Por Cleber Aguiar – Santos estuda contratar o atacante Roque Santa Cruz

Fonte: Futebolinterior.com.br

O Botafogo também demonstrou interesse em contar com o jogador

O Santos pode contar com um reforço de peso para a disputa do Campeonato Brasileiro no segundo semestre. O atacante paraguaio Roque Santa Cruz foi oferecido à diretoria alvinegra e a presença de Neymar no time pode ajudar na vinda do jogador que atualmente está no Málaga, da Espanha.

Roque Santa Cruz está disposto a voltar ao futebol sul-americano para poder ficar mais próximo de sua família, que vive no Paraguai. E o futebol brasileiro, por causa da visibilidade e salários altos, é o mercado mais interessante para o jogador, que está sendo oferecido para vários clubes. Além do Santos, o Botafogo também foi um dos procurados.

A negociação ainda está em fase embrionária. De certo, apenas que ele foi oferecido e a diretoria ficou de estudar o nome e conversar com o técnico Muricy Ramalho. A conversa teve início na semana passada. A falta de dinheiro para contratá-lo não seria problema, já que o vínculo com o Manchester City – dono de seus direitos federativos – se encerra em junho e ele ficará livre para negociar com quem quiser.

O que poderia atrapalhar é o salário do jogador paraguaio e o fato de ele ser estrangeiro. O time alvinegro já conta com três no elenco: os argentinos Montillo, Miralles e Patito Rodriguez, número máximo permitido em um jogo.

FALTAM REFORÇOS 
O treinador constantemente reclama da ausência de reforços e a chegada de Santa Cruz seria uma forma de agradá-lo porque Neymar ainda não tem um parceiro de ataque definido. Miralles, André e o garoto Giva já tiveram chances de atuar como titulares do ataque do Santos.

Após o jogo contra o Mogi Mirim, no último sábado, pela semifinal do Paulistão, Muricy Ramalho voltou a ironizar a ausência de reforços e o fato de o time não conseguir mais encantar como antes, mesmo chegando à quinta final consecutiva no Campeonato Paulista. “As pessoas lembram do Ganso, Elano e Robinho. Eu também lembro, mas isso não existe mais. Minha obrigação é tornar esse time mais competitivo com o que a gente tem. O Bayern de Munique vai pegar o Götze por R$ 100 milhões e aqui a gente sofre para pagar R$ 40 mil. Tenho de me virar com o que tenho na mão”.

Desde o título da Copa Libertadores de 2011, quando o elenco passou por uma grande reformulação, o treinador tem reclamado publicamente da falta de reforços e por não ter um elenco mais numeroso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s