ICFUT – BRASILEIRÃO SERIE A – 2012 – GOLS,JOGOS, CLASSIFICAÇÃO E LINK AO VIVO AQUI NO ICFUT

JOGOS DA SÉRIE A DO BRASILEIRAO AO VIVO NO ICFUT – CLIQUE AQUI

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Botafogo-RJ 3 1 1 0 0 4 2 2 100.0
2  Internacional-RS 3 1 1 0 0 2 0 2 100.0
3  Vasco da Gama-RJ 3 1 1 0 0 2 1 1 100.0
4  Figueirense-SC 3 1 1 0 0 2 1 1 100.0
5  Fluminense-RJ 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
6  Atlético-MG 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
7  Sport-PE 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
8  Flamengo-RJ 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
9  Portuguesa-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
10  Palmeiras-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
11  Bahia-BA 1 1 0 1 0 0 0 0 33.3
12  Atlético-GO 1 1 0 1 0 0 0 0 33.3
13  Cruzeiro-MG 1 1 0 1 0 0 0 0 33.3
14  Santos-SP 1 1 0 1 0 0 0 0 33.3
15  Náutico-PE 0 1 0 0 1 1 2 -1 0.0
16  Grêmio-RS 0 1 0 0 1 1 2 -1 0.0
17  Corinthians-SP 0 1 0 0 1 0 1 -1 0.0
18  Ponte Preta-SP 0 1 0 0 1 0 1 -1 0.0
19  São Paulo-SP 0 1 0 0 1 2 4 -2 0.0
20  Coritiba-PR 0 1 0 0 1 0 2 -2 0.0
2ª RODADA
26/05 – 18h30 Flamengo-RJ x Internacional-RS
26/05 – 18h30 Portuguesa-SP x Vasco da Gama-RJ
26/05 – 18h30 Atlético-GO x Ponte Preta-SP
26/05 – 21h00 Náutico-PE x Cruzeiro-MG
27/05 – 16h00 Santos-SP x Sport-PE
27/05 – 16h00 São Paulo-SP x Bahia-BA
27/05 – 16h00 Atlético-MG x Corinthians-SP
27/05 – 16h00 Coritiba-PR x Botafogo-RJ
27/05 – 18h30 Grêmio-RS x Palmeiras-SP
27/05 – 18h30 Fluminense-RJ x Figueirense-SC

ICFUT – BRASILEIRÃO SÉRIE B – 2012 – GOLS,JOGOS,CLASSIFICAÇÃO & JOGOS AO VIVO.

JOGOS DA SÉRIE B DO BRASILEIRAO AO VIVO NO ICFUT – CLIQUE AQUI

Guaratingueta 2 x 1 Ceara Camp. Brasileiro 2012 Série B
Bragantino 3 x 4 Criciúma Camp. Brasileiro 2012 Série B
América-MG 4 X 0 CRB – Série B – Brasileirão 2012
ABC 0 x 0 Joinville Camp. Brasileiro 2012 Série B
Guarani 0 X 0 Boa Esporte – Brasileiro 2012 – Serie B
Avaí 1 x 0 São Caetano Camp. Brasileiro Serie B 2012
Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  América-MG 6 2 2 0 0 6 1 5 100.0
2  Criciúma-SC 6 2 2 0 0 8 4 4 100.0
3  Avaí-SC 4 2 1 1 0 3 2 1 66.7
4  ASA-AL 4 2 1 1 0 2 1 1 66.7
5  América-RN 3 1 1 0 0 5 2 3 100.0
6  Atlético-PR 3 1 1 0 0 4 1 3 100.0
7  Bragantino-SP 3 2 1 0 1 5 4 1 50.0
8  Vitória-BA 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
9  Guaratinguetá-SP 3 2 1 0 1 3 5 -2 50.0
10  Boa Esporte-MG 2 2 0 2 0 2 2 0 33.3
11  ABC-RN 2 2 0 2 0 1 1 0 33.3
12  Guarani-SP 2 2 0 2 0 1 1 0 33.3
13  Ipatinga-MG 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
14  Paraná-PR 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
15  Grêmio Barueri-SP 1 2 0 1 1 1 2 -1 16.7
16  Joinville-SC 1 2 0 1 1 1 4 -3 16.7
17  Ceará-CE 0 2 0 0 2 2 4 -2 0.0
18  São Caetano-SP 0 2 0 0 2 0 2 -2 0.0
19  Goiás-GO 0 1 0 0 1 2 5 -3 0.0
20  CRB-AL 0 2 0 0 2 0 6 -6 0.0
2ª RODADA
22/05 – 21h00 Avaí-SC 1 x 0 São Caetano-SP
25/05 – 21h00 Guarani-SP 0 x 0 Boa Esporte-MG
25/05 – 21h00 ABC-RN 0 x 0 Joinville-SC
26/05 – 16h20 América-MG 4 x 0 CRB-AL
26/05 – 16h20 Bragantino-SP 3 x 4 Criciúma-SC
26/05 – 16h20 Guaratinguetá-SP 2 x 1 Ceará-CE
26/05 – 21h00 ASA-AL 1 x 1 Grêmio Barueri-SP
5/06 – 21h00 Atlético-PR x Ipatinga-MG
5/06 – 21h00 Goiás-GO x Paraná-PR
5/06 – 21h00 Vitória-BA x América-RN
3ª RODADA
29/05 – 19h30 São Caetano-SP x Bragantino-SP
29/05 – 19h30 Joinville-SC x Guarani-SP
29/05 – 19h30 CRB-AL x Guaratinguetá-SP
29/05 – 19h30 América-RN x Avaí-SC
29/05 – 19h30 Ceará-CE x Goiás-GO
29/05 – 21h50 Grêmio Barueri-SP x ABC-RN
29/05 – 21h50 Ipatinga-MG x ASA-AL
29/05 – 21h50 Boa Esporte-MG x Atlético-PR
29/05 – 21h50 Criciúma-SC x Vitória-BA
29/05 – 21h50 Paraná-PR x América-MG

ICFUT – AMISTOSO INTERNACIONAL -BRASIL 3X1 DINAMARCA 2012

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3X1 DINAMARCA

Local: Imtech Arena, Hamburgo (ALE)
Data/Hora: 26/5/2012, 10h30 (de Brasília)
Juiz: Felix Brych (ALE)
Gols: Hulk (7’/1ºT), Zimling (contra, 12’/1ºT), Hulk (39’/1ºT), Bendtner (25’/2ºT)
Cartões amarelos: –
Cartões vermelhos: –

BRASIL: Jefferson, Danilo (Rafael, 26’/2ºT), Thiago Silva, Juan e Marcelo (Alex Sandro, 22’/2ºT); Sandro (Casemiro, 39’/2ºT), Rômulo, Oscar e Lucas (Giuliano, 37’/2ºT); Hulk (Bruno Uvini, 45’/2ºT) e Leandro Damião (Wellington Nem, 29’/2ºT). Técnico: Mano Menezes

DINAMARCA: Sorensen (Anderson, 24’/1ºT), Wass, Kjaer, Agger e Simon Poulsen; Schone (Kahlenberg, 24’/1ºT), Christian Poulsen (Jacob Poulsen, intervalo), Zimling e Eriksen (Rommedahl, 16’/2ºT); Krohn-Dehli e Bendtner. Técnico: Morten Olsen

Por Cleber Aguiar – Cuca revela conversa com Jô e garante que ele terá confiança no Galo

Fonte: Portal POP

O técnico Cuca revelou que teve uma conversa com o atacante Jô antes do Atlético-MG acertar a contratação do atleta. O atacante teve problemas de indisciplina no Internacional e o treinador alvinegro queria saber se o avante terá comprometimento com o Galo. Segundo Cuca, o diálogo com Jô foi positivo e o jogador terá confiança para trabalhar no Atlético-MG.

“É um rapaz de 25 anos. Vai servir como lição de vida para ele. Tem a nossa confiança. Foi tida uma conversa de homem para homem antes da apresentação. E vai ter nossa confiança. O Jô é um centroavante definidor, referência. Chegou em um dia e, no outro, no treino, meteu três ou quatro gols. Está se sentindo à vontade e pegou um grupo que vai tratá-lo muito bem. Tem tudo para fazer um grande ano”, disse.

Sobre a contratação de Jô, Cuca afirmou que era um jogador que estava em disponibilidade, e que chegou ao Atlético-MG com seu consentimento. O treinador fez questão de frisar que quem contrata jogadores não é ele e sim a diretoria, mas com o aval da comissão técnica.

“Esse negócio de indicação de jogador é relativo. Todo jogador que entrar no Atlético-MG, lógico que vai ter o conhecimento do treinador. São jogadores que a gente analisa no mercado e contrata. Quando contrata, não é o Cuca, o presidente ou o Maluf. É o Atlético-MG, com o aval de todas essas pessoas”, disse.

Cuca afirmou que está feliz com o elenco do Galo, que contratou nesta semana, além do avante Jô, o lateral Júnior César. “Eu sempre enfatizo que estou muito contente com o grupo que tenho. Não adianta chegar dois ou três reforços sem o time estar arrumadinho. Chegaram dois meninos e tem a possibilidade de chegar mais dois para ficar mais encorpado no campeonato”, comentou.

Por Cleber Aguiar – Ex-Madureira, Thiago Medeiros é apresentado pelo Flamengo

Fonte: Portal Terra

Destaque do Campeonato Carioca, zagueiro prometeu empenho em novo clube. Foto: Maurício Val/Vipcomm/Divulgação

Destaque do Campeonato Carioca, zagueiro prometeu empenho em novo clube
Foto: Maurício Val/Vipcomm/Divulgação


Antes mesmo de vestir a camisa do Flamengo, o zagueiro Thiago Medeiros fez seu primeiro trabalho com grupo na manhã desta sexta-feira no Ninho do Urubu. Depois do treino em campo, ele foi apresentado por Zinho, diretor executivo de futebol do clube.

Assim como os outros reforços contratados pelo clube rubro-negro na categoria aposta, o jogador adotou a mesma linha do discurso sobre a grandeza do Flamengo e a pressão que encontrará.

“Jogar pelo Flamengo é uma responsabilidade muito grande. Chego para trabalhar e buscar o meu espaço. Agora é fazer um trabalho melhor do que no Madureira. Estou muito feliz por vestir essa camisa”, disse.

O Flamengo teve a concorrência de outros clubes para acertar com o zagueiro – entre eles, um de São Paulo, cujo nome não foi apresentado por Zinho. No fim, prevaleceram a agilidade da diretoria e a vontade do jogador.

“Houve o interesse de outros clubes, mas felizmente deu tudo certo e acertei com o Flamengo”, contou. Thiago Medeiros foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Carioca ao lado de Dedé, do Vasco.

Por Cleber Aguiar – Dias de apreensão

Fonte: Gazeta do Povo – PR

Aniele Nascimento/ Gazeta do Povo

Aniele Nascimento/ Gazeta do Povo / Dick e Rodrigo Crasso correm no Parque Barigui, em Curitiba, para manter a forma sem saber como será o futuro dentro dos gramados Dick e Rodrigo Crasso correm no Parque Barigui, em Curitiba, para manter a forma sem saber como será o futuro dentro dos gramados

Mercado

Fim dos estaduais e início dos Nacionais inauguram a entressafra no mercado da bola, com vários atletas lutando por um lugar ao sol

O período entre o término dos estaduais e a largada dos nacionais, quando ferve o mercado da bola, enche de expectativa os jogadores. Para os que circulam pela Primeira Divisão, é a chance de fechar um contrato ainda melhor. A maioria, no entanto, enfrenta dias de apreensão. A oferta de atletas é gigantesca e o acerto depende de múltiplos fatores. Por exemplo, a camaradagem de dirigentes, técnicos e empresários.

“É preocupante. Pois se você for para um time e acabar não sendo aproveitado, praticamente não há o que fazer depois, fica com pouco espaço”, afirma o lateral-esquerdo Rodrigo Crasso.

Com passagens por Atlético e Coritiba, neste ano Crasso já defendeu o São José, do interior paulista, e o Paranavaí, no segundo turno do Paranaense. E, por enquanto, ainda não conseguiu se recolocar no mercado.

A realidade do jogador que faz história com uma camisa só, há tempos deixou de existir. Pertence a uma minoria. “O calendário é bagunçado, as competições são curtas. E todo treinador tem os seus jogadores de preferência, isso é normal”, analisa Crasso.

Se não bastasse a forte concorrência, há um agravante. A CBF limita a três as transferências interestaduais (ou quatro clubes) por temporada. E, a essa altura, muitos boleiros estão próximos de estourar a cota. Um contrato mal-arranjado neste momento pode comprometer o ano.

O lateral-direito Dick, outro que andou pe­­lo Alto da Glória, teve de pensar nisso recentemente. Ele também passou por dois clubes em 2012, Rio Branco-PR e Marcílio Dias-SC, e preferiu evitar o Democrata-MG justamente para não engrossar a cota. “É uma preocupação, sem dúvida”, diz.

Há, porém, uma saída se o limite for atingido: recorrer à Justiça do Trabalho, algo que, normalmente, funciona. “Trata-se de uma norma da CBF, não é uma lei, não está na Constituição, na CLT [Consolidação das Leis de Trabalho]. Entretanto, uma ação demanda tempo, e o jogador pode perder algum clube”, explica Diego Tavares, advogado do Sindicato de Atletas de Futebol do Paraná.

Mais complicado é não contar com os serviços de um agente para encontrar emprego, caso de Dick. “O jogador passa por coisas no futebol que não é nem agradável falar. Estou correndo atrás, com o meu DVD debaixo do braço”, revela.

Incertezas que não afligem apenas quem vai a campo. Os familiares sofrem juntos. “Não é fácil para a minha esposa ficar esperando, sem saber para onde vamos. Mas ela está sempre me apoiando”, comenta Dick.

Por Cleber Aguiar – Oswaldo de Oliveira confirma Herrera como titular contra o Coritiba

Fonte: O Dia Online

Rio –  Herrera está com moral no Botafogo. Depois de três gols contra o São Paulo, o argentino será novamente titular de Oswaldo de Oliveira. O argentino está confirmado contra o Coritiba, no próximo domingo, no Couto Pereira.  O técnico falou sobre a utilização do atacante, que na sua avaliação dá mais mobilidade ao Glorioso.

Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

Herrera será titular contra o Coxa | Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

“Para esse jogo, o Herrera vai ser o titular”, disse o comandante.

Loco Abreu com dores lombares não foi a campo nesta sexta-feira. Mesmo que tenha condições de jogo ficará como opção. Herrera é o artilheiro do Botafogo na temporada. O atacante já marcou 14 gols pelo Glorioso. Oswaldo explica a preferência pelo argentino.

“Herrera e Abreu são completamente diferentes. Vendo o primeiro tempo do jogo com o São Paulo achei que a entrada dele daria mais mobilidade. Ele jogou bem e criou boas oportunidades”, completou.

Sobre a situação de Fábio Ferreira, Oswaldo ainda espera o quadro do atleta para definir o sistema defensivo. O zagueiro com uma lesão na coxa esquerda ainda é tratado como dúvida. A opção do treinador pode ser o jovem Dória, de 17 anos, formado na base do clube.

“Ele vem atuando nos juniores e essa é uma transição natural. Estreias de jovens sempre acontecem”, falou Oswaldo.

Por Cleber Aguiar – Clássico local na Libertadores é privilégio de paulistas

Fonte:Folha Online

LUCAS REIS
DE SÃO PAULO

Clássicos estaduais nos mata-matas da Libertadores da América é um privilégio que só São Paulo tem. Corinthians e Santos fazem, a partir de 13 de junho, uma das semifinais desta edição –Boca Juniors e Universidad de Chile se enfrentam na outra chave. Será o sexto clássico paulista na história da competição continental.

  12.mai.99/Reuters  
Galeano (esq.) puxa a camisa de Edilson durante quartas de final da Libertadores de 1999
Galeano (esq.) puxa camisa de Edilson durante quartas da Libertadores de 1999, entre Palmeiras e Corinthians

Nenhum outro Estado brasileiro conseguiu ver dois de seus clubes se enfrentando em duelos de mata-mata. Antes do encontro que vai por o Brasil em sua 31ª decisão da Libertadores, Palmeiras e São Paulo, três vezes, e Palmeiras e Corinthians, duas vezes, também já haviam se enfrentado em duelos que entraram para a história.

Houve, ainda, um Palmeiras x São Caetano, em 2001, aumentando para sete o número de encontros locais. Ao todo, foram 38 mata-matas envolvendo brasileiros. E quando se analisa as finais, a soberania paulista é ainda maior.

Em mais da metade das decisões com brasileiros, o representante nacional era paulista: em 16 das 31 finais, já contabilizando 2012, estavam lá São Paulo, Palmeiras, Santos ou São Caetano.

Santos x Vélez

Alan Kardec recebe abraço de Neymar e a vibração de Léo pelo gol da vitória do Santos

A Libertadores 2012 também vai consagrar a cidade de São Paulo como um dos principais redutos do torneio. Independentemente de quem avançar, a finalíssima do torneio será na capital, já que o regulamento não permite decisões em estádios cuja capacidade seja inferior a 40 mil torcedores.

Ou seja, se o Santos avançar, será obrigado a jogar fora da Baixada –no ano passado, optou pelo Pacaembu. Será a nona vez que a capital vai abrigar a finalíssima do torneio, recorde no país.

Os locais dos jogos, aliás, já apimentam o clássico. O Santos vai se manifestar na semana que vem. Parte dos cartolas quer propor ao Corinthians dois jogos no Morumbi para minimizar os problemas dos sócios que ficaram sem ingressos nas quartas de final. Atletas e comissão técnica optam pela Vila.

O Corinthians resolveu não esperar. A notícia em seu site que informa as datas diz que a partida de volta, que tem mando corintiano, será no Pacaembu. Na sexta-feira, Alex disse que tanto faz. “O bicho vai pegar em qualquer lugar”.

O Brasil busca seu 16º título. Das atuais 15 conquistas, sete ficaram em São Paulo.

Corinthians x Vasco

Paulinho comemora com um torcedor, no alambrado, o gol da vitória do Corinthians por 1 a 0

Por Cleber Aguiar – De volta após 10 anos, Dida vê futebol brasileiro pouco mudado

Fonte:Globo.com

Goleiro vê potencial de crescimento para o esporte no país e relembra bons momentos jogando ‘em casa’: habilidade nos pênaltis surgiu por diversão

Por GLOBOESPORTE.COM São Paulo

 
Dida, Portuguesa (Foto: Marcos Ribolli)Dida, novo goleiro da Lusa (Foto: Marcos Ribolli)

O goleiro Dida chegou à Portuguesa prometendo empenho e uma solução para o setor defensivo da equipe. De volta após anos afastado do futebol brasileiro, o jogador, que se tornou ídolo no Cruzeiro e no Corinthians, não acredita que o panorama do esporte tenha mudado no país. Na sua visão, as únicas alterações em relação à década de 90, quando morava no Brasil, advêm da influência europeia.

– Eu vejo que a técnica continua sempre a mesma. Estou fazendo essa avaliação pelos jogos que assisti, são poucos, mas acredito que a técnica do futebol brasileiro está aí, sempre, em cada partida. Eu sei que a tática tem crescido também, algumas fórmulas usadas na Europa chegaram aqui, mas, resumindo, tem muita coisa a crescer – analisou o atleta, que permaneceu dez anos no Milan-ITA.

Conhecido pela habilidade em defender pênaltis, Dida assegurou que o diferencial não foi construído de forma premeditada, mas espontaneamente. Aos 38 anos, o goleiro disse que acabou desenvolvendo a técnica através da diversão pós-treino e foi beneficiado pela envergadura de 1,96m

– Eu sempre fui dedicado a todo tipo de treinamento, e os pênaltis estavam incluídos nisso. Eu treinava bastante com os companheiros, até porque era uma diversão depois do treino. O pessoal gostava de bater pênalti. Contribuiu para a minha carreira e sou feliz por isso, até porque em finais a disputa de pênaltis era importante. Quando o jogador vai bater, já tem um certo receio – afirmou.

Em jogo válido pela semifinal do Campeonato Brasileiro de 1999, atuando pelo Corinthians, Dida defendeu dois pênaltis cobrados por Raí, do São Paulo, conhecido pela habilidade nas cobranças. O lance consagrou de uma vez por todas o goleiro no Parque São Jorge, fazendo com que ele caísse nas graças da torcida e o Timão avançasse à decisão contra o Atlético-MG.

Ainda não se sabe quando o pentacampeão do mundo com a Seleção Brasileira fará sua estreia com a camisa rubro-verde. Longe das condições físicas ideais, ele pediu cerca de 20 dias para retomar o preparo e ajudar a Lusa na disputa do Brasileirão. Cheio de vontade, ele fez atividades logo após sua apresentação no Canindé, nesta sexta, correndo em volta do gramado.