Por Cezar Alvarenga – Com gol de Deivid, Coritiba vence a Ponte Preta e mantém luta contra o rebaixamento.

Fonte: UOL Esportes

Deivid voltou e protagonizou o fim do jejum do Coritiba. Com gol do experiente atacante, o time paranaense arrancou uma suada vitória sobre a Ponte Preta por 1 a 0, no Couto Pereira, acabou com uma sequência de três tropeços e respirou na tabela. Já a rival paulista conheceu sexto jogo seguido sem resultado positivo e vê a pressão aumentar.

Aliás, a torcida voltou a chamar a atenção de maneira negativa. No primeiro tempo, um torcedor do Coritiba foi abordado pela Polícia Militar após apontar um laser nos rostos dos jogadores da Ponte. No domingo, a torcida do time paranaense intimidou uma menina e seu pai depois que ela pediu a camisa do jogador Lucas, do São Paulo.

Para o Coritiba, o resultado é um alívio. Sobe para 32 pontos e acabou sendo beneficiado pelo tropeçodo Sport, primeiro integrante da degola (27 pontos) e que perdeu de virada para a Lusa. Por outro lado, a Ponte estacionou em 34 pontos. Para piorar, não balançou as redes nas últimas quatro partidas.

O jogo começou nervoso e com pouca inspiração dos dois lados. O time paranaense até tinha mais posse de bola, mas encontrava dificuldades para chegar ao gol. Mas o Coritiba esteve próximo de abrir o placar. Aos 15min, Deivid viu o goleiro Roberto realizar um milagre. O time campineiro demorou a levar perigo.

Isso só ocorreu aos 21min, quando Rildo quase fez o primeiro. Com o decorrer do tempo, a equipe de Marquinhos Santos se mostrava até certo ponto ansiosa. No entanto, continuou insistindo. E deu certo. Aos 42min, Deivid desviou cruzamento de Victor Ferraz e, de peixinho, colocou os donos da casa em vantagem.

“Foi importante marcar. A experiência ajuda qualquer jogador. O nosso grupo é forte e temos que trabalhar. Devemos ficar concentrados para conquistar essa vitória”, disse o autor do gol. Esperava-se uma mudança de postura da Ponte Preta para o segundo tempo.

A equipe de Guto Ferreira adiantou sua marcação. Aos 17min, Roger fez um gol, mas estava em impedimento. O susto mexeu com o Coritiba, que passou a ficar mais atento na marcação e também explorava os contra-ataques. O time da casa temia a parte final, uma vez que sofreu gols nos últimos minutos nas três partidas anteriores. Desta vez, não foi vazado e conquistou um importante resultado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s