Por Cezar Alvarenga – Manchester United anuncia a contratação de Van Persie.

Fonte: Yahoo! Esportes

O atacante do Arsenal e da seleção holandesa Robin van Persie foi contratado pelo Manchester United, anunciaram ambas as equipes nesta quarta-feira, em seus respectivos sites.

“O Arsenal Football Club confirma que chegou a um acordo para a transferência de Robin van Persie para o Manchester United”, indica em seu comunicado o clube londrino.

O Arsenal indica também que o jogador viajará na quinta-feira para Manchester para concluir todos os detalhes de seu contrato e passar por exames médicos.

“O Manchester United tem o prazer de anunciar o acordo alcançado com o Arsenal para a transferência de Robin van Persie”, indicou a nova equipe do atacante holandês, eleito melhor jogador da temporada passada na Premier League depois de ter marcado 37 gols com os Gunners.

Van Persie havia anunciado ao final da Eurocopa da Polônia e da Ucrânia o seu desejo de deixar o Arsenal por considerar que o clube não é suficientemente ambicioso para lutar por todos os títulos com os grandes clubes europeus.

O atacante holandês, de 29 anos, foi cortejado pelo atual campeão inglês, o Manchester City, e pela Juventus, da Itália.

Nenhum dos dois clubes indicou o valor da transferência, mas esta pode chegar aos 20 milhões de libras (cerca de 31,4 milhões de dólares).

Caso não surja um entrave de última hora, Van Persie poderá estrear com sua novo equipe na próxima segunda-feira, contra o Everton, na primeira partida do Manchester United na Premier League.

Por Cezar Alvarenga – Inglaterra vence Itália em amistoso disputado em Londres.

Fonte: Yahoo! Esportes

A partida desta quarta-feira não teve o mesmo peso do duelo de quartas de final da Eurocopa deste ano, mas a Inglaterra, que em 24 de junho foi derrotada nos pênaltis, desta vez venceu a Itália por 2 a 1 de virada em amistoso disputado no Stade de Suisse, em Berna (Suíça).

Além do peso de uma decisão, o jogo também não teve jogadores importantes das duas seleções, principalmente no gol e no ataque. Na ‘Azzurra’, Buffon e a dupla de frente formada por Cassano e Balotelli ficou de fora; entre os ingleses, Joe Hart e Rooney também não puderam estar em campo.

Em meio a vários jovens, quem abriu o placar para a Itália foi o experiente volante De Rossi. Após cobrança fechada de escanteio, o atleta da Roma, de 29 anos, cabeceou para a rede, aos 19 minutos do primeiro tempo.

O empate da Inglaterra não demorou a acontecer. Oito minutos depois, Lampard também bateu escanteio e Jagielka completou de peixinho.

Depois de muito tempo e de várias alterações dos dois lados, a equipe do técnico Roy Hodgson obteve a virada com um gol de Defoe. O jovem goleiro inglês Ruddy fez a defesa e ligou o contra-ataque rapidamente. O atacante do Tottenham chutou no ângulo e tirou as chances de defesa de Sirigu.

As duas seleções voltarão a campo no próximo dia 7, quando estrearão nas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2014. O ‘English Team’ está no grupo H e medirá forças contra a Moldávia, fora de casa. No grupo B, a ‘Azzurra’ visitará a Bulgária.

Por Cezar Alvarenga – Em amistoso, Argentina vence a Alemanha em Frankfurt.

Fonte; Yahoo! Esportes

No primeiro jogo entre as duas seleções desde a goleada por 4 a 0 da Alemanha sobre a Argentina nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, Lionel Messi e companhia foram até Frankfurt nesta quarta-feira e ficaram perto de devolver o placar, vencendo os donos da casa por 3 a 1.

Se a importância da partida não era a mesma de dois anos atrás, pelo menos a equipe comandada pelo técnico Alejandro Sabella deixou uma boa impressão antes de voltar a campo pelas Eliminatórias da Copa de 2014, em que ocupa o terceiro lugar. No próximo dia 7, os argentinos enfrentarão o Paraguai em Córdoba.

Já os alemães ligaram o sinal de alerta. Eliminados pela Itália nas semifinais da Eurocopa, disputada em junho, os comandados de Joachim Löw não têm muito tempo para lamentar o revés em casa, já que também no dia 7 estrearão na classificatória europeia para o Mundial diante de Ilhas Faroé, em Hannover.

Na Commerzbank-Arena, a Argentina poderia ter aberto o placar aos 30 minutos do primeiro tempo, quando o goleiro Zieler cometeu pênalti e foi expulso. Mas Messi foi para a bola e parou na defesa de Stegen.

O primeiro gol então aconteceu aos 45. Após o escanteio, Sosa tentou desviar para a rede, mas quem abriu o placar foi Khedira, mandando contra a própria meta.

Após o intervalo, aos seis minutos, Messi recebeu de Agüero e adiantou para Higuaín. O atacante do Real Madrid devolveu e, de primeira, o Bola de Ouro da Fifa aumentou a vantagem.

O terceiro poderia ter acontecido aos 19, em linda jogada do ataque argentino. Higuaín foi acionado no meio e passou de calcanhar para Messi, que entrou na área e, de pé direito, tocou por cima do goleiro. A bola foi caprichosamente para fora, resvalando na trave esquerda.

A diferença foi ampliada aos 27, com um golaço de Di María. A zaga afastou parcialmente, mas o meia do Real Madrid pegou de primeira, do jeito que veio, e acertou uma bomba no canto direito de Stegen, que apenas olhou.

Dominada até esse momento, a Alemanha não conseguiu empatar, mas pelo menos não deixou que os argentinos devolvessem a goleada que sofreram na África do Sul. Aos 35 minutos, Gotze foi limpando pela direita e fez o levantamento. De peixinho, Howedes diminuiu.

Por Cleber Aguiar – No adeus ao Rasunda, Brasil vence a Suécia e alivia pressão após prata

Fonte: Globo.com

Com festa e homenagens a campeões de 1958, Seleção volta a repetir erros dos Jogos Olímpicos, mas triunfa por 3 a 0 com gols de Pato e Damião

Por GLOBOESPORTE.COM Estocolomo, Suécia

 

Não foi exatamente como há 54 anos, quando a seleção brasileira conquistou sua primeira Copa do Mundo e encantou o planeta ao vencer os donos da casa por 5 a 2. Nesta quarta-feira, no entanto, o Brasil voltou a Estocolmo para se despedir do palco onde, em 1958, Pelé & cia. deram o pontapé inicial para a dinastia mais vitoriosa da história do futebol mundial. Cinco dias após perder o ouro olímpico dos Jogos de Londres, o time de Mano voltou a repetir erros, não convenceu, mas bateu a Suécia por 3 a 0, no Rasunda, e consegui, enfim, respirar um pouco mais aliviada após uma semana tensa. Artilheiro dos Jogos Olímpicos, Leandro Damião marcou no primeiro tempo, aproveitando passe de Neymar para balançar as redes pela sétima vez nos últimos sete jogos com a amarelinha. Já nos minutos finais, Alexandre Pato saiu do banco para incendiar a partida e marcar outros dois gols.

A vitória pode significar alívio para a comissão técnica. Uma derrota, no Rasunda, colocaria ainda mais lenha na fogueira de especulações sobre a permanência ou não de Mano Menezes, apesar das recentes garantias do presidente da CBF, José Maria Marin, e do diretor de Seleções, Andrés Sanches.

Leandro Damião comemora gol do Brasil contra a Suécia (Foto: Mowa Press)Leandro Damião comemora o primeiro gol brasileiro (Foto: Mowa Press)

A partida teve um tom de recomeço. Nesta noite, em Estocolomo, a Seleção deu seus primeiros passos visando o novo projeto: a Copa das Confederações. Os próximos serão dados em setembro, quando o Brasil enfrenta a África do Sul, no dia 7, em São Paulo, e a China, três dias depois, em Recife.

Festa, homenagens e “peso da camisa”

Apesar de o amistoso ser um jogo festivo, antes mesmo de a bola rolar os brasileiros deixaram claro que o clima não era de celebração. O combinado era que a Seleção enfrentaria a Suécia com uma camisa azul similar à usada no primeiro título mundial conquistado, em 1958. A ideia foi de José Maria Marin, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No entanto, os jogadores acharam o material muito pesado e entraram no gramado com o uniforme, posaram para fotos, mas usaram as camisas atuais durante o jogo. De acordo com a CBF, o uniforme de 1958 também dificultaria a transmissão, uma vez que não tem o número na frente.

– Um pouco pesada, mas é um orgulho muito grande fazer parte dessa festa e ver os ídolos que deram o primeiro titulo para o Brasil – disse Neymar, no intervalo da partida. 

De qualquer forma, muita festa no Rasunda. Dançarinas brasileiras e suecas fantasiadas desfilaram pelo gramado, enquanto os campeões e vice-campeões do mundo, em 1958, foram homenageados. Outros nomes que marcaram o futebol da Suécia também foram saudados, como  o ex-goleiro Thomas Ravelli e o ex-atacante Henrik Larsson. Estrela maior, Pelé – emociado – falou para o público. A rainha Sìlvia, da Suécia, também esteve no estádio e acompanhou a partida ao lado do vice-presidente da República, Michel Temer.

Pelé no amistoso da seleção brasileira contra a Suécia (Foto: Mowa Press)Pelé é homenageado no Rasunda (Foto: Mowa Press)

– É um momento de muita emoção. Nesse estádio, quando eu tinha 17 anos, muito de vocês ainda não eram nascidos. Foi muito especial não só para mim, mas para todo o Brasil, que conquistou seu primeiro título mundial aqui. Eu quero retornar a vocês todo o amor que me deram em 1958. Eu amo vocês – disse o Rei, que também deu o pontapé inicial da partida.

Receita olímpica: passe de Neymar, gol de Damião

Em campo, quatro mudanças em relação à equipe que iniciou a partida contra o México, na decisão dos Jogos Olímpicos de Londres. Daniel Alves, David Luis, Paulinho e Ramires entraram nas vagas de Rafael, Juan, Marcelo (suspenso) e Sandro. Com isso, Alex Sandro voltou à sua posição original e atuou na lateral-esquerda.

Do outro lado, Erik Hamren manteve a base da Suécia eliminada na primeira fase da Eurocopa. Entretanto, com um grande desfalque. Com dores no pé, o astro Zlatan Ibrahimovic não foi para o jogo e deu lugar a Marcus Berg.

Brasil seleção posada amistoso contra Suécia (Foto: Mowa Press)Seleção posou com camisa histórica, mas jogou
com a atual (Foto: Mowa Press)

E os suecos também logo mostraram que não estavam em clima de festa. Logo no início, Larsson levantou Oscar em falta duríssima. Caçado por Wilhelmsson, Neymar também sofreu. O árbitro húngaro Robert Kispal – o único em campo em clima de festa – aliviou e não puniu o atleta.

Com a bola rolando, um Brasil com mais posse de bola e um maior domínio territorial, porém lento e com dificuldades para superar a retranca sueca. Diferentemente das Olimpíadas, Neymar jogou mais centralizado ao lado de Damião, com Oscar caindo pela esquerda, e Ramires, pela direita. Mesmo sem encantar, como há 54 anos, a Seleção teve as melhores chances. Daniel Alves chegou perto em duas cobranças de falta, e Neymar marcou aproveitando rebote de um chute na trave de Oscar. A arbitragem, no entanto, errou e anulou o lance.

Aos 31, enfim, o Brasil marcou, e com a receita dos Jogos Olímpicos. Assistência de Neymar – quinta nos últimos sete jogos – e gol de Leandro Damião – sétima nos últimos sete jogos. Bem no jogo, o craque do Santos cruzou da esquerda para o camisa 9 completar de cabeça: 1 a 0.

Pato sai do banco e brilha

Na segunda etapa, sem mudanças de peças, a Seleção voltou mais solta e envolvente. Neymar, em bonita jogada individual, e em cobrança de falta, quase marcou, assim como Paulinho, de cabeça, e Leandro Damião e Oscar em chutes de fora da área.

Aos 30 da etapa derradeira, Mano começou a mexer no time. De uma só tacada, trocou Oscar, Damião e David Luiz por Hulk, Alexandre Pato e Dedé. O zagueiro do Chelsea saiu machucado após o banco de reservas ser alertado pelo capitão Thiago Silva.

Com as mudanças, o ritmo do jogo caiu um pouco e a Seleção se mostrou satisfeita com a vitória simples. Após uma pancada, Neymar saiu mancando e deu lugar a Lucas, mas foi Alexandre Pato quem brilhou nos minutos finais. Primeiro, em posição duvidosa, ele recebeu passe de Daniel Alves para ampliar: 2 a 0. Dois minutos depois, o atacante do Milan recebeu em profundidade de Ramires e foi derrubado na área. Pênalti, que o próprio Pato cobrou e selou a vitória brasileira.

SUÉCIA 0 X 3 BRASIL
Local: Estádio Rasunda, em Estocolmo (Suécia)
Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Auxiliares: Robert Kispal (Hungria) e Tibor Vamos (Hungria)
Gols: Leandro Damião e Alexandre Pato, duas vezes

SUÉCIA
Isaksson; Larsson, Granqvist, Olsson e Safari; Wernbloom, Holmen, Elm (Svensson) e Wilhelmsson (Kacanikilic); Marcus Berg ( Husén) e Toivonen. Técnico: Erik Hamren

BRASIL
Gabriel, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz (Dedé) e Alex Sandro; Rômulo, Paulinho, Ramires e Oscar (Hulk); Neymar (Lucas) e Leandro Damião (Pato). Técnico: Mano Menezes.

ICFUT – Sete jogos abrem a 17ª rodada nesta quarta

Fonte: futebolinterior

Partidas envolvem parte de cima e de baixo da tabela

Campinas, SP, 14 (AFI) – A 17ª rodada do Brasilerão começa neste sábado, com sete jogos. O destaque vai para o jogos dos opostos, entre o líder Atlético-MG e o laterna Atlético-GO, em Goiânia.

Já envolvendo a parte de cima da tabela, o destaque vai para Cruzeiro x Fluminense, que se enfrentam em Minas Gerais.

Pra encostar nos líderes!

O Grêmio, quarto colocado, quer encostar de vez nos líderes da competição. Para isso, terá que vencer a Portuguesa, 12ª colocada, no Olímipico.

Mas Luxemburgo tem alguns desfalques importantes na zaga; Werley e Vilson não poderão ser utilizados e quem deverá ganhar uma vaga entre os titulares é Naldo.

Já na Lusa, A única novidade deve ser a entrada do zagueiro Rogério ao lado de Gustavo. Isso porque Valdomiro, que vinha sendo titular terá de cumprir suspensão por ter levado o terceiro cartão amarelo.

Se firmar em casa!

Pressionado pela boa campanha do rival Atlético-MG, o Cruzeiro, sexto colocado, recebe o Fluminense, vice-líder, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

A Raposa tem sérios problemas no ataque para a partida. Borges e Wallyson não terão condicões de de jogo, dando lugar a Wellington Paulista e Fabinho.

Já Abel Braga tem ainda mais problemas. Ao todo são cinco jogadores que estão sem condições de jogo: Marcos Júnior, Wellington Nem, Deco, Anderson e Bruno. Além dele, o volante Valencia está com a Seleção da Colômbia. O treinador só deve definir os substitos minutos antes da partida.

Opostos!

De bem com a vida, o Atlético-MG, líder com 38 pontos, viaja até o Serra Dourada, em Goiânia para enfrentar o lanterna Atlérico-GO, que tem apenas 11 pontos.

Mesmo sendo franco favorito, o Galo prega respeito ao Dragão. Engano pensar que vai jogar com o Atlético e que haverá facilidade em ganhar. Jogaram com o Santos e empataram 2 a 2, mas estavam ganhando. O time está ressurgindo dentro do campeonato", comentou o treinador Cuca.

Com os laterais Marcos e Rafael Cruz lesionados, o Atlético-GO vê a missão de vencer o líder ainda mais difícil. Marino de atuar na direita e o zagueiro Diego Giaretta improvisado na esquerda.

Vitória pra cumprir a meta!

Em Campinas, a Ponte, 11ª colocada, com 20 pontos, recebe no Moisés Lucarelli o desesperado Bahia, que com apenas 13, está em 18°, na zona de rebaixamento. A Macaca pretende fazer 25 pontos até o fim do turno, qualquer resultado que não seja a viória contra o Bahia, irá atrapalhar os planos de Gilson Kleina.

Para vencer, a Ponte terá a volta do artilheiro Roger, poupado contra Inter por conta de dores na coxa. Ele entra na vaga de Rildo, suspenso pelo terceiro amarelo

Caio Júnior tem muitos problemas para escalar o Tricolor Baiano. Sem a dupla de zaga titular, formada Titi e Danny Morais, o volante Lucas Fonseca deve atuar improvisado ao lado de Allyson.

Retorno do ídolo!

Na oitava colocação, com 24 pontos, o Botafogo recebe no Engenhão o Sport, que com 14, ocupa o 16° lugar, pertinho da zona de rebaixamento.

No Fogão o ídolo Seedorf está de volta após ser poupado na última partida. O holandês formará o meio-campo do Botafogo ao lado de Andrezinho e Fellype Gabriel.

Há um mês sem vencer, o Sport tenta uma viória sob o comando do interino Gustavo Bueno. O treinador abandonou o 4-2-3-1, utilizado por Mancini, e deve apostar no 4-4-2 com Naldinho na vaga de Gilberto, aumentando a velocidade no ataque.

Retorno do Mago!

Na Arena Barueri, em Barueri, o Palmeiras, 17º colocado, na zona de rebaixamento, recebe o embalado Flamengo, que aparece na nona colocação com 22 pontos.

Para a alegria de Felipão, Valdívia foi liberado pelo deparmento médico e deve iniciar a partida como titular. No ataque os experientes Obina e Barcos estão confirmados.

Já o técnico rubro-negro tem desfalques importantes. O paraguaio Cáceres e o chileno González estão a serviço das seleções de seus países. Entram no time o zagueiro Marllon e o meia Ibson, respectivamente. O lateral-direito Leonardo Moura volta de suspensão.

Embalar de vez!

O São Paulo, sétimo colocado com 25 pontos recebe no Morumbi o Náutico, que está em 13°, com 17.

Ney Franco não poderá contar mais uma vez com Luís Fabiano, que segue se recuperando de contusão. Assim, o meia Cícero será improvisado no setor ao lado do jovem Ademilson.

Já o Timbu não poderá contar com o zagueiro Jean Rolt, que segue se recuperando de uma lesão no tornozelo. O criticado Ronaldo Alves deve ser o titular.

Confira os jogos da 16ª rodada do Brasileirão

Quarta-feira
19h30

Cruzeiro-MG x Fluminense-RJ
Grêmio-RS x Portuguesa-SP

20h30
Atlético-GO x Atlético-MG
Ponte Preta-SP x Bahia-BA

21h50
Botafogo-RJ x Sport-PE
Palmeiras-SP x Flamengo-RJ
Náutico-PE x São Paulo-SP

Quinta-feira
21h00

Corinthians-SP x Internacional-RS
Figueirense-SC x Santos-SP
Vasco da Gama-RJ x Coritiba-PR

Clique aqui para links de jogos ao vivo

ICFUT – Abalada por frustração olímpica, seleção busca vitória contra Suécia para dar fôlego a Mano

Fonte: uol

Neymar, principal jogador do Brasil, treina em Estocolmo antes do amistoso festivo

Neymar, principal jogador do Brasil, treina em Estocolmo antes do amistoso festivo

Para quem enxerga o copo meio vazio, uma partida de risco num momento em que a seleção brasileira está psicologicamente abalada. Os que o veem meio cheio preferem imaginar que o amistoso desta quarta-feira, às 15h, contra a Suécia, que marca a última partida entre seleções no estádio Rasunda, é uma oportunidade interessante de recuperar ânimo diante de um adversário com freguesia histórica.

Diferentemente de embates anteriores, porém, os suecos contam com um jogador que desequilibra. E, pelo menos no papel, Zlatan Ibrahimovic tem potencial de sobra para atrapalhar os planos de Mano Menezes de usar a partida para diminuir a pressão sobre o grupo e sobre seu trabalho – especialmente diante das divergências no alto clero da CBF em relação a sua permanência no cargo.

Curiosamente, o astro sueco, que a partir de janeiro será companheiro de equipe do brasileiro Lucas no Paris Saint-Germain, jamais enfrentou o Brasil. Ibrahimovic estava lesionado em 2008, quando as duas seleções se enfrentaram e a Suécia perdeu por 1 a 0. Ele é dúvida para o jogo, pois levou uma pancada no pé direito na rodada de abertura do Campeonato Francês, no último fim de semana.

‘’É uma grande honra enfrentar o Brasil, mas não concordo que seja um momento de fraqueza da equipe. Estou certo de que os jogadores brasileiros entrarão com tudo, pois sempre têm a responsabilidade de vencer. O Brasil produz jogador atrás de jogador, que invariavelmente vêm para os melhores times do mundo’’, diz o ex-atacante de Juventus, Internazionale, Barcelona e Milan.

Sem as restrições de idade olímpica que ditaram as últimas convocações, Mano chamou um grupo de jogadores que o próprio treinador diz ‘’trazer mais anos’’ para a seleção. Daniel Alves, com sua barba digna de um clérigo muçulmano, Paulinho e a dupla de brasileiros campeões europeus com o Chelsea na última temporada, David Luiz e Ramires, juntaram-se ao grupo em Estocolmo na fase que o treinador disse ser crucial para definições relacionadas ao projeto da Copa do Mundo de 2014.

"Temos algumas posições para as quais ainda não encontramos jogadores definitivos, embora estejamos reduzindo o número de opções’’, explica Mano. O técnico anunciou, na entrevista coletiva de terça-feira, que pretende destacar um de seus volantes para vigiar Ibrahimovic.

Escolhida por razões sentimentais pelos suecos para fazer a última partida no Rasunda, que será demolido em novembro (quando a Suécia passará a mandar seus jogos numa nova arena para 50 mil pessoas) a seleção foi o objeto de uma série de homenagens relacionadas à famosa vitória na final do Mundial de 1958.

Um novo triunfo jamais terá a mesma importância que a conquista do primeiro título mundial verde e amarelo. Seu simbolismo para a era Mano, porém, seria para lá de valioso.

Suécia
Isaksson; Larsson, Granqvist, Olsson e Safari; Wernbloom, Holmen, Elm e Wilhelmsson; Ibrahimovic e Toivonen
Técnico: Erik Hamren

Brasil
Gabriel; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Alex Sandro; Rômulo, Paulinho, Ramires e Oscar; Neymar e Leandro Damião
Técnico: Mano Menezes

Horário: 15h (de Brasília)
Estádio: Rasunda, em Estocolmo

ICFUT – TÁ TUDO ERRADO PRA COPA DO MUNDO

 

Vamos esquecer um pouco os problemas estruturais do Brasil para a Copa do Mundo de 2014. No momento, não consigo pensar em estradas, aeroportos e estádios diante da bagunça da nossa seleção. Na boa, sem mimimi preconceituoso, se até a África do Sul conseguiu fazer uma Copa do Mundo decente, mesmo com vários problemas, o Brasil também conseguirá. Então, não me preocupo em pagar mico por deficiências estruturais. O que me preocupa é passar vergonha com a nossa seleção.

Ante-ontem, Andrés Sanchez, Diretor de Seleções da CBF e José Maria Marin, presidente da CBF, negaram a saída de Mano Menezes da seleção brasileira: ”O Mano vai continuar, ele não é o culpado pela derrota, como não seria o salvador da pátria em caso de vitória”. Disse Andrés.

Ha algumas possibilidades de interpretação para essa notícia:

1- Ele está disfarçando. Mano será demitido logo depois do amistoso contra a Suécia. Muricy será contratado em seguida, apesar de ter acabado de renovar o contrato com o Santos até dezembro de 2013.

2- Ele está disfarçando. Mano será demitido no final do ano, quando termina o contrato de Felipão.

3- Andrés Sanchez está realmente falando sério e Mano deverá continuar até a Copa do Mundo de 2013.

Devido a cumplicidade entre Andrés, José Maria Marin e Mano Menezes, infelizmente estou acreditando na opção número 3. E aí, meu amigo, eu confesso que nunca tive tanto medo com relação ao futuro do futebol brasileiro.

Os dirigentes da CBF estão encarando a derrota em Londres como um jogo isolado. Eles estão crendo que o Brasil estava fazendo uma excelente campanha e deu azar contra o México. Se fosse realmente isso, eu também estaria do lado de Mano Menezes, pois um treinador não pode ser responsabilizado por um insucesso de uma única partida.

Mas a gente sabe que não é isso. Os dirigentes da CBF ou são muito burros ou estão tentando tapar o sol com a peneira, fingindo que nada está acontecendo. Pois nós, seres providos com o mínimo de inteligência, sabemos que a campanha do Mano Menezes na seleção brasileira é um completo fracasso.

Vamos aos fatos da Era Mano:

– A seleção de Mano Menezes perdeu a Copa América de 2011 nas quartas de final, algo que não acontecia desde 2001.

– Contra boas seleções mundiais, a seleção de Mano Menezes perdeu para Argentina (2 vezes), México, Paraguai, Alemanha e França.

– A seleção de Mano Menezes perdeu a Olimpíada mais fácil da história, sem praticamente nenhum rival à altura e com uma geração fantástica. Mesmo chegando até a final, venceu no sufoco a seleção de Honduras nas quartas de final e passou pela Coreia do Sul com ajuda do juiz na semifinal.

Como vimos, encarar o fracasso nas Olimpíadas como um jogo isolado é uma burrice sem tamanho.

Contra fatos não há argumentos: Mano fracassou no projeto da seleção brasileira. Ele assumiu o comando com uma única incumbência: renovação. Porém, um time renovado não precisa ser um time inocente. Até hoje não entendi a decisão de levar Hulk como o 3º jogador acima de 23 anos. Todo mundo, incluindo eu, você e o seu cachorro, sabia que o problema da Seleção Sub 23 era o sistema defensivo e não o ofensivo. Por que não levar um lateral direito ou um zagueiro ou um outro goleiro? Para que um atacante, tendo tantas boas opções no setor? Não dá para entender.

Mano Menezes pode até ser um bom treinador (o que eu não acho), mas perdeu-se no caminho. Ele está mais perdido do que filho de p#$% em dia dos pais. É bom Andrés, Marin e cia. encararem isso como um fato, pois ainda dá tempo de corrigir o erro. Se demorar demais, o fracasso em 2014 está próximo. Não quero ser trágico, mas o pior ainda estar por vir: 1950 será apenas um filhote de Mico perto do King Kong que vamos pagar na próxima Copa do Mundo.

ICFUT – Palmeiras reage com ironia a acerto de Guilherme com rival

Fonte: lancenet

Roberto Frizzo alfineta volante: ‘Se o coração dele já tinha preferência pelo Corinthians, o meu também prefere ele lá’

Roberto Frizzo - Embarque do Palmeiras (Foto: Eduardo Viana) Roberto Frizzo ironizou o ex-volante da Portuguesa (Foto: Eduardo Viana)

O Palmeiras escalou o vice-presidente Roberto Frizzo para falar sobre o acerto do Corinthians com o volante Guilherme, que estava na Portuguesa, também fazia parte dos planos alviverdes, mas acabou acertando a sua transferência para o Parque São Jorge.

A postura adotada pelo dirigente palmeirense foi recheada de ironia.

– Não foi surpresa para nós. Soubemos dos valores, oferecemos a proposta, mas parece que a coisa estava resolvida hoje (terça) pela manhã. Se o coração dele já tinha preferência pelo Corinthians, o meu coração também prefere que ele vá para lá – afirmou.

Corinthians e Palmeiras ofereceram R$ 7 milhões por 70% dos direitos econômicos que pertenciam à Lusa. O restante é do empresário Eduardo Maluf. O tempo de contrato também foi o mesmo: cinco anos. Mas Guilherme fechou com o Timão.

– Que Deus o cubra de glórias, porque não gosto de pessoas perto de mim se elas não quiserem estar aqui (no Palmeiras).

Nas últimas semanas, o Palmeiras não obteve sucesso em outras tentativas: no lateral-direito Eduardo, do Joinville, e no meia Cleber Santana, que está emprestado ao Avaí, mas pertence ao São Paulo. O Verdão ainda tenta Santana para a próxima temporada.

ICFUT – Conselho do Fla abre comissão que pode levar ao impeachment de Patricia Amorim

Fonte: lancenet

O presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, Sylvio Capanema, aprovou ontem a formação de uma comissão que pode levar ao processo de impeachment da presidente Patricia Amorim, por causa da denúncia de suposta gestão temerária feita pelo grupo de Márcio Braga.

– Essa comissão ainda não é de inquérito. Ela é para dar chance à defesa. Depois, vão decidir se a denúncia procede e dará o encaminhamento ou arquivamento da denúncia – explicou Capanema.

A motivação da acusação foi o processo no qual Ronaldinho Gaúcho cobra R$ 40 milhões do Flamengo, por causa de uma multa incidente sobre os salários atrasados. Porém, outras denúncias foram anexadas pela oposição ao documento, como o depoimento do ex-contador do Fla, Rogério Tosca da Encarnação,  ao Conselho Fiscal, dando conta de que cerca de R$ 7 milhões não tinham documentação comprobatória no balanço do ano passado.

A comissão será formada por três a cinco membros do Conselho Deliberativo, que ainda não foram escolhidos.