ICFUT – Por ordem de Kalil, R49 está fora do jogo contra o Vasco

Fonte: lancenet

Presidente convocou reunião para tratar de saídas noturnas dos jogadores e acabou discutindo com o jogador

As imagens de Fluminense 0 x 0 Atlético-MG (Foto: Paulo Sérgio) Ronaldinho discutiu com Alexandre Kalil em reunião feita entre o presidente e os jogadores (Foto: Paulo Sérgio)

Após uma discussão áspera entre o presidente Alexandre Kalil e Ronaldinho, na noite de sexta-feira, o atacante, por ora, está fora do jogo contra o Vasco este domingo, por ordem do mandatário do Atlético-MG.

O clube sequer divulgou a lista dos relacionados para o confronto e até este sábado a decisão de Kalil estava mantida. O atrito entre o presidente e o astro do Galo aconteceu em meio a uma reunião convocada por Kalil em caráter de urgência no fim da noite de sexta. O grupo foi chamado para que o presidente comunicasse a volta da concentração dois dias antes das partidas.

Kalil não ficou satisfeito depois que tornou-se pública uma briga que envolveu o zagueiro Réver e o atacante Danilinho em uma exposição em Sete Lagoas, na madrugada de sexta-feira. O presidente do Galo, ao longo de sexta-feira, avisou à cúpula de futebol e à comissão técnica que faria uma cobrança ao grupo.

Em tom ríspido, Kalil exigiu comprometimento em prol do título e usou até palavrões no diálogo com os jogadores. Ronaldinho, em um certo momento da conversa, foi cobrado pelo dirigente e, então, tripudiou.

Depois que ambos elevaram a voz em meio a discussão, Kalil avisou que Ronaldinho estaria fora do confronto diante do Vasco, em Belo Horizonte.

Para contornar a situação, alguns jogadores tentaram intervir, pedindo calma a todos e ao presidente. Réver, capitão do time, por sua vez, ficou omisso na história.

Em contato com a reportagem do LANCENET!, o diretor de futebol do Galo, Eduardo Maluf, comentou o episódio. Ele disse que, mesmo se soubesse de uma discussão entre Ronaldinho e Kalil, não falaria a respeito.

– Se eu soubesse (da discussão) eu não falaria. Reuniões entre jogadores e diretores, no Galo, é normal. Não há nada para dizer sobre isso – afirmou.

ICFUT – Ainda não foi desta vez! Brasil perde para o México e é prata

Fonte: lancenet

Peralta faz dois gols, um em cada tempo, e adia sonho do ouro olímpico

Neymar - Brasil x México (Foto: Cléber Mendes)Neymar tentou algumas das principais jogadas do Brasil (Foto: Cléber Mendes)

O título ainda não veio. O Brasil vai ter que esperar até 2016 para voltar a lutar por sua primeira medalha de ouro olímpica no futebol. A Seleção fez a final na manhã deste sábado em Wembley, perdeu para o México por 2 a 1, e vai ter que se contentar com a medalha de prata, a terceira desta cor que conquista na história.
O gol que a Seleção levou antes do primeiro minuto, o mais rápido da história olímpica, balançou com o time de Mano Menezes, que demorou a entrar no jogo, e deu tempo ao México se organizar em campo para manter o resultado.

Lucas, Rômulo, Damião, Oscar e Neymar: decepção no pódio (FOTO: Cléber Mendes)

O JOGO

A partida praticamente começou 1 a 0 para o México. O primeiro gol saiu aos 28 segundos de jogo após uma falha no sistema defensivo brasileiro. Depois da saída de bola, Rafael tocou totalmente na fogueira para Sandro, Aquino foi mais inteligente e rápido que o volante, roubou a bola, tocou para Peralta, que chutou bem de fora da área.

O lance assustou a equipe de Mano Menezes. Demorou um pouco para haver uma recuperação e o Brasil conseguir colocar a bola no chão, tocá-la e chegar ao gol de Corona. Só pelos 15 minutos que conseguiu ir para a frente, arrumou um escanteio, mas não levou nenhum perigo para o México. O primeiro chute foi aos 19, após jogada de linha de fundo de Damião. Oscar arriscou, mas a finalização saiu fraca.

O México, com a vantagem no placar, levava a partida de forma tranquila. Tocava a bola, arriscava de longe, e também batia um pouco. A formação brasileira não deu certo no início. Alex Sandro não dava o suporte esperado pelo lado esquerdo, e a direita ficava enfraquecida tendo Rômulo como um volante mais avançado. Faltou a agressividade de um jogador como o Hulk pelo setor. A Seleção estava capenga, jogava apenas por um flanco.

Mano não demorou para ver isto e lançou Hulk no lugar de Alex Sandro, seu companheiro de Porto. E os lances de perigo começaram a sair. O primeiro foi em boa jogada de Marcelo. A bola não chegou para Neymar, nem Damião. Pouco depois, Hulk soltou uma pancada do meio da rua e Corona quase deu rebote para o centroavante. Ainda na sequência, ele mesmo fez trabalho de pivô para chute do lateral-esquerdo, que foi para fora. O primeiro tempo terminou neste ritmo, com bons lances do Brasil, e esperança de uma etapa final melhor.


Oscar lamenta o gol perdido no último lance do jogo (FOTO: Cléber Mendes)

SEGUNDO TEMPO

E assim foi, começamos melhor. Hulk deu sua arrancada clássica pelo lado, o que foi raro na Olimpíada, e conseguiu um bom lance antes do primeiro minuto. Logo depois, Neymar arriscou de longe e tentou se infiltrar na área mexicana. O Brasil estava ofensivo e dava impressão de que o gol seria questão de tempo. Mas nada da rede balançar.


Lucas desolado no fim do jogo
(Foto: Khaled Desouki/AFP)

Até que o México teve chance. Thiago Silva rebateu de forma esquisita em cima de Fabian, que arriscou uma bicicleta tão estranha quanto. A bola acabou batendo no travessão. Susto. E Peralta ainda fez um gol anulado logo depois. A diminuição do ímpeto brasileiro levou Mano a mexer novamente e ir para cima de vez. Tirou Sandro para colocar Alexandre Pato.

Só que não deu, pelo contrário. Falta lateral marcada de forma duvidosa na área cobrada por Fabian, e toda a defesa, imóvel, apenas enxergou Peralta, ele de novo, subir e cabecear com perfeição para ampliar. Daí para o fim, o nervosismo tomou conta dos brsaieliros, que não conseguiu armar nada, e teve até discussão feia entre Rafael e Juan. O zagueiro ouviu poucas e boas do lateral-direito.

Hulk ainda conseguiu um achar o gol aos 45 minutos e botou fogo no jogo. No último instante, o atacante recebeu lançamento de Neymar na ponta direita, e cruzou para Oscar, que livre, cabeceou para fora o sonho do ouro, que acabou indo para a América Central.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 1 X 2 MÉXICO

Local: Estádio Wembley, em Londres (ING)
Data-Hora: 11/8/2012 – 11h (de Brasília)
Árbitro: Mark Clattenburg (ING)
Auxiliares: Stephen Child (ING) e Simon Back (ING)
Cartões amarelos: Marcelo e Leandro Damião (BRA); Reyes, Israel Jiménez e Vidrio (MEX)
Cartões vermelhos: –
Gols:
Peralta 28"/1ºT (0-1), Peralta 29’/2ºT (0-2) e Hulk 45’/2ºT (1-2)

BRASIL: Gabriel, Rafael (Lucas 39’/2ºT), Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro (Alexandre Pato 25’/2ºT), Rômulo, Alex Sandro (Hulk 31’/1ºT) e Oscar; Neymar e Leandro Damião – Técnico: Mano Menezes.

MÉXICO: Corona; Israel Jimenez (Vidrio 35’/2ºT), Salcido, Mier e Chavez; Reyes, Enriquez, Herrera e Fabián; Aquino (Ponce 11’/2ºT) e Peralta (Raul Jiménez 40’/2ºT) – Técnico: Luis Fernando Tena.

Por Cleber Aguiar – Aos 38 anos, argentino Ortega anuncia aposentadoria

Fonte: O Dia Online

Argentina – O craque argentino Ariel Ortega, um dos maiores ídolos da história do River Plate, anunciou sua aposentadoria nesta quinta-feira.

Aos 38 anos, “Burrito” Ortega assegurou que está “muito tranquilo” com a decisão que tomou e que espera organizar uma partida de despedida no final do ano.

“Tomara que minha despedida possa ser no Monumental de Núñez. Seria algo maravilhoso para mim”, acrescentou o agora ex-jogador, referindo-se ao estádio do River.

“Acho que chegou o momento de dizer chega. O que fica do futebol para mim é o privilégio de ter compartilhado os gramados com Diego Maradona, Enzo Francescoli e Romário”, comentou.

Ortega, que na última temporada foi emprestado pelo River ao Defensores de Belgrano, da terceira divisão argentina, disse que “não se pode estar onde não te querem”.

“No River, não me quiseram e tive que sair. Por isso, tomei uma decisão. Estou tranquilo”, indicou.

O craque se viu obrigado a deixar seu time do coração com a chegada de Daniel Passarella à presidência do clube, após inúmeras faltas disciplinares cometidas devido ao alcoolismo.

Ortega estreou no River em 1991, e em 1996 foi negociado com o Valencia, da Espanha. Entre 1998 e 2000, jogou nos italianos Sampdoria e Parma, até retornar ao River em 2000.

Dois anos depois, foi parar no Fenerbahçe, e em 2003 acabou suspenso pela Fifa por não ter cumprido seu contrato com a equipe turca.

Depois de a sanção ter sido suspensa, em 2004, o meia jogou duas temporadas pelo Newell’s Old Boys, antes de retornar ao River entre 2009 e 2011.

Além de ter conquistado a Taça Libertadores de 1996 e seis títulos argentinos, Ortega defendeu a seleção “albiceleste” nas Copas do Mundo dos Estados Unidos (1994), da França (1998) e da Coreia do Sul e Japão (2002). 

As informações são da EFE

Por Cleber Aguiar – César Sampaio vai ao Canindé para negociar a contratação de Guilherme

Fonte:Estadao.com.br

Gerente de futebol do Palmeiras tenta acertar a contratação do volante da Portuguesa sem a ajuda de empresários

Daniel Batista – O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – O gerente de futebol do Palmeiras, César Sampaio, foi nesta sexta-feira no Estádio do Canindé para conversar diretamente com o presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, a respeito da contratação do volante Guilherme.

Jogador da Portuguesa está perto do acerto com o Palmeiras - Nilton Fukuda/AE - 21/10/2011
Nilton Fukuda/AE – 21/10/2011
Jogador da Portuguesa está perto do acerto com o Palmeiras

O time lusitano pede R$ 7 milhões pelo volante, que disputou seis jogos no Campeonato Brasileiro e ainda pode se transferir para outro clube neste ano.

O Palmeiras contaria com ajuda de empresários para contratar o jogador, mas Sampaio tenta negociar diretamente com o presidente da Portuguesa para fazer o acerto direto entre os clubes.

A negociação está em andamento, mas a concorrência de um outro grupo de empresários, que pretende levar o jogador para outro time brasileiro, atrapalha. Mas a diretoria palmeirense está otimista com a possibilidade de contar com o jogador, que também desperta interesse do Corinthians.

Por Cleber Aguiar – Fluminense confirma venda de Rafael Moura para o Internacional

Fonte: Folha Online

Rafael Moura não é mais jogador do Fluminense. Na noite desta sexta-feira o clube confirmou em nota oficial a venda do atleta para o Internacional. O jogador não vinha sendo aproveitado no time titular da equipe carioca.

Com 29 anos, ele teve duas passagens pelo time tricolor e marcou 28 gols em 86 partidas disputadas.

Rafael Moura agora fará dupla de ataque com o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, Diego Forlan. Apelidado de “He-Man” –pela semelhança física com o herói dos desenhos animados– ele assinou contrato de quatro anos (até agosto de 2016).

O atacante estará à disposição do técnico Fernandão para a partida contra o Corinthians, em 16 de agosto, pelo Brasileirão, de acordo com o site oficial do time gaúcho.

Por Cleber Aguiar – Pai da fofíssima Duda, de 2 anos, Denílson planeja aumentar a família

Fonte: Globo.com

Em sua casa, em um condomínio de alto padrão na Grande São Paulo, ele e Luciele di Camargo vão encomendar em breve mais um herdeiro.

Adriana Nogueira do EGO em São Paulo

 
 
Denilson posa com a filha para o EGO (Foto: Iwi Onodera/EGO)Denilson faz ‘aviãozinho’ com a filha, Maria Eduarda, na beira da piscina da casa da família
(Foto: Iwi Onodera/EGO)

 

O ex-jogador de futebol e atual apresentador da Band Denílson não titubeia ao responder que tomou um susto daqueles ao saber que a então namorada Luciele di Camargo estava grávida. “A Luciele diz que fui frio quando recebi a notícia. Mas a Duda é uma bênção de Deus nas nossas vidas. Ela é demais”, diz ele sobre Maria Eduarda, 2 anos, o “susto” que se materializou na forma de uma menina agitada e muito fofa.

Na casa da família, em um condomínio de alto padrão na Grande São Paulo, Denílson posou com a filha e revelou que ele e a mulher pretendem aumentar a família em breve. “Queremos ter um menino. Meu sonho era ter um garoto para me ver jogando bola. E se não vier vamos tentar de novo. Mas três é o limite. A intenção é que a Luciele fique grávida em dezembro.”

Denílson conta que de uns três meses para cá tem achado Maria Eduarda mais apegada a ele e vem curtindo a fase. Tanto que fez questão de protagonizar para a reportagem seu “beijo de novela” com a filha: um selinho na boca acompanhado de movimentos frenéticos de cabeça para todos os lados.

Ele conta que durante a gravidez ficou tranquilo, mas que sentiu o baque da responsabilidade quando a menina nasceu. “Pensei: ‘Agora ferrou. Sou pai mesmo’.”

Luciele di Camargo, o marido, Denílson, e a filha, Maria Eduarda, na festa de um ano da menina (Foto: Arquivo Pessoal)Luciele, Duda e Denílson na festa de um ano da
menina (Foto: Arquivo Pessoal)

O ex-jogador diz que é um pai ativo, troca fralda, dá comida, mas confessa que sua habilidade foi sendo aprimorada com o tempo. “Quando a Duda tinha cinco meses, dei o primeiro banho nela. Pus ela de bruços para lavar o bumbum, abaixei a cabeça demais e o rostinho dela foi parar na água. Supertranquila, a Luciele falou: ‘Amor, é só levantar um pouquinho’”, relembra rindo.

Denílson diz que tem se deliciado acompanhando o crescimento da filha: “Quando começou a andar, a falar… A cada dia é uma coisa diferente.”

Pai de menina, o apresentador franze a sobrancelha quando questionado se vai sentir ciúme quando Duda crescer. “Não gosto nem de pensar”, diz mudando de assunto imediatamente.

Denilson posa com a filha para o EGO (Foto: Iwi Onodera/EGO)Denilson dando comidinha na boca de Duda (Foto: Iwi Onodera/EGO)