ICFUT – Taça das Bolinhas: Flamengo celebra nova vitória nos tribunais

Fonte: globo

Clube carioca informa que a Justiça paulista negou recurso do São Paulo. Troféu segue em poder da Caixa Econômica Federal

Taça das Bolinhas (Foto: Divulgação)A Taça das Bolinhas (Foto: Divulgação)

O Flamengo divulgou nesta quinta-feira em seu site oficial que a 15ª Vara Cível da Justiça Federal de São Paulo negou o recurso do São Paulo Futebol Clube no processo de reintegração de posse da Taça das Bolinhas. A decisão confirma a que já havia sido tomada pela Justiça do Rio de Janeiro, em maio. Na ocasião, o time paulista se viu obrigado a devolver o troféu para a Caixa Econômica Federal.

A Taça das Bolinhas foi criada para premiar o campeão brasileiro. Ficou determinado pela CBF que o primeiro clube que vencesse a competição três vezes seguidas ou cinco vezes intercaladas teria a posse definitiva do troféu. O Flamengo alega que conquistou seu quinto título em 1992 (há, até hoje, uma disputa sobre quem foi o campeão de 1987, Flamengo ou Sport – a CBF chegou a reconhecer o Flamengo como campeão junto ao Sport, mas teve de voltar atrás por decisão da Justiça). O São Paulo só conquistou seu quinto título em 2007.

O Flamengo resolveu procurar a Justiça para que a Taça das Bolinhas voltasse a ficar em poder da Caixa Econômica Federal até que o clube termine seus processos legais pelo reconhecimento do título de 1987. O pedido foi acatado pela 18ª Câmara Cível do Rio de Janeiro e agora foi ratificado pela Justiça paulista, com a negativa ao recurso do São Paulo.

– Após a vitória na Justiça do Rio de Janeiro, a vitória em São Paulo é bastante significativa para o fim positivo do processo. Estou bastante otimista para que a Justiça de Recife siga as decisões da Justiça de São Paulo e Rio de Janeiro para a taça poder ir para a Gávea. Acredito que até o fim do ano tudo se resolva. Não tem como o São Paulo recorrer e vencer essa – disse o vice jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, ao site oficial do clube.

O São Paulo ainda não comenta o assunto.

– Não tomamos conhecimento disso ainda. Só podemos falar sobre o próximo passo quando essa decisão chegar ao São Paulo – disse Kalil Abdala, diretor jurídico do São Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s