Por Cleber Aguiar – Espanha domina premiação de melhores do mundo da Fifa

Fonte: O Estado de São Paulo

Entre os jogadores e técnicos finalistas na eleição de melhores do mundo em 2012, todos atuam no país

JAMIL CHADE, ENVIADO ESPECIAL / ZURIQUE – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – Num momento em que o mundo começa a voltar os olhos para o Brasil por causa da Copa das Confederações, este ano, e a Copa do Mundo, em 2014, mais uma vez o futebol espanhol é que faz a festa e se consagra. Nesta segunda-feira, em Zurique, a Fifa entrega seus prêmios aos melhores do mundo, numa lista dominada por jogadores e técnicos que atuam pelos clubes espanhóis. Ao Brasil, caberá um papel de mero coadjuvante e espectador.

Cristiano Ronaldo, Iniesta e Messi disputam troféu de melhor do mundo - Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão
Cristiano Ronaldo, Iniesta e Messi disputam troféu de melhor do mundo

 

Cinco brasileiros concorrem para fazer parte da seleção ideal. Mas se por décadas o País foi a nação conhecida por seus astros ofensivos, hoje o Brasil se transforma no maior fornecedor de zagueiros e laterais. Na lista, apenas Neymar é atacante. David Luiz (Chelsea), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Daniel Alves (Barcelona) e Marcelo (Real Madrid) completam a relação.

Leandro Damião também estará em Zurique, mas apenas como convidado por ter sido o artilheiro dos Jogos Olímpicos.

Neymar ainda concorre ao gol mais bonito do ano, prêmio que ele já havia conquistado em 2011 e que espera levar novamente. Já Marta uma vez mais está entre as três melhores do mundo. Mas dificilmente vencerá o seu sexto troféu depois do fracasso da seleção na Olimpíada de Londres.

Entre os homens, as casas de apostas dão uma ampla vantagem a Lionel Messi, doBarcelona, para vencer seu quarto título de melhor do mundo, um recorde. Mas seu principal concorrente vem justamente de seu clube. Iniesta foi o melhor jogador da Eurocopa, vencida pela Espanha, e eleito pela Uefa o melhor do continente em 2012. O técnico da seleção espanhola, Vicente Del Bosque, já declarou que gostaria que Iniesta vencesse o troféu e a imprensa de seu país apresenta todas as razões para que o jogador do Barça leve pela primeira vez em 52 anos o prêmio para a Espanha.

Mas, para muitos jogadores, um prêmio a Iniesta seria mais uma homenagem do que a constatação de que o meia é melhor do que Messi. O próprio Iniesta, em entrevista publicada ontem pelo jornal El País, admitiu: “Messi é o melhor”.

O desfile espanhol não se limita ao duelo entre os dois companheiros de equipe. Dos 55 jogadores pré-selecionados para o time ideal de 2012, dez são espanhóis: Casillas, Jordi Alba, Puyol, Piqué, Sergio Ramos, Xabi Alonso, Sergio Busquets, Cesc Fábregas, Iniesta e Xavi.

Entre os técnicos, todos os três candidatos para receber o prêmio de melhor do mundo foram eleitos por sua atuação na Espanha: Vicente Del Bosque, treinador da seleção bicampeã da Europa, Pep Guardiola (ex-Barcelona) e José Mourinho (Real Madrid).

Até as polêmicas do futebol espanhol serão transportadas hoje para a Suíça. Mourinho, que enfrenta uma temporada pouco inspirada, avisou que não deve ir à cerimônia porque precisa se preparar para o jogo de quarta-feira contra o modesto Celta. Assim, evita duas saias justas: a primeira é a de ver o troféu ficar com Del Bosque, por sua campanha com a seleção espanhola. A segunda é ver Casillas como melhor goleiro do mundo, apesar de estar no banco do Real.

É a terceira vez que Mourinho está entre os finalistas. Mas ele só compareceu à festa em 2010, quando sabia que iria vencer.

DE VOLTA
A cerimônia da Fifa marcará o retorno aos palcos internacionais de Luiz Felipe Scolari. O técnico da seleção brasileira vai entregar o troféu de melhor treinador do mundo.

Questionado ontem em Zurique pela imprensa portuguesa sobre a ausência de Mourinho na festa, Felipão ironizou. “Ele já deve ter comunicado a vocês alguma situação difícil pela qual ele não poderá vir a uma festa tão espetacular”, disse, sorrindo.

Sobre o duelo entre Cristiano Ronaldo e Messi, o ex-treinador de Portugal não escondeu ser fã do craque do Real Madrid. “Se não fosse por Messi, Cristiano ganharia tudo sempre.” 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s