Por Cleber Aguiar – Kaká ainda não pensa na Copa 2014

Fonte: O Estado de São Paulo

O meia de 30 anos garante que volta para ajudar a nova geração com sua experiência e, por enquanto, não vê como prioridade disputar o Mundial

JAMIL CHADE , ENVIADO ESPECIAL / WROCLAW – O Estado de S.Paulo

Prazer, Kaká. Sem tietagem e quase sem chamar a atenção, o meia do Real Madrid se apresentou ontem pela primeira vez à seleção brasileira depois de dois anos, na cidade de Wroclaw, na Polônia. O jogador chegou com a responsabilidade de repassar à jovem equipe sua experiência e ajudá-la a definir a identidade que tanto lhe tem faltado. Mas insistiu em não se colocar como nome certo para 2014.

Duas horas depois, era a vez de Neymar desembarcar, com todo o status de astro, fugindo das câmeras, fone de ouvido com as cores do Brasil e admitindo não conhecer Kaká pessoalmente. Dois craques, dois estilos completamente diferentes que, pela primeira vez, se encontraram.

A seleção chegou ontem à cidade polonesa de Wroclaw, onde ficará concentrada para o amistoso de quinta-feira contra o Iraque, em Malmo, na Suécia, e na terça-feira, diante do Japão, no atual local de hospedagem. Os jogos serão os primeiros da era Mano Menezes a contar com Kaká, que vestiu a camisa da seleção pela última vez em 2010, contra a Holanda, na Copa do Mundo da África do Sul.

Kaká chega à seleção em um momento crítico. A CBF garantiu Mano no comando até a Copa das Confederações. Mas quer que a comissão técnica use o período para a formação de um “conjunto” de peso. Por mais que Mano tenha apostado em renovação, acabou admitindo a necessidade de ter um líder em campo, seu camisa 10.

O meia, mesmo visto como a pessoa que poderia resgatar o time de sua inconstância, assumiu que vive aos 30 anos um recomeço e admitiu que não há nenhuma garantia de que esteja em condição para estar no grupo em 2014. “É preciso ter calma. Não dá para pensar em Copa do Mundo agora num momento em que estou voltando depois de dois anos e meio longe da seleção. Mas é um recomeço e estou feliz por voltar”, declarou Kaká.

Ontem, se deparou com uma nova geração vestindo a camisa da seleção. O meia tem consciência de que está sendo chamado para passar ao grupo sua experiência e não deixará de assumir sua responsabilidade perante um time jovem. “Estou chegando para dividir responsabilidades. A seleção tem jogadores novos, mas já são muito bons. Esse grupo tem toda condição de ser vencedor, vim para ajudar”, disse o atleta do Real Madrid. “Quero misturar minha experiência com a juventude deles”.

Ilustre desconhecido. Kaká entrará como titular na quinta-feira e Lucas ficará no banco. O meia admitiu que não conhecia pessoalmente vários dos jogadores convocados por Mano, incluindo Neymar, o principal destaque da atual seleção. “Muitos eu não conheço pessoalmente. O Neymar, por exemplo, não o conheço”, disse. “Venho numa situação diferente de quando cheguei à seleção pela primeira vez e encontrei alguns dos meus ídolos”, disse, atendendo à imprensa com um amplo sorriso.

Mau humor. Neymar, momentos depois, desembarcava no hotel da seleção tentando fugir dos jornalistas, com respostas curtas e mal-humoradas. O craque do Santos admitiu que não conhecia Kaká e nem se lembrava muito da Copa de 2002, quando o meia do Real foi pentacampeão. Naquele ano, Neymar tinha apenas 9 anos.

Diplomático, também aposta na presença do jogador para dar “experiência” ao time. Para o entrosamento até o primeiro jogo, Kaká e Neymar terão apenas dois treinos, começando hoje.

David Luiz declarou ao Estado que o meia chegou até tarde na seleção brasileira. “Ele deveria ter sido chamado antes. Se já foi o melhor jogador do mundo (em 2007), alguma coisa ele poderá nos ajudar”, disse. O zagueiro acredita que uma convocação de Kaká mesmo quando ele estava “em baixa teria sido bom para ajudar a recuperá-lo”.

A diferença entre a experiência de Kaká na seleção e os demais é escancarada pelos números. Somando todos os gols que os jogadores no atual grupo marcaram pela seleção, o total fica muito próximo do número de gols de Kaká. O meia do Real Madrid fez 26 gols em seus jogos pela seleção. Juntos, os demais marcaram 29. E isso contando os 13 gols de Neymar pelo Brasil. Os dois agora terão dois amistosos e exatos cinco treinos para unir forças.

Real Madrid. Se na seleção Kaká é a esperança do grupo, no Real Madrid ele ainda luta por uma vaga. Mas até nisso mostra maturidade.

Kaká garante que está bem fisicamente e há mais de um ano não sofre lesão. Em termos técnicos, garante também estar bem. “Estou treinando, tendo oportunidade de novo no Real Madrid. Tenho aproveitado e acho que as coisas estão caminhando”, disse. “Sinto-me bem fisicamente e tecnicamente. Não tenho lesão há quase um ano. Mas todos no time sabem que ninguém tem certeza de quem entra em campo até minutos antes do jogo. É assim”, completou.

ICFUT – Neymar é o segundo maior artilheiro da IFFHS no ano; Messi lidera

Fonte: globo

Santista está a dois gols do craque do Barcelona. Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, vem logo a seguir

Neymar, Brasil x Argentina (Foto: Mowa Press)Neymar segue na cola de Messi pela artilharia da
temporada, segundo o IFFHS (Foto: Mowa Press)

A classificação mundial de artilheiros da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) voltou a trazer o brasileiro Neymar na segunda colocação, atrás apenas do argentino Lionel Messi, doBarcelona. A instituição, que leva em conta gols marcados por seleções ou em partidas internacionais, atribui 17 tentos ao atacante do Santos. Destes, nove foram pela Seleção Brasileira e oito pelo Peixe.

A liderança segue com Messi, que tem 19 gols, sendo nove pela Argentina e dez pelo Barcelona. Já Cristiano Ronaldo aparece na terceira colocação, com 16 gols, sendo cinco por Portugal e 11 pelo Real Madrid.

Entre os dez primeiros há outros dois brasileiros: Leandro Damião, na quinta posição, com sete gols pela Seleção e seis pelo Internacional, e Ricardo Oliveira, em nono, com 12 pelo Al-Jazeera, dos Emirados Árabes.

Confira a lista dos dez maiores artilheiros do mundo em 2012 pelas contas da IFFHS:.

.1º Lionel Messi (Barcelona/ARG) 19 (9/10)

.2º Neymar (Santos/BRA) 17 (9/8)

.3º Cristiano Ronaldo (Real Madrid/POR) 16 (5/11)

.4º Radamel Falcao Garcia (Atlético de Madri/COL) 15 (3/12)

.5º Mohammed Aboutreika (Al-Ahly/EGI) 13 (7/6)

5º Leandro Damião (Internacional/BRA) 13 (7/6)

5º  Klaas Jan Huntelaar (Schalke 04/HOL) 13 (3/10)

8º Michael Mifsud (Valletta/MAL) 12 (6/6)

8º Emmanuel A. Clottey (Berekum Chelsea/GAN) 12 (0/12)

8º Ricardo Oliveira (Al-Jazeera/BRA) 12 (0/12)

ICFUT – Flamengo perde um mando de campo e Cáceres leva gancho de dois jogos

Fonte: lancenet

Clube ainda foi multado em R$ 20 mil por laser apontado por torcedor no Serra Dourada

Cáceres - Flamengo (Foto: Álvaro Rosa)
Convocado pelo Paraguai, Cáceres levou dois jogos de gancho (Foto: Álvaro Rosa)

O Flamengo teve duas derrotas na noite desta segunda-feira no STJD. Por causa de um rojão arremessado no campo no jogo contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, o clube foi punido com a perda de um mando de campo e multado em R$ 20 mil.

O árbitro Paulo César de Oliveira relatou na súmula que o artefato foi atirado do local onde estava a torcida rubro-negra. Com isso, o Flamengo terá de enfrentar o São Paulo, dia 21, a pelo menos 100 quilômetros do Rio. A partida contra o Cruzeiro, no próximo sábado, será no Engenhão.

Além disso, o volante paraguaio Cáceres foi punido com dois jogos de suspensão por ter dado um soco no zagueiro Réver, do Atlético-MG, no jogo do dia 26 de setembro. Pelo laser utilizado por torcedores neste jogo, o Flamengo também foi punido e terá de pagar multa de R$ 20 mil.

A decisão do STJD ainda cabe recurso no Tribunal Pleno.

ICFUT – Túlio Maravilha revela desânimo com projeto de seu milésimo gol

Fonte: lancenet

Pelo Twitter, veterano atacante que voltou recentemente ao Botafogo desabafa e revela vontade de voltar a jogar depois de seis meses parado

Túlio treina no Caio Martins (Foto: Alexandre Loureiro)
Mesmo inativo, Túlio Maravilha não deixou de treinar (Foto: Alexandre Loureiro)

De volta ao Botafogo para finalizar sua busca pelo milésimo gol na carreira, o atacante Túlio Maravilha está desanimado. Há seis meses sem jogar futebol, o veterano jogador, de 43 anos, ainda não jogou pelo Alvinegro neste ano e aguarda para voltar a vestir a camisa do clube em uma partida há cinco meses.

Escrevendo em seu perfil na rede social Twitter, Túlio garantiu que está bem fisicamente e que a espera para voltar a jogar e tentar chegar aos 1000 gols na carreira, segundo suas contas, já está deixando-o frustrado:

– Estou desanimado! Vai indo a gente cansa… 06 meses sem jogar. Uma das coisas que mais amo nessa vida! E que faço muito bem… Só mantendo a forma na academia. No meu teste físico para o Projeto quem viu conferiu "arrebentando esteira" Nunca estive tão sarado (sic).

O último clube de Túlio antes do Botafogo foi o Tanabi, da Quarta Divisão de São Paulo. O jogador deixou o time em abril, depois de chegar ao gol de número 993 na carreira. Já estava acordado entre o camisa 7 e a diretoria do clube de que o veterano jogador retornaria o Alvinegro quando estivesse a sete gols de chegar ao feito histórico.

Em princípio, Túlio disputaria amistosos com a equipe sub-23 do Botafogo, em diferentes pontos do país. O projeto "Túlio a 1000" previa que uma série de jogos festivos seriam feitos para que o atacante chegasse mais perto do milésimo gol que, por sua vez, estava previsto para acontecer no Engenhão. No entanto, o primeiro dos amistosos, que seria em setembro, contra o Tupi, em Juiz de Fora (MG), acabou sendo cancelado.

A hipótese de Túlio ser inscrito no Brasileirão para disputar uma partida oficial ainda neste ano não chegou a ser descartada inicialmente, mas o departamento de futebol alvinegro decidiu que o veterano não entraria na lista dos jogadores que reúnem condições para jogarem a reta final da competição.

Túlio, que prometeu encerrar a carreira profissional após chegar ao 1000º gol, está em sua quarta passagem pelo Botafogo.