Por Cezar Alvarenga – Com gol de Juninho Pernambucano, Vasco vence o lanterna e mantém vantagem para o São paulo pelo G4.

Fonte; UOL Esportes

O Vasco não fez por menos e repetiu o desempenho dos rivais do Rio de Janeiro neste sábado. Com um a mais desde os 20min do 1º tempo, o time venceu o Atlético-GO por 1 a 0, no Serra Dourada, e seguiu o exemplo de Fluminense (4 a 1), Botafogo (2 a 1) e Flamengo (2 a 1), que também triunfaram sobre a equipe goiana fora de casa. O gol de Juninho, já no final da partida, foi fundamental para manter a vantagem de cinco pontos sobre o São Paulo na briga pela quarta posição. De quebra, o Cruzmaltino se garantiu antecipadamente por mais uma rodada no G-4. O Gigante da Colina e o Tricolor Paulista se enfrentam na próxima quarta-feira, às 22h, em São Januário.

Com maioria de torcedores vascaínos no estádio, o time carioca iniciou a partida comandando as ações. Juninho e Carlos Alberto eram os responsáveis pela criação de jogadas e contavam com a velocidade de Eder Luis para surpreender o adversário pelos lados do campo. Antes dos 10min, o Cruzmaltino teve duas boas chances para abrir o placar.

O Atlético-GO não conseguia se organizar e sair para o ataque. A situação ficou ainda pior aos 20min. O zagueiro Gustavo puxou Carlos Alberto pela camisa e recebeu o cartão amarelo. Na sequência, o jogador xingou o árbitro e foi expulso de campo. O episódio causou muita reclamação dos goianos e expressou a dificuldade emocional do lanterna da competição.

Mas uma sequência de desatenções do sistema defensivo do Vasco quase custou caro. Aos 36min, Felipe lançou Marinho, que invadiu a área e chutou com força por cima do gol. Aos 44, Eron recebeu do mesmo Felipe, bateu forte, mas Fernando Prass defendeu.  No último minuto, o goleiro Márcio cobrou falta e por pouco não marcou. Prass defendeu novamente. Foram os lances de perigo dos donos da casa na primeira etapa.

Com superioridade numérica, mas sem conseguir agredir como deveria nos primeiros 45 minutos, o Vasco voltou para o segundo tempo com Felipe e Fellipe Bastos nos lugares de Thiago Feltri e Jonas, respectivamente.  Aos 16min, Juninho chutou de fora na tentativa de surpreender o goleiro Márcio. Pouco depois, Eder Luis isolou um rebote dentro da pequena área. O técnico Marcelo Oliveira sacou Carlos Alberto e colocou o garoto Marlone em campo.

O Cruzmaltino partiu com tudo para o ataque, mas não conseguia concluir as oportunidades. Recolhido, o Atlético-GO se limitava aos contra-ataques e quase marcou aos 29min. Felipe disparou em velocidade, ajeitou para o pé esquerdo e a bola passou raspando a trave de Fernando Prass.

Após o susto, o Gigante da Colina continuou se expondo e apostando no poder de criação de Juninho. Nilton chegou a acertar uma pancada no travessão aos 39min. O Atlético-GO se defendia, mas não conseguiu evitar a derrota.  Aos 41min, o Vasco fez o seu gol após muita insistência. Felipe tabelou com Wendel pelo lado esquerdo e rolou para Juninho. O meia bateu de primeira e explodiu a torcida no Serra Dourada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s