Por Cezar Alvarenga – Fluminense vence o Palmeiras em Prudente e com empate do Galo no rio, é Campeão Brasileiro de 2012.

Fonte: Yahoo! Esportes

O Fluminense sofreu. Foram 35 rodadas de suor, sufoco e muito drama tricolor. Sempre jogando no limite, sempre abusando do coração da torcida. Mas vencendo. Foi assim do início ao fim. Enquanto todos criticavam o futebol do líder, conspiravam e praguejavam, o time de Abel Braga se preocupou só em ganhar seus jogos. Neste domingo, diante do Palmeiras, a 22ª vitória de uma campanha espetacular, a mais eficiente de todos os tempos. Foram 76 pontos e fim de papo: Flu tetracampeão brasileiro!

E como sofreu o Fluminense. Há pouco mais de dez anos, o clube viveu a pior fase dentre os doze maiores do Brasil. Uma sequência desastrosa de rebaixamentos, que começou no pesadelo de 1996 e terminou no fundo do poço da Terceira Divisão de 1999. O tradicional Tricolor das Laranjeiras parecia em um caminho irreversível de fracassos. Mas, apesar de todas as chacotas, a torcida manteve-se fiel e o time foi a campo para conquistar a Série C.

Se coube a um time de operários comandado por Carlos Alberto Parreira a missão de tirar o Fluminense do buraco em que se encontrava, coube ao Time de Guerreiros recolocá-lo definitivamente o clube no hall das maiores potências do país. Se o clube carioca ainda era visto com desdém devido à manobra política que o fez subir direto da C para a A em 2000, o desempenho nos últimos anos mostra que o Flu está de volta ao topo. Após a sensacional fuga do rebaixamento em 2009, Fred e companhia levaram os tricolores a dois títulos brasileiros em três anos, com um terceiro lugar no meio do caminho.

Depois de tanto sofrimento, de tanta humilhação, o quarto título brasileiro chega na sala de troféus das Laranjeiras com gosto de redenção. E com um aproveitamento histórico. A marca de 76 pontos na 34ª rodada é a melhor dos dez anos de pontos corridos. Para superar o São Paulo de 2006 como melhor campanha do campeonato com 20 clubes, basta vencer um dos três jogos restantes (Cruzeiro, Sport e Vasco).

Além da pontuação impecável, o Fluminense é soberano em todos os aspectos da tabela do Brasileirão. O time possui o melhor ataque (58), a melhor defesa (28), o maior número de vitórias (22), o menor número de derrotas (3) e o artilheiro da competição (Fred, 19).

Se os números da conquista tricolor impressionam, o futebol apresentado esteve longe de ser unanimidade. O esquema do técnico Abel Braga foi alvo constante de críticas. Ora pelo pragmatismo excessivo, ora por sempre recuar quando conseguia vantagem, ora por precisar demais das intervenções do goleiro Diego Cavalieri. Até de abusar da sorte o Fluminense foi acusado.

De fato, jogar “na conta do chá” foi a marca do tetracampeão. Nos aproximadamente 3150 minutos que jogou no campeonato, o Flu só esteve com dois gols de vantagem sobre o adversário em 216. O restante foi de puro sufoco. Fato que desesperava o torcedor tricolor, que, mesmo vitorioso, sentia em um time de tanta qualidade a capacidade de conseguir os pontos de forma menos dramática.

No entanto, o que poderia parecer um defeito acabou se revelando a grande virtude do Fluminense-2012. Ciente do seu poderio, a equipe sempre jogou suas partidas esperando o momento certo de dar o bote. A fórmula e ra mais ou menos a seguinte: 1) Gum, em um campeonato acima da média, se virava enquanto o adversário pressionava. 2) Quando não tinha jeito, Cavalieri operava milagres para evitar os gols. 3) Jean, o motor da equipe segurava a posse de bola e organizava, a seu ritmo, a jogada letal. 4) Wellington Nem, endiabrado, fazia um carnaval na defesa adversária. 5) Gol do Fred.

E assim, cirúrgico, o Fluminense foi derrubando seus adversários um a um. Agora, por fim, chega ao merecido prêmio de recompensa. O futebol-arte pouco importa neste momento. O torcedor tricolor vai às ruas festejar, cantar e mostrar toda a felicidade de ser tetracampeão brasileiro. Como diz o hino do clube, “quem espera sempre alcança”. E os dias negros nas Laranjeiras, de uma vez por todas, ficaram para trás.

CINCO VITÓRIAS CHAVE:
Vasco 1 x 2 Fluminense
Fluminense 3 x 1 Santos
Flamengo 0 x 1 Fluminense
Bahia 0 x 2 Fluminense
Palmeiras 2 x 3 Fluminense

MELHOR JOGADOR: Diego Cavalieri (goleiro) – Sempre que o Fluminense precisou, ele estava lá. Seja com as defesas espetaculares que viraram rotina ou passando segurança ao time com a sua frieza característica. De semblante normalmente fechado, Cavalieri é discreto nas comemorações. Mas o papel de protagonista no título do Flu certamente é tido por ele como uma grande vitória pessoal. O Paredão Tricolor passou três anos difíceis na Europa, sem chances no Liverpool (ING) e no Cesena (ITA). Agora, é aclamado por muitos como o possível camisa 1 da seleção brasileira.

ARTILHEIRO: Fred (19 gols) – O capitão tricolor sempre foi muito querido pela torcida, especialmente após comandar a incrível fuga do rebaixamento de 2009. No entanto, como passou grande parte da campanha de 2010 lesionado, ainda faltava alguma coisa para Fred entrar definitivamente na história do Fluminense. Não falta mais. Além de ser o grande líder da equipe dentro de campo, o camisa 9 abusou de ser decisivo neste Brasileirão – contra o Flamengo, por exemplo, garantiu as duas vitórias por 1 a 0. São 19 gols no total, que lhe garantem o posto de artilheiro do campeonato até aqui. Capitão, matador e campeão. Fred jamais será esquecido nas Laranjeiras.

ICFUT–BRASILEIRÃO SÉRIE A:LINK AO VIVO DOS JOGOS DE HOJE 11/11/2012

LINK AO VIVO DOS JOGOS DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO 2012 – CLIQUE AQUI

35ª RODADA
10/11 – 19h30 Botafogo-RJ 3 x 0 Portuguesa-SP
10/11 – 19h30 Atlético-GO 2 x 1 Santos-SP
10/11 – 21h00 Corinthians-SP 5 x 1 Coritiba-PR
11/11 – 17h00 Vasco da Gama-RJ x Atlético-MG
11/11 – 17h00 Grêmio-RS x São Paulo-SP
11/11 – 17h00 Palmeiras-SP x Fluminense-RJ
11/11 – 19h30 Cruzeiro-MG x Bahia-BA
11/11 – 19h30 Náutico-PE x Flamengo-RJ
11/11 – 19h30 Figueirense-SC x Sport-PE
11/11 – 19h30 Ponte Preta-SP x Internacional-RS

Por Cleber Aguiar – COPA PAULISTA: Audax faz dois na Ferroviária e garante vaga na final

Fonte:Futebolinterior.com.br

Outro finalista sairá de Noroeste e Velo Clube, neste domingo

 O Audax garantiu uma vaga na final da Copa Paulista depois de vencer a Ferroviária, por 2 a 0, na noite deste sábado, pelo confronto de volta das semifinais, em Araraquara. No primeiro jogo, os times ficaram no empate em 1 a 1. O outro finalista sairá do confronto entre Noroeste e Velo Clube (0 a 0 na ida).

Seguindo o regulamento, a Ferroviária precisava apenas do empate sem gols para garantir a vaga, por ter marcado fora de casa no empate, em 1 a 1, em São Paulo.

Mas, neste sábado, o Audax sobrou em campo e dominou a Ferroviária em plena Fonte Luminosa, em Araraquara. Logo aos 14 do primeiro tempo, Anderson abriu o placar para o time da capital. Enquanto a Ferroviária não conseguia levar perigo, o Audax cadenciava o jogo e ainda sacramentou a classificação com Danilo, fechando o placar aos 15 da segunda etapa.

Agora, os comandados do técnico Antônio Carlos Zago aguardam o adversário da final, que sairá do confronto entre Noroeste e Velo Clube. Jogando em Rio Claro, o Noroeste segurou o Velo e arrancou um empate sem gols, levando a decisão da vaga para Bauru, neste domingo, às 11h, no EstádioDr. Alfredo de Castilho.
Confira os jogos de volta das semifinais:

Sábado
Ferroviária 0 x 2 Audax (1 a 1)

Domingo
11 horas

Noroeste x Velo Clube (0 a 0)

Por Cleber Aguiar – Com gol de brasileiro, Ulsan Hyundai é campeão asiático

Fonte: Gazetaesportiva.net

O Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, é o campeão asiático de 2012. Neste sábado, a equipe venceu dentro de casa o Al Ahli, da Arábia Saudita, por 3 a 0 e conquistou a Liga dos Campeões da Ásia. O atacante brasileiro Rafinha, ex-Nacional-SP, marcou o segundo gol da partida. Já o Al Ahli esteve em campo com o também atacante brasileiro Victor Simões, ex-Botafogo.

Com o título, os coreanos garantiram uma vaga no Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado no Japão em dezembro. Os campeões deste sábado estrearão no torneio intercontinental contra o Monterrey, do México, nas quartas de final. O vencedor desse confronto enfrenta o Chelsea na semifinal da competição.

Superior durante toda a partida, o Ulsan abriu o placar com Tae Hwi Kwak, logo aos 13 minutos de jogo. O segundo gol, no entanto, só foi sair aos 23 minutos da segunda etapa, com Rafinha, que comemorou o lance dançando o hit “Gangnam Style”, do cantor sul coreano Psy. Por fim, Seung-Yong Kim, aos 32 minutos, marcou e terceiro e garantiu a primeira conquista continental do Ulsan.

AFP

Jogadores do Ulsan comemoram com a torcida o título deste sábado; equipe pega o Monterrey no Mundial

Por Cleber Aguiar – SÉRIE C: Após seis anos, Paysandu devolve região Norte à Série B

Fonte: Futebolinterior.com.br

Mesmo perdendo em Macaé, Papão retorna para segunda divisão

 O Paysandu voltou para segunda divisão do futebol nacional. Após sua queda em 2006, os torcedores sofreram durante seis anos, mas na tarde deste sábado, no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé, perdeu para o Macaé, por 3 a 2, mas por ter vencido o primeiro jogo por 2 a 0, conquistou o tão sonhado acesso. E será o único representante da região Norte na Série B, em 2013.

Além disso, o Papão garantiu presença nas semifinais onde vai enfrentar o Icasa. O primeiro jogo será disputado em Juazeiro do Norte, no Ceará, e o segundo no Pará, provavelmente em Paragominas, porque o time paraense perdeu dois mandos de campo.

Com isso, o Paysandu se junta a Chapecoense e Icasa, que já conquistaram o acesso. Neste domingo, a última vaga será definida entre Fortaleza e Oeste, que se enfrentam em Fortaleza. No primeiro jogo, houve empate por 1 a 1. Um empate sem gols dá a vaga ao Fortaleza, mas outro empate por 1 a 1 leva a decisão nos pênaltis. Se houver empate por mais de um gol, a vaga será do Oeste por marcar mais fora de casa.

Emoções no Moacirzão
O jogo no Estádio Moacirzão, com público de 4.564 pagantes, foi aberto, com o Macaé abrindo 2 a 0, com Douglas Assis e Jones. Com este placara, a vaga seria decidida nos pênaltis. Mas, aos 24 minutos do segundo tempo Yago Pikachu, fez o primeiro do Papão. Daí o Macaé precisaria marcar mais dois gols.

Logo em seguida, aos 27, Jones fez mais um para o time fluminense. Mas, o gol que definiu o acesso foi marcado por Vanderson, aos 30 minutos do segundo tempo. O Paysandu só tocou a bola e deixou o tempo passar.

Confira os resultados de volta das quartas-de-final:

Quinta-feira
Luverdense-MT 1 x 0 Chapecoense * (0 x 3)

Sexta-feira
Duque de Caxias-RJ 0 x 0 Icasa-CE * (1 x 2)

Sábado
Macaé-RJ 3 x 2 Paysandu-PA * (0 x 2)

Domingo
17 horas

Fortaleza-Ce x Oeste-SP ( 1 x 1)

* Semifinalista e acesso à Série B

Por Cezar Alvarenga – Robinho pode virar moeda de troca em negocição do Milan por Felipe Anderson.

Fonte: Yahoo! Esportes

Apelidado de “novo Ganso” pelo jornal “Gazzetta dello Sport”, o meia Felipe Anderson, do Santos, interessa ao Milan, que pode incluir Robinho na negociação com clube paulista. A informação é da edição do diário italiano deste sábado.

De acordo com a “Gazzetta”, o clube estaria “muito interessado” na contratação do jovem meia do Santos e já teria avançado nas negociações com a diretoria paulista, tentando assegurar o jogador já na reabertura do mercado, em janeiro.

Para contratar Felipe Anderson, o Milan estaria disposto a oferecer Robinho em troca. De acordo com a “Gazzetta”, o atacante nunca correspondeu às grandes expectativas no futebol italiano e é visto como negociável dentro do clube rossonerri. A “Gazzetta” revela ainda que o negócio pode ser fechado em breve.

 

Por Cezar Alvarenga – Goiás vence o Barueri no Serra Dourada e é o primeiro time a subir para a Série A.

Fonte: Yahoo! Esportes

Mesmo faltando mais duas rodadas para o fim da Série B, os 39.865 torcedores que lotaram o Serra Dourada neste sábado já podem comemorar a volta do Goiás à Série A do Campeonato Brasileiro. Jogando em um Serra Dourada lotado, o Esmeraldino não decepcionou seus fãs e bateu o Grêmio Barueri por 3 a 0, com gols de Egídio, Walter e Dudu Cearense, garantindo o acesso à Série A de forma antecipada.

Mesmo já rebaixado, o Grêmio Barueri começou o jogo com tudo. A equipe paulista pressionava o Goiás e, com mais vontade, dominava as ações no meio campo. Já o Goiás conseguia manter a calma e equilibrar o jogo aos poucos, sem entrar na correria do adversário. Esta tranquilidade do time esmeraldino se transformou em domínio a partir dos dez minutos, quando o Barueri recuou e passou a esperar erros do Goiás para atacar.

Com o domínio, o Goiás começou a criar chances de gol e dar trabalho para o goleiro Rafael em jogadas rápidas. E foi desta maneira que saiu o gol da vitória. Em um contra-ataque rápido, Walter recebeu na entrada da área e bateu cruzado para Egídio mandar a bola para o gol e comemorar com a torcida goiana que enlouquecia no Serra Dourada. Mesmo em desvantagem no placar, o Barueri continuou lutando e criou algumas boas oportunidades de marcar, mas a defesa goiana foi bem e conseguiu segurar a importante vitória.

O segundo gol do Goiás saiu no segundo tempo, logo depois da entrada do atacante Iarley. O ídolo da torcida goiana entrou bem e em seu primeiro lance deu um belo passe para Vítor na ponta direita. O lateral cruzou a bola na cabeça de Walter, que empurrou para o gol.

Nos minutos finais, Dudu Cearense aproveitou bela jogada de Vítor para invadir a área, bater cruzado, marcar o terceiro gol do Goiás e dar números finais ao jogo.

CRICIÚMA VENCE E FICA PERTO DO ACESSO

No Nazarenão, o Criciúma não sofreu muitos sustos e venceu o América-RN por 4 a 1, com gols de Nyrlei, Zé Carlos, Ozéia e Douglas. Cléber descontou para o América. A vitória leva o Tigre à segunda posição com 71 pontos e deixa o time catarinense precisando de apenas mais dois pontos para confirmar seu acesso.

VITÓRIA PERDE BOA CHANCE

O Vitória perdeu para o Guaratinguetá por 1 a 0 e deixou escapar a chance de encaminhar a vaga para a Série A do ano que vem. O Rubro Negro baiano estacionou nos 69 pontos, caiu para a quarta posição e começa a ser ameaçado pela aproximação do São Caetano, quinto colocado com 67 pontos.