ICFUT–BRASILEIRÃO: Jogos do fim de semana

Fonte: futebolinterior

Grêmio sonha com ponta, Ponte quer embalar e Fla luta contra crise

O Tricolor dos Pampas pode assumir a liderança provisória se vencer o Corinthians

Campinas, SP, 07 (AFI) – A 23ª rodada do Campeonato Brasileiro começa, neste sábado, com três partidas. Dois paulistas entram em campo. A Ponte Preta tenta confirmar a boa fase contra o ameaçado Figueirense. Já o Corinthians tenta atrapalhar os planos do Grêmio, que pode assumir a liderança provisória.

As principais atenções do dia estarão focadas no jogo das 21 horas, quando o Timão recebe o Grêmio, no Pacaembu, em São Paulo. Após perder com um time misto para o Figueirense, por 1 a 0, o time alvinegro busca a recuperação. Um tropeço pode fazer os times da zona de rebaixamento se aproximarem. Hoje, a diferença para o Palmeiras, o primeiro da degola, é de oito pontos (28 a 20).

Em compensação, o Tricolor dos Pampas tem uma ótima oportunidade de sentir o gostinho de ser líder. O time gaucho vem de quarto jogos de invencibilidade, com três vitórias e um empate. Na rodada passada, suou para bater o Atlético-GO, mas chegou aos 44 pontos, na terceira posição. Com uma vitória chega aos 47, mas passaria o líder Fluminense no número de vitórias: 15 a 13.

Hora de embalar
Outro paulista a entrar em campo é a Ponte Preta, que recebe o Figueirense, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, às 18h30. A Macaca lidera o returno e está invicta há quarto rodadas – são três vitórias e um empate. Na rodada passada, o time superou o Flamengo, por 1 a 0, e chegou à nona posição, com 30 pontos.

Apesar de viver situação bem mais complicada, o Figueira também vem motivado pela vitória sobre o Corinthians. Mesmo com o importante resultado, o time catarinense ocupa apenas a penúltima colocação, com 18 pontos. Tem quarto a menos que o Coritiba, o primeiro fora da degola.

Mais jogos
Por fim, o Flamengo tenta superar o péssimo ambiente político para superar o Coritiba, às 18h30, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense. O Coxa tenta encerrar a série de duas derrotas para afastar-se da zona de rebaixamento. Já o Fla não vence há quatro jogos (dois empates e duas derrotas) e está apenas em 13º, com 27 pontos.

Continua…
A rodada terá sequência no domingo com mais sete jogos. O destaque vai para a briga pela liderança. O Fluminense visita o Internacional, enquanto o Atlético-MG recebe o Palmeiras. Santos e São Paulo fazem classic esvaziado na Vila Belmiro. Já a Portuguesa encara o Atlético-GO, em Goiânia.

Confira os jogos da 23ª rodada:

Sábado

18h30
Ponte Preta x Figueirense
Coritiba x Flamengo
21h
Corinthians x Grêmio

Domingo

16h
Internacional x Fluminense
Santos x São Paulo
Botafogo x Náutico
Vasco x Bahia

18h30
Sport x Cruzeiro
Atlético-MG x Palmeiras
Atlético-GO x Portuguesa

Links ao vivo para os jogos

ICFUT – Líder em quase todos os quesitos, Flu de Abel bate recorde no Brasileiro

Fonte: globo

Nunca o primeiro colocado havia chegado aos 47 pontos na 22ª rodada na era dos pontos corridos. Flu tem ainda o melhor ataque, defesa e o artilheiro

 

Flu no Brasileirão 2012
Maior número de pontos: 47
Menor número de derrotas: 1
Melhor ataque: 37 gols feitos
Melhor defesa: 15 gols sofridos
Melhor saldo: 22 gols
Artilheiro: Fred, com 10 gols


Líderes na 22ª rodada
2003 – Cruzeiro, 46 pontos
2004 – Santos, 38 pontos
2005 – Corinthians, 42 pontos
2006 – São Paulo, 43 pontos
2007 – São Paulo, 46 pontos
2008 – Grêmio, 45 pontos
2009 – Palmeiras, 41 pontos
2010 – Fluminense, 41 pontos
2011 – Corinthians, 43 pontos

Maior número de pontos, menor número de derrotas, melhor ataque, melhor defesa, melhor saldo de gols, artilheiro… A campanha do Fluminense resume bem o momento da equipe no Campeonato Brasileiro. Líder em quase todos os quesitos (dois pontos atrás, o segundo colocado Atlético-MG realizou um jogo a menos), o Tricolor enfim assumiu a liderança na noite da última quinta-feira ao bater o Santos por 3 a 1 no Engenhão. De quebra, os comandados do técnico Abel Braga ainda bateram um recorde da competição nacional: nunca o primeiro colocado na 22ª rodada havia alcançado a marca dos 47 pontos. A campanha atual, aliás, supera em seis pontos a que garantiu o tricampeonato ao clube das Laranjeiras em 2010.

Sempre com os pés no chão mesmo tendo sofrido apenas uma derrota em 22 partidas, Abelão disse após o jogo que as estatísticas valem mais para a imprensa do que para os jogadores. Mas admitiu que cada marca superada alimenta a confiança tricolor.

– Esses números a gente sempre sabe por vocês (jornalistas), que vivem dentro dessas estatísticas loucas (risos). Não temos tempo para pensar nisso. Mas é claro que cada recorde superado aumenta a confiança. Realmente têm acontecido coisas muito legais em 2012. Fizemos o melhor turno do Fluminense, vencemos cinco clássicos no ano… O importante, porém, é que seguimos com os pés no chão. Ainda falta muita coisa. É claro que agora abrimos uma vantagem boa de 12 pontos para o 5º colocado, mas nada garante que o campeonato vai terminar assim. O Grêmio vem subindo de produção. Já o Atlético-MG pagou por jogar sem cinco jogadores contra o Bahia assim como nós já pagamos em outras rodadas. O futebol se alimenta de confiança e ela só vem com os bons resultados. Ainda bem que eles tem aparecido, o que é bom para todo mundo – disse o treinador.

Tão importante quanto as vitórias, o Fluminense vem subindo de produção também no nível de suas atuações. Tanto que Abel classificou a vitória sobre o Santos como um dos melhores desempenhos do Tricolor no Brasileirão. Mas o treinador fez questão de dar o mérito todo aos jogadores e se disse apenas um coadjuvante no líder da competição.

Abel Braga, Fluminense e Santos (Foto: Dhavid Normando / Photocamera)Abel gesticula na vitória sobre o Santos: na opinão do treinador, uma das melhores atuações do Fluminense no Campeonato Brasileiro de 2012 (Foto: Dhavid Normando / Photocamera)

– Sou coadjuvante aqui. O importante é que temos jogadores que cumprem taticamente o que lhes é pedido.  O Santos começou jogando de uma maneira que não esperávamos, com dois centrais fincados. Não é o usual deles. Passamos por dificuldades no início e fizemos algumas mudanças na marcação. Assim que eles tomaram o gol passaram a atuar com duas linhas de quatro e tiveram a felicidade de chegar ao empate. Mas conseguimos chegar à vitória sem ansiedade ou desespero. Acho que nem tenho muito o que falar sobre a partida, porque foi uma das nossas melhores exibições no Brasileiro – frisou.

Após a vitória sobre o Santos, o elenco do Fluminense se reapresenta na tarde desta sexta-feira nas Laranjeiras. A equipe volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Internacional, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

ICFUT–ELIMINATÓRIAS COPA 2014: Resultados

Fonte: espn

Primeiro dia das eliminatórias europeias tem vitórias de grandes, tropeço da Itália e atropelo da Bósnia

As seleções europeias começaram nesta sexta-feira a busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2014. Atual campeã mundial, a Espanha folgou. Alemanha, Inglaterra, França, Portugal e Holanda iniciaram o caminho rumo ao Brasil com vitórias. Das grandes, apenas a Itália tropeçou. O destaque do dia, porém, foi a Bósnia-Herzegovina, que visitou Lichtenstein e aplicou a maior goleada do dia.

Getty

Götze ganha beijo de Hummels após marcar o primeiro gol da Alemanha contra Ilhas Faroe

Götze ganha beijo de Hummels após marcar o 1º gol alemão

Semifinalista da última Copa do Mundo, a Alemanha teve uma estreia tranquila no Grupo C diante da Ilhas Faroe, em casa, e, sem muito trabalho, venceu por 3 a 0, com gols de Götze e Özil (duas vezes). Pela mesma chave, a Irlanda confirmou o favoritismo diante do Cazquistão e triunfou por 2 a 1, com direito a gol de pênalti do ídolo Robbie Keane.
Outra favorita que venceu sem problemas nesta sexta foi a Inglaterra, que visitou a Moldávia e goleou por 5 a 0, em partida válida pelo Grupo H. Lampard (duas vezes), Defoe, Milner e Baines definiram o maior triunfo do English Team em mais de três anos.
A Holanda foi outra grande seleção do continente a ter um bom início. A equipe recebeu a Turquia pelo Grupo D e, com um placar de 2 a 0, conseguiu a primeira vitória sob o comando de Louis Van Gaal, que tenta recuperar o moral do país após a decepção na Eurocopa, na qual os holandeses perderam para Alemanha, Portugal e Dinamarca e ficaram em último lugar da sua chave. Van Persie e Narsingh balançaram a rede. Mais modesta, a França também iniciou com o pé direito ao bater a Finlândia por 1 a 0, fora de casa, com um gol de Diaby, em jogo válido pelo Grupo I. 

Getty

Van Persie comemora gol diante da Turquia

Van Persie comemora gol diante da Turquia 

Portugal também não conseguiu uma grande estreia, mas somou os três pontos ao bater Luxemburgo por 2 a 1, de virada, longe de seus domínios. A partida teve Cristiano Ronaldo como grande personagem.

Além de sua habilidade em campo, o meia-atacante chamou atenção nos últimos dias após revelar uma tristeza no Real Madrid, motivo que o fez não comemorar os gols contra o Granada, pelo Campeonato Espanhol. No duelo desta sexta, o camisa 7 balançou a rede e festejou. Além dele, Helder Postiga também marcou. Daniel da Mota anotou o único tento dos luxemburgueses.
Pela mesma chave, a Rússia conseguiu o primeiro triunfo com o técnico italiano Fabio Capello. Os russos receberam a Irlanda do Norte e venceram por 2 a 0. Fayzulin e Shirokov, de pênalti, definiram o triunfo dos mandantes.
Já a Itália foi a única grande seleção do continente a tropeçar. Apesar dos desfalque de Mario Balotelli, que passou recentemente por uma cirurgia no olho, a atual vice-campeã europeia não sentiu uma queda no setor ofensivo, até porque Pablo Osvaldo, da Roma, marcou dois gols para os italianos. No entanto, a Azzurra não conseguiu mais do que um empate por 2 a 2 com a Bulgária, fora de casa. Manolev e Milanov balançaram a rede a favor dos mandantes.
Apesar de a maioria das tradicionais seleções do Velho Continente terem entrado em campo, o grande destaque do dia ficou por conta da Bósnia-Herzegovina. A equipe balcânica visitou Lichtenstein venceu por 8 a 1. Dzeko, do Manchetser City, e Ibisevic, do Stuttgart, tiveram uma atuação de gala e marcaram três gols cada. Misimovic, duas vezes, também brilhou no confronto. Christen descontou para os mandantes.

Reuters

Ibisevic comemora um de seus três gols pela Bósnia contra Liechtenstein pelo grupo G

Ibisevic comemora um de seus três gols pela Bósnia contra Liechtenstein pelo grupo G

Veja os resultados e os próximos jogos de cada grupo:


Grupo A
Resultados:

Croácia 1 x 0 Macedônia
País de Gales 0 x 2 Bélgica
Sábado (11h): Escócia x Sérvia
Segunda rodada – terça-feira
15h30 – Sérvia x País de Gales
15h45 – Bélgica x Croácia
16h00 – Escócia x Macedônia
Grupo B
Resultados:

Malta 0 x 1 Armênia
Bulgária 2 x 2 Itália
Sábado (15h15): Dinamarca x República Tcheca
Segunda rodada – terça-feira
15h00 – Bulgária x Armênia
15h45 – Itália x Malta
Folgam: República Tcheca e Bulgária

Grupo C
Resultados:

Cazaquistão 1 x 2 Irlanda
Alemanha 3 x 0 Ilhas Faroe
Folgaram: Áustria e Suécia
Segunda rodada – terça-feira
15h30 – Áustria x Alemanha
15h30 – Suécia x Cazaquistão
Folgam: Ilhas Faroe e Irlanda

Grupo D
Resultados:

Estônia 0 x 2 Romênia
Andorra 0 x 5 Hungria
Holanda 2 x 0 Turquia
Segunda rodada – terça-feira
14h30 – Romênia x Andorra
15h00 – Turquia x Estônia
15h30 – Hungria x Holanda

Grupo E
Resultados:

Albânia 3 x 1 Chipre
Eslovênia 0 x 2 Suíça
Islândia 2 x 0 Noruega
Segunda rodada – terça-feira
14h00 – Chipre x Islândia
15h00 – Noruega x Eslovênia
15h30 – Suíça x Albânia
Grupo F
Resultados:

Rússia 2 x 0 Irlanda do Norte
Azerbaijão 1 x 1 Israel
Luxemburgo 1 x 2 Portugal
Segunda rodada – terça-feira
14h00 – Israel x Rússia
15h45 – Irlanda do Norte x Luxemburgo
17h00 – Portugal x Azerbaijão

Grupo G
Resultados:

Liechtenstein 1 x 8 Bósnia-Herzegovina
Lituânia 1 x 1 Eslováquia
Letônia 1 x 2 Grécia
Segunda rodada – terça-feira
15h15 – Bósnia-Herzegovina x Letônia
15h15 – Eslováquia x Liechtenstein
15h45 – Grécia x Lituânia

Grupo H
Resultados:

Montenegro 2 x 2 Polônia
Moldávia 0 x 5 Inglaterra
Folgaram: San Marino e Ucrânia
Segunda rodada – terça-feira
15h30 – San Marino x Montenegro
15h45 – Polônia x Moldávia
16h00 – Inglaterra x Ucrânia
Grupo I
Resultados:

Geórgia 1 x 0 Bielorrússia
Finlândia 0 x 1 França
Folgou: Espanha
Segunda rodada – terça-feira
14h30 – Geórgia x Espanha
16h00 – França x Bielorrússia
Folga: Finlândia

ICFUT – Criticado pela torcida, Neymar rebate rótulo de pipoqueiro: ‘Meu currículo prova o contrário’

fonte: uolNeymar se levanta após errar finalização durante jogo do Brasil contra a África do Sul

Neymar se levanta após errar finalização durante jogo do Brasil contra a África do Sul

O Brasil venceu a África do Sul por 1 a 0 no Estádio do Morumbi, mas não foi o suficiente para que a torcida saísse satisfeita após o jogo que aconteceu nesta sexta-feira. Além das vaias após o apito final, os mais de 50 mil torcedores chamaram Neymar, principal estrela da seleção, de pipoqueiro. O santista afirma que tudo aconteceu por causa da torcida ainda pensar com a coração de clube e rebateu as vaias usando o currículo como escudo.

"Estou triste pela palavras, mas eu não sei se eles estão certos. Meu currículo pode provar totalmente o contrário do que eles estão falando. Eu sei que a gente não mostrou um ótimo futebol, mas não é sempre que a gente consegue mostrar o melhor. O importante foi a nossa vitória", disse ele.

O discurso de que a torcida pensou mais com a cabeça o clube do que com a da seleção brasileira, aliás, foi padrão de todos os jogadores que pararam para falar na zona mista.

As vaias vindas dos adversários, aliás, também foram usadas por todos jogadores para justificar o sofrimento diante da África do Sul. Poucos falavam do desempenho dentro de campo.

"Eu sei que que a gente não fez uma ótima partida, mas a gente venceu. As vaias aconteceram, faz parte. Não era o que a gente esperava, mas, volto a dizer, o importante foi vencer", completou o atacante.

Agora, o Brasil se prepara para enfrentar a China. Ainda nesta sexta-feira, a delegação viaja para Recife, onde começa a se preparar para o jogo de segunda-feira.

ICFUT – Mano critica ambiente hostil do Morumbi e pede que torcedor de Recife seja mais compreensivo

Fonte: uol

Mano Menezes deixa o campo no intervalo do amistoso Brasil x África do Sul

Mano Menezes deixa o campo no intervalo do amistoso Brasil x África do Sul

O técnico da seleção Mano Menezes colocou para fora toda sua contrariedade em relação ao comportamento da torcida no Morumbi durante a vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul nesta sexta-feira. O comandante afirmou entender que a postura crítica marcada por vaias prejudica o time e diz ver necessidade de reflexão cultural para a Copa de 2014.

O técnico da seleção ainda disse esperar uma atitude mais compreensiva do torcedor de Recife, cidade que recebe a seleção na próxima segunda-feira, em amistoso diante da China [às 22h, de Brasília].

"Incomoda, você sofre. Ainda mais para aqueles que estão tentando construir alguma coisa, sofre", afirmou o treinador. "É normal o sentimento em relação a alguns jogadores [sobre o pedido por Luís Fabiano], mas não precisa odiar tanto os outros.Espero que o torcedor de Recife seja mais compreensivo", acrescentou Mano.

A seleção teve uma atuação de pouco brilho coletivo e enfrentou dificuldades para furar o bloqueio sul-africano na frente da área de defesa.

Durante a partida, Mano Menezes ouviu protestos das arquibancadas contra o seu trabalho. As manifestações se intensificaram no segundo tempo, quando o treinador sacou o são-paulino Lucas para mandar Jonas a campo. No entanto, o gol de Hulk no fim acabou esfriando o fervor da plateia paulista.

"Gostaria que o ambiente dentro do nosso país fosse um pouco mais favorável. A falta de uma tranquilidade maior atrapalhou um pouco. A gente persistiu da maneira que foi possível fazer", declarou.

"Precisamos tentar modificar isso. Precisamos jogar uma Copa do Mundo no nosso país. Por isso, temos que entender que teremos dificuldades contra qualquer formação. As equipes vão jogar atrás contra o Brasil, e nós precisamos jogar com paciência", acrescentou.

O treinador ainda lamentou o desgaste físico de Neymar, jogador que foi sacado nos minutos finais da partida. Segundo Mano Menezes, o atacante do Santos se apresentou à comissão técnica 2 kg mais magro, em razão de um problema estomacal.

ICFUT–Palmeiras mantém promoção de ingressos contra o Corinthians

Fonte: gazetaesportiva

O Palmeiras atendeu o pedido do técnico Luiz Felipe Scolari e manteve os ingressos com preços promocionais para a partida com o Corinthians. O jogo, marcado para o dia 16 de setembro, será realizado no Pacaembu, com mando do time alviverde – assim como na vitória sobre o Sport, nessa quinta.

Com entradas mais baratas, o estádio recebeu mais de 30 mil pessoas diante do Rubro-negro pernambucano – público maior até do que os pouco mais de 28 mil que estavam na final da Copa do Brasil, em Barueri – e o apoio nas arquibancadas foi considerado um trunfo para que o Verdão conseguisse a vitória por 3 a 1, que deu ânimo na luta contra a degola. Para o Derby, serão novamente colocados à venda 37.153 ingressos – destes, apenas os bilhetes da arquibancada lilás são destinados aos corintianos.

Após o resultado que deixou o Verdão a dois pontos de sair da zona de rebaixamento, Felipão disse que pediria para a diretoria manter os ingressos com valores mais baixos. Com isso, os preços dos ingressos serão os seguintes: arquibancadas, R$ 20, cadeira laranja, R$ 30, cadeira descoberta, R$ 80, cadeira coberta azul, R$ 160, arquibancada lilás, R$ 20, e o Tobogã, R$ 20. Em todos os setores é possível a compra da meia-entrada.

Os sócios Avanti têm direito exclusivo da compra de bilhetes até domingo, pela internet. A partir de segunda-feira, as vendas no site Futebol Card serão liberadas para todos. Na quinta-feira, as bilheterias do Palestra Itália e Parque São Jorge irão vender até sábado, sempre das 10 horas às 17 horas (de Brasília).

No domingo, dia do confronto entre os paulistas, as duas bilheterias terão carga à disposição das 10 horas às 15 horas. O Pacaembu, palco do Derby, venderá ingressos das 10 horas até o meio-dia. Ainda haverá outros pontos de venda que funcionarão entre quinta, sexta e sábado, cada um com seus respectivos horários de funcionamento.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Apoio palmeirense foi importante contra o Sport e diretoria decidiu fazer novamente promoção de ingressos

Veja onde encontrar os ingressos para o clássico entre Palmeiras x Corinthians:

R A Sport Center – Shopping Santana
Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 2182
Santana – São Paulo – SP
Horário de Funcionamento: De Segunda a Sábado das 10h às 19h
Formas de Pagamento: Somente em dinheiro

Posto Ipiranga – Giovanni Battista Pirelli – Loja AMPM
Endereço: Rua Giovanni Battista Pirelli 1450
Vila Homero Thon – Santo André – SP
Horário de Funcionamento: De Segunda a Sábado das 10h às 20h
Formas de pagamento: Somente em dinheiro

Posto Ipiranga – Central Park – Loja AMPM
Endereço: Rua Jurubatuba, 1500
Centro – São Bernardo Do Campo – SP
Horário de Funcionamento: De Segunda a Sábado, das 10h às 21h
Formas de Pagamento: Somente em dinheiro

Posto Ipiranga – Jóia de Goiás – Loja AMPM
Endereço: Av. Goiás, 547
Centro – São Caetano Do Sul – SP
Horário de Funcionamento: De Segunda a Domingo das 10h às 22h

ICFUT – Seleção joga mal, é vaiada, mas vence a África do Sul

Fonte: lancenet

Gol de Hulk, aos 28 minutos do segundo tempo, impediu vexame, mas torcedor brasileiro ficou na bronca com time no Morumbi

Brasil x África do Sul - Amistoso - Marcelo (Foto: Tom Dib)
Marcelo, que foi mal, disputa bola com sul-africano (Foto: Tom Dib)

A Seleção Brasileira ainda está longe de reconquistar o carinho do brasileiro, pelo menos da torcida paulistana, uma das mais exigentes do país. Nesta sexta-feira, dia 7 de setembro da Independência, a equipe de Mano Menezes tinha a oportunidade de se aproximar do objetivo. Mas jogou mal, foi vaiada e, não fosse pelo gol de Hulk, que garantiu o 1 a 0 sobre a África do Sul, teria dado vexame em partida realizada no Morumbi.

A tônica da partida foi de protestos das arquibancadas, seja pela organização, contra Mano Menezes, ou mesmo Neymar, que ouviu, como no treino da véspera, os gritos de "pipoqueiro" vindos de quem foi ao estádio acompanhar a partida. A euforia negativa foi tamanha que os brasileiros chegaram a gritar "Olé!" durante troca de passes dos sul-africanos, muito fracos tecnicamente, mas perigosos em alguns momentos.

A irritação do torcedor começou a ganhar razão antes mesmo do início da partida. A organização do duelo falhou e uma sucessão de trapalhadas retardou o rolar da bola em cerca de 15 minutos. A começar pelo uniforme.

Os jogadores das duas equipes demoraram a subir para o gramado porque o uniforme da visitante África do Sul era semelhante ao amarelo brasileiro. Os comandados de Mano tiveram de utilizar o segundo jogo de camisas, na cor azul, igualmente aos calções. O lateral-esquerdo Marcelo ainda subiu com sua camiseta rasgada e teve de trocá-la no gramado. Para completar, a braçadeira de capitão de David Luiz também confundia o árbitro e uma faixa, à base de esparadrapo, foi improvisada. Bagunça!

Brasil vence com gol de Hulk, mas é vaiado no Morumbi

PRIMEIRO TEMPO

Quando a bola rolou, o cenário, agora futebolístico, seguiu desorganizado. Taticamente, Mano armou o Brasil como havia treinado em Cotia (SP) durante a semana. No meio de campo, apenas com Rômulo na marcação, Ramires bem aberto pela esquerda, Oscar na armação no meio e Lucas, pela direita. A formação, porém, parou no bloqueio do rival e a bola pouco chegou aos pés de Neymar e Leandro Damião.

E, quando chegou, deu margem ao descontentamento da galera. A cada toque na bola de Damião, o torcedor, provavelmente são-paulino, usava seus erros para pedir Luis Fabiano, atacante do São Paulo. Neymar, por sua vez, nem de longe apresentou a genialidade que lhe é características e pouco criou.

Sem ter nada a ver com isso, a África do Sul, que parecia jogar por uma bola, foi para cima e teve ótima chance com o lateral Gaxa. Ele fez boa jogada no ataque e chegou à cara de Diego Alves, mas não conseguiu vencer o goleiro brasileiro.

A resposta brasileira veio aos 15 minutos e não passou pelos pés do astro. Oscar cobrou falta dentro da área na cabeça de Dedé, que exigiu boa defesa à queima-roupa de Khune. A torcida se empolgou, mas o jogo seguiu emperrado.

Mano, ciente de que a formação inicial fracassara, colocou Ramires pela direita e abriu mais Lucas. Não funcionou e, a cada lance, a paciência do torcedor diminuía. O treinador foi chamado de burro, as vaias seguiram e só foram aliviadas aos 42 minutos, quando Daniel Alves achou Neymar na cara do gol, mas o atacante brasileiro chutou em cima do goleiro. A torcida puxou um grito de "Brasil! Brasil", que durou pouco. Os jogadores foram para o vestiário sob vaias.

SEGUNDO TEMPO

A pressão voltou ainda mais intensa na segunda etapa, sobretudo porque os africanos resolveram ir para cima. Logo aos 4 minutos, o atacante Parker fintou com muito talento David Luiz dentro da área e bateu cruzado, mas Dedé tirou para escanteio.

Daí em diante, o Brasil ensaiou um abafa, mas nem de longe apresentou uma proposta de jogo equilibrada, incisiva. A África do Sul não tinha dificuldade para se defender, exceto em alguns chutes de fora da área, e Mano foi obrigado a mexer. Primeiro, colocou Alex Sandro no lugar do apagado Marcelo e, depois, Paulinho e Hulk substituindo Rômulo e Leandro Damião, respectivamente. A Seleção foi para cima.

Mais agudo, Neymar criou boas chances, uma delas em cobrança de falta muito bem batida, e serviu Hulk em outra oportunidade. Mas faltou sorte e mais poder de fogo ao Brasil, diante da cada vez mais impaciente torcida paulistana.

Mano arriscou com Jonas no lugar de Lucas e recebeu uma sonora vaia (outra!) quando sacou o são-paulino. Voltaram os gritos de burro e o futebol seguiu enfadonho, até o "milionário" Hulk entrar em cena.

Aos 28 minutos, David Luiz foi lançado no ataque na esquerda, cortou para dentro e chutou rasteiro. O goleiro sul-africano deu rebote e a bola sobrou nos pés de Hulk. O atacante, que acabou de se transferir do Porto (POR) para o Zenit (RUS) por cerca de R$ 128 milhões, mandou um chutaço de pé esquerdo e estufou a rede: 1 a 0 e explosão da torcida no Morumbi.

O gol tranquilizou um pouco os fãs, mas não por muito tempo. Após uma seca de bons momentos, as críticas vieram para Neymar, chamado de pipoqueiro após desperdiçar mais um lance. A vitória veio, mas no geral ficaram as críticas e o descontentamento. A vaia no fim foi sonora.

Na próxima segunda-feira, o Brasil volta a campo contra a China, no Arruda, em Recife (PE). Mais um teste para Mano Menezes, que não agrada ao torcedor brasileiro. Definitivamente.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 1 X 0 ÁFRICA DO SUL

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-hora: 7/9/2012 – 15h45h
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Auxiliares: Diego Bonfa e Gustavo Rossi (ARG)
Cartões Amarelos: Dedé e Hulk (BRA), Chabangu Gaxa, Khune e Dikgacoi (AFS)
Cartão vermelho: nenhum
Público/Renda: 51.538 público total/ R$ 3.929.765,00
GOL: Hulk, aos 28’/2ºT (1-0)

BRASIL: Diego Alves, Daniel Alves, Dedé, David Luiz e Marcelo (Alex Sandro, aos 15’/2ºT); Rômulo (Paulinho, aos 18’/2ºT), Ramires, Oscar e Lucas (Jonas, aos 26’/2ºT); Neymar (Arouca, aos 44’/2ºT) e Leandro Damião (Hulk, aos 18’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

ÁFRICA DO SUL: Khune, Gaxa, Sangweni, Khumano e Masenamela; Ndlovu (MacCarthy, aos 32’/1ºT e depois Parker, aos 42’/1ºT), Dikgacoi, Tshabalala e Furman (Mahlangu, aos 13’/2ºT); Serero (Maluleka, aos 30’/2ºT) e Chabangu (Letsholonyane, aos 10’/2ºT). Técnico: Gordon Igesund