ICFUT – Notícias da Copa do Brasil 2012

Fonte: Folha Online

Barcos vira atacante comum no Palmeiras

RAFAEL REIS

SPFW 2012Hernán Barcos, que apareceu como a melhor novidade do Palmeiras para 2012, já caiu na vala comum dos atacantes que vestem verde.

O argentino, ídolo imediato graças aos nove gols anotados em seus dez primeiros jogos como titular, marcou apenas uma vez nas últimas sete partidas que disputou.

É a mesma marca do seu reserva direto, o contestado Fernandão, que nem deve continuar no time no segundo semestre, e de Maikon Leite, que tem a finalização como ponto fraco, no período.

Até o zagueiro Leandro Amaro, autor de dois gols, teve mais sucesso na artilharia nas sete mais recentes apresentações palmeirenses.

A escassez dos tentos do centroavante coincide com a queda brusca de rendimento da equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

  Jorge Araújo – 24.abr.12/Folhapress  
Barcos tenta dominar a bola durante treino do Palmeiras
Barcos tenta dominar a bola durante treino do Palmeiras

O Palmeiras, eliminado do Paulista nas quartas de final pelo Guarani, tenta hoje contra o Paraná, no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, sua terceira vitória durante a fase de seca de Barcos.

Pouco para quem, até um mês atrás, ostentava uma invencibilidade de 22 jogos e festejava ter encontrado um centroavante de respeito.

Não à toa as críticas a Scolari não param de aumentar. O treinador foi um dos principais alvos do protesto feito por cerca de 20 torcedores na chegada do time a Curitiba.

Barcos não estará em uma possível lista de dispensa. Mas seu fraco desempenho dos últimos jogos incomoda.

E o argentino nem pode reclamar que o declínio em que a equipe entrou o privou de oportunidades para balançar as redes. Nas últimas cinco rodadas do Paulista, ele conseguiu finalizar 20 vezes.

A média de quatro chutes por partida é quase a mesma do campeonato todo. O centroavante é o segundo jogador que mais conclui a gol no Estadual, com 4,2 por jogo.

Mas a mira deixou de ser tão precisa. Nas suas cinco primeiras apresentações como titular, ele acertou o gol em 55% das finalizações. Nas cinco últimas, 40% das bolas chegaram à meta.

A torcida percebeu e reagiu à mudança no futebol do centroavante. Os gritos de “Pirata” (apelido do argentino), repetidos à exaustão no começo da era Barcos, agora mal são ouvidos nos estádios.

PARANÁ
Thiago Rodrigues; Paulo Henrique, Alex Bruno, André Vinícius e Henrique; Alex Alves, Douglas Packer, Luisinho e Wendel; Nilson e Elias
T.: Ricardinho
PALMEIRAS
Deola; Cicinho, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Vinícius (Valdivia) e Barcos
T.: Luiz Felipe Scolari
Estádio: Durival de Britto, em Curitiba Horário: 21h50 Árbitro: Fabricio Neves Corrêa (RS)

NA TV
Paraná x Palmeiras
21h50 Band, ESPN Brasil e Sportv

Agora técnico, ex-corintiano Ricardinho desafia o Palmeiras

RAFAEL REIS
Uma nova carreira, o desafio de trabalhar fora da elite, calendário vazio. A vida de Ricardinho passou por mudanças radicais em 2012.

Aos 35 anos, o ex-meia do Corinthians, do São Paulo e da seleção se aposentou depois de rescindir contrato com o Bahia e aceitou convite para treinar o clube que o lançou para o futebol. Nesta quarta, às 21h50, recebe o Palmeiras pelas oitavas da Copa do Brasil.

Mas encontrou um Paraná devastado. A Série B do Brasileiro era o menor dos problemas de um time que havia sido rebaixado para a segunda divisão estadual.

Situação inédita na carreira de alguém que, desde que foi lançado como jogador, no meio dos anos 1990, nunca precisou disputar um torneio de divisão inferior.

“Eu já sabia que o clube estava assim. É um desafio novo. Mas a resposta do torcedor está sendo boa. Tudo está sendo gratificante. Os resultados também estão ajudando”, disse o técnico.

Por resultados, entenda um empate e uma vitória sobre o Luverdense e dois empates contra o Ceará.

Como as segundas divisões do Paranaense e do Brasileiro só começam no próximo mês, a carreira de Ricardinho fora dos gramados se resume aos quatro jogos da Copa do Brasil.

O calendário vazio e a ausência de receitas no início do ano impediram o Paraná de chegar ao duelo com o Palmeiras com o time pronto. E a maratona dos próximos meses também preocupa o novo treinador. “Estamos montando o elenco. Pelo número de jogos que faremos, vamos ter dois times [um para cada torneio].”

Fonte:Futebolinterior.com.br

Copa do Brasil: Tabu e retrospecto motivam São Paulo contra Ponte

A Macaca não vence o Tricolor atuando em casa há quase sete anos

  O São Paulo se apoia em um tabu para largar em vantagem contra a Ponte Preta pela oitavas-de-final da Copa do Brasil. O Tricolor não perde para a Macaca há quase sete anos jogando no Estádio Moisés Lucarelli, palco do jogo desta quinta-feira, às 21h50.
Caldeirão não costuma fazer diferença contra o Sampa

A última vez que isso aconteceu foi no dia 19 de outubro de 2005. Na oportunidade, o time campineiro venceu, por 2 a 0, em partida pela 10ª rodada do Brasileirão. Os autores dos gols foram o meia Élson e o atacante Izaías.

Desde então, os dois clubes já realizaram cinco partidas no Majestoso, com um empate e quatro derrotas. A última delas aconteceu na primeira fase do Paulistão, quando o clube do Morumbi venceu, por 3 a 1, com gols de William José (duas vezes) e Lucas. Guilherme fez o de honra.

No retrospecto geral, o São Paulo também leva grande vantagem sobre a Ponte. No Majestoso, já aconteceram 63 partidas, com 23 vitórias são-paulinas, 27 empates e 13 vitórias pontepretanas. No total, os dois times se enfrentaram 124 vezes, com 66 vitórias do Sampa, 39 empates e 19 vitórias da Ponte.

Goiás x Atlético-MG – Galo entra em campo para quebrar tabu na Copa do Brasil

Os times já se enfrentaram em três oportunidades pela Copa BR, com domínio esmeraldino

 Na noite desta quarta-feira, Atlético-MG e Goiás farão um duelo que já virou tabu na Copa do Brasil. Está será a quarta vez que os times se enfrentam eplo torneio nacional e o time esmeraldino saiu vencedor em todoas as oportunidades. O jogo, válido pela rodada de ida das oitavas-de-final, será no Estádio Serra Dourada, a partir das 21h50, com cobertura total do Portal Fi através do famoso Placar ao vivo

Em 1989 e 1990, os times se enfrentaram na fase de quartas-de-final. No confronto mais recente, em 2001, o Goiás voltou a eliminar o Galo, mas desta vez na segunda fase do torneio. 

Apesar da ampla vantagem no ocnfronto pela Copa BR, o Atlético chegou às oityavas com facilidade, goleando o Penatrol-AM por 5 a 0. Já o time esmeraldino vem de dois jogos complicados diante do América-MG. No primeiro, em Minas Gerais, o placar foi 0 a 0. No segundo o placar foi equlibrado, 4 a 3.

Adversário dificil…
O técnico do Goiás, Enderson Moreira não escondeu o respeito que tem pelo Atlético-MG e sabe que o jogo desta quarta-feira não será fácil.

“Vai ser um jogo difícil. O Atlético é um time muito rápido. Temos que jogar duro, jogar firme, precisamos vencer dentro de casa”, disse o capitão Iarley ao analisar a partida.

Enderson Moreira também avaliou as condições do jogo desta quarta. “Acredito que será um grande jogo, são duas equipes que jogam para cima, sempre em busca do resultado. Teremos que atacar sempre resguardados na nossa defesa, mas, claro, vamos impor nosso ritmo de jogo”, afirmou o treinador.

O zagueiro Ernando, que ficou fora do time após uma lesão no primeiro jogo da Copa do Brasil, contra o Paulista em Jundiaí, voltou a treinar normalmente com os demais jogadores e deverá reforçar o time esmeraldino.

Mistério no Galo…
O técnico Cuca revelou nesta terça-feira, em Goiânia, que ainda tem dúvidas para escalar o meio campo do Atlético-MG para a partida desta quarta-feira, às contra o Goiás. O treinador, porém, adiantou que Réver volta e faz dupla de zaga com Luiz Eduardo.

“Estamos com um pouco mais de precaução porque a gente ainda está em uma fase final de avaliação do Pierre, que tem uma dor, e do Bernard, que, depois que voltou, jogando domingo e quarta, tem uma dificuldade na recuperação. Ele joga a cem por hora o jogo inteiro, não é um jogador que aprendeu ainda a dosar. Vamos nos reunir com a preparação física para definir em cima desses dois nomes também”, comentou Cuca.

O treinador, porém, revelou que Rever e Luiz Eduardo vão formar a defesa alvinegra. “É a zaga que vinha sendo mantida e confesso que se colocasse o Lima teria a mesma confiança, pois ele fez um jogo muito bom no fim de semana (substituindo o suspenso Réver diante do Tupi). Então, tem que ficar um no banco, fica o Lima, mas com confiança total”, ponderou Cuca.

O treinador ainda revelou que sabe das dificuldades de enfrentar o Goiás fora de casa e espera um jogo complicado para o seu time que ainda segue invicto neste ano.

“É pedreira, ingresso mais barato, previsão de casa cheia. O Goiás é uma equipe ajustada, bem treinada, que esse ano tem jogado bem, na base da velocidade, marca forte. É jogo duro, mas é jogo igual”, avalia.

Portuguesa x Bahia – Lusa quer esquecer vexame na estreia de Geninho

Para sair à frente no duelo, os paulistas apostam no bom desempenho como mandantes

 A Portuguesa quer virar a página e começar uma nova história, a partir desta quarta-feira. Na estreia do técnico Geninho, a Lusa tenta esquecer o rebaixamento no Campeonato Paulista e se concentrar no duelo contra o Bahia, às 19h30, no Estádio do Canindé, em São Paulo, pela rodada de ida as oitavas-de-final da Copa do Brasil.
Para sair à frente no duelo, os paulistas apostam no bom desempenho como mandantes no torneio. Nas duas fases anteriores, goleou o Cuiabá-MT e o Juventude-RS, ambos por 4 a 0. O Bahia, por sua vez, vem de um resultado ruim pelas semifinais no Baiano. No domingo, perdeu para o Vitória da Conquista, por 1 a 0, no Interior. A volta será no próximo final de semana. Ao contrário do que aconteceu nas duas primeiras fases, a partir das oitavas o visitante não elimina mais a volta com uma vitória por dois gols de diferença. O que garante a realização da volta, marcada para o dia 10 de maio, em Salvador. O vencedor deste confronto encara Grêmio ou Fortaleza.

 

Estreia na fogueira
Substituto de Jorginho, Geninho faz seu primeiro jogo frente ao clube dois dias, após ser apresentado. Depois das primeiras observações, o comandante rubro-verde não acredita em abatimento por conta da degola no Estadual.

“O grupo está com vontade de reverter essa situação, pois eles precisam de confiança e um novo pensamento. Os jogadores devem esquecer o que aconteceu. Realmente é difícil, mas precisamos trabalhar primeiro isso”, salientou.

Com pouco tempo de trabalho, Geninho deve fazer poucas mudanças na base que vinha atuando. Em relação ao time que perdeu para o Mirassol, na despedida do Paulistão, devem ser três as novidades: o ala Raí, o volante Wilson Mathias e o atacante Rodriguinho.

O lateral entra na vaga de Ivan, que sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda. Wilson Mathias, que não estava inscrito no Paulistão, deve ganhar o lugar de Boquita. Já o atacante Rodriguinho pode ganhar o lugar do meia Henrique. Se isso ocorrer, Ananias será recuado para o meio.

Muitas mudanças
Na manhã desta terça-feira, Falcão fez treino com portões fechados, no CT do Fazendão, só permitindo a entrada da imprensa nos minutos finais. Apesar disso, o pouco tempo de treino liberado foi suficiente para se perceber algumas mudanças no time titular.

Já é certo que o meia Morais, que ainda se recupera de contusão, segue fora. Por outro lado, o atacante Souza está recuperado de um estiramento na coxa esquerda e joga. Ele deve ganhar a vaga de Júnior e atuar ao lado de Lulinha.

Na defesa, Falcão vai promover a entrada de Danny Morais na vaga de Rafael Donato. No meio, Fahel e Hélder jogam nas vagas de Fabinho e Diones. Além disso, o meia Vander substitui Magno, na vaga que deveria ser de Morais.

“Embora o Baiano seja um dos nossos objetivos no ano, temos de deixá-lo um pouco de lado. Vamos foca a Copa do Brasil, onde temos condições de chegar longe. Mas todo cuidado é pouco, porque o futebol paulista é forte”, afirmou Lulinha.

1ª RODADA
25/04 – 19h30 Portuguesa-SP x Bahia-BA
25/04 – 21h50 Goiás-GO x Atlético-MG
25/04 – 21h50 Paraná-PR x Palmeiras-SP
26/04 – 19h30 Coritiba-PR x Paysandu-PA
26/04 – 21h50 Ponte Preta-SP x São Paulo-SP
2/05 – 19h30 Fortaleza-CE x Grêmio-RS
2/05 – 21h50 Atlético-PR x Cruzeiro-MG
2/05 – 21h50 Vitória-BA x Botafogo-RJ
2ª RODADA
2/05 – 21h50 São Paulo-SP x Ponte Preta-SP
3/05 – 19h30 Paysandu-PA x Coritiba-PR
3/05 – 21h50 Atlético-MG x Goiás-GO
9/05 – 19h30 Botafogo-RJ x Vitória-BA
9/05 – 21h50 Palmeiras-SP x Paraná-PR
9/05 – 21h50 Cruzeiro-MG x Atlético-PR
10/05 – 19h30 Bahia-BA x Portuguesa-SP
10/05 – 21h50 Grêmio-RS x Fortaleza-CE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s