Por Eder – Notícias do TImão

Chicão não se recupera e desfalca Timão neste domingo

Chicão não enfrentará o Vasco neste domingo (05), às 16h, em São Januário. A partida é válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. Há duas semanas, o zagueiro se queixava de dores na coxa.

Depois de não encarar o Bahia, no último domingo (29), o camisa três passou a semana fazendo trabalhos físicos na academia do CT Dr. Joaquim Grava. Não recuperado do edema no músculo posterior da coxa esquerda, foi vetado pelo Departamento Médico.

 

Ramírez e Guerrero são convocados para defender a seleção do Peru

Na segunda-feira (30), o técnico da seleção peruana, Sergio Markarián, divulgou uma lista com 11 jogadores que atuam fora do país para amistoso contra a Costa Rica. Os corinthianos Paolo Guerrero e Luis Ramírez estão na relação do treinador. A partida será disputada no dia 15 de agosto, em San José, capital da Costa Rica.

A dupla desfalcará o Timão contra o Internacional, dia 16, no Pacaembu, pela 17ª rodada do Brasileirão. Paulinho, convocado para a Seleção Brasileira que disputará amistoso contra a Suécia, também no dia 15, em Estocolmo, será outro desfalque para o duelo com o Internacional.

 

Corinthians cumpre prometido e estende contrato de Ralf até 2015

 

O volante Ralf ganhou um novo contrato do Corinthians nesta quinta-feira, conforme prometido pelo clube após o assédio pelo título da Copa Libertadores. O novo vínculo com o clube passa a vencer em 31 de dezembro de 2015.

A promessa de renovação, acompanhada de reajuste salarial, havia sido revelada pelo próprio jogador, há quatro semanas, quando concedeu entrevista no CT Joaquim Grava para negar especulações de que iria para o futebol italiano.

“Não foi só o lado financeiro. Foi também o respeito e o carinho que a torcida têm com a gente, a diretoria e a comissão técnica. É claro que tem pensar na independência financeira, mas só dinheiro não traz felicidade. Você tem que trabalhar em um ambiente em que é feliz”, havia dito Ralf.

Na ocasião, Paulinho o acompanhava na entrevista e revelou que também teria o contrato renovado e, portanto, não deixaria o Corinthians. Até o momento, entretanto, o vínculo do jogador na Federação Paulista de Futebol (CBF) continua válido até 30 de junho de 2014.

A procura dos clubes europeus por Paulinho, a propósito, foi mais intensa do que a por Ralf. O camisa 8 do Corinthians, que na terça-feira voltou a ser convocado por Mano Menezes para servir a Seleção Brasileira, esteve próximo de acertar com a Inter de Milão.

Tite repete time que empatou com Bahia, mas volta a testar Guerrero

A três dias da partida contra o Vasco, Tite voltou a ensaiar a equipe do Corinthians com a mesma formação que empatou sem gol com o Bahia, no fim de semana. Mais uma vez, no entanto, o treinador colocou Paolo Guerrero na segunda metade do treino coletivo.

O peruano pode começar jogando muito porque Emerson ainda não está recuperado das dores no tornozelo esquerdo – por esse motivo, foi baixa diante do Bahia e ainda não voltou a treinar com bola, no CT Joaquim Grava.

O zagueiro Chicão, igualmente desfalque em Salvador, também não treina desde a semana passada. Sua situação clínica é pior do que a de Emerson: com incômodo na coxa esquerda, o zagueiro foi vetado pelo departamento médico e só deve retornar na próxima semana.

Na tarde desta quinta-feira, assim como no dia anterior, Guerrero entrou no lugar de Romarinho. A atividade terminou sem gol, mas o centroavante foi bastante procurado pelos companheiros, como ocorreu também nos minutos que atuou contra Cruzeiro e Bahia.

 

O time titular no coletivo em campo reduzido foi Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Paulinho, Ralf, Douglas e Danilo; Jorge Henrique e Romarinho (Guerrero).

O Corinthians enfrenta o Vasco às 16 horas (de Brasília) de domingo, no Rio de Janeiro. O time paulista é o nono colocado do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos.

Por Cleber Aguiar – Mundo acaba em 2012! Íbis vence e encerra jejum de 50 meses

Fonte: Futebolinterior.com.br

O clube não vencia uma partida oficial dentro de campo desde o dia 5 de junho de 2008

 Se os menos supersticiosos tinham alguma duvida de que o mundo acabará em 2012, a partir de agora tem um grande motivo para acreditar. É que o Íbis, aquele mesmo conhecido como “Pior Time do Mundo”, voltou a ganhar um jogo depois de mais de quatro anos, mais precisamente 50 meses. Na noite desta quarta-feira, o Pássaro Negro bateu o Jaguar, por 3 a 2, no Estádio Ademir Cunha, em Paulista, pela 11ª rodada da Segunda Divisão Pernambucana.

“Pior Time do Mundo” original

O folclórico clube pernambucano não vencia uma partida oficial dentro de campo desde o dia 5 de junho de 2008. Na oportunidade, bateu o União Paulista, por 2 a 1, no mesmo Ademir Cunha, pela Copa Pernambuco daquele ano.

 Apesar do grande intervalo, este não pode ser considerado o recorde do Íbis. É que no período de 2008 até hoje, o time conseguiu três vitórias por W.O. Foram duas sobre o Surubim na Segunda Divisão de 2008, além de uma sobre o 1º de Maio na edição de 2010. Nas temporadas 2009 e 2011, o time ficou inativo.

Considerando apenas os jogos que realmente aconteceram foram 24 embates, com cinco empates e 19 derrotas. Na Segunda Divisão Pernambucana, o time vinha de quatro empates e cinco derrotas. A vitória desta quarta, porém, tira o Pássaro Negro da lanterna e coloca no 13º lugar, com sete pontos. Um a mais que o Atlético Pernambucano e dois a mais que o Ferroviário do Cabo.

Alcunha ganha espaço no escudo

O recorde registrado no Guinness Book, livro dos recordes, continua a ser o ocorrido entre 1979 e 1983. Neste período, o “Pior Time do Mundo” ficou 3 anos e 11 meses sem ganhar um jogo sequer. Em 55 partidas, foram 48 derrotas e sete empates. Marca que chegou a ganhar destaque até no jornal The New York Times.

A vitória do Íbis só “reforça” a profecia dos Maias, que acreditavam que o mundo acabaria em 21 de dezembro de 2012. No futebol, os torcedores mais sádicos já apontaram que os títulos como a Libertadores do Corinthians e a Copa do Brasil do Palmeiras são indícios que o calendário Maia estava certo. Após a vitória do “Pior Time do Mundo”, qual será o novo sinal?

Íbis 3×2 Jaguar – Primeira vitória oficial do Íbis após 4 anos

Por Cleber Aguiar – Mayra Aguiar vence holandesa e conquista segundo bronze do Brasil

Fonte: Globo.com

Judoca número 1 do mundo na categoria meio-pesado se recupera de derrota na semifinal e garante terceira medalha do judô em Londres 2012

Por GLOBOESPORTE.COM Londres, Inglaterra

Mayra Aguiar se recuperou da derrota na semifinal dos pesos-meio-pesados (até 78kg) e derrotou a holandesa Marhinde Verkerk na disputa da medalha de bronze, nesta quinta-feira. Foi a segunda medalha de bronze do Brasil nas Olimpíadas de Londres 2012 e a quarta no total, depois do ouro de Sarah Menezes (judô, peso-ligeiro), da prata de Thiago Pereira (natação, 400m medley) e do bronze de Felipe Kitadai (judô, peso-ligeiro).

Judô mayra aguiar medalha de bronze londres 2012 (Foto: Agência AFP)Mayra Aguiar sorri após anotar o ippon que valeu a medalha de bronze no peso-meio-pesado (Foto: AFP)

Não foi fácil deixar a derrota para a arquirrival Kayla Harrison para trás e entrar no tatame novamente. Mayra admitiu que teve vontade de chorar, mas recebeu conselho de outros medalhistas olímpicos – Aurélio Miguel, ouro em 1988 e bronze em 1996, e Leandro Guilheiro, bronze em 2004 e 2008 – e se recompôs.

– Dá uma vontade de chorar, sair aquele negócio de dentro, porque fica uma coisa ruim, e meu braço estalou todo quando ela o pegou, mas engoli o choro. O Aurélio Miguel já me falou que era outra competição, aquilo me animou – disse a gaúcha, em entrevista ao SporTV.

Verkerk tinha uma torcida bastante barulhenta a seu favor, gritando “Holanda” por boa parte do combate. A europeia tentou as primeiras entradas da luta. Mayra, porém, estava focada e não deu chances à adversária. Defendeu as entradas e, com 3m36s restando, conseguiu um ko-soto-gari que derrubou a holandesa e lhe valeu o ippon da vitória e a medalha de presente na véspera de seu aniversário de 21 anos.

– Amanhã é meu aniversário e a medalha olímpica não podia ser presente melhor. Todas as batalhas, todas as dores, tudo que tive que abrir mão, valeu a pena por esse momento – afirmou.

O terceiro pódio garantiu ao judô sua melhor participação nos Jogos Olímpicos na história, com três medalhas, sendo uma de ouro e duas de bronze. Em 1984 e 2008, o Brasil também conquistou três medalhas no judô, mas nenhum ouro – em 84, foi uma prata e dois bronzes, e em 2008, foram três bronzes. A seleção de 2012 ainda tem duas chances de superar essa marca e alcançar a meta da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) de quatro medalhas olímpicas: na sexta-feira, Rafael Silva e Maria Suellen Altheman disputam a categoria peso-pesado.

BATE-PAPO ICFUT – COM O TORCEDOR TRICOLOR DARGILAN.

DARGILAN GLEIZER DE OLIVEIRA

17 ANOS

ESTUDANTE/JOVEM APRENDIZ

TIME: SÃO PAULO FC

1-O que representa o seu clube, para você ?

R: Pra mim,Não tem explicação,ser São paulino é uma coisa fora do normal,pra ter uma idéia eu tremi mais na final do Mundial do que no meu primeiro beijo…Ser São paulino Não tem explicação você só sabe a explicação quando torcer pra esse time lindo chega a ser surreal torcer pro São Paulo….é inexplicável…

2- O que levou você a torcer por esse time ?

R: Já sai da Maternidade Tricolor Paulista,Graças a minha mãe

3- Jogo inesquecível ?

R: São Paulo x Liverpool (Mundial 2005)

4- Maior craque que você tenha visto jogar?

R: Rogério Ceni

5-Organizadas bom ou ruim ?

R: Boas pelas Festas realizadas em Jogos e Ruim pela violencia

 6- Maior alegria e maior decepção ?

R: Alegria,Titulo Mundial de 2005,Decepção Eliminações consecutivas em Torneios de Mata-Mata

7- Maior loucura que você fez pelo seu clube?

R: Por enquanto nenhuma.

8- Melhor e pior dirigente do seu clube?

R: Melhor Portugal Gouveia.Pior Juvenal Juvencio

9- Programa esportivo favorito ?

R: Jogo Aberto

10- Condições de estádios e preço de  ingressos?

R: O estádio é ótimo mais os valores de ingressos são muito altos

11- Nível da arbitragem ?

R: ruim

12- Seu time em uma palavra:

R: SOBERANO

 

Por Cleber Aguiar – Flu cuida do gramado das Laranjeiras e vai usar São Januário no Brasileiro

Fonte: O Dia Online

POR Marcelo Bertoldo

Rio –  Gramado. Esse foi o tema que alimentou discussões no Fluminense nos últimos dias. À espera da confirmação da interdição do Engenhão, depois do parecer técnico da CBF, e preocupado com a qualidade das condições do gramado das Laranjeiras, o clube encontrou soluções provisórias nesta quarta-feira. Como a CBF acatou o pedido do Botafogo, que ‘fechará’ o Engenhão nos próximos dias para acelerar o processo de recuperação do gramado do estádio, São Januário será a casa tricolor na 15ª rodada do Brasileiro. O São Paulo será o adversário do compromisso marcado para o dia 9 de agosto, às 21h.

Diego Cavalieri é um dos destaques do Fluzão no ano | Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

Diego Cavalieri defendeu o gramado das Laranjeiras | Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

Pelo mesmo motivo, o treino desta quinta, que seria realizado às 15h, nas Laranjeiras, foi para a Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), na Urca. O desgaste do gramado motivou a diretoria a encomendar uma nova reforma no local, a segunda este ano. Para preservar o replantio de grama feito na semana passada, o técnico Abel Braga não descartou a possibilidade de a equipe treinar outras vezes na Urca nos próximos dias.

Diego Cavalieri aprovou as medidas. Pela proximidade com a torcida tricolor e a qualidade do gramado de São Januário, a mudança da partida contra o São Paulo foi comemorada. O goleiro, porém, não considerou o gramado das Laranjeiras tão ruim quanto parece.

“Sabemos que tomaram uma providência para melhorar o gramado do Engenhão. A mudança para São Januário é muito boa. É um estádio no Rio, perto da nossa casa, da torcida. Já o gramado das Laranjeiras não está tão ruim assim, mas o da Urca é melhor. Já trabalhamos lá este ano e daremos sequência à preparação”, resumiu o camisa 12.

A CBF também anunciou outra mudança na tabela do Fluminense. O confronto com o Sport, válido pela 18ª rodada do Brasileiro, teve data e horário mantidos (18 de agosto, às 18h30), mas o novo local para a realização da partida será definido na segunda-feira. Sobre o compromisso com o Palmeiras, dia 12 de agosto, às 16h, no Engenhão, a entidade não se posicionou e, a princípio, a progamação está valendo.

Por Cleber Aguiar – Santos é surpreendido com situação de Riquelme e depende de ‘manobra’

Fonte: Lancenet.com.br

Peixe não contava que contrato do meia com o Boca está suspenso e agora espera ‘carta na manga’ para contratá-lo

HOME Riquelme (Foto: Marcos Brindicci/Reuters) Riquelme havia sido oferecido ao Santos há três semanas, mas clube recusou (Foto: Marcos Brindicci/Reuters)

Bruno Cassucci
Marcio Porto
Publicada em 02/08/2012 às 06:00
Santos (SP)

A negociação entre Santos e o meia argentino Juan Román Riquelme está muito longe de ser fácil. Muito mais complicada do que o clube imaginava, inclusive.

O LANCENET! apurou que o Peixe chegou a formular um contrato com salários e luvas e “elegeu” um empresário para viabilizar o negócio. Os dirigentes, que deram carta branca para o intermediário e não participam das tratativas, acreditavam que o jogador tivesse rescindido seu vínculo com o Boca, mas isso não aconteceu. Riquelme está com o contrato suspenso apenas.

A situação impede a transferência num primeiro momento, já que a janela internacional fechou no último dia 20. Era a data limite para Riquelme ter rescindido e poder jogar no Brasil ainda neste semestre, de acordo com legislação da Fifa.

Agora, apenas uma manobra, considerada quase impossível por juristas e empresários ouvidos pelo LNET!, poderia avalizar o negócio. E aí que surge a esperança do êxito na contratação. O representante do Santos na negociação acredita que o argentino tem uma “carta na manga” para vir ao Brasil agora, e por isso aceitou conversar com Peixe.

Toda essa situação poderia ter sido evitada se o Comitê Gestor do Santos tivesse aceitado Riquelme há cerca de três semanas, quando Mario Vaisman, advogado do meia, ofereceu o craque ao Peixe. Naquela época, porém, o clube negociava com Diego, que está no Wolfsburg (ALE) e descartou o camisa 10 do Boca. Após o acerto com o ex-Menino da Vila não se concretizar, o Peixe voltou atrás e procurou Román.

Além do problema do registro, outro fator dificulta a chegada de Riquelme. O jogador tem algumas pendências financeiras com o clube argentino e não aceita conversar com outro clube antes de resolvê-las.

A não vinda de Riquelme pode gerar ainda mais desgaste à diretoria santista, que fracassou em diversas tentativas de contratação e encarava o meia argentino como um possível substituto de Paulo Henrique Ganso e presente para a torcida no ano do centenário. Agora, é torcer para a carta na manga salvadora…

Com a palavra: Marcos Motta, advogado especialista em direito esportivo, em entrevista ao LANCENET!

Jogadores que atuavam no exterior e que tiveram seu contrato encerrado ou rescindido antes do fechamento da janela de transferências (dia 20 de julho) para o Brasil podem ser registrados em times daqui mesmo agora. A Fifa faz isso para evitar que jogadores sem contrato fiquem desempregados.

Essa exceção, porém, não vale para contratos suspenso, que é diferente de rescindido. Quando um contrato é suspenso, o clube fica livre das obrigações com o jogador, como quando o atleta é emprestado. Porém, o vínculo continua.

Para que o Riquelme venha, o Santos precisa comprovar que ele rescindiu antes do dia 20 de julho.

Por Cleber Aguiar – CBF até hoje não definiu critérios para a Sul-Americana de 2013

Fonte: Folha Online

NELSON BARROS NETO
DE SÃO PAULO

Quais os critérios para um time brasileiro disputar a próxima Copa Sul-Americana?

Os clubes ainda não sabem.

Mesmo após a estreia dos oito representantes nacionais na edição 2012, na qual o campeão vai para a Libertadores do ano que vem e apesar de o Campeonato Brasileiro já estar com mais de um terço realizado–, a definição de como serão distribuídas as vagas ainda não ocorreu.

Somente nesta sexta-feira a CBF deve publicar em seu site o regulamento a ser adotado: se vai manter a tradição desde 2005 ou se vai inovar.

Nas últimas sete temporadas, os classificados da Sul-Americana saíram do Nacional anterior. Assim, entraram os oito melhores no campeonato, com exceção dos credenciados à Taça Libertadores.

  Nelson Almeida/France Presse  
Barcos comemora seu segundo gol na noite, em Barueri
Barcos comemora seu segundo gol para o Palmeiras sobre o Botafogo, nesta quarta, na estreia de ambos

“Isso é algo que dá muito mais motivação a quem está no meio da tabela. Caso contrário, um time já livre do rebaixamento, mas sem chances de título ou de ficar entre os quatro [na zona da Libertadores], não terá mais objetivo faltando várias rodadas”, diz Gustavo Dubeux, presidente do Sport, último que entraria na próxima edição caso não haja a mudança.

A novidade, já especulada desde dezembro passado, quando a CBF anunciou um novo calendário para o futebol do país a partir de 2013, seria a distribuição das vagas por meio da Copa do Brasil.

Inchada, a competição do ano que vem pulará de 64 para 86 participantes e também contará com os clubes da Libertadores, agora se estendendo por toda a temporada.

Preocupado com a possível alteração, o mandatário pernambucano ainda prevê um aumento do risco de manipulação de resultados na reta final do Brasileiro.

Em 2011, por exemplo, se o Bahia –salvo da degola na penúltima rodada– perdesse para o Ceará, o Cruzeiro seria rebaixado caso não vencesse o clássico contra o Atlético-MG. Houve até campanha para “entrega”. Mas a equipe baiana ganhou e festejou a classificação à Sul-Americana, voltando a um torneio internacional depois de 23 anos.

O Coritiba, outro no grupo intermediário, endossa o coro. “A gente não está a par, existem alguns comentários, mas nada oficial”, afirma o presidente Vilson Ribeiro.

Por Cleber Aguiar – Guerrero troca seleção por chance

Fonte: Estadao.com

Atacante prefere ganhar uma vaga entre os titulares do Corinthians a jogar amistoso com a camisa do Peru; clube deve pedir a liberação do jogador

FÁBIO HECICO – O Estado de S.Paulo

Todo jogador diz ser uma honra defender sua pátria. O peruano Paolo Guerrero, porém, parece querer jogar mesmo é pelo Corinthians. Ele não esconde sua sede para herdar logo uma vaga na equipe e, após ser testado como titular em boa parte do coletivo ontem, o camisa 9 disse que até abre mão de defender seu país diante da Costa Rica – em amistoso, no dia 15 -, para estar em campo no dia seguinte defendendo o Timão, diante do Internacional, no Pacaembu.

Há a possibilidade de o Corinthians pedir sua liberação do amistoso e Guerrero esfrega as mãos. “Espero que o Corinthians entre em acordo com Federação Peruana para eu estar com a equipe. Mas (quero) que a decisão que seja boa para os dois e eu não tenha problemas”, afirma o atacante. “Temos uma partida importante diante do Internacional e espero por um acordo.”

Ontem, Emerson voltou a treinar. Algumas finalizações depois, deixou o campo novamente sentindo as dores no tornozelo esquerdo (leia mais nesta página). Ele não deve encarar o Vasco, domingo, e Tite já estuda as possibilidades para surpreender os cariocas em São Januário.

Começou com Jorge Henrique e Romarinho, depois trabalhou por longo tempo com um dos dois ao lado de Guerrero.

Cheio de estilo, com seu cabelo irreverente, bolsa e roupas de grife, apesar de não se definir como fashion, Guerrero até se colocou à disposição para ser titular no Rio, garantindo que já dá para começar uma partida.

“Acredito que sim. Venho trabalhando bem com a equipe. Aos poucos, o professor Tite tem me dado oportunidade. Me deu cinco minutos contra o Cruzeiro, depois mais 30 contra o Bahia, numa partida duríssima, com campo pesado, clima úmido. Venho me adaptando bem”, disse.

Retribuição. Guerrero está louco para “retribuir o calor” da torcida com gols. Centroavante forte e também de velocidade, ontem deu uma demonstração no treino de que será duro um zagueiro ganhar uma disputa com ele. Marquinhos que o diga. Não conseguiu pará-lo nem na técnica e nem na velocidade, levando dribles humilhantes. Faltaram, apenas, as bolas na rede durante o treinamento.

Para Guerrero, não importa se o gol é bonito ou feio. O que interesse é a bola ir para a rede. “Pra mim, qualquer gol serve, sou centroavante e qualquer um será bonito e espero marcá-los. Mas não gosto de fazer projeções, se for 1 a 0 e o Cássio fechar o gol lá atrás, pra mim está bom.”

Ele até brincou com os companheiros, que prometem raspar seu cabelo. “Quero ver quem tem coragem de encarar.” Depois, disse que vai ser até imitado, caso os gols venham.