ICFUT–Quartas de final do Paulistão podem ter duelo de gigantes

Fonte: lancenet

Corinthians, Santos e Palmeiras são os mais ameaçados por possibilidade; São Paulo, que deve confirmar primeira colocação, está quase livre

As imagens de Santos 0 x 0 Corinthians (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)
Na primeira fase, Santos e Corinthians ficaram no zero (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

Já garantidos nas quartas de final do Paulistão Chevrolet, os quatro grandes clubes paulistas têm apenas um incentivo para as duas rodadas que restam na primeira fase da competição: fugir dos arquirrivais na primeira rodada eliminatória. Após a 17ª rodada, o cruzamento das quartas teria o clássico Santos x Corinthians, já que o Peixe está na quarta colocação e o Timão na quinta. O líder São Paulo teria pela frente o Penapolense, em oitavo; enquanto o Palmeiras (sexto) enfrentaria o Mogi Mirim (terceiro). O outro duelo seria entre os interioranos Ponte Preta e Botafogo.

Líder isolado com 38 pontos, quatro a mais que a vice-líder Ponte Preta e com um jogo a menos, o Tricolor já tem uma posição garantida no Top 4, mesmo que perca os três jogos que ainda tem pela frente: o confronto adiado da quarta rodada contra o União Barbarense, nesta quarta-feira, e XV de Piracicaba e Mogi Mirim. O time precisa de apenas um triunfo para assegurar a primeira colocação. O Corinthians, quinto colocado com 32 pontos, pode até alcançar o rival em número de pontos (38), mas perderia no desempate no número de vitórias (atualmente 12 contra 8).

Em quarto, com 33 pontos, o Santos está empatado com o Mogi Mirim (3º) e um ponto atrás da Ponte. Para subir na classificação, além de torcer por tropeços dos rivais, terá de vencer o União Barbarense e o Penapolense nas últimas rodadas. Este último, por sinal, ocupa a oitava posição e briga para se garantir nas quartas de final.

O Palmeiras, na sexta colocação, hoje faria uma das partidas das quartas contra o Mogi Mirim (3º). No entanto, o adversário ainda pode mudar e o Verdão pode enfrentar Santos ou Corinthians, dependendo dos resultados. Se ambos vencerem os próximos dois compromissos e Santos ou Mori tropeçarem, avançam e Corinthians terminaria em quarto e o Palmeiras em quinto, havendo assim duelo entre os rivais.

Arquirrivais Corinthians e Palmeiras podem se enfrentar nas quartas. Na primeira fase, empate por 2 a 2

Se a intenção dos clubes é enfrentar um time do interior, uma combinação de resultados precisa acontecer. Para isso, o São Paulo venceria o XV de Piracicaba e o Mogi, o Santos perderia para o União Barbarense e Penapolense, enquanto o Palmeiras teria de perder e empatar e o Timão perder seus dois jogos. A Ponte venceria seus dois confrontos.

Com o raciocínio acima, os grandes não se enfrentariam e as quartas ficariam da seguinte forma: São Paulo (1º) x Botafogo (8º); Penapolense (4º) x Santos (5º); Ponte Preta (2º) x Palmeiras (7º) e Mogi Mirim (3º) x Corinthians (6º).

Como o São Paulo deve assegurar a primeira colocação dificilmente terá um rival nas quartas, já que são pequenas as chances de Santos, Corinthians ou Palmeiras ficarem em oitavo lugar. Já os duelos Santos x Corinthians, Santos x Palmeiras ou Corinthians x Palmeiras estão na berlinda, pois ainda pode haver muita troca de posição entre eles e Ponte Preta e Mogi Mirim. Nas quartas, os duelos serão em jogo único e, em caso igualdade, a decisão será nos pênaltis. O mesmo valerá para as semifinais. Apenas a decisão será em dois jogos.

Como no futebol é complicado fazer previsões, resta ao torcedor esperar as duas rodadas restantes e torcer para que o espetáculo aconteça, independente de ser contra aquirrival ou um clube do interior de São Paulo.

Clássicos que podem acontecer

– A classificação atual aponta um clássico Corinthians x Santos nas quartas

– Como o São Paulo está perto de confirmar a primeira colocação, as chances de enfrentar Corinthians ou Santos são remotíssimas, pois os dois times só terminarão em oitavo lugar caso aconteça uma combinação muito improvável de resultados.

– O Palmeiras ainda pode terminar em oitavo, mas para isso terá que ser ultrapassado por dois times na classificação, que só podem ser Botafogo e Penapolense. Caso isso ocorra, poderemos ter São Paulo x Palmeiras.

– Além de Corinthians x Santos, outros clássicos que têm boas chances de pintar nas quartas são Corinthians x Palmeiras e Santos x Palmeiras. Apenas três pontos separam Ponte Preta, vice-líder, de Palmeiras, sexto colocado. Isso possibilita inúmeras alterações.

Jogos que restam para cada um do quarteto:

Corinthians:

18ª rodada – 14/4 – 16h – Linense x Corinthians

19ª rodada – 21/4 – 16h – Corinthians x Atlético Sorocaba

Palmeiras:

18ª rodada – 14/4 – 16h – Palmeiras x Guarani

19ª rodada – 21/4 – 16h – Ituano x Palmeiras

Santos:

18ª rodada – 13/4 – 18h30 – União Barbarense x Santos

19ª rodada – 21/4 – 16h – Santos x Penapolense

São Paulo:

4ª rodada – jogo adiado – 10/4 – 19h30 – União Barbarense x São Paulo

18ª rodada – 13/4 – 18h30 – São Paulo x XV de Piracicaba

19ª rodada – 21/4 – 16h – Mogi Mirim x São Paulo

ICFUT – Milan pode ser expulso de competições europeias

Fonte: yahoo

Botafogo de Ribeirão Preto cobra indenização por formação de jogadorTime de Silvio Berlusconi pode ser expulso de competições europeias

Bomba na Itália! O Milan está ameaçado de sofrer uma grave punição: ser expulso das competições europeias da temporada que vem. O motivo seria a falta de pagamento da indenização por formação de jogador ao Botafogo de Ribeirão Preto.

O clube paulista reclamou formalmente com a FIFA e a UEFA, cobrando o pagamento de R$900 mil pela contratação de Sergio Ceregatti, em 2010. O brasileiro foi vendido ao Ancona em 2008 e dois anos depois se transferiu para o rossonero. Segundo a equipe do interior, Serginho passou quatro anos em sua categoria de base, o que daria ao clube o direito de receber uma porcentagem em cima da venda.
Os italianos dizem que a dívida é de apenas 61.250 mil euros, que já foram pagos em 2011, após o time de Ribeirão Preto cobrar a quantia. O detalhe é que a obrigação de pesquisar o histórico do atleta é do contratante, não do formador.
Através de documentos, o Milan argumenta que foi informado pelo jogador, clube e empresário que o período na base da equipe foi de apenas sete meses, não quatro anos. Porém, em 2012, o rubro-negro alega que Ceregatti abandonou e clube e sumiu do país, fazendo com que o Botafogo mudasse a sua versão da história.

ICFUT – Romário ataca Pelé: ‘Mais uma vez falou besteira’

Fonte: yahoo

O Baixinho voltou a acirrar a rivalidade com o Rei do FutebolRomário voltou a atacar Pelé em declaração na imprensa

Não é de hoje que Romário e Pelé trocam farpas pela imprensa. Uma das mais célebres frases do Baixinho, conhecido por suas declarações polêmicas, foi justamente contra o Rei do Futebol. E, no último domingo, o eterno camisa 11 voltou a atacar Pelé.

Em entrevista ao Pânico, da Band, Romário comentou o conselho que Pelé deu para Felipão, dizendo que o treinador deveria usar o Corinthians como base da seleção. Com palavras fortes, o deputado deixou claro que discorda completamente da opinião de Pelé.
"A gente só escuta porque é o Pelé falando. O time do Corinthians como base da seleção? Não concordo. Já falei uma vez e vou repertir: ‘calado é um poeta’. Mais uma vez falou besteira", opinou.
O primeiro atrito de Romário com Pelé aconteceu quando o Baixinho se encaminhava para o fim de sua carreira. Já com 39 anos, o camisa 11 queria continuar jogando e Pelé resolveu opinar, dizendo que o melhor para o atacante era se aposentar. Em resposta, o Romário disse que o Rei do Futebol deveria cuidar somente da vida dele.

ICFUT – “Experiente e vitorioso”, Joel Santana retorna ao Bahia pela 3ª vez

Fonte: gazetaesportiva

Menos de 24 horas depois de anunciar a demissão do técnico Jorginho, goleado por 5 a 1 no clássico de reabertura da Fonte Nova, contra o Vitória, o Bahia anunciou a contratação de seu novo comandante para a sequência do Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Série A do Campeonato Brasileiro: Joel Santana. Considerado “experiente e vitorioso” na nota oficial divulgada pelo clube, o treinador de 63 anos começa sua quarta passagem pelo Fazendão já nesta terça-feira.

O tempo de contrato do novo comandante não foi divulgado, mas já está definido que Joel chega ao Bahia sozinho, sem auxiliares ou outros membros de comissão técnica. Em 2012, logo após sua saída do Flamengo, o treinador se afastou do futebol para uma cirurgia no quadril e ficou “lendo, indo ao cinema e conversando com os amigos” no Rio de Janeiro, à espera de um convite. Sua chegada é aguardada em Salvador para o treino desta terça-feira, quando viaja com a delegação para São Luís, mas não comanda o Bahia na abertura da Copa do Brasil, contra o Maranhão Atlético Clube.

A primeira passagem de Joel Santana pelo Bahia ocorreu em 1994, com direito ao título do Campeonato Baiano em campanha marcada justamente por goeladas sobre o Vitória. O retorno ocorreu em 1999, com um novo título estadual. Joel só foi retornar ao Tricolor de Aço na temporada 2011, para substituir René Simões, sendo responsável pela retomada da equipe no Campeonato Brasileiro, com seis vitórias, quatro empates, sete derrotas, salvação do rebaixamento e vaga na Copa Sul-americana depois de 23 anos sem participação em torneios internacionais.

Divulgação/Bahia

Joel Santana passou no Bahia em 94 e 99, como campeão estadual, 2011 e agora 2013, logo após a saída de Jorginho

Ao final de 2011, Joel renovou contrato com o Bahia, clube que havia chamado de “sardinha” enquanto ainda comandava o Cruzeiro, mas logo deixou Salvador para assumir o comando do Flamengo, que havia dispensado Vanderlei Luxemburgo. Em 31 partidas, foram 17 vitórias, cinco empates e nove derrotas, sendo demitido em julho de 2012 e substituído por Dorival Júnior. Desde então, Joel não aceitou nenhum convite antes do Bahia, clube presidido por Marcelo Guimarães Filho, seu amigo pessoal.

Com 63 anos, o treinador apelidado de ‘Papai Joel’ já rodou o Brasil em clubes como Vasco, Fluminense, Botafogo, Corinthians, Inter e Coritiba, entre outros, além de experiências internacionais: entre 1981 e 1986, passou pelo Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos. Um ano depois, o treinador dirigiu o Al Hilal, da Arábia Saudita, onde permaneceu até 1990, quando foi para o também saudita Al-Nasr. Em 2006, Joel conheceu o futebol japonês, no Vegalta Sendai. Já em 2008, o treinador comandou a seleção da África do Sul.

No site oficial do clube, Joel falou as primeiras palavras como treinador do Bahia: “Já tenho uma história no Bahia e sei que posso ajudar esse gigante mais uma vez. Conheço a maior parte dos jogadores e vou chegar para somar. O título baiano é possível, assim como boas campanhas na Copa do Brasil e Série A. Conto com o apoio da torcida tricolor para iniciarmos essa reação”.

ICFUT – Inspeção ocular é cancelada e corintianos retornam à penitenciária

Fonte: gazetaesportiva

A inspeção ocular marcada pela promotoria pública da Bolívia no estádio Jesús Bermúdez, em Oruro, foi cancelada nesta segunda-feira. As autoridades locais deixaram os 12 torcedores do Corinthians e a imprensa esperando por duas horas no estádio em que o garoto Kevin Beltrán Espada faleceu em 20 de fevereiro.

Segundo informações do canal SporTV, os corintianos foram levados da penitenciária de San Pedro por volta das 15h45 (de Brasília) nas caçambas de duas caminhonetes da polícia local. Depois de rápida passagem pelo ministério público, foram encaminhados ao estádio do San Jose aparentando muito cansaço.

AFP

Torcedores do Corinthians lamentaram o cancelamento da inspeção ocular e o retorno à penitenciária

Por duas horas, os alvinegros permaneceram embaixo das arquibancadas do Jesús Bermúdez sem contato com a imprensa. Foi aí que a promotoria informou o cancelamento da inspeção ocular, alegando que nem os peritos, nem membros da família de Kevin compareceram ao local.

O objetivo das autoridades com a inspeção ocular é tentar definir onde cada um dos 12 torcedores estavam no momento em que o sinalizador foi disparado no empate em 1 a 1 entre Corinthians e San Jose. Agora, o procedimento deve ser realizado no próximo dia 17, fazendo com que os corintianos permaneçam na penitenciária de San Pedro.

ICFUT – Agente de Dedé conversa com Vasco e vê Timão como possibilidade

Fonte: gazetaesportiva

O futuro do zagueiro Dedé voltou a ser debatido no Vasco, nesta segunda-feira, quando o diretor de futebol do clube cruz-maltino, René Simões, reuniu-se com os empresários do atleta, Giuliano Aranda (o Magrão) e Ubiraci Cardoso. Apesar de o time do Rio de Janeiro tentar segurar o atleta, o Corinthians é apontado como possível destino do defensor.

“O Corinthians é uma possibilidade, não tem como negar, assim como existem outras consultas. É um momento delicado do Vasco e temos de respeitar a entidade, pois o Dedé tem uma identificação muito grande com o clube. Ele já teve inúmeras situações para sair e sempre respeitou muito o clube”, afirmou Magrão, em contato por telefone com a GE.net.

Marcelo Sadio/vasco.com.br

Zagueiro Dedé interessa ao Corinthians, mas Vasco prefere negociá-lo com o futebol do exterior

O empresário explicou que não houve qualquer avanço na reunião para encaminhar uma eventual saída do zagueiro, mas entende que este é um momento de avaliar o futuro, já que o Vasco terá uma pausa nas competições.

“O Dedé sempre se preocupou mais com a carreira do que com ofertas. O momento que o Vasco está é delicado, pois não tem mais possibilidade na Taça Rio e só jogará a Copa do Brasil em agosto, quando o Brasileiro já tiver começado. É um momento de conversar e ver o futuro, mas respeitando o clube”, acrescentou.

Magrão explicou que sempre manteve conversas com representantes do Vasco para saber sobre seu cliente. “Não teve nada a mais hoje, ele está no clube e tem contrato. Nós nos falamos quase que diariamente, desde a época do Rodrigo Caetano (ex-diretor do clube)”, acrescentou.

O técnico Paulo Autuori já se mostrou conformado em perder o zagueiro no segundo semestre, mas o Vasco prefere que a negociação seja com alguma equipe do exterior. O Corinthians adota um discurso de cautela, tentando não se envolver diretamente no assunto.

ICFUT – Pressão cresce e ameaça poder de José Maria Marin na CBF

Fonte: lancenet

 

Presidente sofre ataques por seu envolvimento com a ditadura militar, por críticas ao ministro do Esporte e pelo atraso das obras da Copa

José Maria Marin (Foto: Mowa Press)
José Maria Marin tem sofrido pressão de todos os lados (Foto: Mowa Press)

As declarações de Ronaldo – membro do Comitê Organizador Local da Copa de 2014 – que em entrevista ao "O Globo" defendeu a saída de José Maria Marin da presidência da CBF, intensificaram a movimentação dos que vêm pedindo a mudança de comando das duas entidades. Nos últimos meses, o desgaste do cartola tem se acentuado principalmente pela ligação de seu nome com a prisão e morte do jornalista Vladimir Herzog, durante a ditadura militar, e a divulgação de fitas gravadas em que ele critica o ministro do Esporte Aldo Rebelo, afirmando que ele não tem poder e nada decide no governo.

No próximo dia 19, os presidentes das 27 federações estaduais estão convocados a participarem de uma assembleia geral da CBF. Foi num evento como esse que Ricardo Teixeira, pressionado pelas denúncias de corrupção e sem apoio do governo brasileiro ou da Fifa, anunciou a sua renúncia, abrindo caminho para a ascensão de Marin. Um presidente de Federação ouvido peloLANCE!Net afirma que "ainda é prematuro julgar que alguma coisa semelhante possa ocorrer agora", mas admite que as pressões em torno do presidente da CBF e do COL estão crescendo "além do esperado para um período de véspera de Copa das Confederações".

Por mais que não haja sinais claros de uma oposição a Marin na CBF, a situação do cartola já não é tão cômoda. Há algumas semanas, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Barros Carvalho, tentou articular uma carta desagravo em favor do presidente, no mesmo momento em que crescia o movimento "Fora, Marin", patrocinado pelo deputado Romário (PSB-RJ), presidente da Comissão de Esporte e Turismo da Câmara. A falta de apoio dos colegas presidentes de federações, contudo, fez Carvalho desistir da ideia e a carta sequer chegou a ser redigida.

Romário tem sido peça chave na campanha contra Marin. O ex-jogador não poupa críticas ao andamento das obras de preparação para a Copa de 2014, atribuindo ao COL e à gestão de Marin boa parte dos problemas que, segundo ele, podem comprometer o evento e a credibilidade do país no exterior. Em outra frente, o deputado e o filho de Herzog, Ivo, entregaram na segunda-feira passada na sede da CBF uma petição intitulada "Fora, Marin", pedindo a saída do dirigente com o apoio de 54 mil assinaturas coletadas na Intenet.

O mesmo presidente de federação ouvido pelo LANCE!Net – e que faz questão de dizer que não é a favor da destituição de Marin – diz que "essa briga política" pode ser considerada hoje a maior ameaça à sobrevivência de Marin no COL e na CBF:

– O presidente abriu o leque de seus inimigos. Não estão apenas dentro do esporte, esse pessoal ligado aos direitos humanos e à luta contra os efeitos da ditadura é muito mais ativo. Eles são mais mobilizadores e gritam mais alto.

Na avaliação desse dirigente, isso pode aumentar as pressões do governo federal – já insatisfeito com o imobilismo do COL e as críticas a Aldo – e levar uma aliança com a Fifa para destituir Marin da organização da Copa de 2014.