ICFUT – Valdivia festeja volta, mas descarta jogar 90 minutos: ‘Ainda não dá’

valdivia palmeiras treino (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Valdivia viaja para o Paraguai, mas ainda não pode

atuar (Foto: Marcos Ribolli)

Após ficar duas semanas em recuperação de uma lesão na coxa esquerda, o meia Valdivia retornou ao time do Palmeiras no segundo tempo da partida contra o União Barbarense, disputado no último domingo, no Pacaembu, e que terminou com a vitória alviverde por 1 a 0. Nos 30 minutos em que esteve em campo, o gringo buscou jogo, se movimentou, mas mostrou que ainda carece de ritmo.

Apesar de se colocar à disposição do técnico Gilson Kleina para o duelo da próxima quinta-feira, contra o Libertad, em Assunção (PAR), pela Taça Libertadores da América, o camisa 10 ressalta que ainda não se sente pronto para começar jogando.

– Estou feliz em retornar e poder ajudar. Mas foi apenas o meu primeiro jogo após ficar duas semanas parado. Estou aqui para ajudar, independentemente se for um minuto ou 90. Só que precisamos ser conscientes. É preciso ir aos poucos para ganhar confiança. É claro que gostaria de jogar o tempo todo, mas ainda não dá. Não posso correr o risco de voltar para o DM. Preciso jogar minutos, depois vai crescendo, joga um tempo, um jogo, jogos seguidos. A decisão está com o Gilson – afirmou o jogador.

É preciso ir aos poucos para ganhar confiança. É claro que gostaria de jogar o tempo todo, mas ainda não dá”
Valdivia

A atual fase do Palmeiras empolga Valdivia, que já começa a pensar em voos mais altos da equipe em 2013. O chileno vê o time no caminho certo.

– Temos de continuar nesse ritmo, buscando as vitórias e com todo mundo se ajudando. Ainda está no início de temporada, podemos crescer bastante, mas todos estão de parabéns pelo espírito que está sendo mostrado – ressaltou.

Independentemente da vontade do atleta, Gilson Kleina não contava com a possibilidade de escalar o chileno desde o início do jogo desta quinta-feira, contra o Libertad.

– Ele está entendendo uma situação que acontece com todo o grupo. Estamos procurando tirar o máximo de cada um. Para o jogo de quinta, precisamos de um time forte e competitivo. Não que ele não possa fazer isso. Mas, para que ele faça, é preciso respeitar etapas. Hoje ele jogou 30 minutos e foi o nosso homem de criação., assumiu a responsabilidade no segundo tempo e criou muitas situações. Ele vai nos ajudar nos próximos jogos – explicou.

Com a partida contra os paraguaios marcada para quinta-feira, a tendência é que o treinador repita a formação tática das últimas partidas, com cinco homens no meio-campo e apenas um atacante. Em relação ao time, o técnico poderá fazer uma mudança e promover a estreia de Kleber na frente. Recuperado de lesão muscular na coxa esquerda, o ex-jogador do Porto não foi relacionado para o confronto do último domingo para aprimorar a forma física.

Fonte: Globo Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s