ICFUT – Definidos horário para a Final – Santos x Guarani – Paulistão 2012

Fonte: Futebolpaulista.com.br

Paulistão Chevrolet 2012
Definidas datas e horários das decisões das competições

Foi definida na manhã desta quarta-feira, em reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol as datas e horários dos jogos finais do Paulistão Chevrolet 2012 e do Troféu do Interior.

Na grande decisão do Paulistão Chevrolet 2012, Guarani e Santos se enfrentarão pela primeira partida no domingo (06 de maio), às 16h. O segundo jogo será disputado no dia 13 de maio, às 16h. Os dois jogos acontecerão no estádio Morumbi, em São Paulo.

Já o Troféu do Interior será decidido entre Bragantino e Mogi Mirim, também em duas partidas, sendo o primeiro no sábado (05 de maio), às 18h30, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O segundo jogo acontecerá no dia 12 de maio, também às 18h30, no estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira, em Mogi Mirim.

ICFUT – Entrevista do goleiro Bruno do Palmeiras para o Estadão.

Fonte: O Estado de São Paulo

‘Esse pode ser meu ano aqui’

Indiferente ao momento ruim vivido por outros goleiros, Bruno só pensa em agarrar a chance e ser titular do Palmeiras

DANIEL AKSTEIN BATISTA – O Estado de S.Paulo

O goleiro Bruno não se intimida com a fase ruim pela qual passam Deola, Júlio César e Denis. Aos 27 anos, e depois de uma passagem pela Portuguesa em que nem jogou, o atleta espera agarrar a chance dada por Felipão para se firmar no gol palmeirense. “Esse pode ser meu ano aqui”, disse, confiante, ao Estado.

Por que você resolveu ir para a Portuguesa no ano passado?

O Marcos tinha voltado a jogar e era o Deola o reserva. Aí recebi um telefonema do (técnico) Jorginho, conversei com o Carlão (Carlos Pracidelli, preparador de goleiros) e o Felipão e eles acharam uma boa. Mas aí me machuquei.

E como foi seu retorno?

Voltei com a intenção de jogar. O Felipão sempre deixou claro que com a aposentadoria do Marcos quem estivesse melhor iria jogar. Eu já sabia que o Marcos iria parar e foi a minha melhor volta de férias. Sabia que esse podia ser meu ano aqui. Fui bem no primeiro jogo do ano (Deola estava suspenso) e isso me deixou motivado.

Mas logo depois o Deola voltou ao time. Isso não te desanimou?

Sei da minha capacidade e continuo motivado para brigar pela vaga. Na minha carreira aqui sempre foi assim: minha melhor sequência acho que foi em 2009, com cinco jogos seguidos só. Mas às vezes para goleiro só é preciso uma oportunidade, quando você tem de mostrar todo o potencial.

O que é pior, ter o Marcos no time e saber que será reserva ou agora, como um “fantasma”?

Acho que nenhum dos dois. Eu digo que é ótimo ter o Marcos como amigo. Foi uma oportunidade que quase ninguém teve, de aprender e conviver com ele dentro e fora do campo.

Mas os torcedores sempre vão se lembrar do Marcos, ainda mais quando um de vocês falhar.

O Marcos é insubstituível, temos apenas a chance de dar sequência ao trabalho dele. E a torcida do Palmeiras sempre nos tratou muito bem.

Não seria melhor saber de vez se vai ser titular ou não?

Não é obrigação do treinador falar quando põe ou tira qualquer jogador. Temos de estar sempre preparados para não sermos pegos de surpresa.

O que espera do futuro?

Eu me imagino titular do Palmeiras desde que cheguei aqui, há 14 anos. Quero ser campeão e chegar à seleção brasileira.

Seu contrato termina no fim do ano que vem. É cedo para pensar numa renovação?

Aqui é a minha casa. Se quiserem fechar por 30 anos, ou fazer um contrato igual ao Marcos, para eu seguir no clube após parar de jogar, assino agora mesmo.

Uma das marcas do Marcos era justamente a personalidade forte e diferente da maioria dos jogadores. E você segue um rumo parecido…

Minha mãe nunca me deixou parar de estudar. E o Palmeiras pagou toda minha faculdade (de Educação Física). Acho importante sair um pouco da rotina do futebol. Eu nunca vou mudar minha personalidade. Por exemplo: eu gosto de rock, mas se fosse seguir os outros jogadores, teria de ouvir sertanejo e pagode.

 

ICFUT – Santos pressiona por Pacaembu e Guarani bate o pé pelo Brinco na final do Paulista

Fonte: uol

A diretoria do Santos está convicta de que o melhor para seu time é jogar os dois jogos da final do Campeonato Paulista no Estádio do Pacaembu. O Guarani, no entanto, não admite fazer a partida de ida da decisão em outro lugar sem ser o seu palco tradicional, o Brinco de Ouro da Princesa.

No discurso, o presidente Luís Álvaro chega a dizer que o time está dividido, mas afirma que seria “épico” fazer dois jogos na capital.

DRACENA PREFERE SANTOS

"Eu prefiro jogar na Vila, mas isso cabe à diretoria resolver. Imagine a possibilidade de ganhar, no ano do centenário, um título na Vila? Seria um presente", disse Edu Dracena àRádio Estadão ESPN

“Nós estamos divididos. Faço questão de ouvir o Muricy, ele me falou de fazer a final na Vila. Hoje eu acho que existe interesse que poderíamos fazer duas partidas épicas no Pacaembu. Mas é lógico que se o Guarani quiser fazer o jogo no Brinco de Ouro, nós vamos fazer o nosso na Vila", disse o dirigente à Rádio Bandeirantes.

Do outro lado, o presidente do time de Campinas, Marcelo Mingone, diz que a única decisão que ele aceitaria é atuar em casa, deixando de lado a possibilidade de ter maior lucro com a renda deixando a final em São Paulo.

"Eu não abro mão. Temos de jogar no estádio que é nosso. Isso é questão de princípio, não vou concordar com isso. É uma questão de respeito com o torcedor do Guarani. Sou amigo do Luís Álvaro, mas vou ficar devendo essa pra ele. O torcedor bugrino está há tanto tempo querendo um jogo assim, então não vamos mudar", afirmou.

Em outra entrevista, desta vez para a Rádio Jovem Pan, o vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues, ainda afirmou que o grupo prefere jogar na Vila Belmiro, mas que não se colocaria contra caso a diretoria decidisse por duas partidas no Pacaembu. Ele ainda cita que a decisão caberá à FPF (Federação Paulista de Futebol).

“Na verdade o mando das finais é da Federação. Vamos esperar pra ver o que se decide dos locais dos dois jogos. Fizemos uma reunião com jogadores e comissão técnica, e eles preferem o segundo jogo na Vila Belmiro. Mas deixaram claro que se decidirem dois jogos no Pacaembu, a comissão técnica não se colocaria contrária”, completou.

A palavra final será dada nesta quarta-feira, em reunião na sede da FPF, em São Paulo, quando os dirigentes se encontram e tudo será oficializado.

ICFUT – Mano Menezes cobra respeito de Romário com a Seleção Brasileira

Fonte: espn

Incomodado com as críticas que a Seleção Brasileira vem recebendo após as fracas atuações da equipe nos últimos amistosos, o técnico Mano Menezes pediu uma compreensão maior dos torcedores neste difícil momento enfrentado pelo time e cobrou uma mudança de postura do ex-jogador e atual deputado federal, Romário. O treinador acredita que o político não está ajudando a melhorar a imagem do futebol brasileiro e lembrou que suas opiniões podem influenciar as de outros fãs.
Romário é crítico ferrenho do trabalho desempenhado por Mano Menezes e sua comissão técnica na Seleção Brasileira. O Baixinho declarou em diversas entrevistas que não acredita em uma boa campanha da equipe nacional na Copa do Mundo de 2014. Em uma delas, concedida à revista Rolling Stone Brasil, o deputado do PSB-RJ declarou que o País passará vergonha com a realização do Mundial em seus domínios.
“Existem períodos em que as pessoas falam mais, e estamos vivendo um período propício para que as pessoas falem bastante. Acho que quem fez parte de um trabalho como o Romário e tem conhecimento do que é feito lá dentro, poderia perfeitamente respeitar mais a Seleção Brasileira. Não é a minha, a sua, ou a seleção do Romário, é a seleção dos brasileiros”, desabafou o treinador, em entrevista ao canal Fox Sports.
Perto de completar dois anos à frente da Seleção, Mano Menezes também procurou se defender das contestações dos torcedores. A falta de um padrão de jogo estabelecido na equipe principal, a insistência do treinador em jogadores que não conseguem apresentar um rendimento favorável e a ausência de outros que vêm se destacando no futebol canarinho são algumas das atitudes do comandante que irritam boa parte dos brasileiros.
Além disso, a torcida demonstra apreensão com a proximidade de importantes campeonatos internacionais. A disputa das Olimpíadas de Londres será o primeiro deles e trará a chance do técnico se redimir com os adeptos ao conquistar um título inédito para o futebol do País. Entretanto, um fracasso nesse torneio e novos resultados ruins em amistosos poderão deixar Mano Menezes em situação ainda mais delicada no comando da equipe nacional.
“São dois pontos importantes. Primeiro, você ainda não viu a Seleção Brasileira montada como Seleção Brasileira. E o segundo é que apesar de alguns questionamentos sobre um ou outro nomes, mas o torcedor brasileiro não estava vendo os principais jogadores brasileiros chamarem atenção nos principais clubes do mundo. A preocupação procede na medida em que se olha e não se tem o que o torcedor gostaria de ter”, finalizou o comandante.
A insatisfação do torcedor com o trabalho exercido por Mano Menezes foi ilustrada recentemente com uma onda de manifestações favoráveis à vinda do espanhol Pep Guardiola para a Seleção. O treinador anunciou que não seguirá no Barcelona na próxima temporada e deixou o torcedor empolgado com uma possível troca no comando da equipe nacional. No entanto, tudo não passou de uma brincadeira e nenhum contato oficial entre a CBF e o técnico estrangeiro foi realizado.

ICFUT – Adriano tira os pontos e ganha apoio de Joel no Flamengo

Fonte: espn

O atacante Adriano retirou na última segunda-feira os pontos da cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo. Segundo o médico do Flamengo, José Luiz Runco, o atleta tem cumprido as determinações, mas deve ficar mais seis semanas sem pisar com o pé operado.
"Ele está indo para a terceira semana desde a cirurgia, fazendo fisioterapia diária e dentro do cronograma", disse Runco. Esta foi a segunda cirurgia de Adriano no tendão. A primeira aconteceu no ano passado, quando ele defendia o Corinthians. O clube paulista informou que o atacante faltou a 67 sessões de fisioterapia e por isso a recuperação não deu certo.
Também na segunda, o técnico Joel Santana apoiou a contratação de Adriano para a disputa do Campeonato Brasileiro. "É um jogador feito no clube, que fez grande sucesso e tem a cara do Flamengo. Seria um prazer tê-lo novamente no clube", disse, ao SporTV.

ICFUT – Revoltada, torcida do São Paulo coloca Paulo Miranda à venda no Mercado Livre

Fonte: futebolinterior

Os interessados poderão "comprar" o defensor pela pechincha de apenas R$ 1,00

São Paulo, SP, 01 (AFI) – As falhas nas semifinais contra o Santos fizeram a torcida do São Paulo perder a paciência com o zagueiro Paulo Miranda. Tanto que o defensor foi colocado à venda, nesta segunda-feira, no site Mercado Livre pela pechincha de R$ 1,00.

A propaganda, porém, não é nada animadora, mesmo com o baixo valor. Entre os atributos do xerifão estão “produto usado” e “pior jogador de defesa da história do clube”. Na descrição da ‘mercadoria’, Paulo Miranda teria “deficiências claras em fundamentos como o cabeceio, posicionamento na área e combate ao adversário.”.

A torcida tricolor ponta Paulo Miranda como o maior responsável pela eliminação do Sampa na semifinal do Campeonato Paulista Chevrolet. Ele foi o autor do pênalti, que resultou no primeiro gol, e ainda falhou no segundo anotado por Neymar.

Apesar disso, o técnico Emerson não parece compartilhar da mesma opinião. O treinador, inclusive, deve escalá-lo como titular na partida contra a Ponte Preta, nesta quarta-feira, em Campinas, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

ICFUT – Com o Santos de olho, Vélez derrota o Nacional-COL em Medellín

Fonte: globo

Time argentino ganha de 1 a 0, perde pênalti e sai na frente no confronto pelas oitavas de final da Libertadores. Classificado pega Peixe ou Bolívar

Com um belo gol de Bella, o Vélez Sarsfield-ARG derrotou o Nacional de Medellín-COL, por 1 a 0, e deu um passo importantíssimo para se classificar para as quartas de final da Taça Libertadores, nesta terça-feira, no estádio Atanasio Girardot. A equipe argentina agora jogará em casa, no dia 8, precisando apenas de um empate para avançar na competição. Os colombianos terão de ganhar por dois gols de diferença ou por um de vantagem, desde que marquem dois ou mais. Se vencerem por 1 a 0 também, a decisão da vaga irá para os pênaltis.

 

Esse confronto interessa diretamente ao Santos. Isso porque o vencedor deste grupo enfrentará a equipe brasileira ou o Bolívar-BOL nas quartas. O jogo de volta entre as duas equipes será no dia 10, na Vila Belmiro. No primeiro jogo, na Bolívia, o Bolívar venceu por 2 a 1.

Mal o jogo começou, o time da casa partiu para o ataque e teve uma ótima chance de marcar, aos 5, com Pabón, mas o atacante não conseguiu vencer o goleiro Barovero, que fez grande defesa. Mas o Vélez não se limitava a se defender e abriu o marcador aos 9, com um belo chute de fora da área desferido por Bella, de pé canhoto. A bola entrou no canto direito de Pezzuti, que se esticou todo, mas não a alcançou.

Ivan Bella gol velez (Foto: Reuters)Ivan Jogadores do Vélez comemoram o gol de Bella, o único da partida em Medellín (Foto: Reuters)

Em desvantagem, o time colombiano se manteve no setor ofensivo buscando o empate. Aos 20, Pabón recebeu dentro da área pela esquerda e chutou forte, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Porém, nos contra-ataques, o Vélez era muito perigoso. Aos 29, Lucas Pratto penetrou na área pelo lado esquerdo e tentou colocar no canto oposto, mas Pezzuti defendeu a escanteio.

Quase todas as jogadas ofensivas do Nacional são conluídas por Pabón. Aos 41, o atacante desferiu um forte arremate de fora da área e a bola passou zunindo o travessão de Barovero, que só pôde assistir e torcer para que ela não entrasse em seu ângulo esquerdo. Cinco minutos depois, Martínez fez grande jogada na área, mas chutou longe uma clara chance de gol, que seria o segundo do time argentino. Logo depois o primeiro tempo foi encerrado.

Vélez perde pênalti

A configuração da partida se manteve na segunda etapa, com o time da casa adiantado e os visitantes mais recuados, esperando o momento certo para dar o bote. E ele veio aos 8, quando Martínez foi derrubado na área por Bernal. O próprio Martínez cobrou, mas Pezzuti fez excelente intervenção, em seu canto direito, salvando o Nacional de levar o segundo gol.

O lance deu nova motivação aos colombianos, e aos 17, Pabón, sempre ele, perdeu outra boa oportunidade. Cinco minutos depois foi a vez dos argentinos: Martínez, em chute de fora da área, assustou Pezzuti. A melhor chance na etapa final para o Nacional veio aos 38 numa cobrança de falta feita por Quintero: a bola chegou a resvalar na trave esquerda de Barovero.

Dois minutos depois, Álvarez recebeu ótimo passe de Pabón, mas o goleiro do Vélez foi mais rápido e ficou com a bola. O time da casa tentou pressionar no fim, mas foi o Vélez que quase marcou, aos 46, em forte chute de Lucas Pratto, que Pezzuti defendeu bem.