ICFUT – Depois de goleada em casa, Cristóvão Borges pede demissão no Vasco

Fonte: gazetaesportiva

A goleada sofrida em casa por 4 a 0 para o Bahia na noite do último domingo custou caro para Cristóvão Borges. Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira, o presidente Roberto Dinamite anunciou que o ex-auxiliar de Ricardo Gomes pediu demissão e não é mais o técnico do Vasco da Gama para a sequência do Campeonato Brasileiro.

Depois de quatro jogos sem vencer na competição nacional, o treinador viu a distância para os líderes aumentar, assim como as críticas da torcida. A vitória por 2 a 0 diante da Portuguesa na 21ª rodada gerou uma certa estabilidade para o profissional no clube carioca, mas o empate contra o Náutico e a derrota vexatória para o Bahia deixaram Cristóvão sem condições de se manter no cargo.

O agora ex-técnico cruz-maltino revelou durante a coletiva que pensou na demissão desde o final da partida deste domingo. Após conversas com o elenco e a diretoria, o profissional decidiu se desligar do clube que comanda desde o dia 28 de agosto de 2011. A data coincide com o AVC (acidente vascular cerebral) sofrido pelo “titular” Ricardo Gomes. Na estreia, três dias depois, venceu o Ceará por 3 a 1 em São Januário.

Marcelo Sadio/Vasco

Antes "protegido" por Ricardo Gomes, Cristóvão não suportou a sequência negativa e pediu demissão

"Tomei essa decisão sozinho, não tive o apoio de ninguém. Nem da minha família, nem do Ricardo, e a diretoria também tentou conversar. Mas sou eu que estou vivendo esse momento, achei que essa fosse a hora. Como qualquer quebra de relação, é dolorida, machuca. Sei o quanto estou perdendo, mas é a melhor decisão para mim e para o crescimento do Vasco", afirmou o ex-treinador, em sua última coletiva em São Januário.

No banco de reservas, Cristóvão Borges foi vice-campeão brasileiro, lutando até a última rodada pelo título e semifinalista da Copa Sul-americana, quando caiu diante da Universidad de Chile. Na Libertadores deste ano, amargou uma eliminação nas quartas de final para o Corinthians.

No início do ano, foi derrotado nas finais da Taça Guanabara e da Taça Rio. Em 70 partidas no cargo de técnico, Cristóvão venceu 35, empatou 17 e perdeu apenas 18, alcançando um aproveitamento de 58,1%. O treinador acabou envolvido em polêmicas com o experiente meia Felipe, que reclamou diversas vezes das poucas oportunidades como titular e da maneira como era obrigado a atuar.

Neste final de semana, Felipe desfalcou a equipe para o confronto com o Bahia devido a uma lesão muscular, mas foi flagrado jogando futevôlei em uma praia carioca no domingo durante a manhã. Os médicos do clube contemporizaram e afirmaram que o jogador já estava recuperado.

LUTO ICFUT – Morre Milton Teixeira, um dos maiores presidentes da história do Santos

Fonte: futebolinterior

Apaixonado pelo “Peixe”, Milton Teixeira ocupou vários cargos no clube

Santos, SP, 10 (AFI) – A semana começou triste para o futebol brasileiro. Faleceu nesta segunda-feira, em Santos, Milton Teixeira (foto), um dos melhores presidentes da história do Santos.

Crédito foto: Gazeta Press

No próximo dia 16 de outubro, Milton Teixeira iria completar 82 anos, mas de algum temponão vinha bem de saúde e morreu em decorrência de falência múltipla de órgãos. O enterro do ex-dirigente acontece na tarde desta segunda-feira no Cemitério do Paquetá, em Santos.
Apaixonado pelo “Peixe”, Milton Teixeira ocupou vários cargos no clube e foi presidente de 1983 a 1987, em um período que o Santos não atravessa um bom momento financeiro. Milton Teixeira colocou dinheiro do bolso e montou equipes competitivas.

Em 1984 levou a equipe ao título paulista montando um time que tinha Rodolfo Rodrigues; Chiquinho, Márcio Rossini, Toninho Carlos e Toninho Oliveira; Dema, Paulo Isidoro, Lino e Humberto; Serginho e Zé Sérgio. Este time era comandado por Carlos Castilho (também já falecido).
Depois, Milton Teixeira ficou apenas nos bastidores, abrindo espaço para seu filho Marcelo Teixeira que foi presidente por uma década em um momento já mais positivo financeiramente do clube, conquistando títulos e revelando grandes jogadores.
Fora do Santos, Milton Teixeira era empresário no ramo da educação ecomunicações, tendo montado um império com a criação da UNISANTA – Universidade Santa Cecília.

ICFUT – Mano divulga a lista com algumas novidades para o Superclássico

Fonte: lancenet

Lucas, lateral do Botafogo, e Bernard, do Atlético-MG são chamados para Seleção

Lista de convocação do Mano (Fotos: Carlos Costa, Eduardo Viana, Miguel Schincariol, Edu Andrade/Grêmio e Cleber Mendes)
Algumas das novidades de Mano (Fotos: Carlos Costa, Eduardo Viana, Miguel Schincariol, Edu Andrade/Grêmio e Cleber Mendes)

Logo depois da goleada da Seleção Brasileira sobre a China, nesta segunda-feira, Mano Menezes divulgou a lista dos convocados para o Superclássico das Américas, contra a Argentina. Apenas jogadores que atuam no país podiam ser chamados, e todos que estiveram no jogo em Recife foram lembrados. Há algumas novidades na lista, como Bernard (Atlético-MG), Lucas (Botafogo) e Marcos Rocha (Atlético-MG).

– Fiz essa convocação buscando critério de continuidade para alguns, tentando não ampliar tanto a lista de jogadores, mas mesmo assim tem alguns que vão se destacando. Buscamos um equilíbrio. É uma característica diferente, mas acho que fizemos a boa relação. A intenção é manter para os dois jogos.

O primeiro jogo será no Serra Dourada, em Goiânia, no próximo dia 19 de setembro. A volta será no Estádio Centenário de Resistencia, na Argentina. Mano pretende manter os mesmos jogadores para as duas partidas.

Confira a lista completa da Seleção Brasileira:

Goleiros:

Cássio (Corinthians)
Jefferson (Botafogo)

Laterais:

Carlinhos (Fluminense)
Lucas (Botafogo)
Fábio Santos (Corinthians)
Marcos Rocha (Atlético-MG)

Zagueiros:

Dedé (Vasco)
Rever (Atlético-MG)
Rhodolfo (São Paulo)

Meias:

Arouca (Santos)
Lucas (São Paulo)
Paulinho (Corinthians)
Ralf (Corinthians)
Bernard (Atlético-MG)
Thiago Neves (Fluminense)
Jadson (São Paulo)
Fernando (Grêmio)

Atacantes:

Neymar (Santos)
Leandro Damião (Internacional)
Wellington Nem (Fluminense)
Luis Fabiano (São Paulo)

ICFUT – Brasil vence a China por 8 a 0 no Arruda

Fonte: lancenet

Mano Menezes coloca jogador como referência e Seleção sai aplaudida de Recife

As imagens de Brasil 8 x 0 China (Foto: Antonio Scorza/AFP)
Neymar comandou a vitória brasileira em Recife (Foto: Antonio Scorza/AFP)

A Seleção Brasileira entrou em campo na noite desta segunda-feira, no Estádio do Arruda, em Recife, com uma enorme pressão após a vitória nada convincente sobre a África do Sul na semana passada. Mas desta vez, conseguiu um resultado mais satisfatório e mostrou um futebol melhor, ao golear a frágil China por 8 a 0. O adversário não mostrou nenhuma resistência, afinal é apenas a 78ª colocada no ranking da Fifa, mas de qualquer forma, foi um avanço.

Mano Menezes fez algumas mudanças. A disposição tática foi a mesma que a Seleção tem utilizado desde os Jogos Olímpicos, mas a escolha dos jogadores para cada posição estava diferente. A troca mais vistosa foi a de Neymar, que entrou no lugar de Leandro Damião como referência. O camisa 11 teve mais movimentação do que o centroavante costuma fazer, e ofereceu várias ocasiões. Tanto que fez três gols.

Lucas ficou na esquerda, enquanto Hulk do outro lado, e Oscar no meio, distribuindo as jogadas, aproveitando as infiltrações velozes de Ramires, que mostraram-se boas válvulas de escape. Ainda não foi a recuperação da Seleção, até pelo adversário, mas foi bem melhor do que aconteceu no Morumbi, quando a equipe saiu sob vaias.

O JOGO

Os lances de ataque não demoraram a sair. Ainda no início, Hulk armou pela esquerda, encontrou Oscar na entrada da área, cruzou para Neymar, que de cabeça, finalizou para fora. A Seleção tinha mais posse, mas nos minutos seguintes, chegou pouco no gol.

A maioria das jogadas eram em tentativas de longe: Lucas e Hulk tentaram. Depois de uma delas, o novo jogador do Zenit quase surpreendeu em um daqueles lances "cruzamentos/chutes".

Faltava soltar um pouco mais os jogadores do meio. Como o rival não saía para o ataque, não precisava ter Ramires preso lá atrás. E quando ele foi para cima, saiu o gol. Ele arrancou, tabelou com Oscar, e surgiu na frente de Cheng, e finalizou com categoria. Praticamente um gol do Chelsea.
Pouco depois, funcionou o posicionamento novo da Seleção. Hulk recuperou a bola na intermediária, passou para Oscar, que encontrou Neymar sozinho no meio da área, que tocou para o gol como se fosse um centroavante.
Mas Neymar estava tentando se movimentar mais do que um centroavante. De fato ele passava por todos os lados, em um momento, foi para o lado esquerdo, na linha do fundo, driblou o zagueiro e deixou Oscar na cara do gol, mas a finalização foi na trave. Já na reta final do primeiro tempo, mais uma chance incrível, recebeu lançamento de Daniel Alves, o defensor falhou, e o santista ficou na cara do gol, deu alguns dribles, deixou dois no chão, mas foi displicente na finalização.

SEGUNDO TEMPO E PORTA ABERTA

O posicionamento voltou a dar certo logo no início do segundo tempo, e bastante. Em apenas cinco minutos, o Brasil fez três gols. No início, Hulk arrancou na diagonal, cortando da direita em direção ao centro. Lucas acompanhou pelo outro lado e surgiu livre para receber e finalizar.

Pouco depois foi a vez de Hulk fazer o seu. Neymar arriscou de muito longe, e acertou um bonito chute no travessão. No rebote, de fora da área, o paraibano dominou, fez o dele, e homenageou todo o nordeste (e levou o amarelo por tirar a camisa).

Neymar fez o seu segundo na sequência. Marcelo fez jogada de linha de fundo, e o "camisa 11" voltou a ter presença de "camisa 9" para ampliar. A essa altura, a torcida já estava nas mãos da Seleção, demonstrava seu amor. Ainda mais com o terceiro dele.

Saída de bola errada da China. Oscar acabou achando Neymar sozinho na frente do gol, que mais uma vez, só teve o trabalho de empurrar para o gol. Depois disso, o Brasil colocou o pé no frio um pouco, e os orientais até tiveram uma chance, obrigando Diego Alves a trabalhar. Mas eles se complicaram sozinhos, fazendo o sétimo contra, após jogada de Lucas, que não conseguiu dominar uma bola, mas Jianye empurrou para o próprio gol.

Ainda tinha espaço para mais. Marcelo sofreu pênalti após bom passe de Oscar. Ele mesmo foi para a cobrança, e o fez com perfeição, já era o oitavo com menos de meia hora do segundo tempo.

No fim do jogo, a Seleção tirou um peso das costas, e ao contrário do que aconteceu em São Paulo, saiu de campo ovacionada. Todos os jogadores foram curtir o momento com a torcida.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 8X0 CHINA

Local: Estádio do Arruda, Recife (PE)
Data-hora: 10/09/2012 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silveira (URU)
Cartões amarelos: Hulk (6’/2ºT)
Cartões vermelhos: não houve

GOLS: Ramires, 22’/1ºT (1-0); Neymar, 25’/1ºT (2-0); Lucas, 3’/2ºT (3-0); Hulk, 6’/2ºT (4-0); Neymar, 8’/2ºT (5-0); Neymar, 13’/2ºT (6-0); Jianye, contra, 24’/2ºT (7-0); Oscar, 29’/2ºT (8-0)

BRASIL: Diego Alves, Daniel Alves (Adriano, 24’/2ºT), Dedé, David Luiz (Rever, 29’/2ºT) e Marcelo; Rômulo (Sandro, 33’/2ºT), Ramires (Arouca, 15’/2ºT), Oscar (Leandro Damião, 36’/2ºT) e Lucas; Neymar (Jonas, 24’/2ºT) e Hulk. Técnico: Mano Menezes

CHINA: Cheng, Peng, Jianye, Yang e Miao; Xuri (Renling, 33’/2ºT), Hao (Zhang, 12’/2ºT), Jian e Peng; Ting e Lin (Xu, 33’/2ºT). Técnico: José Antonio Camacho

ICFUT – Presente de Barcos: Messi posa para foto com camisa do Palmeiras

Fonte: globo

Craque do Barcelona ganha uniforme alviverde das mãos do Pirata, que está na seleção argentina. Técnico Alejandro Sabella também é presenteado

O atacante Hernán Barcos foi convocado pela primeira vez para a seleção argentina e está com a delegação que disputa os jogos contra Paraguai e Peru, pelas Eliminatórias da Copa de 2014. Se não pôde jogar na vitória sobre os paraguaios, em Córdoba, ao menos o atacante pôde divulgar o nome do Palmeiras, seu atual clube. Ele presenteou nada menos que o craqueMessi e o técnico Alejandro Sabella com camisas do Verdão. A dupla posou para fotos com o manto alviverde.

Messi camisa Palmeiras (Foto: Divulgação)Messi e o técnico Sabella mostram camisas que ganharam de Barcos (Foto: Divulgação)

A ideia partiu do departamento de marketing do clube, em conjunto com o vice-presidente Roberto Frizzo. O Palmeiras providenciou duas camisas oficiais e enviou para os argentinos por meio de Barcos, que não se intimidou com o novo ambiente e conversou bastante sobre o Palmeiras com seus companheiros.

Barcos ainda tem mais um compromisso pela Argentina – nesta terça-feira, a equipe enfrenta o Peru. Por isso, ele não deve chegar a tempo de enfrentar o Vasco, quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. O Pirata só deve ficar à disposição para o clássico do próximo domingo contra o Corinthians, no Pacaembu. Com 20 pontos na tabela, o Palmeiras está na 18ª posição e é um dos times da zona de rebaixamento.