve empate sem gols.

Figueira sim, Vitória não
O adversário do time carioca será o Figueirense, que em Florianópolis fez 3 a 1 sobre o Arapongas-PR, ficando com quatro pontos. Na ida houve empate sem gols. Os gols do Figueira foram marcados por Maylson, Ricardinho e Rafael Costa. Para o time do Paraná descontou Cristovão.

Animado pela conquista do título baiano, o Vitória entrou em campo confiante. Tudo parecia dar certo, quando Neto Coruja, de cabeça, abriu o placar aos 20 minutos. Mas aos 28 minutos, Élvis empatou para o Salgueiro. O placar não mudou mais e o time pernambucano avançou porque na ida tinha empatado sem gols e marcou um gol fora de casa. O seu adversário será o Criciúma.

Últimos classificados
A semana começou terça-feira com a derrota do Sport para o ABC, por 3 a 2, em Recife. O time potiguar ficou com a vaga e derrubou o técnico Sérgio Guedes.

Os dois últimos classificados serão definidos nesta quinta-feira à noite, a partir das 19h30. Em Curitiba, o Coxa tenta reverter a vantagem do Nacional-AM, que goleou por 4 a 1, em Manaus. Na capital cearense, o Fortalece recebe o Confiança como favorito, porque na ida deu empate por 1 a 1.

Confira os jogos desta semana:

 

Terça-feira
Sport Recife-PE 2 x 3 ABC * (ida 0 x 2)

Quarta-feira
Vitória-BA 1 x 1 Salgueiro-PE * (0 x 0)

* Figueirense-SC 3 x 1 Arapongas-PR (0 x 0)

* Botafogo-RJ 3 x 0 CRB-AL (0 x 0)

* Cruzeiro-MG 4 x 0 Resende-RJ (2 x 1)

* Santos-SP 0 x 0 Joinville-SC (1 x 0)

* Classificados à 3.ª fase

Quinta-feira – 19h30

Fortaleza-CE x Confiança-SE (1 x 1)

Coritiba-PR x Nacional-AM (1 x 4)

Por Cleber Aguiar – Atletas elegem Tite o melhor técnico do país e Leão o pior que já tiveram

Fonte: Globo.com

Comandante do Corinthians tem mais do que o triplo de votos de Muricy Ramalho, e Leão é o mais citado entre 80 ‘treinadores ruins’ por jogadores

Por Alexandre Lozetti São Paulo

Toda unanimidade é burra, diria Nelson Rodrigues. Tite, então, é uma quase unanimidade do futebol brasileiro. É quase impossível encontrar quem fale mal do técnico do Corinthians. A fama de correto, justo e boa gente já é antiga, e, nos últimos anos, ele ainda juntou às boas referências pessoais um currículo invejável. Ganhou a Copa Sul-Americana pelo Internacional e, no Timão, conquistou o Brasileirão, a Libertadores, o Mundial e o Paulista. O último título foi o de melhor técnico do país, eleito em pesquisa realizada pelo GLOBOESPORTE.COM em parceria com a revista “Monet” com 343 jogadores das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Prêmio resumido pelo professor com uma palavra: reconhecimento.

– Ser escolhido pelos atletas como melhor técnico do Brasil é, para mim, motivo de orgulho. Além de um incentivo à minha “inquietude” em busca de conhecimento e crescimento pessoal e profissional.

técnicos_Censo (Foto: Infoesporte)

Ele teve mais do que o triplo dos votos de Muricy Ramalho, tetracampeão nacional: 150 a 49. Foram 24 treinadores citados, e 33 atletas preferiram não responder. Mas a pesquisa não é só feita de elogios. Os jogadores também foram questionados sobre o pior técnico com quem já trabalharam. Apesar da garantia do anonimato, 175 boleiros ficaram em cima do muro e não responderam, ou disseram “nenhum”: a grande maioria. Entre os citados, Emerson Leão ganhou (ou perdeu) também com larga vantagem: 29 votos.

Tite: corrente de confiança

Tite chegou ao Corinthians em 2010, quando o clube demitiu Adilson Batista, e ainda tentava se reencontrar após a saída de Mano Menezes para a seleção brasileira. Apesar de não ter conquistado o título brasileiro, pelo qual lutou até a última rodada, e da trágica eliminação diante do Tolima, na primeira fase da Libertadores, ele foi mantido pela diretoria. Decisão acertada. De lá para cá, são quatro troféus levantados e quase nenhum atrito com jogadores.

O que mais se ressalta no Timão é o ambiente de respeito às decisões de Tite. Mesmo aqueles que não jogam se enquadram em seu lema de “merecimento”. Quem ameaça roer a corrente é isolado pelo grupo. Foi o que ocorreu com o argentino Martínez, que, no ano passado, ameaçou deixar o clube se não se tornasse titular. A pressão não deu certo, e ele se transferiu para o Boca Juniors. Após a eliminação para o mesmo Boca na atual edição da Libertadores, Alexandre Pato esboçou a reclamação por sua condição de reserva, mas logo recuou.

Tite, Corinthians x Boca Juniors (Foto: Marcos Ribolli)Tite tem a preferência de 43,7% dos jogadores que
disputam as Séries A e B (Foto: Marcos Ribolli)

– Não fico surpreso por ele ter sido eleito. Sei da capacidade dele, tivemos um rápido contato quando eu tinha 12 anos, e agora nos reencontramos. Ele tem trabalhado muito bem, torna um grupo muito forte e vai buscar muitos títulos – afirmou Pato.

Além dos resultados, as frases e expressões do treinador alvinegro o marcaram como um dos grandes personagens recentes do futebol. Nas entrevistas coletivas após os jogos, ele fala como se tivesse entrado em campo. Semblante cansado, intenso, chega a suar. Bate nas teclas do profissionalismo e da justiça. Após o empate diante do Boca, em que o trio de arbitragem prejudicou o Corinthians no Pacaembu, o gaúcho revelou que foi cínico ao cumprimentar juiz e assistentes:

– Botei meu lado podre pra fora.

A última dor de cabeça do comandante foi Jorge Henrique. A comissão técnica alegou problemas de indisciplina após o atacante ter chegado atrasado ao treino e o afastou do grupo. Tite não aceita que quebrem a corrente de confiança.

– Em cinco meses no Corinthians, e pelo que já havia ouvido, o Tite é um cara super profissional, trabalhador, honesto, e tem o grupo inteiro nas mãos. É um cara sensacional, que consegue conduzir 30 jogadores e todos ficam felizes – elogiou o zagueiro Gil.

Leão: o outro lado

As respostas sobre o pior técnico que cada um teve em sua carreira reservaram curiosidades: 80 profissionais foram citados. Entre eles, nomes como o holandês Frank de Boer, o turco Yilmaz Vural e brasileiros menos conhecidos como Bezerra, Bagé, Eugênio, Mauro Ovelha, Ney da Matta… Até José Mourinho foi vítima, votado por dois atletas.

Emerson Leão reclama contra Lusa (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Emerson Leão não teve boa votação dos atletas
(Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Em meio a quase 200 abstenções, Leão foi o líder de votos: 29, também mais do que o triplo dos que vieram a seguir. Joel Santana foi lembrado por oito jogadores, e Vágner Mancini por sete. Os preferidos dos boleiros, Tite e Muricy Ramalho, não receberam votos, mas nem Luiz Felipe Scolari escapou da ira dos atletas. O comandante da seleção brasileira teve uma indicação para pior técnico – e 11 para melhor.

Campeão brasileiro em 2002 no comando do Santos, Emerson Leão está desempregado desde o ano passado, fato que, segundo ele, facilita para que jogadores o indiquem. Ele trabalhou no São Caetano em 2012, após ser demitido do São Paulo em razão das eliminações nas semifinais do Paulistão e da Copa do Brasil. A saída do Morumbi, assim como em 2005, em sua primeira passagem pelo clube, gerou uma série de críticas de jogadores e dirigentes. Os mesmos que haviam trabalhado com ele sete anos antes.

– Futebol é muito simples. Quem está entre os 11, gosta; quem não está, reclama. E eu não tenho acordo com jogador, não tenho acordo com empresário. Por isso, não gostam. Acho que está na hora de os jogadores de futebol fazerem um pouco pelo Brasil, porque eles estão jogando muito pouco – defendeu-se o treinador.

Acho que está na hora de os jogadores de futebol fazerem um pouco pelo Brasil, porque eles estão jogando muito pouco”
Emerson Leão

Incomodado com o resultado, mas de bom humor, Leão disse que os jogadores se esconderam atrás de seu nome, já que não precisam ter seus votos revelados, e citou a boa relação com Diego Tardelli, atacante que foi destaque do São Paulo sob seu comando, entre 2004 e 2005, mas deixou o clube depois que o treinador também saiu.

– Vai perguntar pro Tardelli se ele me acha bom. É que só gostam do lado negativo.

Leão, no entanto, não recebeu nenhum voto para melhor técnico do país.

Por Cleber Aguiar – Palmeiras é condenado a pagar quase meio milhão à Cleiton Xavier

Fonte: Futebolinterior.com.br

Atualmente, Cleiton Xavier é ídolo no Metalist, time da Ucrânia

 Às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro da Série B, o Palmeiras recebeu uma notícia no mínimo desanimadora. O clube foi condenado pela Justiça a pagar quase R$ 500 mil ao meia Cleiton Xavier (foto abaixo), que vestiu a camisa alviverde em 2010 antes de ir para a Ucrânia.
Representado pelo advogado João Henrique Chiminazzo, o jogador cobrava três meses do Direito de Arena – valor que os clubes recebem pelas imagens geradas em razão do espetáculo esportivo. A decisão foi favorável e Cleiton Xavier ficou com a diferença de 15% do valor em aberto.

“O Direito de Arena deve ser cumprido pelos clubes. Muitos ainda preferem ficar sem pagar, mas depois acabam condenados, como o Palmeiras. É muito difícil não ganhar uma causa dessa, ainda mais com os atrasos comprovados”, comentou o advogado ao Portal FI.

Logo que deixou o Palmeiras, em 2010, Cleiton Xavier foi jogar no Metalist, da Ucrânia. Lá ele é ídolo da torcida e tem contrato até junho de 2014. Ele esteve na mira do Verdão para este ano, mas a briga judicial atrapalhou nas negociações. Aos 30 anos, no Brasil ele ainda jogou por Inter, Sport e Figueirense.

Em meio a condenação, o Palmeiras treina para estreia na Série B no sábado, contra o Atlético-GO, às 16h20, no Estádio Novelli Júnior, em Itu.

Por Cleber aguiar – Suposto protótipo de nova camisa do Flamengo vaza na internet

Fonte: Lancenet.com.br

Lançamento oficial será na noite desta quinta-feira

Suposta nova camisa do Flamengo (Foto: Reprodução)
Suposta nova camisa do Flamengo (Foto: Reprodução)

Na tarde desta quinta-feira, horas antes do lançamento oficial ser feito pelo Flamengo e Adidas, circulou na internet uma imagem do que seria um protótipo da nova primeira camisa do time rubro-negro. Um blog especializado em camisas de futebol teria tido acesso à imagem.

O desenho obedece a alguns dos detalhes do novo uniforme, divulgados pela própria Adidas desde que foi anunciada a parceria, cerca de duas semanas atrás.

O lançamento gerava grande expectativa justamente pelo mistério em torno do novo uniforme. Na última qurta-feira, inclusive, houve grande divulgação do lançamento na Gávea, sede do Flamengo.

Por Cleber Aguiar – Em silêncio, Ibson desembarca em São Paulo para assinar com o Timão

Fonte: Globo.com

Jogador prefere não falar na chegada porque ainda não firmou o contrato. Antes, meia, que deixou o Flamengo, fará exames médicos

Por Rodrigo FaberSão Paulo

ibson desembarque corinthians (Foto: Diogo Venturelli)Ibson chegou a São Paulo nesta quinta: entrevistas
só depois de assinar (Foto: Diogo Venturelli)

O meia Ibson, ex-Flamengo, chegou a São Paulo na tarde desta quinta-feira para fazer exames médicos e, se aprovado, assinar contrato com o Corinthians. Com a rescisão entre o jogador e o clube carioca, ele deve ser anunciado em breve como reforço do Timão. Ainda não se sabe de quanto tempo será o compromisso.

Cauteloso, o meia preferiu não falar no desembarque. Segundo seu empresário, Eduardo Uram, ele primeiro precisa firmar o vínculo com o Timão.

– Ainda não assinamos. Por isso, ele não vai falar. Ninguém fala sobre possibilidades, somente sobre coisas concretas – afirmou o agente.

Ibson é o sexto reforço do Corinthians para a temporada. Logo no início de 2013, o clube anunciou as contratações do zagueiro Gil, do meia Renato Augusto e do atacante Alexandre Pato, que custaram, juntos, aproximadamente R$ 60 milhões. Depois, chegaram o goleiro Walter e o volante Maldonado. O Timão segue “vasculhando” novos nomes no interior de São Paulo.

No domingo, dia da conquista do Campeonato Paulista sobre o Santos, a diretoria alvinegra havia demonstrado interesse por Ibson. O diretor adjunto Duílio Monteiro Alves é quem manteve contato com o empresário Eduardo Uram.

O volante Paulinho desperta o interesse de clubes europeus, e o Inter de Milão é o principal interessado. O Corinthians tem Guilherme e Edenílson para a posição, mas o primeiro ainda é considerado inexperiente, enquanto o segundo está sendo preparado para substituir Alessandro na lateral direita. Assim, o caminho ficaria aberto para Ibson se firmar.