Por Cezar Alvarenga – Timão arrasa no começo e vence Grêmio com tranquilidade.

Fonte: Yahoo! Esportes

O Corinthians precisou de apenas dez minutos para marcar duas vezes, abrir vantagem e praticamente definir a vitória diante do Grêmio, na noite deste sábado, no Pacaembu, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No final, o jovem Giovanni, de 18 anos, marcou o terceiro do triunfo por 3 a 1 e confirmou o resultado positivo, que começou a ser desenhado com os gols dos volantes Ralf e Guilherme, aos 5 e 10 minutos da etapa inicial. Leandro descontou.

 

O resultado levou o time paulista aos 31 pontos, ultrapassando Portuguesa, Náutico e Ponte Preta e chegando à nona colocação. Na próxima rodada, o adversário será justamente a Ponte, quarta-feira, novamente no Pacaembu. Já o Grêmio perdeu a chance de assumir a liderança provisória e se manteve em terceiro, com 44 pontos. Agora a equipe gaúcha enfrenta o Náutico, quinta-feira, no Olímpico.

 

As duas equipes entraram em campo neste sábado com desfalques. Cássio e Paulinho (seleção brasileira), Ramírez e Guerrero (seleção peruana), Douglas e Chicão (suspensos), além de Emerson e Jorge Henrique (lesionados), eram as ausências corintianas. Pelo lado gremista, estavam fora Anderson Pico (dores na coxa esquerda) e Marcelo Moreno (seleção boliviana).

 

O jogo começou muito movimentado e a primeira chance foi do Grêmio, com Zé Roberto, que recebeu na entrada da área e chutou por cima. Mas logo o Corinthians assumiria o controle das ações e chegaria aos dois primeiros gols nos primeiros dez minutos, com seus dois volantes marcando.

 

Aos 5, Martínez recebeu na esquerda, foi para cima da marcação e cruzou no pé de Guilherme, que bateu e exigiu grande defesa de Marcelo Grohe. A bola sobrou com Edenilson, que rolou para Ralf. Conhecido por sua força na marcação, o volante mostrou categoria, deu lindo drible em Fernando e chutou de esquerda, marcando um belo gol.

 

Cinco minutos depois, o time da casa ampliou. Guilherme recebeu na intermediária e tocou para Edenilson, que deu belo drible e devolveu para o volante. De frente para Marcelo Grohe, o jogador marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians, em sua segunda partida como titular.

 

Atrás no placar, o Grêmio foi para cima e aos poucos passou a levar mais perigo ao gol de Julio Cesar. Fernando quase marcou em chute de fora da área, mas o técnico Vanderlei Luxemburgo ainda não estava satisfeito e antes mesmo dos 25 minutos colocou o meia Marquinhos no lugar do volante Souza.

 

Ao mesmo tempo que a equipe gaúcha ficava mais ofensiva, deixava mais espaços na defesa. Em uma saída rápida, Martínez quase marcou o terceiro, aos 24 minutos, mas chutou por cima. Marquinhos respondeu aos 32, mas errou na hora do cruzamento e jogou boa chance para fora.

 

Na volta para o segundo tempo, o Grêmio conseguia manter a posse de bola, mas ao chegar próximo à área adversária esbarrava na boa marcação corintiana. Do outro lado, o time paulista apostava na velocidade do argentino Martínez para levar perigo.

 

Como seu time não conseguia reagir, Luxemburgo fez mais duas alterações: tirou Fernando e André Lima e colocou Marco Antônio e Leandro. As mudanças surtiram efeito imediato e Leandro diminuiu o placar em seu primeiro toque na bola. Aos 13 minutos, ele recebeu ótimo passe de Marquinhos, que aproveitou uma linha de impedimento mal feita pela defesa adversária, e tocou para o gol vazio.

 

O gol animou a equipe gaúcha que cresceu na partida e, aproveitando alguns erros de marcação, passou a rondar o gol de Julio Cesar. Aos 31 minutos, o goleiro corintiano precisou fazer uma grande defesa para evitar que uma falta cobrada por Elano empatasse o placar.

 

Desgastados, Guilherme e Martínez deram lugar a Guilherme Andrade e Giovanni no Corinthians. A equipe ganhou fôlego novo, voltou a marcar no campo do adversário e até conseguia chegar com algum perigo nos contra-ataques. Foi assim que Edenilson quase marcou. Já aos 45 minutos, Giovanni recebeu boa bola de Adilson, cortou a zaga e chutou no ângulo de Marcelo Grohe para marcar um golaço e definir o placar.

 

 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 X 1 GRÊMIO

 

CORINTHIANS – Julio Cesar; Alessandro, Paulo André, Wallace e Fábio Santos; Ralf, Guilherme (Guilherme Andrade), Edenilson e Danilo; Martínez (Giovanni) e Romarinho (Adilson). Técnico: Tite.

 

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Edilson, Gilberto Silva, Werley e Pará; Fernando (Marco Antônio), Souza (Marquinhos), Elano e Zé Roberto; Kleber e André Lima (Leandro). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

 

GOLS – Ralf, aos 5, e Guilherme, aos 10 minutos do primeiro tempo. Leandro, aos 13, e Giovanni, aos 45 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS – Zé Roberto, Guilherme, André Lima, Martínez, Danilo, Ralf, Alessandro.

 

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)

 

RENDA – R$ 719.138,00.

 

PÚBLICO – 24.850 pagantes (26.727 total)

 

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Por Cezar Alvarenga – Coritiba vence Flamengo sem dificuldades.

Fonte: Yahoo! Esportes

O Coritiba não encontrou dificuldades e contou com falhas da defesa carioca para vencer o Flamengo por 3 a 0 neste sábado, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR). A partida marcavas as estreias do técnico Marquinhos Santos e do atacante Deivid e foi válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

A vitória deu mais fôlego ao time da casa, que se recuperou da derrota para a Portuguesa no meio da semana, que provocou a demissão de Marcelo Oliveira. O Coritiba ocupa provisoriamente a 15ª colocação com 25 pontos e o Flamengo, que não vence há cinco partidas, com 27, permanece em 13º, mas ainda pode cair algumas posições.

 

Na próxima rodada, a equipe paranaense enfrenta o lanterna Atlético-GO, na quarta-feira, às 20h30, no Serra Dourada. No mesmo dia, mas às 22 horas, o Flamengo joga diante do Santos, na Vila Belmiro.

 

Depois de muita pressão pela derrota no meio de semana, o elenco do Coritiba foi cobrado e entrou com disposição em campo. O Flamengo não marcava sob pressão e logo aos 17 minutos Lincoln recebeu pela ala esquerda, deu um drible em Frauches e marcou o primeiro gol.

 

A bola pouco chegava ao ataque flamenguista, por isso, na segunda etapa, Dorival Júnior ainda tentou dar mais velocidade com a entrada de Adrian. A mudança pouco adiantou e, aos 12 minutos, Rafinha tomou a bola de Wellington, que tentou sair jogando, e tabelou com Lincoln antes de ampliar o marcador.

 

O jogo estava fácil e aos 27 minutos, Everton Ribeiro recebeu livre pela ala direita, nas costas do lateral Magal e chutou sem chances de defesa para Felipe.

 

O estreante Deivid, bem marcado e fora de condições físicas pouco fez em campo. No final, disse que a vitória não teve gosto especial por acontecer diante de sua ex-equipe. “Fiz amigos no clube, mas às vezes a gente não consegue desenvolver um bom futebol”, concluiu.

 

 

FICHA TÉCNICA:

 

CORITIBA 3 X 0 FLAMENGO

 

CORITIBA – Vanderlei; Ayrton, Demerson, Bonfim (Luccas Claro) e Eltinho; Willian, Gil (Raul Ruidiaz), Lincoln (Robinho) e Everton Ribeiro; Rafinha e Deivid. Técnico: Marquinhos Santos.

 

FLAMENGO – Felipe; Léo Moura, Frauches, Wellington e Magal; Muralha, Ibson, Luiz Antônio (Adryan) e Botinelli (Camacho); Wagner Love e Negueba (Thomas). Técnico: Dorival Júnior.

 

GOLS – Lincoln, aos 17 minutos do primeiro tempo. Rafinha, aos 12, e Everton Ribeiro, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Sandro Meira Ricci (PE-Fifa).

CARTÕES AMARELOS – Raul Ruidiaz, Gil, Lincoln, Deivid, Magal.

RENDA – R$ 249.499,00.

PÚBLICO – 12.033 pagantes.

LOCAL – Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).