Por Cleber Aguiar – Pegado !

Fonte: Folha de São Paulo

Palmeiras empata jogo tenso com gol de Valdivia e alcança a final da Copa do Brasil, sua primeira decisão de campeonato desde o Paulista de 2008

Ale Vianna/Brazil Photo Press/Folhapress
Edílson, do Grêmio, agride Henrique, em um das confusões do jogo em Barueri
Edílson, do Grêmio, agride Henrique, em um das confusões do jogo em Barueri

Palmeiras 1
Valdivia, aos 28min do 2º tempo
Grêmio 1
Fernando, aos 21min do 2º tempo

RAFAEL REIS
DE SÃO PAULO

O Palmeiras viveu um legítimo clima de decisão, com direito a tensão e confusão, antes de poder festejar a ida para sua segunda final de campeonato neste século.

O time grande do Brasil que menos decisões jogou a partir 2001 foi à final da Copa do Brasil ao empatar com Grêmio. E brigará por troféu de um campeonato nacional de primeiro escalão após 14 anos -em 2000, ganhou a Copa dos Campeões, que reunia vencedores regionais.

Assim, terá a chance de buscar seu segundo título do torneio mata-mata, do qual foi campeão em 1998, e o primeiro troféu em quatro anos.

A vitória sobre a Ponte Preta no Paulista de 2008 era a única decisão palmeirense no século 21. O time também faturou a Série B do Brasileiro, mas via quadrangular final.

Não à toa a Copa do Brasil ganhou relevância de Copa do Mundo dentro do clube.

É a chance de time voltar a ter resultados condizentes com seu tamanho e de a passagem de Luiz Felipe Scolari não acabar como fracasso.

“Esse não é o grupo perdedor de dez anos. É um grupo de vencedores, que chegaram agora. Só eu e alguns jogadores, que estamos aqui há dois anos, podíamos ser cobrados porque não chegávamos a finais”, disse o técnico.

Na decisão, o Palmeiras irá enfrentar o Coritiba, responsável por um dos seus maiores vexames recentes: o 6 a 0 na Copa do Brasil de 2011.

A primeira partida, a princípio, está marcada para 4 de lho. O segundo jogo acontece uma semana depois.

Os mandos de campo serão definidos em um sorteio hoje. A diretoria só irá definir onde irá jogar depois disso. Mas Arena Barueri e Morumbi são as principais opções.

Graças ao 2 a 0 obtido em Porto Alegre, o Palmeiras foi a campo podendo perder por um gol. Mas viveu um drama.

A preocupação começou antes do jogo. O volante Marcos Assunção acabou vetado por dores na coxa direita.

O gramado encharcado pela chuva que caiu em Barueri deixou o jogo mais físico, disputado e nervoso.

Após perder duas chances nos primeiros minutos, o Palmeiras viu o Grêmio crescer. A pressão foi aumentando até resultar no gol de Fernando, após falta jogada para a área.

Foi a senha para o desespero. O torcedor se lembrou de vexames como a virada sofrida pelo Goiás na semifinal da Sul-Americana de 2010.

O alívio só veio em rara saída para o ataque, que terminou com chute de Valdivia.

Ainda houve confusão e três expulsões. Os gremistas Rondinely e Edílson e o palmeirense Henrique receberam o vermelho. O primeiro, por carrinho por atrás em Barcos. Os outros, por agressões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s