ICFUT – TAÇA LIBERTADORES 2013 – CLASSIFICAÇÃO, JOGOS, ARTILHARIA, GOLS E LINK AO VIVO.

 

 

 

 

 

LINK AO VIVO DOS JOGOS DA LIBERTADORES 2013 – CLIQUE AQUI !

Grupo 1
Toluca-MEX 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Barcelona -ECU 1 1 0 1 0 2 2 0 33,3
Nacional-URY 1 1 0 1 0 2 2 0 33,3
Boca Juniors-ARG 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Grupo 2
Palmeiras-BRA 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Libertad-PRY 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tigre-ARG 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Sporting Cristal-PER 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Grupo 3
Atlético-BRA 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
The Strongest-BOL 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Arsenal-ARG 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
São Paulo-BRA 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Grupo 4
Peñarol-URY 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Emelec-ECU 3 1 1 0 0 1 0 1 100,0
Deportes Iquique-CHL 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Vélez Sarsfield-ARG 0 1 0 0 1 0 1 -1 0,0
Grupo 5
Corinthians-BRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Millonarios-COL 0 0 0 0 0 0 0 0 0
San Jose-BOL 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tijuana-MEX 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Grupo 6
Deportes Tolima-COL 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Real Garcilaso-PER 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
Santa Fe-COL 1 1 0 1 0 1 1 0 33,3
Cerro Porteño-PRY 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Grupo 7
Newell’s Old Boys-ARG 3 1 1 0 0 3 1 2 100,0
Universidad de Chile-CHL 3 1 1 0 0 2 0 2 100,0
Olimpia-PRY 0 1 0 0 1 1 3 -2 0,0
Deportivo Lara-VEN 0 1 0 0 1 0 2 -2 0,0
Grupo 8
Huachipato-CHL 3 1 1 0 0 2 1 1 100,0
Fluminense-BRA 3 1 1 0 0 1 0 1 100,0
Grêmio-BRA 0 1 0 0 1 1 2 -1 0,0
Caracas-VEN 0 1 0 0 1 0 1 -1 0,0

03 GOLS
São Paulo-BRA – Luís Fabiano

2 GOLS
Bolívar-BOL – Cabrera e William Ferreira
Deportes Iquique-CHL – Rodrigo Diaz
Real Garcilaso-PER – Bogado
Santa Fe-COL – Martinez
São Paulo-BRA – Jadson e Osvaldo
Universidad de Chile-CHL – Ubila

Fase de Grupos
1ª RODADA
12/02 – 20h15 Nacional-URY 2 x 2 Barcelona -ECU
12/02 – 22h30 Universidad de Chile-CHL 2 x 0 Deportivo Lara-VEN
12/02 – 22h30 Emelec-ECU 1 x 0 Vélez Sarsfield-ARG
13/02 – 19h30 Deportes Iquique-CHL 1 x 2 Peñarol-URY
13/02 – 22h00 Boca Juniors-ARG 1 x 2 Toluca-MEX
13/02 – 22h00 Atlético-BRA 2 x 1 São Paulo-BRA
13/02 – 22h00 Caracas-VEN 0 x 1 Fluminense-BRA
14/02 – 0h15 Real Garcilaso-PER 1 x 1 Santa Fe-COL
14/02 – 19h45 Grêmio-BRA 1 x 2 Huachipato-CHL
14/02 – 19h45 Newell’s Old Boys-ARG 3 x 1 Olimpia-PRY
14/02 – 22h00 The Strongest-BOL 2 x 1 Arsenal-ARG
14/02 – 22h00 Palmeiras-BRA 2 x 1 Sporting Cristal-PER
15/02 – 0h15 Deportes Tolima-COL 2 x 1 Cerro Porteño-PRY
19/02 – 21h30 Millonarios-COL x Tijuana-MEX
20/02 – 22h00 San Jose-BOL x Corinthians-BRA
21/02 – 19h15 Tigre-ARG x Libertad-PRY
2ª RODADA
19/02 – 19h15 Peñarol-URY x Emelec-ECU
19/02 – 21h30 Olimpia-PRY x Universidad de Chile-CHL
20/02 – 19h45 Vélez Sarsfield-ARG x Deportes Iquique-CHL
20/02 – 19h45 Huachipato-CHL x Caracas-VEN
20/02 – 22h00 Fluminense-BRA x Grêmio-BRA
20/02 – 23h45 Toluca-MEX x Nacional-URY
21/02 – 19h15 Deportivo Lara-VEN x Newell’s Old Boys-ARG
21/02 – 21h30 Cerro Porteño-PRY x Real Garcilaso-PER
21/02 – 21h45 Santa Fe-COL x Deportes Tolima-COL
26/02 – 21h45 Arsenal-ARG x Atlético-BRA
27/02 – 19h45 Barcelona -ECU x Boca Juniors-ARG
27/02 – 22h00 Corinthians-BRA x Millonarios-COL
28/02 – 0h15 Tijuana-MEX x San Jose-BOL
28/02 – 17h00 Sporting Cristal-PER x Tigre-ARG
28/02 – 19h15 Libertad-PRY x Palmeiras-BRA
28/02 – 21h30 São Paulo-BRA x The Strongest-BOL

Por Cezar Alvarenga – Grêmio decepciona e perde em casa na estreia da Libertadores 2013.

Imagem

Mesmo com reforços, mesmo com o poder da torcida e da Arena, o Grêmio foi superado pelo Huachipato por 2 a 1 na noite desta quinta-feira. O centroavante Barcos marcou na estreia e foi um dos melhores do time, que se mostrou desentrosado no conjunto. Quase 30 mil torcedores estiveram na casa nova. A partida ainda contou com um apagão em metade dos refletores no intervalo e miniavalnache no gol marcado pelo Pirata no segundo tempo.

A próxima rodada gremista tem confronto com o Fluminense, que venceu o Caracas nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, na próxima semana. Com o resultado da partida, os chilenos igualam o número de pontos dos cariocas, mas passam nos gols marcados. Enfrentam os venezuelanos, no Chile.

TRÊS REFORÇOS EM CAMPO

A expectativa era pela estreia dos reforços. André Santos e Barcos eram unanimidade que estariam em campo. Adriano foi o “intruso” e também fez sua estreia com a camisa do Grêmio. O torcedor esperava e queria uma equipe massacrando o Huachipato desde os primeiros momentos, após o apito inicial. Não foi o que se viu.

Os chilenos se armaram em um 4-1-4-1, por vezes variando para um meio-campo com cinco jogadores alinhados, e fecharam as portas para Elano e Vargas. Zé Roberto foi quem melhor atuou no setor ofensivo gremista. Com ele e André Santos, o lado esquerdo foi perigoso. O estreante foi ao fundo em duas oportunidades, mas o cruzamento saiu defeituoso. Aos 12, o camisa 27 ainda salvou finalização de Falcone, de dentro da área. O Huachipato ainda assustou com Rodríguez, em chute de longe.

O jogador, por sinal, seria um dos grandes nomes do jogo. O atacante uruguaio caiu pelo lado de André Santos e incomodou a dupla de zaga Saimon e Cris. Enquanto isso, o meio-campo tinha sérios problemas em sair da defesa, com muitos erros de passe. Antes de Elano tentar repetir o gol contra a LDU, Braian Rodríguez fez jogada pela direita, cruzou na área e Falcone aparou para abrir o placar aos 16.

Até o final do primeiro tempo, o camisa 17 dos chilenos obrigou Marcelo Grohe a salvar novamente na Arena. Ganhou na corrida de Saimon, mas errou ao concluir de frente para o goleiro gremista. Os 45 minutos inicias terminaram com vaias para o time e pedidos de Fernando da arquibancada. O Tricolor pouco jogou e pareceu sem conjunto.

No intervalo, a metade dos refletores do estádio gremista caiu. A Arena ficou semi às escuras. No entanto, logo a luz foi restabelecida. Houve atraso no recomeço da partida em cerca de cinco minutos.

BRAIAN RODRIGUEZ E PIRATA MARCAM

A torcida do Grêmio em parte foi atendida. Vanderlei Luxemburgo sacou o volante estreante e colocou o centroavante Marcelo Moreno na equipe. Os planos eram pressionar o rival em busca do empate. Só que o planejamento esqueceu de considerar o Huachipato. Braian Rodriguez se antecipou a Cris, que ficou cravado no chão, e completou cruzamento da direita aos 5 minutos para fazer o segundo.

Um clima de velório se abateu na Arena. Foi então que surgiu Barcos, no momento correto. Até então sem ter qualquer participação de destaque, o camisa 28 arrematou por cima do gol da direita. E na sequência, aos 7 minutos, foi quem chutou de dentro da área. Contreras colocou a mão na trajetória da bola e Diego Abal marcou o pênalti. Barcos converteu seu primeiro com a camisa do Tricolor e deu esperanças de um empate. Atrás da goleira de Veloso, os gremistas fizeram uma miniavalanche, nos corredores do setor.

Enquanto Pellicer reforçou a marcação com as entradas de Nuñez e depois Aceval, Luxa partiu para o ataque. Tirou Vargas e André Santos e colocou em campo Welliton e Marco Antônio. O Grêmio passou a exercer certa pressão. Criou possibilidade com Zé Roberto, em arremate sobre o gol de dentro da área. Mas cravejou o gramado, ainda com falhas, com erros em sequência.

Aos 40 minutos, a chance derradeira. Zé Roberto fez jogada extraordinária pela esquerda, passando por três jogadores. Olhou para a área e mandou Welliton entrar. Colocou na medida para o atacante. Da pequena área, o também estreante errou na conclusão. No último lance, Barcos ainda cabeceou e parou em Veloso, que fez a defesa do jogo e impediu o empate.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 2 HUACHIPATO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data/Hora: Quinta-feira, 14/02/2013 – às 19h45

Árbitro: Diego Abal (ARG)

Auxiliares: Hernan Maidana e Juan Belatti (ARG)

Público pagante/Total: 28.164/29.174

Renda: R$ 1.276.060

Cartões amarelos: Crovetto, Braian, Contreras (HUA)

Gols: Falcone – 16’/1ºT (0-1), Braian – 5’/2ºT (0-2), Barcos – 8’/2ºT (1-2)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Cris, Saimon e André Santos (Marco Antônio – 27’/2ºT); Adriano (Marcelo Moreno – intervalo), Souza, Elano e Zé Roberto; Vargas (Welliton – 27’/2ºT) e Barcos. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

HUACHIPATO: Nery Veloso; Contreras, Labrín, Camilo Muñoz e Crovetto; Yedro, Sandoval, Reynero (Nuñez – 15’/2ºT), e Arrue (Aceval – 28’/2ºT); Federico Falcone (Gonzalez – 39’/2ºT) e Braian Rodríguez. Técnico: Jorge Pellicer.

Por Cezar Alvarenga – Palmeiras vence Sporting Cristal do Peru na estreia da Libertadores 2013.

Imagem

Com mais vontade do que técnica, o Palmeiras driblou a falta de opções do elenco e os desfalques e estreou vencendo na Libertadores. Com gols de Henrique e Patrick Vieira, o Verdão bateu o Sporting Cristal (PER) por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Pacaembu. Lobatón descontou.

O jogo marcou as estreias do lateral-direito Weldinho, do volante Marcelo Oliveira e do zagueiro/volante Vilson. Oliveira, improvisado pela esquerda, foi quem mais chamou a atenção, cometendo o pênalti que originou o gol de empate dos peruanos e participando da jogada do segundo tento palmeirense. O destaque, porém, fica por conta de Henrique, que teve boa atuação e anotou seu quarto gol neste ano: é o artilheiro do time.

A primeira rodada do Grupo 3 só será completada no dia 21, quando o Tigre (ARG) recebe o Libertad (PAR). Os três pontos conquistados nesta noite dão a liderança ao Verdão.

O Palmeiras volta a campo no domingo, pelo Paulistão Chevrolet, no clássico contra o Corinthians, novamente no Pacaembu. Pela Libertadores, só joga em 28 de fevereiro, contra o Libertad (PAR), fora de casa.

JOGO AMARRADO

Até o fim da semana passada, o torcedor do Palmeiras apostava todas as suas fichas no centroavante Hernán Barcos. Mas, pouco antes da estreia alviverde na Libertadores, o argentino comemorava com o tradicional gesto do ‘pirata’ o gol que marcou na derrota do Grêmio para o Huachipato (CHI), por 2 a 1, também pelo torneio sul-americano.

O Verdão até tem um substituto para o goleador, mas o recém-chegado Kleber ainda se recupera de lesão. Para piorar a situação do ataque do Verdão, Maikon Leite também se machucou. Resultado: Gilson Kleina apostou em um time cheio de volantes (Vilson, Márcio Araújo, Souza e Wesley), com os jovens Vinícius e Patrick Vieira caindo pelas pontas.

Diante de um adversário pouco interessado em atacar – embora o técnico Roberto Mosquera tenha alardeado que iria para cima dos brasileiros -, o Palmeiras sofreu pouco e dominou amplamente a posse de bola. O problema é que, com tanta gente no meio de campo, faltou quem entrasse na área para incomodar o goleiro Penny.

Como não poderia deixar de ser, o gol que inaugurou o marcador foi originado em uma bola parada. Aos 39 minutos do primeiro tempo, Wesley cobrou escanteio da direita e encontrou Henrique, que se desvencilhou dos marcadores a tempo de acertar uma cabeçada violenta. No fim do primeiro tempo, o Palmeiras se soltou e encaixou algumas jogadas. Souza arriscou até uma bicicleta, mas mandou para fora.

SEGUNDO TEMPO

O Sporting Cristal voltou do intervalo com Calcaterra na vaga do inoperante Sheput. E o empate veio rápido: aos cinco minutos, o desajeitado Marcelo Oliveira errou no domínio, foi desarmado por Lobatón e fez pênalti. O próprio Lobatón, craque do time, bateu com categoria e não deu chances a Fernando Prass.

Kleina só começou a diminuir o amontoado de volantes aos 15 minutos, com o atacante Caio na vaga de Márcio Araújo. Simultaneamente, os peruanos fizeram uma troca forçada: saiu o lesionado Revoredo, lateral-direito mais defensivo, e entrou Uribe, conhecido por atacar mais.

O jogo ficou aberto. O Sporting Cristal conseguiu segurar a bola no ataque por mais tempo, enquanto o Verdão se mostrava vivo nos chutes de longe, principalmente com Henrique e Vilson. O gol, no entanto, veio em uma das raras jogadas trabalhadas: aos 23, Marcelo Oliveira cruzou rasteiro para Caio, que ajeitou quase sem querer para Patrick Vieira chegar batendo com raiva, marcando 2 a 1.

O meia Ronny foi a campo na vaga de Vinícius e, mais tarde, o volante João Denoni substituiu Patrick Vieira. O Cristal colocou o sangue novo de Arroé na vaga de Chiroque, aparentemente cansado. Os peruanos foram ao ataque e deixaram espaços, que o Palmeiras só não aproveitou melhor por causa das defesas de Penny.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 1 SPORTING CRISTAL (PER)

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data/hora: 14/2/2012, às 22h (horário de Brasília)

Árbitro: Martin Vázquez (URU)

Auxiliares: Maurício Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU)

Renda/público: R$ 680.550,47 / 17.744 pagantes

Cartões amarelos: Vinícius e Wesley (PAL), Cazulo, Chiroque, Penny e Lobatón (SCR)

Cartões vermelhos: –

GOLS: Henrique, aos 39’/1T (1-0); Lobaton, aos 6’/2T (1-1); Patrick Vieira, aos 22’/2T (2-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Weldinho, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo (Caio – 15’2T), Vilson, Wesley e Souza; Patrick Vieira (João Denoni – 29’/2T) e Vinícius (Ronny – 23’/2T). Técnico: Gilson Kleina.

SPORTING CRISTAL: Penny, Revoredo (Uribe – 13’/2T), Ayr, Álvarez e Quina; Cazulo, Lobatón, Chiroque (Arroe – 27’/2T) e Sheput (Calcaterra – Intervalo); Rengifo e Ávila. Técnico: Roberto Mosquera.