ICFUT – Justiça pode tirar Bruno Mendes do Botafogo, mas clube está tranquilo

Fonte: lancenet

Jovem atacante está penhorado por dívida do Guarani com ex-jogador Andrei e CBF deve acatar pedido de juiz para que registro com o Alvinegro seja desfeito

Bruno Mendes - Treino do Botafogo (Foto: Wagner Meier)
Bruno Mendes está no Botafogo desde setembro (Foto: Wagner Meier)

Uma dívida do Guarani com o ex-zagueiro Andrei pode tirar Bruno Mendes do Botafogo. Em processo iniciado em 2005, o zagueiro, hoje aposentado, penhorou os direitos econômicos da promessa, mas até agora não recebeu o que deveria mesmo com a venda recente da joia de 18 anos. Por conta disso, a Justiça do Trabalho determinou no último mês de outubro o cancelamento do registro do atacante com o Alvinegro, que não está preocupado em perder o jogador.

De acordo com decisão tomada em 22 de outubro pelo juiz Maurício Bearzotti de Souza, da 9ª Vara do Trabalho de Campinas (SP), Andrei deveria ter recebido R$ 516.563,19 na venda de Bruno Mendes para um grupo de investidores estrangeiros, este que vinculou os direitos federativos do atleta ao Macaé e repassou o jovem por empréstimo ao Botafogo. Como não houve o depósito para o ex-zagueiro, a Justiça do Trabalho considerou a transferência para o Glorioso como fraudulenta e pediu a invalidação do negócio.

A reportagem do LANCENET! entrou em contato com a assessoria do Botafogo e o clube afirmou que "sequer foi notificado sobre o caso e que se for, tomará as medidas cabíveis para impedir qualquer tipo de problema, pois a negociação foi feita com o Macaé".

O empresário de Bruno Mendes, Gustavo Arribas, que se tornou o agente do jogador com a compra feita pelo grupo de investidores estrangeiros, disse que não conhecia o caso na Justiça e destacou que as transferências feitas pelo jogador são legais.

– Bruno não é mais jogador do Guarani, pertence 100% ao Macaé. Se a dívida é do Guarani, é do Guarani. Para mim, esse assunto já nasce encerrado. Pagamos ao Guarani e não havia nenhum tipo de limitação. Pagamos ao clube, não para uma terceira pessoa. Não havia um terceiro na negociação, nunca houve. Depositamos o dinheiro da compra na conta que o Guarani indicou – comentou o empresário Gustavo Arribas.

Por sua vez, o Guarani confirmou via assessoria de imprensa nesta quinta-feira que "o clube está estudando o caso para posteriormente falar melhor sobre".

No entanto, a tranquilidade do Botafogo e do empresário de Bruno Mendes com toda a situação contrasta com a decisão que a CBF deve tomar no caso. De acordo com o advogado Marcos Motta, especialista em direito esportivo, a entidade máxima do futebol sempre segue a determinação da Justiça.

– A CBF acata o que determina a Justiça, ela vai cumprir com a decisão tomada pelo juiz. A postura da CBF é passiva – falou Marcos Motta, que não vê motivos para que Bruno Mendes saia prejudicado no fim das contas:

– Não é o jogador que é devedor. Pode haver uma substituição do objeto da penhora. Não me parece razoável que esse peso da dívida recaia sobre o Bruno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s