ICFUT – Notícias da Copa do Brasil 2012

Fonte: Folha Online

Barcos vira atacante comum no Palmeiras

RAFAEL REIS

SPFW 2012Hernán Barcos, que apareceu como a melhor novidade do Palmeiras para 2012, já caiu na vala comum dos atacantes que vestem verde.

O argentino, ídolo imediato graças aos nove gols anotados em seus dez primeiros jogos como titular, marcou apenas uma vez nas últimas sete partidas que disputou.

É a mesma marca do seu reserva direto, o contestado Fernandão, que nem deve continuar no time no segundo semestre, e de Maikon Leite, que tem a finalização como ponto fraco, no período.

Até o zagueiro Leandro Amaro, autor de dois gols, teve mais sucesso na artilharia nas sete mais recentes apresentações palmeirenses.

A escassez dos tentos do centroavante coincide com a queda brusca de rendimento da equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

  Jorge Araújo – 24.abr.12/Folhapress  
Barcos tenta dominar a bola durante treino do Palmeiras
Barcos tenta dominar a bola durante treino do Palmeiras

O Palmeiras, eliminado do Paulista nas quartas de final pelo Guarani, tenta hoje contra o Paraná, no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, sua terceira vitória durante a fase de seca de Barcos.

Pouco para quem, até um mês atrás, ostentava uma invencibilidade de 22 jogos e festejava ter encontrado um centroavante de respeito.

Não à toa as críticas a Scolari não param de aumentar. O treinador foi um dos principais alvos do protesto feito por cerca de 20 torcedores na chegada do time a Curitiba.

Barcos não estará em uma possível lista de dispensa. Mas seu fraco desempenho dos últimos jogos incomoda.

E o argentino nem pode reclamar que o declínio em que a equipe entrou o privou de oportunidades para balançar as redes. Nas últimas cinco rodadas do Paulista, ele conseguiu finalizar 20 vezes.

A média de quatro chutes por partida é quase a mesma do campeonato todo. O centroavante é o segundo jogador que mais conclui a gol no Estadual, com 4,2 por jogo.

Mas a mira deixou de ser tão precisa. Nas suas cinco primeiras apresentações como titular, ele acertou o gol em 55% das finalizações. Nas cinco últimas, 40% das bolas chegaram à meta.

A torcida percebeu e reagiu à mudança no futebol do centroavante. Os gritos de “Pirata” (apelido do argentino), repetidos à exaustão no começo da era Barcos, agora mal são ouvidos nos estádios.

PARANÁ
Thiago Rodrigues; Paulo Henrique, Alex Bruno, André Vinícius e Henrique; Alex Alves, Douglas Packer, Luisinho e Wendel; Nilson e Elias
T.: Ricardinho
PALMEIRAS
Deola; Cicinho, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Vinícius (Valdivia) e Barcos
T.: Luiz Felipe Scolari
Estádio: Durival de Britto, em Curitiba Horário: 21h50 Árbitro: Fabricio Neves Corrêa (RS)

NA TV
Paraná x Palmeiras
21h50 Band, ESPN Brasil e Sportv

Agora técnico, ex-corintiano Ricardinho desafia o Palmeiras

RAFAEL REIS
Uma nova carreira, o desafio de trabalhar fora da elite, calendário vazio. A vida de Ricardinho passou por mudanças radicais em 2012.

Aos 35 anos, o ex-meia do Corinthians, do São Paulo e da seleção se aposentou depois de rescindir contrato com o Bahia e aceitou convite para treinar o clube que o lançou para o futebol. Nesta quarta, às 21h50, recebe o Palmeiras pelas oitavas da Copa do Brasil.

Mas encontrou um Paraná devastado. A Série B do Brasileiro era o menor dos problemas de um time que havia sido rebaixado para a segunda divisão estadual.

Situação inédita na carreira de alguém que, desde que foi lançado como jogador, no meio dos anos 1990, nunca precisou disputar um torneio de divisão inferior.

“Eu já sabia que o clube estava assim. É um desafio novo. Mas a resposta do torcedor está sendo boa. Tudo está sendo gratificante. Os resultados também estão ajudando”, disse o técnico.

Por resultados, entenda um empate e uma vitória sobre o Luverdense e dois empates contra o Ceará.

Como as segundas divisões do Paranaense e do Brasileiro só começam no próximo mês, a carreira de Ricardinho fora dos gramados se resume aos quatro jogos da Copa do Brasil.

O calendário vazio e a ausência de receitas no início do ano impediram o Paraná de chegar ao duelo com o Palmeiras com o time pronto. E a maratona dos próximos meses também preocupa o novo treinador. “Estamos montando o elenco. Pelo número de jogos que faremos, vamos ter dois times [um para cada torneio].”

Fonte:Futebolinterior.com.br

Copa do Brasil: Tabu e retrospecto motivam São Paulo contra Ponte

A Macaca não vence o Tricolor atuando em casa há quase sete anos

  O São Paulo se apoia em um tabu para largar em vantagem contra a Ponte Preta pela oitavas-de-final da Copa do Brasil. O Tricolor não perde para a Macaca há quase sete anos jogando no Estádio Moisés Lucarelli, palco do jogo desta quinta-feira, às 21h50.
Caldeirão não costuma fazer diferença contra o Sampa

A última vez que isso aconteceu foi no dia 19 de outubro de 2005. Na oportunidade, o time campineiro venceu, por 2 a 0, em partida pela 10ª rodada do Brasileirão. Os autores dos gols foram o meia Élson e o atacante Izaías.

Desde então, os dois clubes já realizaram cinco partidas no Majestoso, com um empate e quatro derrotas. A última delas aconteceu na primeira fase do Paulistão, quando o clube do Morumbi venceu, por 3 a 1, com gols de William José (duas vezes) e Lucas. Guilherme fez o de honra.

No retrospecto geral, o São Paulo também leva grande vantagem sobre a Ponte. No Majestoso, já aconteceram 63 partidas, com 23 vitórias são-paulinas, 27 empates e 13 vitórias pontepretanas. No total, os dois times se enfrentaram 124 vezes, com 66 vitórias do Sampa, 39 empates e 19 vitórias da Ponte.

Goiás x Atlético-MG – Galo entra em campo para quebrar tabu na Copa do Brasil

Os times já se enfrentaram em três oportunidades pela Copa BR, com domínio esmeraldino

 Na noite desta quarta-feira, Atlético-MG e Goiás farão um duelo que já virou tabu na Copa do Brasil. Está será a quarta vez que os times se enfrentam eplo torneio nacional e o time esmeraldino saiu vencedor em todoas as oportunidades. O jogo, válido pela rodada de ida das oitavas-de-final, será no Estádio Serra Dourada, a partir das 21h50, com cobertura total do Portal Fi através do famoso Placar ao vivo

Em 1989 e 1990, os times se enfrentaram na fase de quartas-de-final. No confronto mais recente, em 2001, o Goiás voltou a eliminar o Galo, mas desta vez na segunda fase do torneio. 

Apesar da ampla vantagem no ocnfronto pela Copa BR, o Atlético chegou às oityavas com facilidade, goleando o Penatrol-AM por 5 a 0. Já o time esmeraldino vem de dois jogos complicados diante do América-MG. No primeiro, em Minas Gerais, o placar foi 0 a 0. No segundo o placar foi equlibrado, 4 a 3.

Adversário dificil…
O técnico do Goiás, Enderson Moreira não escondeu o respeito que tem pelo Atlético-MG e sabe que o jogo desta quarta-feira não será fácil.

“Vai ser um jogo difícil. O Atlético é um time muito rápido. Temos que jogar duro, jogar firme, precisamos vencer dentro de casa”, disse o capitão Iarley ao analisar a partida.

Enderson Moreira também avaliou as condições do jogo desta quarta. “Acredito que será um grande jogo, são duas equipes que jogam para cima, sempre em busca do resultado. Teremos que atacar sempre resguardados na nossa defesa, mas, claro, vamos impor nosso ritmo de jogo”, afirmou o treinador.

O zagueiro Ernando, que ficou fora do time após uma lesão no primeiro jogo da Copa do Brasil, contra o Paulista em Jundiaí, voltou a treinar normalmente com os demais jogadores e deverá reforçar o time esmeraldino.

Mistério no Galo…
O técnico Cuca revelou nesta terça-feira, em Goiânia, que ainda tem dúvidas para escalar o meio campo do Atlético-MG para a partida desta quarta-feira, às contra o Goiás. O treinador, porém, adiantou que Réver volta e faz dupla de zaga com Luiz Eduardo.

“Estamos com um pouco mais de precaução porque a gente ainda está em uma fase final de avaliação do Pierre, que tem uma dor, e do Bernard, que, depois que voltou, jogando domingo e quarta, tem uma dificuldade na recuperação. Ele joga a cem por hora o jogo inteiro, não é um jogador que aprendeu ainda a dosar. Vamos nos reunir com a preparação física para definir em cima desses dois nomes também”, comentou Cuca.

O treinador, porém, revelou que Rever e Luiz Eduardo vão formar a defesa alvinegra. “É a zaga que vinha sendo mantida e confesso que se colocasse o Lima teria a mesma confiança, pois ele fez um jogo muito bom no fim de semana (substituindo o suspenso Réver diante do Tupi). Então, tem que ficar um no banco, fica o Lima, mas com confiança total”, ponderou Cuca.

O treinador ainda revelou que sabe das dificuldades de enfrentar o Goiás fora de casa e espera um jogo complicado para o seu time que ainda segue invicto neste ano.

“É pedreira, ingresso mais barato, previsão de casa cheia. O Goiás é uma equipe ajustada, bem treinada, que esse ano tem jogado bem, na base da velocidade, marca forte. É jogo duro, mas é jogo igual”, avalia.

Portuguesa x Bahia – Lusa quer esquecer vexame na estreia de Geninho

Para sair à frente no duelo, os paulistas apostam no bom desempenho como mandantes

 A Portuguesa quer virar a página e começar uma nova história, a partir desta quarta-feira. Na estreia do técnico Geninho, a Lusa tenta esquecer o rebaixamento no Campeonato Paulista e se concentrar no duelo contra o Bahia, às 19h30, no Estádio do Canindé, em São Paulo, pela rodada de ida as oitavas-de-final da Copa do Brasil.
Para sair à frente no duelo, os paulistas apostam no bom desempenho como mandantes no torneio. Nas duas fases anteriores, goleou o Cuiabá-MT e o Juventude-RS, ambos por 4 a 0. O Bahia, por sua vez, vem de um resultado ruim pelas semifinais no Baiano. No domingo, perdeu para o Vitória da Conquista, por 1 a 0, no Interior. A volta será no próximo final de semana. Ao contrário do que aconteceu nas duas primeiras fases, a partir das oitavas o visitante não elimina mais a volta com uma vitória por dois gols de diferença. O que garante a realização da volta, marcada para o dia 10 de maio, em Salvador. O vencedor deste confronto encara Grêmio ou Fortaleza.

 

Estreia na fogueira
Substituto de Jorginho, Geninho faz seu primeiro jogo frente ao clube dois dias, após ser apresentado. Depois das primeiras observações, o comandante rubro-verde não acredita em abatimento por conta da degola no Estadual.

“O grupo está com vontade de reverter essa situação, pois eles precisam de confiança e um novo pensamento. Os jogadores devem esquecer o que aconteceu. Realmente é difícil, mas precisamos trabalhar primeiro isso”, salientou.

Com pouco tempo de trabalho, Geninho deve fazer poucas mudanças na base que vinha atuando. Em relação ao time que perdeu para o Mirassol, na despedida do Paulistão, devem ser três as novidades: o ala Raí, o volante Wilson Mathias e o atacante Rodriguinho.

O lateral entra na vaga de Ivan, que sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda. Wilson Mathias, que não estava inscrito no Paulistão, deve ganhar o lugar de Boquita. Já o atacante Rodriguinho pode ganhar o lugar do meia Henrique. Se isso ocorrer, Ananias será recuado para o meio.

Muitas mudanças
Na manhã desta terça-feira, Falcão fez treino com portões fechados, no CT do Fazendão, só permitindo a entrada da imprensa nos minutos finais. Apesar disso, o pouco tempo de treino liberado foi suficiente para se perceber algumas mudanças no time titular.

Já é certo que o meia Morais, que ainda se recupera de contusão, segue fora. Por outro lado, o atacante Souza está recuperado de um estiramento na coxa esquerda e joga. Ele deve ganhar a vaga de Júnior e atuar ao lado de Lulinha.

Na defesa, Falcão vai promover a entrada de Danny Morais na vaga de Rafael Donato. No meio, Fahel e Hélder jogam nas vagas de Fabinho e Diones. Além disso, o meia Vander substitui Magno, na vaga que deveria ser de Morais.

“Embora o Baiano seja um dos nossos objetivos no ano, temos de deixá-lo um pouco de lado. Vamos foca a Copa do Brasil, onde temos condições de chegar longe. Mas todo cuidado é pouco, porque o futebol paulista é forte”, afirmou Lulinha.

1ª RODADA
25/04 – 19h30 Portuguesa-SP x Bahia-BA
25/04 – 21h50 Goiás-GO x Atlético-MG
25/04 – 21h50 Paraná-PR x Palmeiras-SP
26/04 – 19h30 Coritiba-PR x Paysandu-PA
26/04 – 21h50 Ponte Preta-SP x São Paulo-SP
2/05 – 19h30 Fortaleza-CE x Grêmio-RS
2/05 – 21h50 Atlético-PR x Cruzeiro-MG
2/05 – 21h50 Vitória-BA x Botafogo-RJ
2ª RODADA
2/05 – 21h50 São Paulo-SP x Ponte Preta-SP
3/05 – 19h30 Paysandu-PA x Coritiba-PR
3/05 – 21h50 Atlético-MG x Goiás-GO
9/05 – 19h30 Botafogo-RJ x Vitória-BA
9/05 – 21h50 Palmeiras-SP x Paraná-PR
9/05 – 21h50 Cruzeiro-MG x Atlético-PR
10/05 – 19h30 Bahia-BA x Portuguesa-SP
10/05 – 21h50 Grêmio-RS x Fortaleza-CE

ICFUT – Notícias de Bolivar ( BOL ) x Santos ( BRA ) – Libertadores 2012 – ( 25/04/2012 )

Fonte: Eldiario.com.bo

Google Tradutor

Para jogar tranquilamente
“Não podemos temer a altitude, em vez devemos usar a nosso favor, porque a bola viaja mais rápido que em outros lugares”

Neymar Os Santos vai tentar obter um resultado positivo hoje à noite no Hernando Siles para a segunda etapa, 10 de maio, pode jogar mais relaxado e tentar qualificar-se para as quartas-de-final da Copa Libertadores.
A equipe chega ao Rio esta comparação com um número de vítimas, como o zagueiro uruguaio Jorge Fucile e Crystian, que é o uruguaio substituto de costume, mas desta vez os dois jogadores estão lesionados. Também em dúvida é zagueiro Henrique, devido ao desconforto no joelho esquerdo.
Por todas estas baixas, o treinador, Muricy Ramalho, teve de permitir que o Maranhão lateral.
A boa notícia para os santos, mas ruim para os acadêmicos é estar sem sua estrela Ramalho, Elano, Paulo Henrique Ganso, Neymar e Borges.
A corrida por Ramalho já sabe o que é jogar em La Paz, porque nesta competição enfrentaram Strongest O agrupamento, que perdeu nos minutos finais da partida (2-1).
Com a experiência de jogar no Gigante Miraflores, o time brasileiro espera fazer melhor contra o céu, no entanto, Ramalho sabe que a Academia vai ser mais complicado do que o tigre “, estão jogando muito bem e devemos estar mais atentos em cada setor o tribunal, então eu sei que vai ser um adversário difícil “, disse o estrategista Santos.
Em 10 brasileiros, por outro lado, disse que deve ser usado lá em La Paz e não ter medo, “não podemos temer a altitude, e não devemos usar a nosso favor, porque a bola viaja mais rapidamente do que em outros lugares. “
A equipe brasileira chegou a Santa Cruz na noite passada após o meio dia e vai viajar para a sede do governo para enfrentar Bolívar.

[Turco Berdeja]

Tradutor Google
OPINIÃO
Que surpresa!

A última vez que dediquei este espaço para Bolívar foi imediatamente depois de passar a primeira fase, se temos de ser respeitosos da organização proposta pela CONMEBOL, esta noite seria na verdade a terceira fase, desde a pré-Libertadoresagora chamado de a primeira fase, os grupos de segundo e terceiro nocaute, para não confundir e “fazer bolas” nos referimos como a segunda rodada, nesta fase, onde Bolívar começam a suas possibilidades futuras que espero venha a ser dos melhores.Os coldres primeiros neste jogo o elemento surpresa nas Siles, que terão oportunidade percentagem muito maior de ganhar o jogo, vejo que simples.
Certamente os Hoyos de professores e sua equipe cuidadosamente observava os dois jogos mais fortes com os mesmos adversários, um pelo interesse gerado pela proximidade e dois para ver disposições táticas que tentam impor a sua meta e ver como Eduardo Villegas enfrentá-los no futebol nacional, não na hora de improvisar. Eu não acho que o treinador Muricy Ramalho Santos pagou tanta atenção e isso é uma suposta vantagem dos remarquemos alegados, porque esse conhecimento futebol moderno rival da logística é alcançada, confiando os vídeos das reuniões anteriores dos rivais análise e pronto.
Desde o início da Copa Libertadores pesar o bom jogo que pode desenvolver as celestes, explosivos, concentrado ativo, precisa, utilizando uma gama de alternativas adequadas, básicas, mas difícil de implementar, tal como propostos interior todos os visitantes, onde passa por trás dos defensores são cruciais para o alcance de impor panfletos mídia Sprint ou Lizzio lateral, como o último jogo depois de passar pelo “Rabbit”. Os tiros de meia-distância será uma alternativa fundamental nesta bateria de artilharia com que ele tem a dizer Bolívar, mas pergunte Walter Flores, ou Jhasmany Lorgio Alvarez, que sempre tenta, transformar ou lançando alguns grandes golos no café popular. Rudy desconfortável mobilidade Cardozo, pior quando eles se separam e Edemir Rodríguez vindo de trás a direita, do meu ponto de vista não alcançar o fundo, mas três quartos de um tribunal colocar uma direção diagonal para a área e ter sempre outro por direito de baixar apenas no caso, eu acho que se você ousar um pouco mais nesta ação seria mais perigoso e incontrolável.
Ambas as equipes terão de apresentar argumentos diferentes, sabemos que as falhas Neymar fingir, mais exagero, mas não sempre dar àqueles dois metros à frente, enquanto dançam na cara comemorando sua conquista, ou se distrair na marca que você pode arrastar que deixar vago para acompanhá-lo.
Se Bolívar executa os mesmos movimentos nesta festa de dança é previsível, por isso certamente deve ver a mão do professor de propor novamente a diferença surpreendente.

Fonte:Laprensa.com.bo

Em busca de objetivos
Por Johnny Mollinedo
 
 
A celestial deseja fazer uma diferença boa, de lidar com mais calma vingança.

Bolívar receberá hoje à noite em Santos, a partir de 20,50, com o objetivo de vencer e também buscar a diferença necessária
-Dois ou três gols é o ideal, de acordo com Jhasmani Campos-de ir com algo mais tranquilo Vila Belmiro, onde em 9 de maio vai jogar uma revanche.
O treinador Guillermo Hoyos, no entanto, ele reconhece os pergaminhos de Santos, disse ontem que sua equipe não trair a filosofia do jogo que procurou inculcar o céu.
“Esta equipa joga bem em casa ou fora, sempre vem para ganhar”, disse por sua vez, Damian Lizio, um jogador que coloca a sua esperança no céu inchado.
Um dos principais desenvolvimentos no alinhamento dos acadêmicos é a presença de William Ferreira no jogo, que é garantido, no entanto, que nas próximas horas, ele fará uma ressonância magnética.
O uruguaio foi exigido, treinado em pé de igualdade com seus pares e não sentiu nenhum desconforto.
Além disso, a equipe será a mesma claramente bater Universidade Católica (3-0).
Enquanto isso, Santos vem com várias perdas para La Paz, a agência Efe. O DT Muricy Ramalho não poderá contar com uruguaio Jorge Fucile nem Crystian, o seu substituto, ambos são feridos. Também em dúvida é a participação do zagueiro Henrique, que estava jogando improvisado na direita para substituir o uruguaio e sentiu um golpe no joelho esquerdo.
Mas confirmou a presença de Neymar, Elano e Borges desde o primeiro minuto, que bateu doenças caminhos.
Ambos os buracos como Ramalho protestou o avanço do partido, e disse que será um “retorno” a correspondência.

Bolívar jogou 1 jogo contra o Santos, Copa Libertadores, em 2005, quando a celeste venceu por 4-3 para o Brasil com três gols de Cristian Zermatten.

Jhasmani Campos

O volante está retornando ao seu nível de Santa Cruz, eo Bolivar é grato porque pode ter mais chances de marcar em cada jogo. Além disso, Campos mostrou que, apesar das probabilidades, é um jogador forte no humor.
Campos também irá contribuir para os tiros de longa distância em um computador que também tem bons finalizadores, como no caso de Rudy Cardozo, Lorgio Alvarez eo meia Walter Flores. Com a confirmação de Ferreira, a celestial olhar também para o bom funcionamento de Damian Lizio, e driblar “diabólico”, de Juan Carlos Arce.

Paulo Ganso

O “Menino Maravilha” Santos, ofuscada por tudo o que é Neymar no computador, no entanto, há maneiras de dar seus toques característicos para a Seleção Brasileira. No jogo disputado contra o The Strongest La Paz, Goose era uma das figuras, mesmo jogou muito melhor do que Neymar. Ele não se sentir em tudo, e os seus toques letais foram como punhais para o tigre traseira, que não sabe parar. Santos também tem outras figuras importantes, como o caso de Arouca, Elano, Allan Kardec eo goleiro Rafael. Uma equipa de luxo em todos os sentidos da palavra, que esta noite vai para os pontos.

As entradas nos Siles

As vendas de ingressos para o jogo de hoje à noite vai continuar hoje nas Hernando Siles bilheteiras do estádio, a partir de 10,00, como foi confirmado pelo gerente de marketing Baisa SRL, Diego Rada. Ele disse que as vendas de ingressos têm boas perspectivas e que poderia quebrar um recorde na Baisa idade, se estiverem gastas
locais.
Preços são os seguintes: curvas 70 bolivianos, geralmente 90, de preferência 150 e assentos 200 Bolivianos.

Para não trair a idéia do jogo

O treinador elogiou sua equipe
Guillermo Hoyos anjo antecipou que não vai mudar a idéia de Bolívar de futebol, não só porque assim se classificou para a fase eliminatória, também convenceu os jogadores: “Tenho grande fé na equipa da casa e longe temos mostrado que podemos e também buscar um resultado, mas sempre olhando para frente, porque a equipe tem dado tamanho. Sabemos tudo do adversário, eu não passar sua idéia para vencer em La Paz, é de 180 minutos, e nós vamos jogar tudo ou nada “, disse Hoyos. Enquanto isso, ontem foi mencionado que não é muito interessado no resultado, que é mais importante do futebol para não trair a idéia: “O que mais eu vou ver é que temos incutido a idéia”, mas disse que vai dar tudo para ganhar hoje, em comparação ao seu rival de prestígio.Ele também destacou a segurança dos acadêmicos jogadores: “Nós fizemos-los acreditar em suas virtudes, e acredito que eles vão. É convincente mostrando que a segurança, o que não significa que eles estão confiantes “, disse ele.

Fonte: Larazom.com.bo

ATENÇÃO : PAÍS EM CRISE E ONDA DE PROTESTOS !!!

As marchas do COB e Saúde na violência decorrente
As marchas da Central Operária Boliviana (COB) e das carreiras de saúde universitários nas universidades públicas de La Paz e El Alto de ontem resultou em violência e deixou 14 feridos e três presos. O governo anunciou medidas legais.

Perigo. Um mineiro acende o pavio de um filhote de dinamite no meio da sede do governo.
Razão / Wilma Perez e Guiomara Street / La Paz
02:10 / 25 de abril de 2012
No primeiro dia da greve de 48 horas convocada pela COB, as avenidas e ruas principais da sede do governo foram tomadas por longas filas de trabalhadores que se mudaram da cidade de El Alto, que tentou entrar na Plaza Murillo.

Desde a queda da cidade de El Alto, a detonação de dinamite estavam em andamento e ainda multiplicado para chegar ao centro da cidade. Na tentativa de quebrar o cordão policial, o que impediu o acesso à Plaza Murillo, os grupos de mineiros jogaram dinamite na base da força da ordem.

Entre as ruas e Columbus foram Ballivián jogado vários desses explosivos à polícia cerca de segurança, que resultou em ferimentos humanos cinco estilhaços produto eficaz.

O COB se reuniu ontem greve de 48 horas exigindo que o governo um salário de Bs 8.309, equivalente a uma cesta, a reativação do aparelho produtivo ea revogação do Decreto 1126, que restabeleceu a jornada de oito horas para o sector da saúde.

O apelo foi ouvido a marcha em grandes números do setor de saúde (incluindo os profissionais, trabalhadores e universitários), a um professor em menor medida foram os líderes de La Paz, grupos de mineiros, operários, construtores, além dos 44 setores, que inclui a entidade de trabalho.

Enquanto perto os mineiros Palácio do Governo e outros trabalhadores que procuram entrar na Plaza Murillo, na Praça do Estudante, a universidade enfrentou as tropas que guardam a ordem do Ministério da Saúde.

A longa coluna de manifestantes faculdade carreiras na área da saúde da Universidade Mayor de San Andrés (UMSA) e da Universidade Pública de El Alto (UPEA), juntou-se que parte da cidade, meio-dia, e há gravou o segundo incidente, também o mais longo do dia.

Confronto. Os alunos passaram por cantar coros perto do ministério contra o ministro da Saúde, Juan Carlos Calvimontes, e exigindo a revogação do Decreto 1126. De tempos em tempos a atirar garrafas de plástico vazias ou pedras, que quebraram algumas janelas do edifício.

O confronto ocorreu quando a universidade tentou entrar no Ministério da Saúde atacando com chutes e socos para os soldados, que responderam e disparou bombas de gás lacrimogêneo, e foram apoiados por dois carros lançados jatos de água de Netuno.

Resultado deste incidente, os relatórios preliminares perceber que sete policiais foram feridos pelos golpes da luta. Dois eram da universidade com o assalto e bateria, além de uma dúzia que foram afetadas pelo gás e levados para centros de saúde, mas tiveram alta. O Governo informou que os soldados foram tratados na clínica de Copacabana. Doze são feridos.

Instituto Médico de Oftalmologia indicou que a universidade tem Criales Dennis hemorragia ocular UPEA em um produto olho da força do jato de água o carro que lançou a Netuno. Outra universidade foi atingida por um projétil (pedra, aparentemente) e sofreu um ferimento no rosto.

Após o incidente, a polícia prendeu três pessoas, incluindo um menor. A universidade líder Oscar Villarroel disse ontem à noite em ação a cadeia era alunos devido “a fadiga devido à falta de resposta das autoridades.”

Medidas. Durante a reunião realizada na Plaza San Francisco, o executivo da COB, Juan Carlos Trujillo, anunciou que esta medida de pressão de tempo foram radicalizados pelo isolamento da cidade de La Paz.

“Muito cedo, eles bloquearam as entradas da cidade e, em seguida, haverá marchas. O governo tem até amanhã (hoje) para responder às nossas exigências, após esta greve será estendida para organizar uma greve geral. “

Questionou a falta de interesse pelos ministros de Estado para propor soluções, o que impede o progresso das mesas de negociação iniciados em 16 de Abril. “Não há progresso na mesa de negociação. A tabela de pagamentos ainda está sendo debatido, no social, não houver resposta favorável “, disse ele.

Pedidos da família de libertação de menos

Estudante

Sergio Perez, advogado da família da criança parou, apelou à libertação e argumentou que é um estudante que estava passando no local, mas foi confundido com um protesto na universidade.

Governo vai processar os infratores

As três pessoas presas no dia de protestos ontem, terá de enfrentar uma acusação de tentativa de homicídio e lesões graves, trazidos pelo Governo. “Presumimos que, durante as horas irá formalizar a denúncia contra os três detidos. Ele atirou a dinamite diretamente ou cartuchos contra a polícia e porque os soldados são hospitalizados “, disse Fernando Rivera, diretor jurídico do Ministério do Governo.

Produto dos confrontos há 12 policiais feridos com queimaduras e fraturas. Um dos detidos é um estudante de odontologia e outro de Medicina. Este último é um de 16 anos, estudante do Instituto Americano. Todos foram encaminhados a pedido do Procurador-Geral, que investigou o caso relatado verbalmente pelo Ministério de Governo.

Área Ministro, Carlos Romero, afirmou que “tropas de choque”, lançado dinamite contra a humanidade dos oficiais da Plaza Murillo. Também minimizou a marcha e disse que não tinha uma participação massiva, uma vez que mais de 70% das escolas tiveram um dia normal, como 60% dos hospitais secundários.

 
 
 
De volta a La Paz (BOL), Santos FC enfrenta o Bolívar no primeiro confronto das oitavas de final da Copa Libertadores

O Santos FC vai a La Paz (Bolívia) pela segunda vez nesta temporada, para mais um desafio pela Copa Libertadores. Nesta quarta-feira (25), o Peixe começa a decidir uma vaga nas quartas de final da competição sul-americana, diante do Bolívar, no Estádio Hernando Siles, a partir das 21h50 (horário de Brasília).

Visando minimizar os efeitos da altitude de 3.660 metros de La Paz, o Alvinegro Praiano só chegará ao estádio uma hora antes do início do desafio e por isso, ficou concentrado em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), cidade que fica a nível do mar.

Para a viagem, o técnico Muricy Ramalho relacionou 19 jogadores: os goleiros Rafael e Aranha, os laterais Maranhão, Juan e Léo, os zagueiros Bruno Rodrigo, Durval e Edu Dracena, os volante Arouca e Adriano, os meias Elano, Felipe Anderson, Ibson e PH Ganso, e os atacantes Borges, Neymar, Renteria, Dimba e Alan Kardec.

Campanhas na primeira fase
Primeiro colocado do Grupo 1 com 13 pontos, o Santos FC se classificou para as oitavas da Libertadores com a terceira melhor campanha da primeira fase. Já o Bolívar foi o segundo colocado do Grupo 3, com 10 pontos.

Em sua campanha no torneio, o time de Muricy Ramalho estreou com uma derrota para o The Strongest (Bolívia) por 2 a 1, no mesmo local da partida desta quarta-feira (25). Na rodada seguinte, o Peixe bateu o Internacional (RS) por 3 a 1, na Vila Belmiro, e em seguida, ganhou do Juan Aurich (Peru) por 3 a 1, fora de casa. No returno, o Alvinegro Praiano venceu os peruanos por 2 a 0, no Pacaembu, empatou em 1 a 1 com o Colorado, no Beira Rio, e na última rodada, fez 2 a 0 nos bolivianos, na Vila Belmiro.

Nos seus seis jogos, o Bolívar, diante do Universidad Católica (Chile), empatou em 1 a 1, no Chile, e ganhou por 3 a 0, no Hernando Siles. Contra o Junior Barranquilla (Colômbia), foram duas vitórias: 1 a 0, fora de casa, e 2 a 1, na Bolívia. E frente ao Unión Española (Chile) foram duas derrotas: 3 a 1, em casa, e 2 a 1, no Chile.

Em número de gols, o Santos FC tem 12 a seu favor e apenas cinco contra, média de dois por jogo. Já os bolivianos marcaram nove e sofreram sete.

Desfalques
Para o desafio em La Paz, Muricy Ramalho não contará com dois titulares de suas equipes: Henrique e Fucile. O volante, que vinha atuando improvisado na ala direita, sofreu uma distensão no ligamento colateral medial do joelho direito e recupera-se no CEPRAF (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol).

E o lateral uruguaio sofreu uma entorse no ligamento do pé esquerdo e também faz seu tratamento no CEPRAF.

Além deles, o ala direita Crystian sentiu novamente o músculo posterior da coxa direita e retomou o trabalho de fisioterapia no CT Rei Pelé.

Sem nenhuma das três opções para a lateral direita, o provável titular na posição na partida desta quarta-feira (25) será Maranhão, autor do primeiro gol santista na vitória sobre o Mogi Mirim por 2 a 0, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Arbitragem
O trio de arbitragem de Bolívar e Santos FC vem do Chile. O árbitro é Enrique Osses, que tem como auxiliares Francisco Mondria e Carlos Astroza. Claudio Pulga atua como quarto árbitro.

 

ICFUT – Notícias de Internacional x Fluminense – Libertadores 2012 ( 25/04/2012 )

Fonte: Zero Hora Online

Mobilização do Inter para pegar o Fluminense começou no domingo

Nas 78 horas que antecedem o confronto, D’Alessandro e Bolívar mostraram liderança

 

Mobilização do Inter para pegar o Fluminense começou no domingo Mauro Vieira/

No intervalo contra o Veranópolis, D’Ale puxou a oração e time voltou mais empolgadoFoto: Mauro Vieira
Leandro Behs e Leonardo Oliveiraleandro.behs@zerohora.com.br e leonardo.oliveira@zerohora.com.br

A mobilização para enfrentar o Fluminense, nesta quarta, começou no intervalo do jogo contra o Veranópolis, no domingo. Quando os jogadores chegaram ao vestiário, D’Alessandro chorava em um canto. Havia sofrido lesão muscular 20 minutos antes e sabia que estaria de fora do primeiro confronto com os cariocas pelas oitavas de final da Libertadores.

Ao perceber a chegada do time, D’Ale enxugou rápido as lágrimas, encheu o peito de ar e ergueu a cabeça. 
— D’Alessandro ficou louco com a lesão. Sabe da sua importância. E sabia que ficar com cara de lamentação poderia abater os demais — disse uma pessoa com acesso ao vestiário.

D’Ale assistiu ao segundo tempo no reservado, puxou a oração e, mesmo fora de combate, foi expoente das 78 horas que precedem o confronto.
Mais importante do que D’Ale só Bolívar. Está na reserva, mas segue com o posto de general do grupo. Na segunda-feira, Dorival Júnior reuniu os jogadores na sala de conferências, chamada por eles de sala branca, pela cor das poltronas e das paredes. Apresentou a ideia de antecipar a concentração para aquele mesmo dia.
 
— Qual a tua opinião, Bolívar? — quiseram saber os jogadores.
O ex-capitão respondeu sem pestanejar. Era momento de se refugiar, de dormir e acordar pensando no jogo. Se o Fluminense havia chegado a Porto Alegre na segunda-feira, por que o Inter ficaria apenas uma noite concentrado? Depois do treino de segunda-feira, o time seguiu direto para o Blue Tree, nos altos da Avenida Lucas de Oliveira. 

No jantar, os jogadores falavam apenas de Libertadores. Lembravam de 2011, quando Santos e Peñarol ficaram em segundo na primeira fase e fizeram a final. Recordaram também da edição de 2010. O Corinthians, melhor primeiro colocado, caiu para o Flamengo, o pior entre os segundos. Exemplo com o mesmo tamanho do desafio do Inter agora.

Nesta terça, antes do treino, Dorival voltou à sala branca com o grupo. Desta vez para esquadrinhar o Fluminense. A sala tem TV de alta definição, projetor, mas Dorival usou mesmo a palavra. Só recorreu à imagem em lances específicos. A conversa durou 30 minutos. Foi a palestra para o jogo. O técnico evita as preleções.

Eram 16h37min quando os jogadores pisaram no gramado do Beira-Rio. Os 19ºC que antecipam o inverno obrigaram todos a usar o agasalho vermelho da Nike. Quatro minutos depois, Kleber subiu as escadas do túnel. Estava de meias e carregava as chuteiras sob o braço. Posicionou-se entre Zé Mário e Jô, calçou-se e participou do aquecimento. Elton chutou uma bola em sua direção. Ele devolveu com chute seco, de esquerda. Oscar fez o mesmo, Kleber repetiu o chute – sinal de recuperação das dores musculares na coxa direita.

Os jogadores ainda aqueciam quando D’Ale saiu do departamento médico e apareceu na beira do campo. De chinelos Havaianas, meias, calção cinza e camiseta térmica vermelha, gritou para Oscar:
— O Messi errou um pênalti. Está 2 a 1 para o Barcelona contra o Chelsea.
— Errou? – surpreendeu-se Oscar.

Um minuto depois, Dorival ordenou que o segurança Trajano convidasse a imprensa a deixar o gramado. Dorival havia reunido 11 jogadores de linha no centro do campo – entre eles, Fabrício e Kleber. Como os repórteres deixavam o local a passos lentos, o técnico engrossou o mistério. Chamou também Jajá. E fechou o treino – pela segunda vez neste ano. Só havia fechado o Beira-Rio para o último Gre-Nal.
 
— Repensei minha forma de trabalhar. Nestes momentos, convém fechar o treino – explicou na coletiva. 
— E o time? – indagou um repórter.
— Tenho duas dúvidas. Uma é o Kleber, a outra é por questão de característica – encerrou.

Dorival fecha metade do treinamento e encaminha time com Tinga e Kleber

Jajá e Fabrício estiveram reunidos com o treinador em conversa antes de trabalho específico

 
Dorival fecha metade do treinamento e encaminha time com Tinga e Kleber Alexandre Ernst/Agência RBS

Apenas metade do treino que define o Inter para o jogo contra o Fluminense foi abertoFoto: Alexandre Ernst / Agência RBS
Alexandre Ernstalexandre.ernst@zerohora.com.br

Um Inter misterioso surgiu no Beira-Rio na tarde desta terça-feira. Apenas metade do treinamento que define o time para enfrentar o Fluminense, nesta quarta, a partir das 21h50min, foi aberto. Há uma certeza: Tinga será utilizado no meio-campo na vaga deixada por D’Alessandro, lesionado. Kleber, com dores musculares, treinou normalmente e estará na lateral esquerda.

O time: Muriel, Nei, Moledo, Índio e Kleber; Sandro Silva, Guiñazu, Tinga, Dátolo; Dagoberto e Damião.

Os jogadores fizeram um rápido aquecimento com uma roda de bobo e depois Dorival Júnior reuniu um grupo de 12 atletas junto ao meio-campo para uma conversa. Neste momento, a imprensa foi convidada a deixar o local. 

A roda de jogadores foi formada por Nei, Moledo, Índio e Kleber; Sandro Silva, Guiñazu, Tinga, Dátolo; Dagoberto, Damião e Fabrício. Dorival até tentou despistar e chamou Jajá para o bate-papo, mas pôde-se ter uma ideia de quem vai a campo, nesta quarta, no Beira-Rio.

Abel Braga reafirma: “Lamentamos pegar o Inter já nesta fase”

Depois de um treino leve e descontraído, treinador concedeu entrevista coletiva no Olímpico

 
Abel Braga reafirma: "Lamentamos pegar o Inter já nesta fase" Wendell Ferreira/AgênciaRBS

Abel: “Vamos enfrentar uma torcida que vai querer ganhar”Foto: Wendell Ferreira / AgênciaRBS

O técnico do Fluminense Abel Braga não esconde a insatisfação por enfrentar o Inter já nas oitavas de final da Copa Libertadores. O primeiro jogo é nesta quarta, no Estádio Beira-Rio. Depois de um treino leve e descontraído, o treinador concedeu entrevista coletiva no Olímpico.

— Lamentamos profundamente pegar o Inter já nesta fase. É uma pena que um brasileiro já vá ser eliminado na segunda fase. Já teve o Flamengo fora na primeira, e agora outro na segunda. E vai ser algo natural, porque quem quer que seja a avançar, será natural — disse Abel.

Com passagens marcantes pelo Inter, Abel admitiu um gosto especial em voltar ao Beira-Rio. Contudo, afirmou que ele, Edinho e Rafael Sobis, que também já vestiram a camisa colorada, farão o possível para atingir seus objetivos na Libertadores.

— O Inter vai fazer sua parte. Nós vamos enfrentar uma torcida que vai querer ganhar, mas estamos do outro lado e isso não vai abalar a nossa relação com o Inter — ponderou.

No treino realizado no final da manhã desta terça no gramado principal do Estádio Olímpico, a comissão técnica de Abel deu atenção especial às jogadas de bola aérea. O treinador lembrou que este tipo de lance pode definir um confronto equilibrado.

— Eles (Inter) têm uma bola aérea muito boa. Não é qualquer time que tem Damião e Índio. Ontem treinamos a bola aérea ofensiva e hoje, a defensiva — finalizou.

ICFUT – Barcelona 2×2 Chelsea – Barcelona eliminado !!!

Fonte: Globo.com

Após eliminação, Guardiola admite: ‘Não sei o que dizer ao grupo’

Treinador elogia desempenho do Barcelona nos dois jogos contra o Chelsea e agradece aplausos da torcida no Camp Nou ao fim da partida

Para um treinador que se acostumou a não ser derrotado, é normal que Pep Guardiola não tenha palavras após uma semana muito ruim para o Barcelona. Eliminado da Liga dos Campeões dias depois de ser derrotado pelo Real Madrid dentro do Camp Nou, o treinador do time catalão admitiu que não sabe o que dizer ao grupo após a queda diante do Chelsea nesta terça-feira.

– Não sei se é a noite mais triste. Não sei o que sinto. Não sei o que dizer ao grupo. Fizemos tudo para voltar a ganhar, mas não foi possível. Nunca em nenhuma semifinal fizemos tanto como nesta. O importante é ter chegado muito perto, mas não pudemos conseguir. O que sei é que tenho claro que a alegria pelo gol de Iniesta há três anos (contra o Chelsea, na semifinal da Champions) foi muito maior que a dor que tenho hoje – disse o técnico.

Guardiola comentou o fato do time ter perdido duas e empatado uma vez nos últimos três jogos disputados, analisando que a equipe jogou muito bem em todas as partidas.

– Fizemos 180 minutos excepcionais. Fizemos tudo para estar na final. E nos momentos chaves não marcamos. Trabalhamos muito para chegar aqui. Penso que essa semana fizemos três bons jogos, mas não foi suficiente. Fizemos tudo e mais para classificarmos, mas não pôde ser. Tenho muitas emoções e pouca claridade para analisar algumas coisas.

Pep também comentou o apoio da torcida catalã durante a partida, na qual o Barça teve chances de classificação até os 46 minutos do segundo tempo. E agradeceu os aplausos mesmo após a eliminação.

– O público foi espetacular. Mudamos sua maneira de pensar, mas temos que voltar a ganhar porque senão se cansarão de nos aplaudir. Eles nos levaram durante todo o jogo. Eu os agradeço muito. Os jogadores estão abatidos e espero que as pessoas entendam que isso é parte do jogo – revelou o acontecido após o empate em 2 a 2 no Camp Nou.

Quando perguntado o que teria a dizer para uma criança que chorou pela primeira vez na vida com uma derrota do Barcelona, Pep foi direto:

– Imagino que vai chorar em mais ocasiões. Bem-vindo ao clube. Isso é parte do esporte. Não se pode ganhar sempre.

Presidente minimiza eliminação do Barça e quer renovação de Guardiola

Sandro Rosell espera que o treinador reflita sobre novo acordo, acredita que o Barcelona tenha sido superior ao Chelsea e não culpa Messi

Sandro Rosell, presidente do Barcelona (Foto: Thiago Dias / Globoesporte.com)Rosell, presidente do Barça(Foto: Thiago Dias)

O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, reafirmou seu desejo pela permanência de Josep Guardiola no comando da equipe e aproveitou para elogiar os jogadores após a eliminação diante do Chelsea, nesta terça-feira, após empate por 2 a 2 no Camp Nou – os ingleses haviam vencido a ida em casa por 1 a 0.

O treinador, que assumiu a equipe em 2008, ainda não confirmou se seguirá no comando do Barça na próxima temporada.

– Espero e desejo que (o treinador do ano que vem) seja Pep. Suponho que tenha mais tempo para refletir nas próximas semanas. Confiamos nele, é fundamental em nosso estilo e em nossa aposta pelo jogo bonito. Esperamos que todo o grupo siga unido – disse Rosell, em declarações a emissora “TV3”.

O dirigente catalão qualificou a eliminação do Barcelona como injusta.

– Cada vez que tivemos um tropeço podemos dizer que foi injusto, porque o Barcelona tem sempre mais posse e chances de gol. Mas é preciso aceitar. É como jogam nossos rivais. Às vezes funciona, e para o Chelsea funcionou. Não mudaremos, é nossa forma de ser. Estou feliz e orgulhoso porque sabemos ganhar e também perder como demonstrou nossa torcida – garantiu Rosell.

O presidente diminuiu a importância do pênalti perdido por Messi.

– Teria sido fantástico que Messi marcasse o gol, mas não atribuo a isso a eliminação. Tivemos inúmeras oportunidades e eles três. Não se deve insistir nisso. É o jogo – sentenciou.

Ramires rouba protagonismo de Messi e celebra: ‘Fizemos história’

Com um gol e uma assistência, brasileiro é destaque do confronto com o Barcelona, mas está suspenso para a final contra Real ou Bayern, no dia 19

Por Cahê MotaDireto de Barcelona, Espanha

Diante de toda expectativa antes do confronto, podemos dizer que Ramires foi o Messi da semifinal da Liga dos Campeões entre Barcelona e Chelsea. Enquanto o mundo esperava momentos brilhantes do argentino, que falhou em cobrança de pênalti e teve atuação abaixo da (sua) média no jogo decisivo, foi o brasileiro, discreto e eficiente, quem resolveu a favor dos ingleses. No Stamford Bridge, uma arrancada que resultou na assistência para o gol de Drogba. Já no empate em 2 a 2 desta terça, no Camp Nou, um golaço de cobertura vital para um time que se viu quase na lona diante de um 2 a 0 contra e com um homem a menos.

ramires chelsea x barcelona (Foto: AP)Ramires fez o Chelsea acordar quanto tudo parecia perdido (Foto: AP)

De passos lentos e sorriso tímido na passagem pela zona mista, Ramires em nada parecia com superastros do confronto, como Xavi, Iniesta, Drogba, Torres ou o próprio Messi. Mas foi o brasileiro quem mais brilhou. O inglês ainda pouco afiado não permitiu que o volante matasse a sede de respostas da imprensa londrina, mas para o GLOBOESPORTE.COM ele expressou seus sentimentos após a noite inesquecível.

– Fizemos história. Hoje, fizemos história. Jogando com dez, tivemos todo empenho, dedicação, corremos, buscamos, e isso ficará por toda a história. São lances que vão olhar daqui a um, dois, três anos, e vão falar: “O Chelsea eliminou o Barcelona na casa deles”.

Com frieza impressionante, Ramires teve calma para tocar por cima de Victor Valdés no momento mais complicado para o Chelsea na partida. Gol que o camisa 7 e os próprios companheiros analisaram como fundamental para que os Blues respirassem no confronto.

– Foi muito importante para equipe aquele gol no finzinho, e é importante para a continuidade do trabalho. Nossa temporada não foi muito boa, mas hoje provamos que poderíamos chegar nas finais. Estamos aí, correndo atrás e fazendo o melhor. Foi o que aconteceu mais uma vez. Já tínhamos feito um grande jogo em Londres, e eu disse que merecíamos respeito, o que não vinha acontecendo muito. Provamos nosso valor. Daqui para frente, quem vier, virá com mais respeito.

ramires chelsea x barcelona (Foto: Getty Images)Victor Valdés não acredita no que vê, enquanto o brasuca corre para a galera (Foto: Getty Images)

Momento mais marcante da carreira

Campeão da Copa das Confederações e com participação em uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, Ramires não teve dúvidas em apontar a noite desta terça, em Barcelona, como a mais importante de sua carreira profissional. E a tratou como coroação de um bom momento.

– Foi minha primeira vez no Camp Nou, ainda mais fazendo um gol desses… Certamente é um momento muito especial para minha carreira, para minha vida. Só vem confirmar a grande temporada que venho fazendo.

O brasileiro fugiu ainda do rótulo de herói e preferiu dividir o mérito da classificação com uma equipe que fez da dedicação a principal virtude no confronto.

– Não digo herói. Em campo, procuro o melhor para ajudar minha equipe. Graças a Deus, em casa pude dar o passe para o gol do Drogba, e agora fiz um gol que nos colocou de novo na briga. Deus sabe o que faz, e preciso ter humildade. Meus companheiros me ajudaram muito.

ramires mascherano chelsea x barcelona (Foto: EFE)Ramires tenta superar a marcação do argentino Mascherano (Foto: EFE)

Entretanto, nem tudo foi alegria para o volante. Minutos antes do gol, Ramires foi advertido com o cartão amarelo e está suspenso para a final do dia 19 de maio, em Munique.

– Fiquei chateado. Estava reclamando com o juiz na hora do segundo gol deles, falei da expulsão do Terry, que ele nem viu. Enfim, ele não aceitou a reclamação. Faz parte. São coisas do futebol. Ali dentro, ficamos nervosos. Ainda mais num jogo como esse. De qualquer maneira, vou estar em Munique torcendo para os companheiros.

Por fim, o jogador ainda evitou escolher um adversário preferido para a final, mas lembrou que o Bayern de Munique não pode ser apontado como azarão.

– Não vou dizer que o Bayern é zebra. Já tinha dito que nós merecíamos respeito. Fizemos o nosso papel e agora vamos assistir (ao duelo Real Madrid x Bayern de Munique) relaxados.

Além da final da Champions, o Chelsea está na decisão da Copa da Inglaterra, que acontece no próximo dia 5, em Wembley, contra o Liverpool. E Ramires estará em campo.

Chelsea já tem quatro desfalques certos para a final em Munique

Além de John Terry, expulso contra o Barcelona, Ramires, Ivanovic e Raul Meireles estão suspensos para decisão por conta de cartões amarelos

Com a missão de passar pelo Barcelona e chegar à final da Liga dos Campeões já cumprida, o Chelsea ainda nem conhece seu adversário na decisão. Porém, já tem quatro desfalques a lamentar para o jogo que acontece no dia 19 de maio, em Munique.

Um dos heróis da classificação para a final, o brasileiro Ramires estava pendurado e acabou levando um cartão amarelo no jogo desta terça-feira, ficando impedido de atuar na decisão. Na mesma situação estão Raul Meireles e Ivanovic. Já o zagueiro John Terry foi expulso ao dar uma joelhada em Alexis Sánchez e também não poderá atuar em Munique.

– Eu estava tentando me proteger, mas olhando no replay, isso pareceu ruim. Eu sinto que deixei os jogadores para baixo. Quero me desculpar com os torcedores – afirmou o capitão do Chelsea a “Sky Sports”.

Esta será a segunda decisão de Liga dos Campeões que o Chelsea disputará. A primeira aconteceu em 2008, diante do Manchester United, quando o time londrino acabou derrotado nos pênaltis, após um empate em 1 a 1 no tempo regulamentar e na prorrogação.

Agora, os Blues aguardam o vencedor do duelo entre Real Madrid e Bayern de Munique, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 15h45m (de Brasília), no Santiago Bernabéu.

Torres: ‘Jogamos assim porque era a única maneira de nos classificarmos’

Autor do segundo gol do Chelsea no empate por 2 a 2 com o Barcelona no Camp Nou, centroavante espanhol exalta a força do ‘melhor time do mundo’

Fernando Torres entrou em campo com a missão única de ajudar o Chelsea a suportar a pressão do Barcelona. Até que um chutão de Bosingwa, aos 47 minutos do segundo tempo, o deixou livre para marcar. Foi o gol do empate por 2 a 2, que deixou o atacante espanhol também com o gostinho de herói ao ter avançado à decisão da Liga dos Campeões, nesta terça-feira, no Camp Nou (veja os melhores momentos ao lado).

“Carrasco” do Barça desde os tempos de Atlético de Madri, Torres desfrutou do seu oitavo gol em 11 jogos diante do que considera o “melhor time do mundo”. E não culpou os Blues pela retranca na imensa maioria dos 180 minutos do confronto.

– O Barça é o melhor. Jogamos assim porque era a única maneira de nos classificarmos. A vaga para esta final é uma grande alegria depois de uma temporada que não tão boa para nós – disse Torres, em entrevista à “Televisión Española”.

Sobre o adversário na finalíssima do dia 19 de maio, em Munique, “El Niño” preferiu não opinar.

– Quando quer ganhar um torneio como a Champions, tem que estar preparado para bater qualquer rival. O Bayern e o Real são grandes times e teremos muitas dificuldades – afirmou.

Fernando Torres Chelsea x Barcelona (Foto: Getty Images)Fernando Torres dribla Valdés para marcar o segundo gol do Chelsea contra o Barcelona (Foto: Getty Images)
FICHA TÉCNICA
BARCELONA 2X2 CHELSEA
Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Data: 24 de abril de 2012, terça-feira
Horário: 15h45(de Brasília)
Árbitro: Cüneyt Çaki (Turquia)
Assistentes: Hüseyin Göçek e Bülent Yildirim (Turquia)
Gol: Busquets aos 34 min, Iniesta aos 43 min, Ramires aos 45 min do 1T. Fernando Torres aos 45 min do 2T.
Cartão Amarelo: Ramires, Mikel, Ivanovic, Lampard, Raúl Meireles (CHE), Iniesta (BAR)
Cartão Vermelho: John Terry (CHE)

BARCELONA: Valdés; Puyol, Pique(Dani Alves),Mascherano, e Busquets; Xavi, Fábregas(Keita) e Iniesta; Messi; Alexis Sánchez e Cuenca(Tello)
Técnico: Josep Guardiola

CHELSEA: Cech; Ivanovic, Cahill(Bosingwa), Terry e Ashley Cole; Mikel, Raul Meireles, Ramires e Lampard; Mata(Kalou) e Drogba(Fernando Torres)
Técnico: Roberto di Matteo