ICFUT – Ganso não gosta de oferta santista, e Tricolor aguarda clássico para agir

Fonte: globo

Proposta de aumento salarial não anima o meia. Tricolor espera jogo para fazer nova investida e está disposto a dar R$ 23,8 mi, a parte do Peixe

Ganso na festa de Davi Lucca (Foto: Bruno Gutierrez / Globoesporte.com)Ganso está machucado e não jogará o clássico no
domingo(Foto: Bruno Gutierrez / Globoesporte.com)

A novela sobre o futuro de Paulo Henrique Ganso caminha para os capítulos finais. O atleta não gostou da proposta de aumento salarial feita pelo Peixe, em reunião na última sexta-feira. Paralelamente a isso, o Tricolor se resguarda sobre o assunto, para não acirrar os ânimos antes do clássico deste domingo, na Vila Belmiro.

Depois de ver as duas primeiras propostas recusadas pelo rival, o clube do Morumbi cogita pagar os R$ 23,8 milhões, valor que caberia ao Santos na multa rescisória, que é de R$ 53 milhões – o Peixe tem 45% dos direitos econômicos, e os outros 55% são do DIS, braço esportivo do Grupo Sonda.

O Tricolor entende que não é hora de agir, mas tem até o dia 21 de setembro para fechar negócio, já que as inscrições no Campeonato Brasileiro terminam na 26ª rodada. A nova investida por Ganso deve ser feita após o clássico. Desde o início das negociações o Santos bate o pé pelo pagamento integral da multa, mas uma oferta com este valor dividiria opiniões dentro do próprio Comitê de Gestão. Acredita-se, porém, que a maioria votaria contra a venda pelos R$ 23,8 milhões.

Se conseguir a liberação do Alvinegro, o São Paulo já tem tudo alinhavado com a DIS, dona dos 55% restantes dos direitos, e com o próprio atleta. Por isso, há confiança e otimismo no acerto.

Na dúvida, escolha o melhor para você. Dê mais importância para quem lhe quer bem"

Ganso, no Twitter

Favorável à transferência, a DIS poderia receber menos dinheiro agora, apesar de ter a maior fatia nos direitos do jogador. A intenção é tirar o atleta do Santos, declaradamente desafeto e com quem briga, inclusive, na Justiça, para que Ganso retome o bom futebol. Para a DIS, o meia poderia voltar a ser valorizado no São Paulo, rendendo lucro numa futura venda.

Indício de que a novela envolvendo Ganso está próxima do fim foi uma postagem do próprio jogador nesta segunda-feira, no Twitter. Na mensagem, ele faz referência ao grupo de pagode "Sorriso Maroto".

– Na dúvida, escolha o melhor para você. Dê mais importância para quem lhe quer bem – escreveu o jogador, que já foi hostilizado pela torcida do Santos e chamado de "mercenário".

Até mesmo a nova lesão de Ganso colabora para a transferência do atleta. Com cinco jogos no Campeonato Brasileiro, o meia seria titular do Santos contra o Sport no último domingo, quando o time perdeu por 2 a 1 na Ilha do Retiro. Seria o último do limite de seis partidas que um atleta pode realizar antes de se transferir para outra equipe da Série A. Mas na última sexta-feira foi constatado um problema muscular na sua coxa esquerda.

Ainda que involuntariamente, o camisa 10 ganhou mais tempo para definir seu futuro. Quem convive com o jogador diariamente, inclusive, atesta a veracidade da lesão.

O histórico de contusões na carreira do jogador, aliás, não é visto como empecilho no São Paulo. Os profissionais do departamento médico do Tricolor e que trabalham no Reffis acreditam na recuperação plena de Ganso. Há a certeza de que um atleta de 22 anos não pode ter algum problema físico que não possa ser contornado.

Mais de dois anos depois de iniciada a novela pela renovação contratual de Ganso com o Santos, o desfecho, enfim, está próximo. Ou por uma oferta irrecusável ou pelo fim do prazo de inscrições. 

ICFUT – Após se despedir do Flamengo, Deivid acerta com o Coritiba até abril de 2015

Fonte: lancenet

Reunião entre o superintendente de futebol do Coxa, Felipe Ximenes, e o empresário do jogador, Felipe Carrilho, na tarde desta segunda-feira definiu o acerto entre as partes

Deivid - Flamengo (Foto: Paulo Sérgio)
Deivid acertou com o Coritiba nesta segunda (Foto: Paulo Sérgio)

Algumas horas após Deivid se despedir oficialmente do Flamengo, o atacante acertou com o Coritiba. Na tarde desta segunda-feira, o empresário do jogador, Felipe Carrilho, se encontrou com o superintendente de futebol do Coritiba, Felipe Ximenes, para confirmar a transferência.

A passagem de Deivid, inclusive, já foi comprada pela equipe parenanase para a manhã desta terça-feira. Após realizar os exames médicos no Couto Pereira e assinar o novo contrato, o jogador será apresentado à imprensa e aos torcedores alviverdes.

– O Coritiba é um clube de tradição e muito bem estruturado. Estou bastante motivado e quero dar muitas alegrias para a sua grande torcida – disse o empolgado jogador.

O interesse pelo atleta era admitido publicamente pela equipe paranaense, que esperou a rescisão com o Flamengo para poder negociar de forma oficial. Deivid chega para ser o principal nome do ataque do Coxa e irá ocupar a posição de maior carência do time.

O jogo de estreia será confirmado apenas quando o atacante tiver o primeiro contato com o técnico Marcelo Oliveira.

ICFUT – Hulk deixa o Porto e vai para o Zenit por R$ 128 milhões

Fonte: lancenet

Atacante vai assinar contrato de cinco anos com o clube russo. Ele vestirá a camisa 29

Hulk - Porto (Foto: Miguel Riopa/AFP)
Hulk chegou a jogar pelo Porto nesta temporada (Foto: Miguel Riopa/AFP)

Após muita deliberação, a saída de Hulk do Porto é oficial. Mas ao contrário do que os primeiros rumores deram conta, o jogador vai para o Zenit, da Rússia, e não para o Chelsea, da Inglaterra.

A janela de transferências do futebol russo fecha apenas na sexta-feira, permitindo que o Zenit contrate o atacante da Seleção Brasileira.

Durante todo o verão europeu especulou-se que o jogador fecharia com os Blues. A dureza portista na hora de negociar Hulk, porém, fez com que os Blues se reforçassem com outros jogadores, abrindo caminho para a entrada do Zenit no negócio.

A assessoria do jogador brasileiro divulgou o negócio via Twitter, adicionando que Hulk assinará por cinco anos com os russos. A transferência teria custado 50 milhões de euros (R$ 128 milhões) ao Zenit. O clube russo confirmou através de nota no seu site oficial que o atacante vestirá a camisa de número 29.

ICFUT – Juiz confirma em súmula ofensas de Sheik: ‘Safado, ladrão e filho da p.’

Fonte: lancenet

Documento relata os xingamentos proferidos pelo atacante corintiano após receber o cartão vermelho na partida diante do Atlético-MG no domingo

O árbitro Péricles Bassols (RJ-FIFA), que apitou na vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o Atlético-MG no domingo, no Pacaembu, e expulsou o atacante corintiano Emerson, relatou na súmula do jogo os xingamentos feitos pelo camisa 11 após receber o cartão vermelho.

De acordo com o documento divulgado pela CBF, o Sheik teria chamado o árbitro de "ladrão, safado e filho d…" ao deixar o gramado revoltado após o lance. O técnico Tite reclamou muito e também acabou expulso.

Súmula no site da CBF (Foto: Reprodução da internet)

O caso deve ir a julgamento na Justiça Desportiva, e caso receba a pena máxima, o atacante pode ser suspenso por até 12 jogos.

O camisa 9 do São Paulo, Luís Fabiano, se envolveu em uma situação parecida no começo da competição, no confronto diante do Atlético-MG no primeiro turno em junho. O alvo foi o árbitro Elmo Alves Resende, e as ofensas praticamente as mesmas usadas por Emerson. Na ocasião, o jogadortambém poderia ficar afastado por até 12 jogos, mas acabou fora por apenas duas partidas.

Por Cleber Aguiar – Filhos de peixe

Fonte: O Estado de São Paulo

Ter um sobrenome famoso significa portas abertas, mas também responsabilidade em dobro para as promessas

Gonçalo Junior – O Estado de S. Paulo

Lucas não herdou apenas a cor dos olhos e o sorriso discreto do pai, o ex-jogador Macedo, como mostra a foto abaixo. Herdou também a habilidade, a familiaridade com a bola para infinitas embaixadas. Está em seu DNA também o faro de gol. Isso, as imagens não captaram.

Lucas, filho de Macedo, treina nas categorias de base do Palmeiras - Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE
Lucas, filho de Macedo, treina nas categorias de base do Palmeiras

O jovem atacante, que joga na equipe sub-15 do Palmeiras, queria escrever apenas Macedo em sua camisa. Impossível maior homenagem ao pai, aquele atacante arisco bicampeão brasileiro, da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo. Apesar do chamego, o patriarca quis diminuir o peso do passado nas costas do filhão e o batizou – agora para o futebol – como Lucas Macedo. “Meu pai falou que não devo ouvir o que falam, as comparações. Tenho de fazer minha carreira.”

Fábio ficou assustado quando recebeu um abraço do pai no churrasco para comemorar o título carioca do Fluminense no primeiro semestre. Tinham ficado mais distantes depois que começaram a trabalhar juntos, no início do ano.

O volante de 19 anos não pode chamá-lo de pai perto dos outros e, para que não sejam vistos juntos, pega o táxi de casa para o treino nas Laranjeiras. Na camisa, escreve Fábio, nome próprio, mas comum. O sobrenome Braga, o mesmo do pai e técnico que o abraçou no churrasco, vai continuar invisível.

“A pressão acaba sendo muito grande. O Abel pai fica em casa, aqui é treinador e a cobrança é até maior. Venho mostrando meu valor e aos poucos vai acabar o preconceito de ser apenas o filho do Abel.”

As trajetórias de Lucas Macedo e Fábio Braga mostram que o sobrenome famoso nas costas pode dar asas ou pesar como uma bigorna. Ou as duas coisas ao mesmo tempo. Mattheus não disse que era filho do atacante Bebeto quando começou a treinar no Flamengo – o menino é aquele homenageado pelo pai no “nãna, neném” na Copa do Mundo de 1994.

“Quando ele fez teste no Flamengo, fiz questão que não soubessem que ele era meu filho para não influenciar no resultado. Se ele tivesse talento, seria escolhido porque mereceu. E assim aconteceu. Só descobriram que ele era meu filho depois, quando chamaram os pais para registrá-lo no clube”, conta o tetracampeão. “Quem quer jogar em time grande, tem de superar a pressão”, opina Mattheus, que é a cara – e o futebol – do pai.

A relação é sempre assim, uma via de mão dupla: como o lateral que vai ao ataque, mas tem de voltar para marcar. “Gosto das opiniões dele. Meu pai está sempre presente. É como se eu tivesse um treinador dentro de casa”, conta Renan, juvenil do Flamengo e um dos filhos do ex-atacante Donizete. O outro filho, Bruno, joga no Volta Redonda.

“O Renan e o Bruno viram as minhas alegrias e tristezas. Sempre digo a eles para comemorarem muito as vitórias, as glórias, mas com os pés no chão”, diz Donizete, que vai a todos os jogos.

Caminho. Lucas Macedo, grandalhão para sua idade e que já percebe sua voz oitavar, está seguindo esse conselho, a ladainha de todos os pais. Acabou de ser campeão do Brasileiro sub-15 pelo Palmeiras e ganhou o Paulista sub-13 pelo Santos no ano passado. Por essas e outras, Macedo acredita que a carreira já segue curso independente. “Um menino de 11 anos que decide morar sozinho mostra uma força de vontade incrível, né?” Deixando de lado o pai coruja, é melhor ouvir o técnico, o português Marc dos Santos. “Ele tem explosão e uma aura para o gol”, elogia. “Falta concentração, mas isso é comum nos atletas dessa idade.”

Romário está concentrado em ver Romarinho, hoje no Vasco, com a camisa do Barcelona, a mesma com que foi eleito o melhor do mundo em 1994. Foi o próprio Baixinho que revelou uma negociação com o time catalão, mas o pimpolho desmentiu.

“Meu pai tem vontade de me ver com a camisa do Barcelona, mas não tem nada no momento. Estou concentrado no Vasco.”

Quase sempre, os filhos têm de desatar esses nós dos pais. O atacante Rodrigo, filho de Roberto Dinamite, por exemplo, só foi para o Vasco em 2008 quando os rivais políticos do pai (leia-se Eurico Miranda) saíram do clube. Hoje, segue os passos – literalmente – do artilheiro.

Nepotismo. Não dá para crucificar Abelão (por evitar o contato com o filho Fábio). O técnico do Flu ainda está no olho do furacão enquanto Macedo e Bebeto vivem uma espécie de segundo tempo nos passos dos filhos. Na estreia do Fluminense no Campeonato Carioca – o mesmo que o Flu venceu – o técnico resolveu que era hora de promover a estreia do filho, até então nas categorias de base. Juntou a fome com a vontade de comer já que a diretoria havia jogado a chave do cofre para evitar novas contratações. “Estava 3 a 0 pra gente, então pensei que era a hora. Assim que o chamei, ouvi da arquibancada: ‘Vai colocar o filhinho, né?”, contou Abelão, que descobriu aí o nome para sua apreensão: nepotismo.

Para superar a saia-justa, o técnico do Flu pediu conselhos ao técnico Bernardinho, do vôlei, PhD em transformar filhos em craques, como Bruninho, e evitar críticas de favorecimento. “O título carioca tirou um peso. Aqui, o Fábio não é filho, é jogador”, diz Abel.

Rivaldo, melhor jogador do mundo em 1999 e pentacampeão pela seleção brasileira em 2002, joga no time do técnico do Flu na relação pai e filho. Procurado pela reportagem do Estado, o craque, que está jogando no Kabuscorp, em Angola, não autorizou as entrevistas com seu filho, Rivaldinho, um dos destaques do sub-17 do Mogi Mirim e que assinou contrato com o Corinthians por três anos. O craque do penta quer preservar a jovem promessa.

Rivaldo e Abel Braga que perdoem, mas o beijo estalado que Macedo deu em Lucas no final da entrevista, no meio do treino, no meio de todo mundo, sem se preocupar com o que vão dizer, causa inveja em qualquer pai. Isso também não vai aparecer na foto.

*Colaborou Leonardo Maia

ICFUT–BRASILEIRÃO SÉRIE A: Resultados, gols, classificação e artilharia

Fonte: futebolinterior

Líder tropeça de novo, Inter encerra crise e Macaca se dá bem

O Atlético-MG perdeu para o Corinthians, mas se manteve na ponta

Campinas, SP, 02 (AFI) – O Atlético-MG perdeu mais uma chance de disparar na liderança do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Corinthians, no Pacaembu. Por outro lado, o Internacional encerrou a crise com uma goleadasobre o Flamengo, com direito a dois gols de Diego Forlán. Santos e São Paulo sentiram falta de Neymar e Luis Fabiano, respectivamente, e perderam seus jogos. De virada, a Ponte Preta bateu o Atlético-GO e se distanciou ainda mais da zona de rebaixamento.

Sem vencer há três jogos, o Atlético-MG estacionou nos 44 pontos, mas mesmo com a derrota para o Corinthians, por 1 a 0, continua na liderança, tendo a mesma pontuação que o Fluminense e um jogo a menos. Já o Timão subiu para a nona colocação, com 28 pontos. O único gol da partida foi marcado pelo zagueiro Paulo André.

Em Salvador, o São Paulo sentiu falta de Luis Fabiano e não conseguiu realizar uma boa partida, perdendo para o Bahia, também por 1 a 0. O Tricolor baiano, que tem duas vitórias sob o comando de Jorginho, se distanciou da zona de rebaixamento, com 23 pontos. O Sampa segue na quinta colocação, com 34, quatro a menos que o Vasco, que está na zona de classificação para a Libertadores.

Assim como o São Paulo sentiu falta de Luis Fabiano, o Santos sentiu a ausência de Neymar, que foi vetado no último sábado com dores intestinais. O Peixe perdeu para o Sport, por 2 a 1, na Ilha do Retiro e é o 12º colocado, com 26 pontos. Apesar do resultado positivo, o Leão segue na zona de rebaixamento, com 19 pontos, em 17º lugar.

O Internacional afastou a crise que rondava o Beia-Rio ao golear o Flamengo, por 4 a 1, em Porto Alegre. A semana foi bastante movimentada, com bate boca entre jogador e torcida, além de tentativa de invasão no treinamento. O Colorado chegou aos 34 pontos e segue na sétima colocação, continuando na briga por uma vaga na Libertadores. Já o Mengo estacionou nos 27, em 12º lugar.

Outros jogos
Com três gols originados de cruzamentos para a área, a Ponte Preta bateu o Atlético-GO, por 3 a 1, de virada, no Estádio Moisés Lucarelli e entrou na zona de classificação para a Sul-Americana, aparecendo na 11ª colocação, com 17 pontos. Já o Dragão estacionou nos 16 e é o penúltimo colocado.

Na Arena Independência, o Cruzeiro goleou o Náutico, por 3 a 0 e entrou novamente na briga por uma vaga na Libertadores do ano que vem, chegando aos 34 pontos, em sexto lugar. O Timbu estacionou nos 27 e segue na décima colocação. Todos os gols foram marcados na etapa final.

Oswaldo de Oliveira estava com a corda no pescoço, mas a vitória sobre o Coritiba, por 2 a 0, no Engenhão, deu uma amenizada no momento ruim que o Botafogo vinha passando no Brasileirão. O time alvinegro é o oitavo colocado, com 31 pontos. Já o Coxa segue perto da zona de rebaixamento, com 22 pontos e em 16º lugar.

Resultados

21ª RODADA
1/09 – 18h30 Figueirense-SC 2 x 2 Fluminense-RJ
1/09 – 18h30 Palmeiras-SP 0 x 0 Grêmio-RS
1/09 – 21h00 Vasco da Gama-RJ 2 x 0 Portuguesa-SP
2/09 – 16h00 Sport-PE 2 x 1 Santos-SP
2/09 – 16h00 Corinthians-SP 1 x 0 Atlético-MG
2/09 – 16h00 Bahia-BA 1 x 0 São Paulo-SP
2/09 – 16h00 Internacional-RS 4 x 1 Flamengo-RJ
2/09 – 18h30 Ponte Preta-SP 3 x 1 Atlético-GO
2/09 – 18h30 Cruzeiro-MG 3 x 0 Náutico-PE
2/09 – 18h30 Botafogo-RJ 2 x 0 Coritiba-PR

 

Gols

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Classificação

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Atlético-MG 44 20 13 5 2 35 16 19 73.3
2  Fluminense-RJ 44 21 12 8 1 34 14 20 69.8
3  Grêmio-RS 41 21 13 2 6 31 16 15 65.1
4  Vasco da Gama-RJ 38 21 11 5 5 27 19 8 60.3
5  São Paulo-SP 34 21 11 1 9 33 25 8 54.0
6  Cruzeiro-MG 34 21 10 4 7 29 27 2 54.0
7  Internacional-RS 34 21 9 7 5 26 17 9 54.0
8  Botafogo-RJ 31 21 9 4 8 32 28 4 49.2
9  Corinthians-SP 28 21 7 7 7 22 21 1 44.4
10  Náutico-PE 27 21 8 3 10 27 34 -7 42.9
11  Ponte Preta-SP 27 21 7 6 8 26 29 -3 42.9
12  Flamengo-RJ 27 20 7 6 7 23 27 -4 45.0
13  Santos-SP 26 21 6 8 7 25 28 -3 41.3
14  Portuguesa-SP 25 21 6 7 8 20 23 -3 39.7
15  Bahia-BA 23 21 5 8 8 19 25 -6 36.5
16  Coritiba-PR 22 21 6 4 11 32 39 -7 34.9
17  Sport-PE 19 21 4 7 10 16 28 -12 30.2
18  Palmeiras-SP 17 21 4 5 12 18 26 -8 27.0
19  Atlético-GO 16 21 3 7 11 21 38 -17 25.4
20  Figueirense-SC 15 21 3 6 12 22 38 -16 23.8
LegendaPG – Pontos Ganhos | JG – Jogos Disputados | VI – Vitórias | EM – Empates
DE – Derrotas | GP – Gols Pró | GC – Gols Contra | SG – Saldo de Gols
%A – Porcentual de Aproveitamento de Pontos


 
 
Classificados à Taça Libertadores.
 
 
Classificados à Sul-americana
 
 
Rebaixados à Serie B
 
 
Classficados à Libertadores

 

Artilharia

Atualizado em 02/09 às 20h40

10 GOLS
Flamengo – Vágner Love
Fluminense – Fred
São Paulo – Luis Fabiano

9 GOLS
Cruzeiro – Wellington Paulista
Vasco – Alecsandro

7 GOLS
Botafogo – Andrezinho
Cruzeiro – Borges
Palmeiras – Barcos
Ponte Preta – Roger