Por Cleber Aguiar – Garoto chileno chora nos braços de Vargas e ganha camiseta em hotel

Fonte: Globo.com

Diego Gonzalez Benavente, nove anos, foi recompensado pelo ídolo após longa espera. Grêmio está em Concepción, cidado ao lado de Talcahuano

Por Lucas RizzattiDireto de Concepción, Chile

Menino chora ao encontrar Vargas no Chile (Foto: Lucas Rizzatti/GLOBOESPORTE.COM)Menino chora ao encontrar Vargas no Chile
(Foto: Lucas Rizzatti/GLOBOESPORTE.COM)

Diego Gonzalez Benavente, nove anos, fazia um vaivém frenético no saguão do hotel Sonesta, em Concepción. Por quase duas horas, esperou ansiosamente a chegada do ônibus gremista na cidade vizinha a Talcahuano, palco do jogo de quinta com o Huachipato, que vale vaga às oitavas da Libertadores. Queria ver Vargas, seu grande ídolo. Chegou a fazer até prece. Valeu a pena. Recebeu abraço e, de volta, retribuiu o atacante com um choro incontido, sincero e que parou o desembarque dos demais atletas.

Torcedor de La U, em que Vargas fez fama e fortuna, Diego, natural de Talcahuano, imitou o ídolo, rasgou a barreira de policiais como se estivesse diante de zagueiros turrões e, facilmente, se viu frente a frente com Vargas. Abraçou-o no ato, sem mencionar palavra. E lá ficou, estacado, chorando, soluçando e abraçando ainda mais o jogador, numa tentativa de evitar o fim do momento.

– Calma, não se preocupe… Vais ao treino? – puxou assunto Vargas, tentando acalmar a emoção do pequeno.

Menino chora ao encontrar Vargas no Chile (Foto: Lucas Uebel/Divulgação, Grêmio)Menino se emociona ao receber a camisa 8 de Vargas (Foto: Lucas Rizzatti/GLOBOESPORTE.COM)

Jogadores, dirigentes e policiais arregalaram os olhos. Mas Vargas no Chile é isso. Tietagem total. Outros fãs, depois da intervenção especial de Diego, também suplicaram por autógrafos e fotos. Vargas, atencioso, jamais disse um “não”. E, sempre com Diego ao lado, entrou no saguão do hotel. Entrou no espaço destinado ao almoço. Mas voltou rapidamente. E com uma camisa 8, inscrita Vargas. Um presente que derrubou de vez Diego, que se envolveu com o manto, formando uma espécie da capa umedecida por mais lágrimas.

Diego virou atração no hotel. Todos queriam saber quem era o garoto. Estava acompanhado do avô, torcedor do… Huachipato. Mas, convenhamos, nesta quarta-feira, todos foram Vargas Futebol Clube.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s