Por Cleber Aguiar – Com engenheiro indicado pela CBF, Vila é liberada e Santos joga em casa na 5ª

Fonte: Portal UOL

MILTON PAZZI JR.
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

O estádio da Vila Belmiro foi liberado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e, assim, o Santos pega o Náutico nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), em sua casa, pela 33 rodada do Campeonato Brasileiro.

Com isso, os ingressos para o jogo estão à venda e no próprio local da partida até às 20h desta terça. Na quarta, os bilhetes também serão vendidos, mas ainda não há confirmação dos horários e de outros postos.

A Vila Belmiro tinha sido interditada por causa dos problemas na semana passada, no atendimento ao zagueiro Rafael Marques, do Atlético-MG, que se chocou com o companheiro de time Leonardo Silva e ficou desacordado. A ambulância para levá-lo ao hospital não conseguiu entrar no gramado, o que causou problemas e atraso.

O clube realizou reformas na entrada do portão 20, e assim, uma vistoria feita pelo engenheiro Reinaldo Cordeiro, indicado pela CBF, na segunda-feira pela manhã, confirmou que o problema tinha sido resolvido, com a construção de uma rampa.

Mesmo com a liberação, o time alvinegro ainda será julgado pelo problema, e corre o risco de uma multa, que vai de R$ 100 a R$ 100 mil, por ter sido enquadrado no artigo 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por não oferecer condições ideais para o espetáculo.

  Ricardo Saibun/Divulgação/Santos FC  
Ambulância entra no campo durante vistoria na Vila Belmiro, na segunda-feira
Ambulância entra no campo durante vistoria na Vila Belmiro, na segunda-feira

Por Cleber Aguiar – Tentando mudar foco, Verdão define vaga às quartas com o Millonarios

Fonte: Gazetaesportiva.net

Thiago Bastos Ferri, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Ainda tentando sair da zona de rebaixamento e esboçando reação no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem agora o desafio de esquecer momentaneamente a competição nacional. Nesta terça-feira, o Verdão atua às 21h45 (de Brasília), em Bogotá, diante do Millonarios, da Colômbia, para garantir sua vaga nas quartas de final da Copa Sul-americana.

Na partida de ida, no Pacaembu, o time paulista venceu por 3 a 1 e tem boa vantagem: pode perder por até um gol de diferença que se garante na fase seguinte. Além disso, tem o retrospecto em seu favor, já que dos 18 jogos que fez contra times colombianos em sua história, o Verdão conseguiu 12 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas.

Marcos Assunção, Maurício Ramos e Henrique foram poupados, já que o trio está no limite físico. O camisa 20, por exemplo, tem atuado com dores no joelho direito e terá mais tempo para tratar o problema que tem no local. O propósito para isto é não perdê-los na reta final do Brasileirão, em que a equipe precisa tirar quatro pontos do Bahia, primeiro clube fora da zona da degola.

A situação na competição paralela, porém, não irá influir na atuação da equipe nesta terça, segundo o goleiro Bruno. “Conseguimos mudar o foco. Acabou o jogo (com o Cruzeiro) e já tivemos dois jogos para descansar e agora voltarmos classificados. Vamos jogar para vencer como sempre. Um gol fora de casa pode ser importante, e, se tivermos que jogar atrás, faremos isso”, avisou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Embora Kleina quisesse poupá-lo, o atacante Hernán Barcos pediu para jogar contra o Millonarios, nesta terça

Barcos, artilheiro do time com 25 gols no ano, também deveria ter sido poupado, mas após um pedido do jogador, será mais uma opção para o ataque. Correa e Maikon Leite, com lesões musculares, são desfalques certos. João Denoni e Patrick Vieira, atuais titulares, não estão inscritos, assim como Wesley, e aumentam a lista de problemas. Com poucas opções à sua disposição, Kleina terá apenas seis jogadores no banco e nem cogita ter que lidar com novas contusões.“Queremos classificar, não vou negar isso. Sabemos do desgaste, do sacrifício destes jogadores. O jogo é situação, esperamos não perder ninguém, mas o Maikon Leite nós estamos sofrendo também por causa da Sul-americana (no primeiro jogo, o camisa 7 levou uma pancada no tornozelo). O Millonarios é um time que marca forte, então vamos ver como a arbitragem também vai interpretar. Esperamos ser competentes”, afirmou o comandante.

Depois de duas vitórias consecutivas no Brasileirão, o Verdão tenta repetir a sequência de três triunfos seguidos. O feito foi conquistado exatamente após a primeira partida com o time da Colômbia, quando antes havia batido Figueirense e Ponte Preta, nas partidas iniciais sob o comando do atual comandante.

No Millonarios, a equipe fala em atuar com inteligência para conseguir reverter a atual desvantagem. Classificado para a fase semifinal do Campeonato Colombiano, o time terá Rentería, ex-Santos e Internacional, que não jogou o primeiro confronto com o Palmeiras por conta de uma lesão muscular.

Em seu discurso, o atacante com passagens pelo futebol brasileiro ainda adota um tom otimista em relação à classificação para as quartas de final. “Contra o Palmeiras teremos um time difícil, mas vamos fazer todo o possível para dar tudo de nós e revertermos o placar. Assim continuaremos avançando na Sul-americana”, ensinou o atleta.

Divulgação/Site Oficial

Com o apoio de sua torcida, o Millonarios tenta reverter os 3 a 1 sofridos no Pacaembu para avançar de fase

FICHA TÉCNICA
MILLONARIOS-COL x PALMEIRASLocal: estádio Nemesio Camacho, El Campín, em Bogotá (Colômbia)
Data: 23 de outubro de 2012, terça-feira
Horário: 22h45 (de Brasília)
Árbitro: Victor H. Carillo (Peru)
Assistentes: Cesar Escano e Raul Lopez Cruz (ambos do Peru)

MILLONARIOS: Delgado; Ochoa, Torres, Franco e Martínez; Ramírez, Robayo, Ortiz e Candelo; Rentería e Cosme
Técnico: Hernán Torres

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo, Tiago Real e Daniel Carvalho; Luan, Barcos e Betinho
Técnico: Gilson Kleina

ICFUT – Família teme que Marquezine seja “Stephany Brito” de Neymar

Fonte: Folha Online

Pessoas próximas a Bruna Marquezine afirmam que é a atriz quem está insegura para assumir publicamente seu namoro com Neymar.

Um dos motivos seria a hesitação de sua mãe, Neide, em aceitar a relação com o jogador. Procurada pela coluna, Neide não atendeu ao celular.

Reprodução/Instagram
O jogador Neymar e Bruna Marquezine, a nova periguete das 21h
O jogador Neymar e Bruna Marquezine, a nova periguete das 21h

A família de Bruna estaria preocupada com a possibilidade de a jovem repetir os passos de Sthefany Brito, que largou a carreira para ir morar com Alexandre Pato na Europa. O casamento durou menos de um ano.

Já os amigos de Neymar, que tem fama de mulherengo, afirmam que o atleta está apaixonado pela atriz e que ele quer mostrar que não é apenas mais um rolo.

A informação é da coluna “Olá”, assinada por Vivian Masutti, no jornal “Agora”.

 

Por Cleber Aguiar – A Arena que fará nascer uma cidade ao seu redor

Fonte: O Estado de São Paulo

Estádio é o marco inicial de um ambicioso projeto que visa a desenvolver a região mais pobre da Grande Recife

[videolog 850066]

Almir Leite e Paulo Favero – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – projetar uma arena para ser erguida no meio do nada, mas que, a longo prazo, vai se tornar parte integrante de uma “cidade’’. Esse foi o desafio dos arquitetos responsáveis pelo projeto da Arena Pernambuco. Encravada em um terreno até então intocável do município de São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife, o estádio para 46.100 pessoas foi idealizado para a Copa de 2014 – e, se possível for, para a Copa das Confederações no próximo ano. Mas é apenas o pontapé inicial de um empreendimento bem mais ambicioso, a Cidade da Copa.

Por enquanto, as obras da arena são a única coisa que se pode observar na área de estimados 252 hectares, 50 deles ocupados pelo estádio. Mas a ideia é que em no máximo 25 anos o local tenha residências, hotéis, shopping center, edifícios comerciais, universidade… Ou seja, que se transforme numa verdadeira cidade.

“A escolha de São Lourenço da Mata para a construção da arena e também da Cidade da Copa foi uma forma encontrada pelo governo para induzir o crescimento da região oeste (a menos desenvolvida da Grande Recife)’’, disse ao Estado Ricardo Leitão, secretário extraordinário para a Copa em Pernambuco. “Este será o maior legado que a Copa vai deixar em todo o Brasil.’’

A Arena Pernambuco é a única das 12 do Mundial não localizada em uma capital. São Lourenço da Mata está a 19 quilômetros do Recife, tem 98.402 habitantes, segundo o último levantamento do IBGE, e suas características são de cidade-dormitório. A expectativa é que, com o avanço do empreendimento, o município atraia indústrias e também se torne um polo de comércio e serviços.

Como a Cidade da Copa vai nascer a partir da arena, o projeto de sua construção teve de considerar a ocupação futura da região. “Não havia um entorno, uma ocupação consolidada. Isso já nos obrigou a olhar o projeto de uma outra forma. Nesse caso, num primeiro momento o projeto precisou se relacionar com esse entorno, que no futuro vai ser substituído pelas construções. Isso foi a principal diretriz’’, disse Daniel Hopf Fernandes, diretor titular da Fernandes Arquitetos Associados, escritório responsável pelo projeto da Arena Pernambuco.

Na falta de um entorno para servir como referência, os arquitetos levaram em consideração as características naturais da região, tais como vegetação, topografia e relevo. “O conceito da edificação é integrá-la com esse entorno natural. A geometria da arena está associada a algo que nasce do solo, é como se o estádio estivesse enraizado no terreno’’, explica Daniel.

O cuidado em integrar a arena com as futuras edificações e com as pessoas que povoarão a Cidade da Copa, como moradores, trabalhadores e visitantes ocasionais, também foi contemplado no projeto na forma de uma área de circulação bastante ampla, pois está previsto que o adensamento ocorrerá a uma distância entre 100 e 150 metros da área de influência do estádio.

UTILIZAÇÃO
A Arena Pernambuco, claro, não vai ser utilizada apenas para jogos de futebol. Mas o esporte será o carro-chefe e há projeções dando conta de que 60 partidas por ano, com público médio de 18 mil pessoas, serão suficientes para que comece a se pagar.

O Náutico já fechou contrato com o consórcio que tocará a arena para jogar lá 30 vezes por ano. O Sport, segundo a Secopa, está próximo de acordo para mais 30 apresentações – o Santa Cruz não abrirá mão do Arruda.
Além disso, estão em negociações os naming rights e os pernambucanos esperam negociá-los por R$ 80 milhões, a serem recebidos por período estimado entre 20 e 30 anos.

CORRIDA CONTRA O TEMPO
Mas pensar em lucros é coisa para o futuro. No momento, a preocupação dos pernambucanos é tentar convencer a Fifa a confirmar de uma vez por todas a arena como uma das sedes da Copa das Confederações. Na terça-feira, a Construtora Odebrecht e o governo estadual informaram que o índice de conclusão da obra era de 64% e o ritmo acelerado permitia acreditar que a arena receberá sinal verde da Fifa.

O problema é que a Fifa tem expectativa de ver o estádio pronto no máximo até fevereiro – a Secopa e a Construtora Odebrecht trabalham com esse prazo –, mas o governador Eduardo Campos anunciou a data de inauguração para 14 de abril. Pode ser tarde para a Copa das Confederações. Para o Mundial de 2014, a arena estará preparada. E também para o que virá depois.

Por Cleber Aguiar – A liberdade é uma bola

Fonte: O Estado de São Paulo

Detentos do maior presídio de São Paulo disputam um torneio que tem até tribunal para julgar os casos de indisciplina

GONÇALO JUNIOR – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – O torneio de futebol da penitenciária Adriano Marrey tem duas diferenças em relação ao Campeonato Brasileiro. A primeira é a linha de tiro. Quando uma bicuda sem direção joga a bola lá, já era. Essa linha é uma faixa de quatro metros que percorre todos os muros do presídio, de fora a fora. Quem pisar ali sem autorização, leva chumbo. Para pegar a bola, é preciso pedir autorização para a torre. Mas é preciso rapidez: no início da noite, a linha de tiro é policiada também por cães.

A outra diferença está nas “arquibancadas”. Como as quadras ficam no meio do pavilhão, grande parte dos 2.255 detentos do maior presídio masculino de São Paulo torce das 188 celas do complexo. Gritam atrás das grades, balançando as pernas e os braços. Por causa do barulho impressionante, os presos apelidaram as quadras de La Bombonera, uma referência ao mítico estádio do Boca Juniors. Vixe. Falta feia no jogo que está acontecendo agora. Cartão amarelo, mas poderia ser vermelho. “Aqui, não tem jeito, todo árbitro é ladrão”, brinca um agente.

Cena 1.
Desde o portão principal até a quadra, contei uns oito portões de ferro, todos com cadeados que bloqueiam até pensamento ruim. O acesso é feito no meio dos presos. Não senti cheiro de xixi, nem do número dois. Existem grupos de faxina responsáveis pela limpeza do pátio e das celas, principalmente nas vésperas da visita. Inúmeros varais improvisados se envergam com dezenas de peças de roupas mil vezes lavadas e que obrigam a gente a inclinar um pouco o pescoço para passar. É o de menos. O desconforto maior vem dos olhares, quase uns cutucões perguntando “o que você está fazendo aqui?”. Outros são só curiosos. A desconfiança é um item de série dos detentos, não é opcional. Minha sorte é a escolta. São quatro agentes – dois na frente e dois atrás – tão carrancudos quantos os presos.

Fabiano de Oliveira Vasconcelos, que cumpre pena de 14 anos por tráfico de drogas, poderia ir ao shopping do jeito que está vestido. Blusa de moletom azul, limpo e bem passado, um tênis Nike seminovo, cabelo bem cortado, dentes brancos e alinhados. Não deu para perceber se usava perfume. Pelo visual, o único empecilho é a calça bege em tecido rústico – marca registrada dos detentos e citada pelos Racionais na música “Diário de um detento”. Fabiano acerta os plurais e usa poucas gírias. Uma delas é “no automático” para dizer que uma coisa é consequência da outra.

TJD.
Tirando a linha de tiro e as arquibancadas verticais, todo o restante do torneio é parecido com o nosso Brasileirão. Fabiano faz parte de um grupo chamado TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) formado por representantes dos quatro setores (raios) do presídio. As funções são similares ao STJD do mundo livre: julgar os casos de indisciplina e definir as punições. Se um jogador fala palavrão na quadra, poderá ser suspenso por um jogo. Uma briga vale a eliminação do torneio. Em outras unidades, as equipes adotam os nomes dos clubes profissionais. Em Guarulhos, não dá para fazer isso: 90% são corintianos.

Os jogos têm mesários, árbitros e súmulas que contam o que acontece em cada partida, disputada no sistema de ida e volta, com torcida única. Os jogos têm dois tempos de 20 minutos (mais cinco de chorinho). O agente de segurança Mário Jorge Antunes é um dos responsáveis por fazer o torneio sair do papel. “Ninguém acredita que não tive problemas sérios de indisciplina nos três anos em que trabalho aqui”, conta. “O segredo é não discriminar e ser justo. O preso sabe o que é certo e o que é errado”.

Funcionários da penitenciária afirmam que três pilares mantêm qualquer presídio de pé: a parte jurídica, as visitas íntimas e o futebol. “Não é possível imaginar um presídio sem futebol”, avalia Valdinei Freitas, diretor de Trabalho e Educação.

Em Guarulhos, a quadra é aberta pela manhã (9h às 11h) e à tarde (13h às 16h). Fora desses horários, os presos estão nas celas. “Eu me sinto livre quando jogo futebol”, afirma Everaldo Lima Junior, condenado a cinco anos por tráfico de drogas.

Esse sentimento de libertação aparece em uma das melhores cenas do filme “Um sonho de liberdade” quando o personagem principal consegue uma premiação especial para os companheiros detentos: uma cervejada, no final da tarde, após a reforma do telhado da penitenciária. “O futebol liberta a mente, mas não absolve os sentenciados dos crimes. Todo mundo tem de cumprir a pena”, cutuca um agente de segurança.

Cena 2.
Não vejo nenhum detento usando drogas no pátio e os agentes explicam que o policiamento inibe o consumo. Nas celas, no entanto, é praticamente impossível controlar o vício, questão mal resolvida em todos os presídios do Brasil.

Do presídio, a gente não vê o horizonte. O céu encolhe e sobram uns 50 tons de cinza dos muros. Só o futebol é colorido, como um quadro em uma parede com reboco. A liberdade que ele traz dura dois tempos de 20 minutos. Mais cinco de chorinho. Ah, se eu tivesse trazido meu tênis…

TORCIDA NA PRISÃO

.Pesquisa da Secretária de Administração Penitenciária, feita esse ano, mostra que os corinthianos são maioria nas unidades masculinas de São Paulo

EQUIPE REGIÃO METROPOLINANA VALE PARAÍBA/LITORAL CENTRAL NOROESTE OESTE TOTAL
CORINTHIANS 14.998 7.370 11.163 14.253 15.281 63.065
SÃO PAULO 7.179 3.769 5.941 7.495 8.076 32.460
PALMEIRAS 5.001 2.087 3.159 4.049 4.548 18.844
SANTOS 2.954 2.736 2.103 2.552 3.181 13.526
PORTUGUESA 210 52 24 60 20 366

GAMES ICFUT – PES 2013 terá Neymar dançando Gangnam Style

Fonte: globo

PES 2013 terá uma atualização em breve que vai adicionar ao jogador Neymar a comemoração inspirada na dança do rapper coreano PSY. A dancinha foi eleita em uma promoção no Facebook oficial do jogo no Brasil e estará disponível em breve.

Neymar dança Ai se eu te pego em novo video de PES 2013 (Foto: Reprodução)Neymar dançará Gangnam Style em PES 2013 (Foto: Reprodução)

O jogador já possui uma coreografia exclusiva no game, que é a dança "Ai se eu Te Pego!", do cantor Michel Teló. Agora, o atacante do Santos vai revezar a comemoração com Gangnam Style, escolhida com 84% dos votos. A coreografia da música Eu quero Tchu, Eu Quero Tcha ficou em segundo lugar, com 13% dos votos, e Call me Maybe, de Carly Rae Jepsen, em terceiro, com 3%.

PES 2013 já está à venda em todo o Brasil em versões para Xbox 360, PlayStation 3, PlayStation 2 e PCs.

ICFUT – Próximo de atingir marca de Pelé, Messi lidera o Barça contra o Celtic

Fonte: globo

Segundo catalães, argentino está a quatro gols de igualar recorde do Rei
em jogos oficiais num só ano. Espanhóis podem abrir cinco pontos na frente

Após balançar as redes três vezes na vitória sobre o La Coruña neste sábado, Lionel Messi está muito próximo de igualar ou mesmo superar uma marca de ninguém menos que Pelé: seu recorde de gols em partidas oficiais num único ano. Segundo o site oficial do Barcelona, o argentino, em 2012, marcou 71 vezes, contra 75 do Rei em 1959. A primeira chance real será nesta terça-feira, no duelo pelo Grupo G da Liga dos Campeões, contra o Celtic, no Camp Nou, às 16h45m (horário de Brasília). O GLOBOESPORTE.COM vai acompanhar, em Tempo Real, o jogo em que o Barça pode abrir cinco pontos de vantagem na ponta em caso de triunfo. Na mesma chave, só que mais cedo, às 14h, os lanternas Spartak e Benfica se enfrentam em Moscou.

Messi no treino do Barcelona (Foto: Reuters)Messi busca encaminhar classificação do Barça, enquanto persegue Pelé (Foto: Reuters)

Embora tenha até dezembro para atingir o Rei, a missão de tirar a diferença de quatro gols numa só partida é bastante complicada. Até mesmo para alguém como Messi. Ainda assim, o argentino marcou quatro ou mais vezes em três oportunidades neste ano: na vitória por 4 a 0 sobre o Espanyol em maio (quatro gols), na goleada por 7 a 1 sobre o Bayer Leverkusen em abril (cinco) e no triunfo por 5 a 1 sobre o Valencia em fevereiro (quatro).

Caso atinja a marca de Pelé (segundo o site da Fifa, o Rei marcou 127 gols em 1959, embora uma parcela considerável desta marca seja em amistosos), o melhor do mundo vai manter a rotina de quebrar recordes. Artilheiro do Campeonato Espanhol com 11 gols – dois a mais que Cristiano Ronaldo e Falcao García, o argentino, primeiro jogador da história do time catalão a alcançar 15 hat-tricks no Espanhol, busca a artilharia da Champions pela quinta vez seguida e, com tantas credenciais, deixa os rivais assustados.

jogadores do Celtic comemoram vitória sobre o Spartak (Foto: AFP)Celtic vem de vitória fora contra o Spartak e é o
vice-líder da chave na Champions (Foto: AFP)

– O Barcelona não tem só o melhor jogador do mundo. Messi é também o melhor jogador da história. Pude seguir a sua carreira de muito perto, ao jogar contra ele no Barça B, no Mundial sub-20, nas eliminatórias contra a Argentina e como jogador do Getafe. É um jogador pequeno, mas muito forte – disse Miku, atacante venezuelano do Celtic.

Na tabela, o Celtic de Miku vem de vitória fora de casa sobre o Spartak e soma quatro pontos, na vice-liderança do grupo, que tem o Barcelona com 100% de aproveitamento na frente. Cotado para ficar com a outra vaga da chave, o Benfica tem apenas um, à frente apenas da equipe russa, derrotada em todos os seus compromissos até o momento.

Barça com desfalques

Para manter essa campanha impecável, o técnico Tito Vilanova terá alguns problemas para escalar a equipe na defesa. Na coletiva desta segunda-feira, ele revelou que Piqué, Puyol e Daniel Alves dificilmente irão a campo por conta de lesão e devem ser desfalques. Com isso, existe a possibilidade de que Montoya, Song e Mascherano formem a retaguarda com Adriana ou Jordi Alba.

No ataque, certo mesmo é a presença de Messi. David Villa também está bem cotado para começar a partida entre os 11 titulares, enquanto Pedro e Aléxis Sanchez brigam, em teoria, pela outra vaga, com vantagem para o espanhol. Já no meio Sergio Busquets é suspenso, já que foi expulso na vitória por 2 a 0 sobre o Benfica há três semanas.

Tito Vilanova na coletiva do Barcelona (Foto: EFE)Tito Vilanova tem problemas para montar a defesa catalã  (Foto: EFE)

Celtic ‘rouba’ slogan rival

Do outro lado, não é exagero dizer que o Celtic entra como franco-atirador na partida, principalmente no que depender das estatísticas. Das últimas 27 partidas nas quais atuou fora de casa, a equipe escocesa perdeu 20 e venceu apenas uma, justamente contra o Spartak. Além disso, marcou em apenas cinco das últimas nove oportunidades em que foi a campo pela competição.

Mesmo com a situação desfavorável, o diretor-geral do Celtic, Peter Lawwell, brinca com o Barcelona, embora faça questão de deixar claro que a relação de ambos os clubes é muito boa.

– Desculpe o Barça, mas o slogan "mais que um clube" é nosso – disse o dirigente, em declaração reproduzida pelo jornal catalão “Mundo Deportivo” nesta segunda-feira.

Possíveis escalações:

Barcelona: Valdes, Montoya, Song, Mascherano e Jordi Alba (Adriano); Fábregas, Xavi e Iniesta; Pedro (Sanchez), Messi e Villa.

Celtic: Forster; Lustig, Wilson, Mulgrew e Izaguirre; Wanyama, Brown,Forrest, Ledley e Commons; Hooper.

ICFUT – STJD absolve Luis Fabiano de suspensão por simulação em clássico

Fonte: gazetaesportiva

Denunciado por simular bolada no rosto em clássico contra o Palmeiras, Luis Fabiano foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no início da noite desta segunda-feira, e não desfalcará o São Paulo na reta final do Campeonato Brasileiro.

O atacante foi julgado por infração ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – "assumir conduta contrária à ética desportiva" – e poderia pegar gancho de uma a seis partidas na competição nacional.

O que motivou a Procuradoria a denunciá-lo foi ter simulado, já caído no chão, que uma bolada do palmeirense Henrique havia acertado seu rosto, e não a barriga, onde de fato ela pegou.

Gaspar Nóbrega/VIPCOMM

Atacante está liberado pelo tribunal para jogar a próxima partida do Brasileiro, contra o Sport, no Recife

O departamento jurídico do São Paulo argumentou que Luis Fabiano foi levado a julgamento apenas por ser sabidamente polêmico e que não fazia diferença o local ao qual o atacante levou a mão, já que o zagueiro do Palmeiras o atingiu de qualquer maneira.

Por unanimidade de votos dos auditores, o jogador não recebeu nem sequer advertência e está liberado para defender a equipe tricolor na próxima rodada do Brasileiro, quando o adversário será o Sport, no Recife.

Julgado simultaneamente por reter bola e atrasar tiro de meta, um gandula que trabalhava no clássico, cujo mando de campo pertencia ao São Paulo, foi somente advertido pelo tribunal.