Por Cezar Alvarenga – Timão vence o Millionarios na Colômbia e classifica-se para as oitavas de final da Libertadores.

Fonte: Yahoo! Esportes

Com gol de Danilo, Corinthians garante classificação à próxima fase da Libertadores

Um time vencedor não precisa jogar bem sempre, mas tem que conseguir o máximo possível de vitórias. O campeão mundial Corinthians é assim. Nesta quarta-feira, tal qual no domingo, diante do São Paulo, a equipe não fez boa partida, foi dominada, mas venceu. Mais uma vez graças a Danilo, que fez o único gol do 1 a 0 sobre o Millonarios, em Bogotá, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores.

O resultado classificou o Corinthians às oitavas de final. A equipe brasileira chegou a 10 pontos e lidera o Grupo 5 por conta do saldo de gols: tem cinco, contra três do Tijuana, que ficou no 1 a 1 com o San José, mais cedo. Os bolivianos (cinco pontos) e os colombianos (três) estão eliminados.

Assim, quarta-feira que vem, o Corinthians precisa ter um resultado melhor ou igual ao do Tijuana para avançar em primeiro. O time brasileiro recebe o San José. O mexicano joga em casa contra o Millonarios.

O JOGO – Sem Guerrero, vetado com dores na coxa, o Corinthians entrou em campo com apenas uma mudança em relação à equipe que venceu o clássico contra o São Paulo, domingo. Mas não perdeu qualidade, com Alexandre Pato entre os titulares. Romarinho seguiu dividindo a armação com Danilo.

Mas a bola pouco chegou aos homens de frente do Corinthians no primeiro tempo. Principalmente pelo lado esquerdo do ataque, o Millonarios dominou o jogo e não deixou os brasileiros trocarem passes. Apesar desse cenário, as melhores chances de gol nos primeiros 45 minutos foram dos visitantes.

Num lance, Danilo tocou, Pato recebeu já chutando de esquerda, mas Zapata pegou. Em outro, o meia tentou repetir o gol que fez contra o São Paulo, batendo de direita e mirando o ângulo, mas mandou por cima. A armação ia tão mal que Tite mexeu, invertendo as posições de Romarinho e Emerson, sem efeito.

O Millonarios assustou pouco no primeiro tempo, apesar de cercar a área constantemente. Logo no começo do jogo, Cássio fez grande defesa, mas ficou nisso. Na volta do intervalo, aos 4, lance de perigo. Montero chutou forte, de longe, e Cássio, adiantado, quase aceitou. A sorte dele é que a bola explodiu no travessão.

Tal qual domingo, quando a coisa apertou, Danilo estava lá para resolver. Tite tirou Pato e colocou Jorge Henrique. Segundos depois, o atacante recém-entrado rolou para o meia, que dessa vez bateu de esquerda. Chute seco, rasteiro, certeiro, longe do alcance de Zapata, para fazer 1 a 0.

Cássio, por sua vez, não estava bem. Aos 19 minutos, Perlaza cruzou da direita e o goleiro saiu de forma estranha, errando de novo o tempo da bola. Sorte dele que o Millonarios concluiu mal.

Com o goleiro em noite insegura, o risco de levar o empate era grande. Aos 38, Cássio queimou roupa num chute de longe, mas de novo contou com a sorte. Dessa vez foi Rentería quem mandou para longe. Era a certeza que o Millonarios não merecia vencer.

FICHA TÉCNICA:

MILLONARIOS 0 X 1 CORINTHIANS

MILLONARIOS – Zapata; Ochoa, Torres, Pedro Franco e Alex Diáz (Leudo); Ramírez, Otálvaro, Ortiz (Perlaza) e Candelo (Tancredi); Montero e Rentería. Técnico – Hernán Torres.

CORINTHIANS – Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Romarinho (Edenilson); Emerson (Chicão) e Alexandre Pato (Jorge Henrique). Técnico – Tite.

GOL – Danilo, aos 11 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Diego Abal (Argentina).

CARTÕES AMARELOS – Emerson.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio El Campin, em Bogotá (Colômbia).