Por Cleber Aguiar – CBF fala em ‘bom senso’ e já marca nova data de São Paulo x Ponte

Fonte: Folha de São Paulo

NELSON BARROS NETO
DE SÃO PAULO

Após ser adiado na noite desta quinta-feira, sob alegação das fortes chuvas que caíram em Campinas, o jogo de ida entre Ponte Preta e São Paulo pelas oitavas de final da Copa do Brasil já foi remarcado. Agora, acontecerá na próxima quarta, dia 2 de maio, no mesmo local.

  Ricardo Nogueira/Folhapress  
Gramado alagado do estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, devido a forte chuva que atingiu a região
Gramado alagado do estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, devido a forte chuva que atingiu a região

A informação é oficial da diretoria de competições da CBF, depois de contato da Folha.

Segundo o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, responsável pelo adiamento, ainda no gramado do estádio, a definição só ocorreria nesta sexta. Porém, a entidade já se antecipou e usará o dia só para confirmar a data da partida de volta, no Morumbi.

O mais provável é que ela ocorra na quinta que vem, dia 10, pois na véspera haverá jogo do Corinthians, pela Libertadores, na capital paulista. Além disso, terá o segundo confronto entre Palmeiras e Paraná, pela Copa do Brasil, só que em Barueri.

De acordo com a própria CBF, o novo Ponte Preta x São Paulo já deveria ser disputado 24 horas após a prorrogação do embate, conforme dispõe o regulamento da competição.

Mas adotou-se como justificativa o “bom senso”, pois existe disponibilidade de data na próxima semana e ambos os clubes possuem “jogos importantes já no domingo”, pela semifinal do Campeonato Paulista (ante Santos e Guarani).

Tanto a diretoria são-paulina quanto a ponte-pretana comemoraram bastante e chegaram a fazer pressão sobre o árbitro justamente em função dessas partidas.

  Ricardo Nogueira/Folhapress  
Poças de água no gramado do Moisés Lucarelli: jogo entre São Paulo x Ponte acabou adiado
Poças de água no gramado do Moisés Lucarelli: jogo entre São Paulo x Ponte acabou adiado

Por Cleber Aguiar – Barrado, Julio Cesar treina com “encostados” e pode nem viajar

Fonte: Gazetaesportiva.net

Fellipe Lucena, especial para a GE.NetSão Paulo (SP)

O treino desta quinta-feira confirmou que ogoleiro Julio Cesar perdeu a titularidade para o jogo de ida pelas oitavas de final da Libertadores, quarta-feira que vem, contra o Emelec. O camisa 1 já foi avisado por Tite de que a vaga será de Danilo Fernandes ou Cássio e, como trabalhou com os jogadores “encostados”, é possível que sequer viaje ao Equador na segunda.

Ele e o jovem Matheus, quarta opção para o gol,treinaram em um campo à parte no CT Joaquim Grava, ao lado de jogadores que não compuseram nem o time reserva e nem o titular, como Willian Arão, Zizao, Vitor Júnior, Giovanni e Gilsinho.

Julio falhou duas vezes na derrota por 3 a 2 para a Ponte Preta, resultado que eliminou o Corinthians do Paulistão, no último domingo. Na terça-feira, o técnico Tite avisou que a vaga estava em aberto. Agora, quebra a cabeça para escolher entre Danilo Fernandes, consideradoreserva imediato da posição e que acumula dez partidas pelo clube, e Cássio, que só jogou uma vez.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Julio Cesar vai precisar correr atrás do prejuízo para que Cássio ou Danilo Fernandes não tomem conta do gol

Na atividade em campo reduzido que colocou titulares e reservas frente a frente, os arqueiros não tinham time fixo. Os preferidos de Tite começaram atacando a meta defendida por Cássio, mas logo inverteram o lado e passaram a finalizar contra Danilo Fernandes.Entre os atletas de linha, houve apenas uma novidade na equipe principal: Chicão, que não enfrentou a Ponte por causa de uma lesão na coxa, tomou a vaga de Marquinhos. Sendo assim, treinaram Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique, Emerson e Liedson (depois Willian).

ICFUT – Entrevista com Alexandre Kalil – Presidente do Atlético Mineiro.

Alexandre Kalil – Há Uma Supervalorização Da Copa Do Mundo

Kalil – Fala Do Nível Dos Dirigentes Brasileiros

Kalil – Eu Não Acredito Em Futebol Sem Estrutura

 Alexandre Kalil – Comenta A Falta De Um Camisa 10 No Seu Clube

Kalil – Fala Das Expectativas Para O Resto Da Temporada

 

Por Cleber Aguiar – Sonho do Flamengo, Ibson está perto do acerto

Fonte:Lancenet.com.br

Diretoria rubro-negra negocia com o Santos. O lateral-direito Galhardo e o zagueiro David estariam envolvidos na transação

Ibson no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza) Ibson trabalhou com o técnico Joel Santana no Campeonato Brasileiro de 2007 (Foto: Gilvan de Souza)

Claudio Portella
Publicada em 26/04/2012 às 17:58 
Rio de Janeiro (RJ)

O sonho pode virar realidade. O meia Ibson está perto de voltar ao Flamengo e é o nome que o clube pretende anunciar em breve para a torcida rubro-negra como o grande reforço para o Campeonato Brasileiro. A diretoria do Fla vem trabalhando em sigilo para acertar com o jogador do Santos. A cúpula do clube da Gávea teria oferecido dois atletas do elenco à equipe paulista e o jogador tem interesse em voltar e, inclusive, já acertou as bases salariais com o Rubro-negro.

O lateral-direito Rafael Galhardo e o zagueiro David são os atletas que estariam sendo envolvidos na negociação. O Flamengo vem tentando a contratação de Ibson desde o início da temporada, quando houve a tentativa de uma troca com o zagueiro Alex Silva. Na ocasião, a transação acabou não evoluindo.

Consultado pela equipe do LANCENET!, o empresário do atelta, Eduardo Uram, preferiu não entrar em detalhes sobre a negociação, mas também não desmentiu a possibilidade de uma troca entre Flamengo e Santos.

– Não é meu papel confirmar as negociações. Isso quem tem de fazer são os clubes. Não posso falar nada sobre a negociação – disse Uram.

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, deixou o assunto de lado para não tumultuar o ambiente do Peixe, que ainda está disputando o Campeonato Paulista e a Copa Santander Libertadores.

– Preferimos não comentar esse tipo de negociação. Estamos em duas competições importantes, na fase final – desconversou.

Atualmente, Ibson está na reserva do Santos. Desde que chegou à Vila Belmiro, ele nunca se firmou como titular. Após começar bem o ano e ganhar vaga de Elano no time principal, ele voltou para o banco de reservas há duas semanas.

Ibson já trabalhou com o técnico Joel Santana na Gávea em 2007 e foi um dos grandes responsáveis pela reação rubro-negra no Campeonato Brasileiro, que tirou o Flamengo da zona de rebaixamento. Naquele ano, o time ainda conseguiu se classificar para a Libertadores.

Por Cleber Aguiar – Oscar consegue liminar e pode defender o Inter

Fonte: O Estado de São Paulo

Por ora, meia está liberado e deve reforçar Colorado no Gaúcho e Libertadores

O meia Oscar conseguiu uma liminar e está liberado para defender o Internacional. O ministro Guilherme Caputo Bastos, do Tribunal Superior do Trabalho, apoiou sua decisão na premissa de que o trabalhador tem direito a escolher onde quer desempenhar suas funções profissionais.

Oscar não joga desde 20 de março - Neco Varella/EFE
Neco Varella/EFE
Oscar não joga desde 20 de março

O meia Oscar conseguiu uma liminar ontem à noite e está liberado para defender o Internacional. O ministro Guilherme Caputo Bastos, do Tribunal Superior do Trabalho, apoiou sua decisão na premissa de que o trabalhador tem direito a escolher onde quer desempenhar suas funções profissionais e chegou a citar a escravidão em sua decisão. “A obrigatoriedade da prestação de serviços a determinado empregador nos remete aos tempos de escravidão e servidão, épocas incompatíveis com a existência do Direito do Trabalho, nas quais não havia a subordinação jurídica daquele que trabalhava, mas sim a sua sujeição pessoal”, diz um trecho do documento.

Com a decisão, o Colorado poderá utilizar o jogador no clássico contra o Grêmio, pela decisão do segundo turno do Campeonato Gaúcho, e na partida decisiva contra o Fluminense pela Libertadores.

É a primeira vitória de Oscar após uma série de derrotas na Justiça desde que foi determinado que o meia deveria retornar ao Morumbi, de onde saiu em 2009 alegando atraso no pagamento de salários e FGTS. Sem jogar desde 20 de março, ele tenta se livrar judicialmente do clube que o revelou, enquanto o São Paulo exige seu retorno e o cumprimento do contrato que se encerra em dezembro. O Inter fez uma proposta de R$ 7 milhões, mas o São Paulo pede R$ 13 milhões.

ICFUT – Liga Europa tem final entre Atlético Madrid x Atlético Bilbao

Fonte: Folha Online

Atlético de Madri vence e chega à sua 2ª final de Liga Europa

O Atlético de Madri derrotou o Valencia nesta quinta-feira, por 1 a 0, no estádio Mestalla, em Valência, pelo jogo de volta da semifinal da Liga Europa, e conseguiu uma vaga na final do torneio pela segunda vez em sua história.

A equipe da capital espanhola podia perder por até um gol de diferença já que havia vencido a partida de ida, no estádio Vicente Calderón, em Madri, por 4 a 2. Na final, vai enfrentar o Athletic Bilbao, que passou pelo Sporting. A decisão será em Bucareste, na Romênia, no dia 9 de maio.

Jose Jordan/France Presse
O meia brasileiro Diego (esq.), do Atlético de Madri, disputa bola com Ricardo Costa, do Valencia
O meia brasileiro Diego (esq.), do Atlético de Madri, disputa bola com Ricardo Costa, do Valencia

O único gol da partida foi marcado por Adrián López, aos 14min da segunda etapa. Os brasileiros Filipe Luis, Miranda e Diego foram titulares no time de Madri. Diego Alves e Jonas jogaram pelo Valencia.

O Atlético de Madri vai lutar pelo bicampeonato da competição. O time foi campeão na temporada 2009/10 quando derrotou os ingleses do Fulham na final.

A equipe de Diego Simeone foi a campo com a tática de prender a bola e deixar o tempo passar. Mas o time visitante não conseguiu nem mesmo cumprir o seu papel de manter a posse. O primeiro tempo foi todo do Valencia, que impôs o seu ritmo e dominou a partida por completo. Só faltou o detalhe principal: o gol.

Os mandantes apostaram nas jogadas pelas laterais. Porém, apesar da pressão e de tantas bolas jogadas na área, falhou no passe final e nas conclusões. E quando conseguiu acertar o alvo, como aos 21min, com Jonas, parou no goleiro Courtois.

Jogadores do Athletic Bilbao comemoram classificação para a final da Liga Europa depois de vitória por 3 a 1 sobre o Sporting de Lisboa, em casa

O Atlético de Madri só conseguiu assustar em seus raros contra-ataques. Foram apenas dois na primeira etapa. Isso porque o meio de campo não funcionou e a bola não chegou até o atacante Falcão. Dessa forma, foram só dois chutes a gol antes do intervalo, contra sete do Valencia.

No intervalo, Simeone sacou Mario Suárez e colocou Gabi. Emery respondeu ao substituir Jonas por Arduriz e Canales por Mathieu. O time da casa caiu de rendimento em relação ao primeiro tempo e os visitantes souberam aproveitar. Aos 14min, Adrián López recebeu passe pela direita e chutou forte para marcar um golaço.

O Valencia sentiu o golpe e não conseguiu se recuperar. A equipe visitante ainda teve chance para ampliar com o atacante Falcão. No fim da partida, o meia português Tiago foi expulso e será desfalque na final.

No fim, Athletic Bilbao elimina Sporting e fará final espanhola

Um dia depois de presenciar a eliminação dos seus dois maiores times na Copa dos Campeões, a Espanha pode comemorar. O Athletic Bilbao superou os portugueses do Sporting por 3 a 1, em casa, e fará uma final totalmente espanhola da Liga Europa com o Atlético de Madri.

O time basco, comandado pelo argentino Marcelo Bielsa e que já havia eliminado Manchester United e Schalke 04, volta a uma decisão europeia depois de 35 anos. Na ocasião, os espanhóis foram derrotados pelos italianos da Juventus pela então Copa da Uefa, antecessora da atual Liga Europa.

A final vai acontecer dia 9 de maio, em Bucareste, na Romênia. Além disso, o Athletic Bilbao disputará, dia 25 de maio, a decisão da Copa do Rei, contra o Barcelona.

Depois de perder o primeiro jogo da semifinal por 2 a 1, de virada, em Lisboa, os bascos precisavam da vitória a qualquer custo em casa. Por isso partiram em busca de gols. Com seu estilo característico, de muita movimentação, troca de passes e pressão sobre a saída de bola portuguesa, passou a empurrar o Sporting para o seu campo de defesa.

A saída encontrada pelo treinador Ricardo Sá Pinto foi fazer uma marcação individual nas principais peças do adversário. Mas não há marcação que resista à individualidade aliado ao jogo coletivo. Desta maneira, os donos da casa abriram o marcador aos 17min.

Boa trama que começou com Ander Herrera, passou por Muniain e chegou até Llorente. O centroavante ajeitou com o peito para o chute certeiro de Susaeta.

Com o gol, a partida mudou de figura. Os visitantes passaram a pressionar em busca do empate, surpreendendo os anfitriões. Isso resultou no empate, que veio no fim da primeira etapa, quando Van Wolfswinkel aproveitou o bate e rebate e chutou para igualar.

Mas a felicidade portuguesa durou pouco. Alguns segundos só. Foi o tempo necessário para que Llorente, em outra bela assistência, deixasse Ibai Gómez na cara de Rui Patrício e recolocar os bascos na frente do placar, aos 46min.

O Athletic Bilbao voltou melhor para a etapa final. Na tentativa de evitar a prorrogação, os donos da casa buscavam triangulações para envolver os jogadores do Sporting. Nos primeiros minutos, uma blitz basca quase resultou no terceiro tento. Susaeta obrigou Rui Patrício a grande defesa e Javi Martinez mandou na trave.

Insúa respondeu e também acertou o poste de Iraizoz.

Mas à medida que os minutos iam passando, maior era o temor das duas equipes. Os ataques, então, rarearam, tornando a partida monótona.

Porém, no fim, aconteceu o gol salvador. Aos 43min, grande jogada de Ibai Gómez, que entortou João Pereira e cruzou, retribuindo a assistência para Llorente marcar o tento da classificação para a final da Liga Europa. Festa incrível nas arquibancadas do San Mamés.


Por Cleber Aguiar – Em casa, Coritiba faz 4 no Paysandu e se aproxima das quartas

Fonte: Portal Terra

Jogadores do Coritiba comemoram um dos gols diante do Paysandu no Couto Pereira. Foto: Felipe Gabriel/Agência Lance

Jogadores do Coritiba comemoram um dos gols diante do Paysandu no Couto Pereira
Foto: Felipe Gabriel/Agência Lance

O Coritiba conseguiu fazer valer o mando de campo na primeira partida das oitavas da Copa do Brasil nesta quinta-feira. Jogando no Estádio Couto Pereira, o time do técnico Marcelo Oliveira goleou o Paysandu por 4 a 1 e ficou muito perto da vaga nas quartas de final do torneio nacional. Os gols da equipe alviverde foram marcados por Anderson Aquino, Roberto e Everton Ribeiro – no primeiro tempo – e Tcheco, nos acréscimos do segundo. Tiago Potiguar fez o tento de honra dos visitantes.

As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio do Mangueirão. Para esta segunda partida, o time do Paraná pode até perder por dois gols de diferença que ainda assim estará garantido na próxima fase do torneio. Quem avançar deste duelo, pega o classificado entre Botafogo e Vitória, que fazem a primeira partida na próxima quarta-feira, às 21h50, no Barradão.

O jogo

Atuando em casa, o Coritiba começou melhor do que o Paysandu. Logo aos 10min, o time da casa perdeu uma ótima chance de abrir o placar. Jonas escapou da marcação e passou na medida para Lincoln. Sozinho na marca do pênalti, o meia pegou mal na bola e mandou para fora. Aos 19, Everton Ribeiro aproveitou escanteio da direita e cabeceou a bola rente ao poste direito. A equipe da casa mandava na partida e tinha mais posse de bola.

Com a pressão, o gol do Coritiba sairia de forma natural. E saíram dois na sequência. Aos 32min, Anderson Aquino recebe livre na entrada da área. O atacante bateu colocado no canto alto de Paulo Rafael e abriu o placar no Couto Pereira. Um minuto depois, Roberto foi lançado no ataque, ganhou a disputa com o zagueiro e tocou de cobertura para ampliar o marcador: 2 a 0.

Com a equipe visitante atordoada, o Coritiba aproveitou para marcar o terceiro aos 42min. Roberto passou por Vanderson na área e cruzou da linha de fundo. Éverton Ribeiro bateu de primeira e aumentou a vantagem dos mandantes. A equipe da casa resolvia a partida ainda na primeira etapa.

O segundo tempo começou mais truncado, com poucas chances de gol até os primeiros vinte minutos. A equipe do Paysandu aproveitou vacilo da defesa do Coritiba e conseguiu descontar aos 22min. Helinton apareceu na cara do gol e se atrapalhou com a bola. Na sobra, Tiago Potiguar aproveitou para fuzilar Vanderlei e diminuir o prejuízo dos visitantes.

Aos 35, Rafael Silva – que acabara de entrar – penetrou na área e Tiago Costa derrubou o atacante. Guilherme Ceretta de Lima apontou penalidade para o Coritiba. Roberto bateu a primeira vez, fez o gol, mas que acabbou sendo anulado pois o goleiro do Paysandu saiu do gol antes da finalização. Na segunda cobrança, Paulo Rafael caiu no canto direito e espalmou o chute do camisa 7 do Coritiba, evitando o quarto gol da equipe da casa.

O Paysandu ainda assustou aos 43min. Após cobrança de falta de Yago Pikachu, Adriano Magrão cabeceou e Vanderlei fez defesa sensacional. Aos 46min, o Coritiba foi ao ataque e fez o quarto gol. Paulo Rafael entrou forte em Rafael Silva dentro da área e cometeu pênalti. O goleiro foi expulso pelo árbitro e, como a equipe visitante havia feito todas as substituições, Harrison foi para a meta. O meia Tcheco bateu bem no canto direito e consolidou a goleada que deixa o Coritiba perto das quartas.

Ficha técnica

CORITIBA 4 x 1 PAYSANDU

Gols
CORITIBA:
Anderson Aquino, aos 32 min, Roberto, aos 33min e Everton Ribeiro, aos 42min do primeiro tempo; Tcheco, aos 48min do segundo tempo
PAYSANDU:
Tiago Potiguar, aos 22min do segundo tempo

CORITIBA:Vanderlei; Jonas (Sérgio Manoel), Emerson, Demerson e Lucas Mendes; Júnior Urso, Tcheco, Everton Ribeiro e Lincoln (Rafael Silva); Roberto e Anderson Aquino (Renan Oliveira)
Treinador: Marcelo Oliveira

PAYSANDU: Paulo Rafael; Yago Pikachu, Douglas, Tiago Costa e Pablo (Adriano Magrão); Vanderson, Billy, Kariri (Harrison) e Tiago Potiguar; Rafael Oliveira e Heliton (Bartola)
Treinador: Lecheva

Cartões amarelos
CORITIBA: Émerson e Renan Oliveira
PAYSANDU: Kariri, Paulo Rafael e Tiago Potiguar

Cartões vermelhos
PAYSANDU: Paulo Rafael

Árbitro
Guilherme Ceretta de Lima (SP)

Local
Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)