Por Cleber Aguiar – E você, odeia o Corinthians? Por que? vou responder a pergunta do grande santista Odir Cunha.

CLEBER AGUIAR EQUIPE ICFUTGrande jornalista e santista Odir Cunha, com muito prazer vou responder sua pergunta é simples o tal do TIMÃO, representa tudo de mal que acontece no futebol, no meu caso não  só por isso,só a existência desse clube alimentado por mais de 20 milhões de coitados que pensam que sabe de futebol.

Vou falar acredito e muito que a vaga na Libertadores vai ser decida na Vila mesmo e vamos para o Pacaembu para fechar o caixão desse time medíocre como considera o seu próprio vice -presidente Rosemberg.Os caras foram eliminados por um Tolima, já desfilaram as pernas na segunda divisão,ganharam um campeonato brasileiro que até os próprios corintianos tem vergonha de falar de 2005, um mundial que até a FIFA admitiu que foi um torneio laboratório, foram salvo pelo Grafite para não serem rebaixados  no Paulista e sem falar dos Castrillis da vida para meter a mão na coitada da Lusa.

Na minha opinião essa semi-final de Libertadores  teria um poder maior se o jogo fosse contra o São Paulo, pois já pensou de um lado o Peixe com 3 libertadores do outro o São Paulo também com 3 libertadores para o tira-teima do maior brasileiro em números de libertadores seria fantástico, porém o São Paulo desaprendeu a disputar esse torneio abrindo chance para esses clube que nunca passaram de uma semi-final ficar enchendo o saco de quem está acostumado com o torneio.No texto de Odir Cunha ele não foi nem um pouco racista, muito pelo contrário ele foi realista e estampou a realidade que representa o Corinthians para o futebol brasileiro e principalmente para seu rivais direto ou seja nada de muito importante.

Uma coisa você pode ter certeza qualquer país do continente sulamericano ou mundial pegam o jornal  e quando olham o caderno de esporte de uma lado Boca Juniors e Universidad do Chile devem falar ,” olha o Boca vai para mais uma final, porém o Universidad ganhou a Copa Sulamericana tem que respeitar ” , olham o outro lado da tabela mas… “Aqui tem o Santos atual campeão, clube centenário de grandes craques do passado e do presente esse é favoritissímo … opa contra quem mesmo? Corinthians que time é esse?…hum é um timinho desconhecido que o Ronaldo encerrou a  carreira e usou  de spa … com chegou até aqui? …rsrsrs já eram para eles !!! ”

Agora ficar esse monte de corintiano ofendido por causa do texto do ótimo jornalista Odir Cunha …para né …os corintianos tinham que  ter vergonha de torcer para um time que tem umas das história mais vergonhosa do país e não fazerem  campanha na internet contra a sua própria realidade.

NASCER,VIVER E NO SANTO MORRER

VAI PRA CIMA DELES SANTOS !!!

[videolog 789836]

Por Cleber Aguiar – Santos x Corinthians já esquenta bastidores da imprensa com Odir Cunha e Dr. Osmar.

Fonte: Blog do Milton Neves

Neste momento o Santos tem a maior torcida do Brasil

 


POR ODIR CUNHA
http://blogdoodir.com.br/

Nesses dias o Santos está vivendo novamente a sensação de ter a maior torcida do Brasil ao seu lado, como acontecia no final da década de 1960. Além da enorme massa de santistas que se espalha pelo País, há um número infindável de torcedores de outros times que nesta semifinal da Libertadores estarão ao lado do Alvinegro Praiano. Isso porque, além da inegável folha de serviços prestados ao futebol bonito e limpo, o Santos enfrentará um adversário que é, disparado, o clube de futebol mais rejeitado do Brasil.

Por que todo torcedor que não é corintiano odeia esse time? Seus adeptos dirão que é porque ele é o maior, o mais isso e o mais aquilo… Mas a verdade é que é odiado porque, historicamente, é o clube mais favorecido por arbitragens e esquemas extra-campo e o que possui um torcedor que costuma ser arrogante e provocador.

Esse desrespeito pelos adversários é um traço da personalidade do corintiano. Do homem mais simples ao publicitário mais influente, todos agem da mesma forma – e com a mesma petulância – quando falam de futebol. Parecem ter feito um tratamento de lavagem cerebral no mesmo laboratório. Até o discurso é similar.

Veio dos corintianos a frase de que quer ver o time campeão nem que seja além do tempo, com um gol de mão e em impedimento. Por aí se vê o nível de torcedor que o time tem. Esse comportamento não pode agradar ninguém porque não é educado e nem civilizado.

Há coisa mais antipática do que bajular a si mesmo e ao mesmo tempo diminuir os rivais? Pois seus aficionados designam seu time de “todo-poderoso” e transformam um leme de navio em “timão”. Chamam-se de mais “fiéis”, dizem que já nasceram assim e que professam uma “religião”. Denominam a seu grupo de aficionados de “nação” e superdimensionam o número de seguidores do partido, como políticos em campanha.

Na verdade, em sua maioria são xiitas do futebol que não se envergonham de mentir, que primam pela irracionalidade e se tornam perigosos quando contrariados, voltando-se contra seus próprios jogadores depois de uma derrota importante. Por causa dessas atitudes, a Polícia Militar terá de reforçar o policiamento no jogo do Pacaembu, pois há sério risco de que, após a partida, o bando saia do estádio quebrando tudo o que estiver pela frente.

Meu primeiro contato com o inimigo

Acho que era o ano de 1962 e o Santos, que vivia o seu Cinqüentenário, ganhava tudo. Em uma conversa sobre futebol com um colega de ginásio que eu reputava um dos mais inteligentes da classe, eu falava do Santos e de Pelé quando constatei, assustado, que isso gerava uma reação incontrolável de inveja e revolta no meu colega.

O Santos era campeão do mundo, todos os seus jogadores, com exceção de Dalmo, eram chamados regularmente para a Seleção Brasileira, e além de tudo tinha Pelé, já cantado em prosa e verso no mundo inteiro. Mesmo assim, não sei como, meu colega deu um jeito de menosprezar o que dizia e ao mesmo tempo afirmar e repetir que seu time era “o maior”.

Até ali eu não entendia direito como uma conversa como futebol poderia descambar para a discussão e entrar em um non sense total. Eu falava de futebol como poderia falar de qualquer outro assunto, mas percebi que aquele tema era tabu para o meu frustrado amigo, que reagiu de maneira agressiva e sarcástica.

Aquela foi minha primeira experiência – decepcionante – de tentar usar fatos reais, concretos, ao conversar com alguém que se apegava na irracionalidade para falar das “vantagens” de seu time – que, por sinal, não vencia o meu há alguns anos.

Ainda me vejo, menino, com a boca aberta diante de tanta asneira, de tantas informações falsas e argumentos idiotas. Esse contato marcante com o lado animal e imbecil do homem me foi proporcionado por um corintiano que, nas outras questões da vida, era uma pessoa normal e poderia passar por civilizada. Confesso que fiquei pasmo com o nível de selvageria que a discussão de futebol pode levar o homem. Espanto que sinto até hoje ao ouvir e ler alguns colegas da imprensa esportiva.

Como eu, acredito que muitos dos que rejeitam o Corinthians tiveram experiências parecidas com algum representante do bando de loucos. É impossível conversar, muito menos discutir, sobre futebol com alguém que se acha acima da verdade e da ética. Por isso, nesta semifinal da Libertadores, o Brasil ficará bem mais feliz se o Alvinegro Praiano seguir em frente na Libertadores. Será um prêmio ao futebol bonito. E ao jogo limpo. Vai Santos!

E você, odeia o Corinthians? Por que?

 

Revoltado! Dr. Osmar responde Odir Cunha: “E você, odeia o Corinthians? Por quê?”

 

Do Blog do Dr. Osmar

Juro que eu nunca pensei que um dia fosse ler o que li. E fiz isso alertado por centenas de corintianos no twitter , no facebook e no blog. Gente que se sentiu ofendida e sem possibilidade de defesa. E essa gente tem razão.

Refiro-me ao texto de um colega jornalista, Odir Cunha, a quem respeito como colega de profissão.

Já critiquei inúmeras situações em praticamente todos os clubes, inclusive no Corinthians. E não deixei de elogiar esses mesmos clubes quando tiveram acertos. Mas ao torcedor, seja de que time for, não tenho o direito de criticar generalizadamente, nem de diminuir seus gestos de paixão. Posso dizer que o Flamengo de hoje é um clube à deriva, mas não posso menosprezar o torcedor do Mengo. Digo sempre que o Palmeiras é uma eterna briga em família, referindo-me aos seus dirigentes, mas enalteço o palmeirense que anda sofrendo e pagando ingressos. E é isso que tenho lido e ouvido da imprensa de um modo geral.

Então, Odir, o corintiano é um torcedor arrogante e provocador ?  O corintiano não se envergonha de mentir ? O desrespeito ao adversário é um traço da personalidade do corintianos ? Os torcedores do Corinthians primam pela irracionalidade ?

Não, Odir. O corintiano é um apaixonado ( como existem em todos os times), seu principal traço de personalidade é lotar estádios, é tão racional que paga ingresso mais caro que os outros, não mente, chora de tristeza e de alegria e como é povão, tem uma alma boa.

Tudo o que vc escreveu sobre o Corinthians, arbitragem, esquemas, não vou comentar, porque é um comentario sobre o clube, o time, a instituição. E isso , mesmo que eu não concorde, é um direito seu como jornalista.

Mas quando suas ofensas, atingem o torcedor, estou aqui convocado para a legítima defesa. E estou incluido nessa massa, orgulhosamente !

 

 

 

 

Por Cleber Aguiar – Encanto de Seedorf pelo Bota gera otimismo por acerto

Fonte:Lancenet.com.br

Encanto de Seedorf pelo Bota gera otimismo por acerto

Deborah Martín segue no Rio e está animada com desfecho positivo. Garantias financeiras foram ajustadas

HOME Seedorf (Foto: Max Rossi/Reuters) Clarence Seedorf pode assinar contrato com o Botafogo (Foto: Max Rossi/Reuters)

Raphael Bózeo
Tiago Pereira
Publicada em 07/06/2012 às 06:01
Rio de Janeiro (RJ)

Os últimos detalhes do contrato de Seedorf com o Botafogo foram tratados em nova reunião nesta quarta-feira, na Zona Sul do Rio de Janeiro, deixando o anúncio oficial cada vez mais perto para alegria dos torcedores alvinegros.

A representante do jogador, Deborah Martín, que gerencia a carreira do holandês por intermédio da empresa DM Milan Group, teve mais um encontro com o presidente Mauricio Assumpção e com toda a cúpula alvinegra que está fazendo parte da negociação. Após a série de encontros, na Europa e no Brasil, Deborah e Seedorf estão encantados com todo o projeto apresentado para contar com o apoiador pelos próximos 18 meses.

Entre os assuntos tratados no encontro, o Alvinegro apresentou toda a garantia financeira para arcar com o alto custo de Seedorf no Brasil e acertou detalhes de como será gerenciada a carreira no país. Para isso, o clube conta com a parceria de empresas para que tenha condições de honrar o compromisso com Seedorf. Uma grande empresa, que terá um retorno com a imagem do craque, já disponibilizou a quantia necessária para o acerto.

Oswaldo está ‘curioso’ sobre a chegada Seedorf

 

Deborah Martín está no Rio de Janeiro desde segunda-feira, quando teve o primeiro encontro com a diretoria do Botafogo. A representante do apoiador terá mais um encontro nesta quinta-feira com o Glorioso e não deixará o Brasil antes da decisão final sobre a negociação. Mauricio Assumpção mantém sigilo total e ninguém pode falar sobre a negociação no clube, mas o otimismo continua.

Como o Botafogo tem 7 como número simbólico banhado de superstição, o anúncio oficial nesta quinta-feira, dia 7 de junho, pode ser a primeira jogada de marketing.

 

ICFUT – ENTREVISTA DO TÉCNICO RICARDO GOMES.

Fonte: Extra.globo.com

Ricardo Gomes segue na luta, mas já admite desistir de ser treinador

Por: Marluci Martins

 
 

Ricardo Gomes vive dias de incerteza. O meio do ano era o prazo que estabelecera para sua volta ao trabalho, mas o tempo, correndo demais, ameaça escapar de sua mão direita, ainda sem sensibilidade desde o AVC de 28 de agosto. Com a fala já quase fluente e a perna cada vez mais firme, o treinador segue confiante e continua na luta para voltar em um mês ao futebol. Mas, pela primeira vez, admite jogar a toalha. “Se em dezembro eu não estiver recuperado, esquece. Vou parar”, diz, com exclusividade, ao blog Extracampo.

Extracampo: Como está sendo sua rotina de fisioterapia?

Ricardo Gomes: Para mim, é massacrante. Mas não tem jeito. É preciso trabalhar.

Mas você está falando cada vez melhor. Não pensa em virar locutor esportivo (risos)?

(Risos). Se o Galvão precisar de um substituto, quem sabe? Posso me candidatar. Estou bem melhor…

Na sua última entrevista, você falou sobre voltar em junho ou julho. Já estamos em junho… Essa melhora na fala significa que você está para voltar?

Pode até ser que eu consiga, mas deixa eu te falar: a parte do meu cérebro afetada foi a da sensibilidade. Ainda não encontrei a sensibilidade. Sinto um peso no braço e na perna. Não há uma progressão aritmética para isso. Não há um estudo que crave o prazo para a recuperação total. Pode até ser em junho ou julho. É viável. Mas não tenho certeza.

Quais são sua dificuldades?

O maior problema é o antebraço. Não consigo escrever com a mão direita, por exemplo. Só com a mão esquerda. A escrita vai ser o mais difícil. Posso demorar de três a quatro anos. Já sei que vai ser difícil encontrar a sensibilidade na mão. Na perna, posso encontrar. Aí, poderei trabalhar. É mais ou menos o que acontece com uma criança que começa a andar entre 9 e 11 meses. Preciso recomeçar a fazer os caminhos.

Apesar da dificuldade, você está confiante?

Estou, mas se em dezembro eu não estiver recuperado, esquece. Não vou ficar esperando mais. Vou parar e pensar em outra coisa para fazer no futebol. Mas ainda não perdi a esperança de voltar, quem sabe até no mês que vem. O médico diz que aos poucos vou melhorando até o fim do ano. A recuperação pode ser amanhã ou lá para o fim do ano. Vamos ver.

O braço, onde está sua maior dificuldade, teve alguma melhora da sua saída do hospital para cá?

Recuperei totalmente a parte motora. Falta a sensibilidade. No início, eu nem mexia o braço direiro, que parecia pesar 300 Kg. Agora, pesa 80 Kg. A perna está muito melhor, mas o braço… A fala tem boa fluência, mas gaguejo às vezes e tenho mais uns 10% a melhorar. Como vou trabalhar assim?

Se passar julho… Se até dezembro você não estiver em condições, que função você gostaria de assumir no futebol?

Nem pensei. Se isso acontecer, vou ter que ver… Prefiro ainda acreditar que vou conseguir trabalhar como treinador antes de dezembro. Mas, se não der mais, sei que posso continuar no futebol de várias formas.

Você tem conhecimento do mercado. Não acha que seria um bom dirigente?

É… Não pensei mesmo. Aumentei a carga da fisioterapia. Chego em casa às 21h…

Tem visto muitos jogos de futebol?

Tenho. E vou te dizer: gostei da seleção brasileira. Apesar da última derrota, gostei. Há muito tempo não a via tão bem.

Acompanhou a saída do Ronaldinho do Flamengo?

É uma pena. Ele tem um talento enorme. Deveria ter mais durabilidade…

 

Por Cleber Aguiar – Neymar fala que vou chorar, diz Andres sobre Santos x Corinthians

Fonte: Folha Online

Andres Sanchez, diretor de seleções da CBF e ex-presidente do Corinthians, revelou algumas brincadeiras que ouviu do atacante Neymar sobre o duelo contra o Santos pela semifinal da Taça Libertadores. Os dois estão nos Estados Unidos com a seleção brasileira.

“A gente brinca um pouco, mas aqui se fala mais de seleção e pouco dos clubes. Nas horas de lazer têm algumas brincadeiras. Ele [Neymar] diz que eu vou chorar e eu digo que ele vai chorar”, revelou Andres em entrevista para a Rádio Bandeirantes na terça.

  André Borges – 16.mai.2012/Folhapress  
Andres Sanchez em seminário sobre a Copa-2014 em Brasília
Andres Sanchez em seminário sobre a Copa-2014 em Brasília

“Estou tentando sequestrar os passaportes, as identidades deles [de Neymar e Rafael] para eles não viajarem, mas não está sendo possível por enquanto”, disse Andres em outro momento, em tom de brincadeira.

O cartola disse que não dá para apontar um favorito no duelo e que o mando de campo pode favorecer os times. O primeiro jogo será dia 13, na Vila Belmiro. A segunda partida está agendada para o dia 20, no Pacaembu.

“Vai ser um grande jogo. São duas das cinco melhores equipes do Brasil, então é um jogo que não tem favorito. Talvez em Santos o Santos leve um pouco de favoritismo, e em São Paulo o Corinthians leva um pouco de favoritismo, mas são dois jogos que qualquer um pode ganhar. Espero que o Corinthians tenha sucesso.”

Andres disse também que Neymar pode fazer a diferença, mas alfinetou o Santos ao responder se o Corinthians teria condições de pagar o camisa 11 santista.

“Neymar num dia bom desequilibra qualquer jogo. O Corinthians deve estar se preparando. O Tite é um cara inteligente para saber desarmar o Santos”, disse. “Talvez [o Corinthians poderia pagar] até mais [para o Neymar]. Tudo vai de acordo com o projeto que você faz para um jogador do nível dele”, completou.

RONALDINHO

Sobre o Ronaldinho, que acertou com o Atlético-MG na segunda-feira, Andres disse que não ficou surpreso com a saída do meia-atacante do Flamengo.

“Quando o futebol brasileiro resolve repatriar algum jogador tem de pensar duas vezes. [Alexandre] Kalil deve ter um projeto. Ele foi esperto, audacioso. Ele vai por o time dele nas manchetes, se o Ronaldinho quiser jogar é um grande jogador”, disse Andres.

Por Cleber Aguiar – Jorge Henrique quer dançar ‘Caladinha’ contra o Figueirense

Fonte:Estadao.com.br

Atacante do Corinthians gravou videoclipe da música de Marcus & Dalto e quer repetir atuação em campo

SÃO PAULO – O atacante Jorge Henrique é cobrado constantemente pelo filho Thiago Henrique para marcar gols. E não basta ir às redes, tem de ter comemoração diferenciada para dar volume ao DVD do pequeno com as festas do pai. Nesta quinta-feira, se marcar diante do Figueirense, o baixinho de 1,69m já sabe como festejar: será ao som do Hit “Caladinha”, música da dupla Marcus & Dalto, que o convidou para fazer parte do videoclipe.

Jorge Henrique dança 'Caladinha' em vídeo - Reprodução
Reprodução
Jorge Henrique dança ‘Caladinha’ em vídeo

“É uma música que fica na cabeça, mais do que Ai Se Eu Te Pego do Michel Teló”, afirma o atacante. “Fiquei honrado com o convite é na mesma hora aceitei”, revela. “Não sou nenhum dançarino, mas tenho a minha ginga. Fiz bonito no clipe. Acredito que já encontrei uma nova profissão para depois da aposentadoria”, brinca Jorge Henrique.

O clipe foi gravado em uma mansão na cidade de São Paulo e contou com uma equipe de mais de 30 profissionais. Na última terça-feira , o clipe foi colocado na internet e em menos de quatro horas, mais de 15 mil pessoas já haviam acessado, desbancando outras grandes duplas sertanejas.

Quando questionado se somente ele no Corinthians fará a comemoração com a música, Jorge Henrique esconde o jogo. “No clássico contra o Santos a torcida pode esperar uma surpresa. Acho bom todos já estarem ensaiados”, diz.

Não será a primeira vez que Jorge Henrique dançará para festejar. Na final da Copa do Brasil de 2009, diante do Internacional, ele imitou Michael Jackson com “moonwalk” (a famosa dança para trás do “Rei do Pop”) e até rebolou no Beira-Rio.

ICFUT – Escolha a mulher de jogador mais bonita da Eurocopa!

Fonte:Globo.com

Além dos craques, a competição se destaca pelas belezas nas arquibancadas, e algumas delas são mulheres de jogadores. Vote até 1° de julho e saiba o resultado após o último jogo da competição

  • Alena Buffon

    Musa da Eurocopa 2012

  • Alexandra Loizou

    Musa da Eurocopa 2012

  • Carolina Marcialis

    Musa da Eurocopa 2012

  • Claudine Keane

    Musa da Eurocopa 2012

  • Coleen Rooney

    Musa da Eurocopa 2012

  • Irina Shayk

    Musa da Eurocopa 2012

  • Kristen Pazik

    Musa da Eurocopa 2012

  • Lena Gercke

    Musa da Eurocopa 2012

  • Martina Cechova

    Musa da Eurocopa 2012

  • Melanie Slade

    Musa da Eurocopa 2012

  • Sara Carbonero

    Musa da Eurocopa 2012

  • Sarah Brandner

    Musa da Eurocopa 2012

  • Shakira

    Musa da Eurocopa 2012

  • Silvia Meichel

    Musa da Eurocopa 2012

  • Sylvie van der Vaart

    Musa da Eurocopa 2012

  • Yolanthe Cabau

    Musa da Eurocopa 2012