Por Cezar Alvarenga – Timão revela lista de convocados para o Mundial.

Fonte: UOL Esportes

O Corinthians divulgou nesta segunda-feira  lista dos 23 jogadores relacionados para o Mundial de Clubes, que acontece em dezembro no Japão. Contratado por indicação do marketing do clube, o meia-atacante Chen Zizao não foi chamado.

A relação deixou o registro do volante Guilherme ainda pendente. O clube questiona o prazo da Fifa para inscrições. Guilherme veio da Portuguesa após a Libertadores.

O Corinthians anexou documentos à Fifa para reforçar a condição legal de Guilherme, inclusive o registro junto à CBF.

Caso a entidade não aceite o registro do volante, ele será substituído por Willian Arão.

Tite deu preferência a quem foi utilizado com frequência no Nacional.

O treinador já havia indicado no fim de semana que sua única dúvida estava direcionada à disputa entre o zagueiro Felipe e o volante Willian Arão, ambos reservas.

O time paulista estreia no Mundial no dia 12, pelas semis, em Toyota, ainda sem adversário definido.

O Corinthians volta a jogar no dia 16 de dezembro, em Yokohama.

A entrega da lista do Corinthians ocorre no último dia concedido pela Fifa aos clubes participantes do torneio.

O Chelsea, campeão europeu, estreia no dia 13 de dezembro.

Corinthians enviou documentos à Fifa para mostrar que Guilherme foi contratado a tempo de disputar o Mundial de Clubes.

OS REPRESENTANTES DO CORINTHIANS NO MUNDIAL

GOLEIROS

Cássio (foto)

Julio Cesar

Danilo Fernandes

LATERAIS

Alessandro

Fábio Santos (foto)

Guilherme Andrade

ZAGUEIROS

Chicão (foto)

Paulo André

Wallace

Anderson Polga

Felipe

VOLANTES

Paulinho (foto)

Ralf

Edenilson

Guilherme (pendente)

Willian Arão (caso a Fifa mantenha veto em Guilherme)

MEIAS

Danilo (foto)

Douglas

Giovanni

ATACANTES

Emerson (foto)

Romarinho

Martínez

Guerrero

Jorge Henrique

Por Cezar Alvarenga – Entrevista com Mauricio Ramos, ex zagueiro do Palmeiras ao UOL Esportes.

Fonte: UOL Esportes

 

Maurício Nascimento não esconde a tristeza por não ter recebido uma nova chance no Palmeiras. O zagueiro que hoje está no Joinville tem contrato com o time paulista até o dia 20 de dezembro e não renovará seu vínculo. Ele se diz triste pelo rebaixamento alviverde por causa de alguns amigos que estão no Palestra Itália, mas não esconde que já sabia que isso aconteceria por causa do tratamento que Felipão tinha com os atletas.

Em entrevista ao UOL Esporte, o jogador desabafou e disse que não teve um tratamento profissional por parte da comissão técnica de Felipão.  Ele ainda afirmou que o treinador era que mandava no clube e que o rebaixamento seria questão de tempo, por tanta coisa errada que ele via na Academia de Futebol. O treinador foi consultado pela reportagem e preferiu não responder.

Com proposta de alguns outros times, Maurício também pode renovar por mais três anos com Joinville e até enfrentar o Palmeiras no ano que vem. Se isso acontecer, ele avisa: “Vou dar minha vida para atropelar os caras”.

Confira a entrevista completa de Maurício ao UOL Esporte:

UOL Esporte: Seu contrato vai até o dia 20 de dezembro. Você vai renovar? O Palmeiras já falou sobre isso com você?
Maurício
: Não vamos renovar, não. Graças a Deus fiz um bom campeonato aqui no Joinville e não preciso depender disso. Tem as duas partes. Eu não quero mais renovar e eles também não querem, nem me procuraram. Se procurassem, eu não ia aceitar pela sacanagem que fizeram comigo.

UOL Esporte: Como assim sacanagem? O que fizeram com você?
Maurício:
Cara, eu fiquei treinando separado o ano inteiro. Me apresentei com o grupo e depois me tiraram de lá, me colocaram para treinar separado. Eles ficaram escolhendo um clube para me emprestar e graças a Deus deu certo no Joinville.

UOL Esporte: Mas quem fez isso com você? Diretor? Treinador?
Maurício:
O Felipão não deixava a gente treinar, não queria nem que eu entrasse no vestiário. Ele nunca falou com a gente, nem dava boa tarde. Ninguém falava nada. O único que uma vez veio falar comigo foi o César Sampaio. Ele me explicou que eu devia me apresentar e depois desistiu, disse que era melhor não.

UOL Esporte: Mas a sua mágoa, então, é com o Felipão? Não com o Palmeiras?
Maurício:
Não. É uma mágoa geral. Ninguém é maior que o Palmeiras, nem o treinador, nem nada. Se eles quisessem que eu treinasse, eu voltaria a treinar, independentemente do Felipão ou não. Eu estaria lá treinando. Mas aí deixam o treinador mandar no clube, numa nação que é o Palmeiras.

UOL Esporte: Você treinava separado com outros atletas. Todos tinham o mesmo tratamento?
Maurício:
Sim, tinha eu, o William, o Sacconi, o Wendel, o Lovinho, o Vitor, o Fabinho Capixaba e outros jogadores também. Todos nós éramos tratados do mesmo jeito, sem profissionalismo.

UOL Esporte: Você acha que tem espaço no elenco do Palmeiras?
Maurício:
Com certeza. Eu ajudei muito aqui no Joinville. Se eu tivesse lá, eu não posso dizer que ia fazer a diferença, mas ia ajudar muito, em muita coisa. Dentro e fora de campo.

UOL Esporte: Os afastados já estão reintegrados com o Kleina. Você não pensou eu conversar com ele?
Maurício:
Não. Não porque eu já estava bem aqui. Se o Kleina estivesse lá, eu teria certeza que eu teria chance, porque pelo que eu ouço falar o Kleina é profissional, é correto.

UOL Esporte: Mas então você ficou feliz com o rebaixamento? Se sentiu vingado?
Maurício:
Não. Vingança jamais, porque eu não guardo isso no meu coração. Eu fiquei é triste por alguns jogadores, pelo Tiago Real, que saiu daqui e foi para lá, o próprio Bruno, que eu sou muito amigo, e outros jogadores também. Mas é assim: a gente colhe o que plantou. O Palmeiras pediu. Tem muita coisa errada. A diretoria, o treinador mandava no clube em geral, isso não pode.

UOL Esporte: O que está errado? Dê algum exemplo.
Maurício:
Tem muita coisa errada. Tem falta de profissionalismo lá. Mas eu não vou falar. Isso daí a imprensa sabe e a torcida também.

UOL Esporte: Você diz do Felipão? Do tratamento dele com os jogadores, como o Pierre, por exemplo?
Maurício:
Ele conseguiu tirar o Pierre do Palmeiras. O Pierre é o cara que tinha a maior moral. Quem sou eu para falar alguma coisa? Aí você vê onde está o Pierre? Ele é vice-campeão, com a maior moral no Atlético-MG e vai ser ídolo lá. Ele sempre foi profissional, nunca faltou em treino, nunca nem chegou atrasado e olha a forma que tiraram ele do Palmeiras.

UOL Esporte: E você pensou em tomar alguma atitude antes, enquanto estava afastado? Voltaria para o Palmeiras?
Maurício
: Ah, eu ficava chateado, alguns ficavam ainda mais. Cada um tem de aceitar o espaço do outro e ser profissional. Não adianta querer largar tudo, né? A gente tem família para criar. Não sei voltaria ao Palmeiras. Hoje, não. Mas daqui um tempo, pode ser. O futuro só a Deus pertence.

UOL Esporte: Se você ficar no Joinville, pode enfrentar o Palmeiras. Como ia ser para você?
Maurício:
Eu ia dar a minha vida, atropelar os caras para mostrar que eles estavam errados.

UOL Esporte: Voltando no tempo, o que aconteceu para vocês perderem o título de 2009?
Maurício:
Deu uma desestabilizada no time. Se a gente ganhasse do Náutico naquele jogo, abriríamos dez pontos do segundo. Aí perdemos de 3 a 0, o time caiu e começou a vir a desconfiança entre nós. É como o Atlético-MG aconteceu esse ano, mas isso é normal do futebol.

UOL Esporte: Teve problema no elenco? Na época falavam que o salário do Love causou ciúme no elenco.
Maurício
: Isso não. Cada um tem o que merece, e o Love sempre mereceu ganhar o que ele ganhava. Ele deu muita alegria para o Palmeiras, saiu e voltou  e merecia ganhar o que ganhava.

UOL Esporte: E a mudança do Jorginho pelo Muricy Ramalho? Isso pode ter atrapalhado?
Maurício:
Não. Na época, o Jorginho tinha o jeito dele de trabalhar, o Muricy tinha outro e são dois excelentes treinador. O Muricy era tricampeão na época, não teve diferença. Os dois são bons treinadores.

UOL Esporte: E a briga com o Obina? Te atrapalha até hoje? Você já fala com ele?
Maurício:
Sim, me atrapalha. Foi isso que me tirou do time até hoje, tenho quase certeza. O Felipão não falou, mas acho que foi isso. Mas aí não entendi porque ele deu chance para o Obina e não para mim. Eu já falo com o Obina, ele é super gente boa, um cara do bem. Sempre nos falamos pela internet.

UOL Esporte: Por que você chegou naquele nível de briga? O que aconteceu? A punição foi justa?
Maurício
: Foi por um gol que tomamos. A gente discutiu ali, mas é normal. Todo time tem discussão, tem uma briga. Um quer ganhar mais do que o outro e isso acontece. Eu não esperava ser afastado, esperava tomar uma multa, mas não achava que ia ser mandado embora.

 

Por Cezar Alvarenga – Andrés quase fora da CBF e dá dicas que o próximo técnico da Seleção pode ser Felipão.

Fonte: UOL Esportes

Andrés Sanchez ainda é diretor da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), mas não deve permanecer por muito tempo no cargo. Nesta segunda-feira, ele admitiu que pensa em sair, falou em tom de despedida e deu a entender que Luiz Felipe Scolari será o escolhido para substituir Mano Menezes à frente da seleção brasileira.

“Não pedi demissão e nem fui demitido. A tendência é essa [de sair], mas eu ainda vou ter uma reunião com o presidente Marin e não vou falar para vocês o que eu pretendo falar pra ele”, disse Andrés, em um primeiro momento.

Mais tarde, ele mudou o tom e deixou a dúvida de lado. “Eu sou conselheiro do Corinthians. Agora é um momento de reciclagem. Não sei o que eu vou fazer em 2013”, resumiu Andrés, que também não confirmou sua candidatura à presidência da CBF em 2014, quando possivelmente concorreria com Marco Polo del Nero, hoje vice de Marin e seu virtual sucessor.

A rusga de Andrés, contratado por Ricardo Teixeira, com a atual direção não é nova, mas chegou ao ápice na semana passada, quando o ex-presidente do Corinthians foi voto vencido na discussão que culminou na saída de Mano Menezes. O cartola revelou que o treinador passou perto de cair há alguns meses e criticou o momento escolhido pela CBF para a mudança.

“No começo ficou decidido que ele [Mano] iria para a frente, até a Copa das Confederações e quem sabe mais adiante. [A demissão] está em um momento muito errado. Não é uma crise, mas gera uma insegurança. Estamos a três, quatro dias do sorteio da Copa das Confederações e não temos treinador”, disse Andrés.

O diretor pretende encontrar Marin ainda nesta segunda-feira, mas não conseguiu agendar uma reunião com o presidente e a conversa pode ser adiada para terça.

Andrés ainda falou que o técnico Luiz Felipe Scolari está “apalavrado” para ser o novo treinador da seleção, assumindo o lugar deixado por Mano Menezes.

“Pelo que eu tenho visto e lido, parece que o Felipão está apalavrado. Eu li por aí, com jornalistas sérios, que eu confio, que ele está apalavrado”, disse Andrés, que ainda deu a entender que Mano Menezes foi demitido por questões políticas.

Questionado sobre como é a sua relação com o presidente José Maria Marin, Andrés disse que não tem problemas com o chefe. “Minha relação com o Marin sempre foi respeitosa, sempre fui ouvido, mas a última palavra é dele”, afirmou o dirigente. Quando questionado novamente, Andrés saiu pela tangente. “Você sabe? Nem eu.”

 

Por Cezar Alvarenga – Dunga pode ser o novo técnico do Internacional.

Fonte; UOL Esportes

O Internacional enfim procurou Dunga. A diretoria vermelha ligou para o treinador na tarde desta segunda-feira e iniciou as tratativas oficiais para contratá-lo. Na negociação, uma proposta de contrato por 12 meses. A cúpula aguarda por uma resposta do capitão do tetra até esta terça, quando espera poder anunciar o desfecho positivo das tratativas.

O contrato pequeno, para os padrões do mercado do futebol, não será problema. Dunga já disse para amigos que deseja voltar a trabalhar em 2013 e vai confirmar esta posição para a cúpula do Internacional nas próximas horas. A oferta vermelha inclui uma possibilidade de renovação por mais uma temporada.

O comandante da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010, contudo, também tem uma oferta do futebol chinês. Até agora, Dunga sabia do interesse vermelho apenas por intermediários. O contato entre ele e o Colorado é um avanço, um passo quase que irreversível já que os cartolas prometeram dar um ‘tiro certeiro’.

“Quando a gente procura um profissional tem que haver um avanço das duas partes. Eu dependo da outra parte”, disse o presidente Giovanni Luigi à Rádio Bandeirantes. “Não deve acontecer um acerto nesta segunda”, informou o dirigente ao UOL Esporte.

Sendo contratado, Dunga servirá de motivação para o elenco vermelho às vésperas do Gre-Nal da última rodada do Brasileirão, no estádio Olímpico. Ele, porém, não será o responsável por comandar o time – que vai seguir sob a tutela do interino Osmar Loss.

Além de Dunga, o Inter procura um preparador físico. Paulo Paixão, com contrato perto do fim no Grêmio, é o favorito, mas a nova diretoria do tricolor promete conversar para tentar uma renovação no vínculo.

Por Cezar Alvarenga – Marco Polo Del Nero poderá ser denunciado em investigação da Polícia Federal.

Fonte: UOL Esportes

O presidente da Federação Paulista de Futebol e vice da CBF, Marco Polo Del Nero, deverá ser indiciado pela Polícia Federal na operação batizada de Durkhein. A informação foi apurada pelo UOL Esporte. Na madrugada desta segunda-feira, oficiais da Polícia Federal compareceram à casa do dirigente e apreenderam documentos e computadores. Del Nero foi levado para prestar depoimento e depois liberado.

Segundo delegados da Polícia Federal, Del Nero não é peça central no esquema desarticulado na operação Durkhein, que investiga lavagem de dinheiro, grampos e obtenção ilegal de sigilo fiscais e bancários. Del Nero teria tido acesso a dados ilegais de vítimas do esquema.

O dirigente foi um dos investigados que foi submetido à condução coercitiva pela Polícia Federal, que é ser forçado a prestar depoimento e depois liberado. Outros investigados, 33, considerados peças centrais do esquema tiveram prisão preventiva decretada.

“Os nomes não podem ser divulgados pela presunção da inocência. Neste caso específico como houve muita especulação, podemos dizer que não tem relação com o futebol”, afirmou o delegado da Polícia Federal Waldemar Latanse.

Segundo a investigação, já foram confirmadas 180 vítimas do esquema. Entre elas estão um senador, um ex-ministro, dois desembargadores, dois prefeitos, um banco e uma filial de emissora de televisão. Na operação desta segunda foram apreendidos dois sacos de dinheiro, sendo que um deles com R$ 600 mil, 27 veículos de luxo. Além disso, 20 contas bancárias foram bloqueadas.

Por Cleber Aguiar – Copa Paulista: Torcedores do Noroeste comemoram título com jogadores

Fonte:Futebolinterior.com.br

O Alvirrubro cresceu no momento certo na competição

Bauru, SP, 26 (AFI) – Um grande time conta sempre com uma grande torcida. E com o Noroeste, campeão da Copa Paulista, não poderia ser diferente. O Alvirrubro cresceu no momento certo na competição, se agigantou nos jogos do mata-mata e trouxe a grande massa de torcedores noroestinos junto com o time nas partidas principais da conquista da Copa Paulista, que garantiu ao clube uma vaga na Copa do Brasil de 2013.

 

O público, que já havia comparecido em grande número no Estádio Alfredo de Castilho na semifinal contra o Velo Clube e na primeira partida contra o Audax, na final (recorde de público do Noroeste em Bauru nesta temporada), marcou presença também no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo, neste domingo. Centenas de torcedores noroestinos foram prestigiar a final e comemoraram muito o título da Copa Paulista.

E a festa, que começou na Capital Paulista, continuou em Bauru. Os torcedores que foram até São Paulo se juntaram a outros bauruenses que ficaram acompanhando a decisão na Sem Limites e aguardaram até o final da tarde deste domingo para receber o time bicampeão da Copa Paulista. O elenco e a comissão técnica do Noroeste chegaram a Bauru por volta das 19h30, e logo na entrada da cidade subiram em um trio elétrico, que percorreu as principais ruas da Cidade Sem Limites.

Carreata pela cidade
A carreata, que começou no trevo da Rodovia Marechal Rondon, seguiu por toda a Avenida Getúlio Vargas (um dos principais ‘points’ da cidade), onde os atletas noroestinos foram saudados pelos bauruenses. Logo em seguida, a carreata passou pela Praça Portugal e pela Rua Gustavo Maciel, até chegar a Avenida Duque de Caxias.

Na via, uma das mais importantes da cidade, a comemoração prosseguiu até a entrada da Vila Falcão, passando pela Rua Wenceslau Brás, já nos arredores do Estádio Alfredo de Castilho. Neste trecho, tradicional reduto de torcedores do Alvirrubro, os jogadores foram muito aplaudidos pela população, até chegarem a sede do clube, na Vila Pacífico, onde mais torcedores já aguardavam pela chegada dos guerreiros que entraram para a história do Noroeste, com um dos títulos mais importantes dos 102 anos do clube.

Jogadores do Noroeste comemoram o título

O Norusca garantiu vaga na Copa do Brasil em 2013

Bauru, SP, 26 (AFI) – Garra, raça, determinação. Adjetivos não faltam na hora de descrever o time do Noroeste na Copa Paulista. Superando dificuldades, adversidades extra-campo, troca de treinador, além de intercorrências naturais em uma campanha, como algumas lesões e suspensões, o Noroeste fez valer o peso de seu manto centenário e se agigantou no momento decisivo da competição.

Após passar em quarto lugar no Grupo 1 da primeira fase, o time foi líder de sua chave na segunda fase. Depois, eliminou o Capivariano nas quartas de final, iniciando uma grande arrancada rumo ao título, que passou ainda pela vitória sobre o Velo Clube (no jogo decisivo, em Bauru, com grande exibição diante de um bom público no Alfredão), na semifinal.

Na grande final, o Noroeste venceu o Audax por 2 a 1 em Bauru, no jogo com melhor público no Estádio Alfredo de Castilho em um ano e meio, vencendo novamente neste domingo, na Capital.

O Noroeste encerrou a Copa Paulista com dez vitórias, 11 empates e apenas três derrotas em 24 jogos, aproveitamento de 56% dos pontos disputados. O time bauruense marcou 28 gols e sofreu apenas 17. Sob o comando do técnico Moisés Egert, que assumiu o Noroeste no dia 3 de setembro, estreando dois dias depois contra o Penapolense, ainda na primeira fase, o time teve seis vitórias, sete empates e apenas uma derrota em 14 jogos, aproveitamento de 59% dos pontos em disputa.

Mérito na conquista
O técnico Moisés Egert fez questão de ressaltar que o elenco fez por merecer a conquista do título.

Futebol é mérito, e nossa equipe fez por merecer este título. Foi um campeonato disputado, com grandes equipes, e felizmente conseguimos obter este resultado. Quando cheguei ao clube falei que gostaria de ficar marcado de forma positiva na história do Noroeste, e isso aconteceu hoje”, disse o treinador, que encerrou neste domingo seu ciclo a frente do time profissional do Noroeste.

A partir de segunda-feira, Egert, o auxiliar técnico Luciano Deitos e o preparador físico Robert Yoshio iniciam o trabalho no União Barbarense.

“Foi muito bom sair de Bauru com esta conquista. Gostei muito da cidade, do clube, nesta Copa Paulista pudemos perceber como a torcida noroestina é apaixonada pelo clube. Saio daqui com a sensação do dever cumprido”, citou Egert.

O goleiro Walter compartilhou a alegria da vitória com os companheiros.

“Todo o elenco está de parabéns, o time todo se doou e se dedicou ao máximo em todos os jogos, e nesta final não foi diferente. Ser campeão é o objetivo de qualquer atleta, e na Copa Paulista conseguimos atingir esta meta”, resumiu. Já o atacante Diogo, autor do gol do título, ressaltou que todos contribuíram para a conquista do título. “Todos foram importantes, tive a felicidade de fazer este gol na final, mas a equipe inteira trabalhou e está de parabéns. Foi um objetivo conquistado”, completou Walter.

Incentivo na final
A Kalunga, patrocinadora master do Noroeste e que apoiou o clube em todos os momentos nos últimos anos, mais uma vez deu sua colaboração ao Alvirrubro e ofereceu um prêmio para o elenco pela conquista da Copa Paulista. A empresa, principal mantenedora do clube na última década, novamente deu uma contribuição significativa ao Noroeste em um momento tão importante de sua história.

Por Cleber Aguiar – Felipão dentro, Andres fora…

Fonte: Blog Primeira Mão

seg, 26/11/12
por thiago lavinas |

Luiz Felipe Scolari é o favorito para assumir a seleção brasileira. O diretor de seleções Andres Sanches disse a interlocutores que pediria demissão na tarde desta segunda-feira e que, ato contínuo, informaria que Felipão seria a opção do presidente José Maria Marin e de seu principal assessor, Marco Polo del Nero, vice do Sudeste e presidente da Federação Paulista, para comandar a seleção na Copa de 2014. Mas a operação da Polícia Federal que apreendeu computadores na casa de Del Nero pode mudar esse xadrez. A PF ainda não divulgou a natureza dos fatos que a levaram a colher o depoimento de Del Nero. Mas, diante da novidade, será que Andres vai mudar de ideia?

ICFUT – AS 10 CAMISAS DE SELEÇÕES MAIS BONITAS DO MUNDO

Fonte: futirinhas

O site Bleacher Report elaborou uma lista com as 25 camisas de seleções mais bonitas. Então resolvemos separar o “Top 10″ e trazer pra vocês. Não concordo com algumas, como a da Espanha, Camarões e a do Brasil entre as dez primeiras, mas em compensação acertaram em cheio em eleger o fardamento da Nova Zelândia o mais bonito. Um fato curioso é ver que 7 das 10 são de visitante. Vamos a elas:

ICFUT – Messi e Iniesta brilham, Barcelona desencanta no 2º tempo, goleia Levante e abre 11 pontos para o Real Madrid

Fonte: espn

 

Com um segundo tempo avassalador, o Barcelona goleou o Levante por 4 a 0, no estádio Ciudad de Valencia, neste domingo, pela 13ª rodada do Campeonato Espanhol. Todos os gols da partida foram anotados depois do intervalo.
Para variar, Lionel Messi e Andrés Iniesta tiveram uma atuação de grande classe. Enquanto o primeiro marcou dois gols, o segundo anotou mandou uma bola na rede e deu três assistências. Fàbregas anotou o outro tento. No fim, o Levante ainda teve a chance de descontar com uma cobrança de pênalti, mas Valdés defendeu o chute de Barkero.

Reuters

Messi escapa da marcação de atletas do Levante

Messi escapa da marcação de atletas do Levante

O triunfo faz o time catalão chegar a 37 pontos e seguir tranquilo no topo da tabela, três à frente do vice-líder Atlético de Madri. Já em relação ao rival Real Madrid, que perdeu para o Bétis no sábado, o clube azul-grená abriu 11 pontos de vantagem. Nunca um time abriu uma diferença tão grande na competição e ficou sem o título. O Levante, por sua vez, estaciona nos 20 pontos e é o sexto colocado.
Mais uma vez, Lionel Messi brilhou ao marcar dois gols. Com isso, o argentino chegou a 82 em 2012 está a três de igualar Gerd Müller, que conseguiu o maior número de bolas na rede em um ano em 1972. No Espanhol, o camisa 10 chegou a incríveis 19 gols e é o artilheiro isolado, oito à frente de Cristiano Ronaldo.
Além disso, o eleito melhor jogador do mundo nos últimos três anos chegou a 300 gols com a camisa do Barcelona (tanto em partidas oficiais como em amistosos) e se tornou o terceiro a alcançar o feito depois de Alcántara e Samitier.

O triunfo ainda trouxe uma marca especial para Tito Vilanova, que conseguiu o melhor início de um treinador nos 13 primeiros jogos de uma temporada do Espanhol ao lado de Radomir Antic, no Real Madrid, em 1991/1992.
Pela próxima rodada do Nacional, o Barcelona receberá o Athletic Bilbao, no sábado, às 17h (de Brasília). Um dia depois, o Levante visitará o Celta de Vigo, às 16h. Antes, no meio da semana, os dois clubes terão compromissos pela Copa do Rei.

ICFUT – Palmeiras planeja lista de dispensas com "muitos nomes" até quinta

Fonte: terra

 Foto: Fernando Borges / Terra

Palmeiras foi derrotado pelo Atlético-GO no Pacaembu
Foto: Fernando Borges / Terra

A reformulação do elenco do Palmeiras será colocada em prática nesta semana. Apesar de ainda não saber se permanecerá para a próxima temporada, o gerente de futebol do clube alviverde, César Sampaio, está participando do planejamento para 2013 e pretende anunciar até quinta-feira a lista de jogadores que serão dispensados.

"Como temos jogo no sábado (contra o Santos), penso em oficializar até quinta. São muitos nomes, vai ser uma reformulação grande, porque nosso segundo semestre foi bem aquém do que o Palmeiras merece pelas condições de trabalho que oferece", afirmou.

César Sampaio já informou a alguns jogadores sobre a decisão da diretoria, mas prefere não antecipar os nomes para evitar uma exposição exagerada dos primeiros liberados. A ideia é soltar a lista completa, que deve ser formada, na maioria, por quem tem contrato apenas até o fim deste ano.

"Alguns já sabem, e outros não. Queremos passar os nomes de todos, até porque alguns são mais marcados pelos torcedores. Entendemos que é melhor e mais coerente passar a lista completa", acrescentou o dirigente, que também tem contrato apenas até dezembro. Nomes como Daniel Carvalho, João Vitor, Leandro e Betinho são fortes candidatos para a dispensa. Obina, Correa e Román também devem se despedir do Palmeiras.