ICFUT – Notícias dos Estaduais .

Provocações No Jogo Entre Cruzeiro E América-Mg Ainda Rendem Comentários Entre Jogadores

Botafogo, Invicto, Enfrenta O Vasco, Embalado, Pela Final Da Taça Rio

Réver Volta Ao Atlético-Mg Para Jogo Contra Goiás Pela Copa Do Brasil

Campinas Festeja Presença De Guarani E Ponte Preta Na Semifinal

Se Rendimento Não Melhorar, Palmeiras Sofrerá Mudanças

 

ICFUT – Seleção feminina cai no grupo da Grã-Bretanha nos Jogos de Londres

Fonte: globo

Medalha de prata nas últimas Olimpíadas, time de Marta terá ainda Camarões e Nova Zelândia pela frente no Grupo E da primeira fase

A Seleção Brasileira feminina já conhece seus rivais na primeira fase do torneio de futebol das Olimpíadas deste ano: Marta & cia. vão encarar a anfitriã Grã-Bretanha, a Nova Zelândia e Camarões no Grupo E. O sorteio foi realizado nesta terça-feira no estádio de Wembley, em Londres, com a participação de Ronaldo Fenômeno.

A estreia do time treinado por Jorge Barcellos, que ficou com a medalha de prata em 2008, será no dia 25 de julho contra as camaronesas, em Cardiff (País de Gales). Em 28 de julho, a equipe pega a Nova Zelândia na mesma cidade. A última rodada será contra a Grã-Bretanha no estádio de Wembley, dia 31 de julho.

Se avançar em primeiro lugar, a Seleção Brasileira pegará um dos dois melhores terceiros colocados no dia 3 de agosto, em Coventry. Caso fique na segunda colocação, Marta & cia. encaram o segundo do Grupo F, que tem o campeão mundial Japão, Canadá, Suécia e África do Sul.

GRUPO E GRUPO F GRUPO G
E1 Grã-Bretanha F1 Japão G1 Estados Unidos
E2 Nova Zelândia F2 Canadá G2 França
E3 Camarões F3 Suécia G3 Colômbia
E4 Brasil F4 África do Sul G4 Coreia do Norte
JOGOS
25/7 – Cardiff
Grã-Bretanha x Nova Zelândia
Camarões x Brasil
28/7 – Cardiff
Nova Zelândia x Brasil
Grã-Bretanha x Camarões
31/7 – Coventry
Nova Zelândia x Camarões
31/7 – Londres
Grã-Bretanha x Brasil
JOGOS
25/7 – Coventry
Japão x Canadá
Suécia x África do Sul
28/7 – Coventry
Japão x Suécia
Canadá x África do Sul
31/7 – Cardiff
Japão x África do Sul
31/7 – Newcastle
Canadá x Suécia
 
JOGOS
25/7 – Glasgow
EUA x França
Colômbia x Coreia do Norte
28/7 – Glasgow
EUA x Colômbia
França x Coreira do Norte
31/7 – Manchester
EUA x Coreia do Norte
31/7 – Newcastle
França x Colômbia
 

As semifinais serão disputadas em 6 de agosto, enquanto a final está marcada para 9 de agosto no estádio de Wembley, em Londres.

Presente ao sorteio, o presidente da CBF, José Maria Marin, aprovou os rivais do Brasil na primeira fase do futebol masculino e feminino.

– Fiquei satisfeito com os dois grupos. Mas em uma competição como essa não existem favoritos, toda partida sera difícil. Uma seleção ser considerada de menor expressão pela imprensa não significa nada na prática – disse Marin ao SporTV.

Sorteio futebol dos Jogos Olímpicos (Foto: Getty Images)Ronaldo exibe papel com o nome da Grã-Bretanha no sorteio: chave do Brasil (Foto: Getty Images)

ICFUT – Notícias de Bolivar x Santos pela Libertadores 2012

Fonte: Laprensa.com.bo

Tradutor Google

Operação Willy

O jogador segue exatamente as instruções para ser pelo menos 45 minutos antes dos Santos.

 O uruguaio William Ferreira está fazendo todo o necessário para jogar quarta-feira contra o Santos.

A lesão é mais, só precisa de um pouco mais para reforçar a parte afetada, a fim de não sofrer uma recaída. Mas o jogador está fazendo sua parte e, na pior das hipóteses, se ele não poderia ser desde o primeiro minuto, pelo menos, tentar entrar no jogo ao mesmo tempo conforme a necessidade.
Não é uma operação especial para que o uruguaio, que está trabalhando em separado e vai para a câmara hiperbárica.
Hoje vamos fazer uma reavaliação no médico para determinar os passos que são propensos a seguir. Em seu círculo íntimo, Ferreira disse aos seus colegas, ele vai jogar e não perder a contribuir para Bolívar com a sua própria. Este sentimento foi aprovado na manhã de ontem quando entrou antes da primeira equipe que está focada, e disse à Cadeia Fox, de passagem, que vai colocar tudo de si para jogar contra o Santos.
Ontem, o DT Guillermo Hoyos confirmou isso: “Nós estamos tentando alcançar, William é uma contribuição muito importante para nós, é uma referência dentro do grupo, como pessoa e jogador. Vamos tentar alcançar, e se não, que é para o próximo jogo “, disse ele.
Hoyos disse que neste sentido que o jogador tem que estar cem por cento para jogar o jogo. Mas, “cem por cento sobre o futebol não será porque ele não tem tempo, mas queremos nos dar uma mão.” Por outro lado, o DT confirmou ontem que o seu desconforto não passou por que CONMEBOL alterar o horário do jogo com os Santos, inicialmente prevista para 2 ou 3 de Maio. “Não há medo, o medo de dizer algo não está certo, algo foi alterado de um momento para outro, e que o planejamento havia magoado.”

Bilhetes à venda

Expectativa
Um total de 32.000 bilhetes serão colocados à venda hoje no Irpavi Megacenter e Costa Bolivarmanía Gallery, enquanto as autoridades confirmaram Baisa SRL.
Para a reunião de quarta-feira, considerado Classe “A”,
Personeros SRL Baisa ter tomado a decisão de aumentar o preço dos lugares, tendo em conta que ele vai jogar a passagem para as quartas de final, e considerando o prestígio de uma equipe como o Santos, que vêm com a sua
maior estrela, Neymar.
A gama de preços é como se segue: Bs assento 200, de preferência 150, geralmente 90 e 70 curvas Bolivianos.
Na fase de grupos anteriormente, as curvas de custo de 50 bolivianos.
Por outro lado, o Santos primeiro time confirmou sua chegada na cidade de Santa Cruz hoje, onde você vai ficar em um local central, como fez na ocasião anterior. O time brasileiro vai viajar no mesmo dia da partida em La Paz.

“Eu sou crente, tenho sangue nas veias. Se você vir e me bateu, eu tenho que responder. Embora eu sou um crente, eu tenho que me defender e defender o meu clube.”

Guillermo Hoyos / DT de Bolívar

Fonte: Larazon.com.bo

Tradutor Google

O treinador do Santos também se queixa sobre o avanço do jogo com Bolívar


Muricy Ramalho disse que precisava de pelo menos uma semana para chegar ao jogo contra o Bolívar. A Tabela Brasileira entrou em um novo jogador para a partida.

Santos treinador Muricy Ramalho derramou críticas dos organizadores da Copa Libertadores na quarta-feira para avançar para jogo de sua equipe contra o Bolívar para a segunda fase do torneio internacional.

O DT manifestou sua irritação porque ele tem vários feridos que estão em dúvida para o jogo em La Paz. “Precisávamos de uma semana depois e teria sido importante porque poderíamos nos recuperar Fucile e jogadores como Henry.”

“Eles (os organizadores e as redes de televisão com transmissão exclusiva) não quer nada. Quer-nos a jogar na quarta-feira para que eles possam entregar um jogo esta semana”, disse Ramalho.

Na semana passada, o treinador de Bolívar, Guillermo Hoyos Anjo, já havia antecipadoas críticas da América do Sul Confederação de Futebol para o adiamento da data original foi acordado para o 02 de maio ou 3.

Nesta situação os laterais Santos entrou Maranhão, a alta taxa de jogadores lesionados, de frente para o jogo na quarta-feira.

Fonte:Lostiempos.com.bo

Bolívar levantou os preços dos bilhetes para o jogo Santos

Bolívar decidiu aumentar os preços dos bilhetes próximo jogo de quarta-feira contra o Santos no estádio Hernando Siles de 20:50 horas redondas da Copa Libertadores.

Esta nova escala: as curvas de 70 bolivianos, geralmente em linha reta de 90, 150 e 200 bolivianos preferência para os bancos.

Os organizadores anunciaram que 32.000 bilhetes serão vendidos e que os portões do estádio abrirão às 15:00 am Miraflores na quarta-feira.

O Santos vai jogar Bolivar controlado por Enrique Osses do Chile assistidos por seus compatriotas e Francisco Carlos Mondria Astroza.

Bolívar vai acabar amanhã se preparando para o grande lançamento com o Santos naprimeira etapa. A revanche será em duas semanas no Santos.

A recuperação do atacante William Ferreira é uma das preocupações do diretor técnico, Guillermo Hoyos Anjo, que teve uma recepção ruim para modificar o primeiro jogo para o final Octogonal.

Fonte: Gazetaesportiva.net

 

Com problemas na lateral, Santos inscreve Maranhão na Libertadores

 

Do correspondente Rodrigo MartinsSantos (SP)
Pouco utilizado durante a temporada pelo técnico Muricy Ramalho, o lateral direito Maranhão vem ganhando espaço no Santos agora. Tanto que, após ter boa atuação e marcar o primeiro gol da vitória de sua equipe sobre o Mogi Mirim, neste domingo, na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o jogador teve a sua inscrição confirmada na Copa Libertadores da América. Maranhão entra na vaga que pertencia a Pará, que foi emprestado ao Grêmio.

A entrada do atleta na lista do Peixe para a fase de mata-mata da competição internacional ocorreu pela escassez de nomes para a ala direita. Como Pará já deixou o clube e o uruguaio Fucile se recupera de entorse no pé esquerdo, o volante Henrique seria improvisado no setor. Porém, o meio-campista apresentou dores ligamentares no joelho, foi poupado contra o Sapão, e é dúvida diante do Bolívar, nesta quarta-feira, em La Paz, pelas oitavas de final da Libertadores.

Com tantos problemas para a posição, Muricy pode até mesmo escalar Maranhão como titular contra a equipe boliviana. A outra possibilidade seria deslocar Adriano ou Arouca para a lateral, caso Fucile e Henrique realmente não reúnam condições de jogo.

Já o lateral esquerdo Gérson Magrão, que é polivalente e pode atuar no meio-campo também, não deve ser inscrito, pelo menos neste momento, para a disputa da Copa Libertadores. “Na posição do Magrão temos vários jogadores. Por isso, não sei se vamos inscrevê-lo”, analisou Muricy Ramalho, logo após o triunfo sobre o Mogi, que qualificou os santistas para a semifinal do Paulistão.

 

Santos divulga programação e Muricy volta a criticar TV

 

Do correspondente Rodrigo MartinsSantos (SP)
 Após bater o Mogi Mirim e se classificar as semifinais do Campeonato Paulista, o Santos já pensa no seu próximo compromisso, diante do Bolívar (Bolívia), nesta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em La Paz. Para isso, a comissão técnica do Peixe desenvolveu uma programação especial visando esse duelo, o primeiro entre as duas equipes, válido pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América.

Diferentemente do que ocorreu na estreia da Libertadores, contra o Strongest, também na capital boliviana, o time santista optou por não viajar dois dias antes da partida. Sendo assim, os alvinegros treinam na tarde desta segunda e na manhã de terça, no CT Rei Pelé.

Além disso, a direção do Santos conseguiu um voo fretado para a equipe. Por isso, os jogadores seguem na tarde de terça-feira para o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, de onde embarcam para a Bolívia. O elenco pousa em Santa Cruz de La Sierra, onde descansa e só segue viagem na tarde de quarta para La Paz.

Mesmo com a logística para o jogo contra o Bolívar traçada, o técnico Muricy Ramalho não perdeu a oportunidade de voltar a questionar a data escolhida para o confronto decisivo. O comandante fez novas críticas ao pedido das TVs que transmitem a competição, atendido pela Conmebol.

“Infelizmente o calendário é um pouco complicado, pois as pessoas que organizam os torneios não pensam nas consequências do que esse tipo de decisão pode trazer aos atletas, que são os verdadeiros donos do espetáculo. Apesar disso, vamos procurar fazer o nosso melhor. Os jogadores sabem que vão sofrer, pois além de ser uma partida decisiva, a viagem é dura e vamos atuar na altitude. O certo era deixar esse jogo para a outra semana, só que quem paga manda no futebol”, disparou Muricy.

O treinador também lembrou que, com o tempo a mais para se preparar, o Peixe poderia recuperar o lateral direito Fucile e o volante Henrique para jogar em La Paz – o uruguaio se recupera de entorse no pé esquerdo, enquanto o meio-campista apresenta dores no ligamento do joelho –, além de poder treinar para a semifinal do Campeonato Paulista, diante do São Paulo, no final de semana.

“Com a semana livre dava tempo de fazer alguma coisa. Provavelmente, nós iríamos recuperar o Fucile e o Henrique. Mas não posso dizer também que foi uma grande surpresa esse pedido da TV. Todo mundo fala em ser romântico no futebol, que precisa jogar bonito, só que na hora de alguém abrir mão de alguma coisa, isso fica de lado. Ninguém quer saber se o jogador vai se machucar, apenas quer saber se dá retorno, audiência. Os atletas não vão estar 100%. Mas isso pouco importa, o negócio é colocá-los na arena. Então, vamos para o jogo”, concluiu.

Jogos do Bolivar na Libertadores 2012

1º jogo

2º jogo

3º jogo

4º jogo

5º jogo

6º jogo

 

ICFUT – Notícias de Internacional x Fluminense pela Libertadores 2012

Fonte: lancenet.com.br

Baixa! D’Alessandro desfalca o Inter por até um mês

Apoiador teve uma lesão na coxa esquerda constatada nesta segunda; Kleber também é dúvida para duelo com o Fluminense

  • D'Alessandro - Internacional x Veranópolis (Foto: Ricardo Rímoli)D’Alessandro antes de deixar o jogo contra o Veranópolis (Foto: Ricardo Rímoli)

LANCEPRESS!
Publicada em 23/04/2012 às 17:48 
Porto Alegre (RS)

O que todos mais temiam no Internacional foi confirmado: o apoiador D’Alessandro será desfalque por até um mês. Na tarde desta segunda-feira, Paulo Rabello, diretor médico do clube gaúcho, revelou que o camisa 10 sofreu uma lesão no músculo anterior da coxa esquerda. Com isso, o hermano está fora das duas partidas diante do Fluminense, válidas pelas oitavas de final da Copa Santander Libertadores. Serão de três a quatro semanas de recuperação para o camisa 10, que também desfalca o Inter na reta final do Gauchão.

D’Alessandro sentiu dores no local ainda no primeiro tempo da partida contra o Veranópolis, domingo, no Beira-Rio, e teve de ser substituído imediatamente. O semblante de dor do apoiador no banco de reservas era o prenúncio do que estava por vir. Avaliado nesta manhã, ele teve de realizar uma ressonância magnética e a lesão foi confirmada.

O que preocupa ainda mais o departamento médico colorado é o fato de o argentino ter se recuperado recentemente de uma lesão no músculo adutor da mesma coxa. A partida contra o Veranópolis era a terceira do jogador desde o dia 10 de março.

– Ele teve basicamente duas lesões musculares, e nesse retorno agora até podíamos pensar em uma base maior, mas em qualquer retorno se arrisca. Isso pode ser uma coincidência. Começamos o ano diferente, tivemos pré-Libertadores e isso modifica – justificou Rabello em entrevista coletiva.

O SUBSTITUTO

Sem o seu principar articulador para o duelo desta quarta, o técnico Dorival Júnior poderá adiantar Dátolo para a função de quarto homem de meio de campo e promover as entradas de João Paulo ou Jajá. Ainda existe a chance de o Inter atuar com Guiñazu e Bolatti na proteção à zaga e Tinga como armador.

OUTRA BAIXA?

Além de D’Alessandro, Kleber corre o risco de não enfrentar o Fluminense. O lateral-esquerdo, poupado contra o Veranópolis, sente dores na coxa e na virilha direita, mas segundo Rabello pode se recuperar a tempo e atuar no Beira-Rio.

– O Kleber ainda sente dor. Ele já fez um trabalho diferenciado, bicicleta, e nesta terça vai a campo. Se ele suportar o trabalho, o deixamos com o grupo. Tem chance de ele participar do jogo de quarta – destacou.

Fluminense já está em Porto Alegre para enfrentar o Inter

Delegação tricolor desembarcou sem muito alarde na capital do Rio Grande do Sul, na noite desta segunda-feira

Fluminense chega ao hotel em Porto Alegre (Foto: Divulgação/Fluminense FC) Deco na chegada do Fluminense em Porto Alegre (Foto: Divulgação/Fluminense FC)

Rodrigo Lois
Publicada em 23/04/2012 às 20:30 
Enviado a Porto Alegre (RS)

A delegação do Fluminense desembarcou na noite desta segunda-feira no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Foi o primeiro passado do caminho tricolor até a partida da próxima quarta-feira contra o Internacional, válida pelas oitavas de final da Copa Santander Libertadores.

Após uma recepção tímida no local, o grupo seguiu direto para o hotel onde ficará concentrado nos próximos dias. O Fluminense realizará na manhã desta terça-feira seu primeiro e único treino em Porto Alegre. As atividades serão no Estádio Olímpico, casa do Grêmio, rival do Internacional.

Para esse jogo no Beira-Rio, o Flu não poderá contar com o zagueiro Leandro Euzébio e o atacante Wellington Nem, ambos machucados.

Por Cleber Aguiar – FPF encerra polêmica e define dérbi com as duas torcidas no Brinco

Fonte: Globo.com

 FPF encerra polêmica e define dérbi com as duas torcidas no Brinco

Pontepretanos terão direito a 5% da carga total para a semifinal, domingo, às 18h30. Diretoria da Macaca quer mais e vai buscar quatro mil lugares

Homenagem do ICFUT 00 anos do Derbi Campineiro

[videolog 766549]

Por GLOBOESPORTE.COMSão Paulo, SP

Torcidas de Ponte e Guarani (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)Dérbi do século terá as duas torcidas no Brinco
(Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

Sem acordo entre as diretorias de Guarani e Ponte Preta, coube a Federação Paulista de Futebol encerrar a polêmica sobre torcida única no dérbi campineiro. A decisão da entidade é de que a semifinal do Paulistão, domingo, às 18h30, no Brinco de Ouro, será disputada com a presença de bugrinos e pontepretanos no estádio, para a insatisfação de Marcelo Mingone, presidente do Guarani.

A torcida da Macaca terá direito a 5% da carga total, que ainda está indefinida. A expectativa é sejam aproximadamente 1,5 mil lugares para os visitantes. O que está certo é que o vencedor do duelo ficará com 60% da renda, ao contrário das semifinais, quando o dinheiro foi dividido independentemente do resultado.

– Já estava acordado que era torcida única. Isso ficou acertado lá atrás, depois da morte de um torcedor bugrino. Mas agora a Ponte Preta voltou atrás, e eu fui voto vencido – afirmou o mandatário bugrino, em referência à morte de Anderson Ferreira, de 28 anos, durante uma briga entre torcedores após dérbis das categorias de base.

O fato aconteceu às vésperas do encontro entre Macaca e Bugre pela primeira fase do estadual, em março. Na oportunidade, chegou-se a cogitar mudar a partida de cidade e foi feita uma reunião entre os dirigentes dos clubes e autoridades públicas, na qual ficou encaminhado um acordo para dérbi com torcida única a partir do clássico campineiro seguinte.

O presidente da Macaca, Márcio Della Volpe, ficou satisfeito com a palavra final da FPF, mas promete tentar um aumento da carga. Ele pretende conseguir quatro mil lugares aos pontepretanos, que foi o espaço concedido aos palmeirenses nas quartas de final.

– Por princípio, eu sou contra torcida única. Não ficou nada acertado naquela reunião anterior. Essa é uma discussão que envolve muito mais gente. Já tenho diretor de clube bravo comigo porque teremos apenas 5%. Imagina se fosse torcida única – disse Della Volpe.

A diretoria do Guarani ainda não tem uma previsão para o início da venda. A FPF estipulou que o preço mínimo para as semifinais é de R$ 50. O dérbi terá transmissão do SporTV e terá acompanhamento em Tempo Real no GLOBOESPORTE.COM. Quem passar, lutará pelo título contra o vencedor do duelo entre São Paulo e Santos, que se enfrentam domingo, às 16h, no Morumbi.

Campinas revive dias de ‘capital do futebol’ com Guarani e Ponte em alta

Nas semifinais do Paulistão, Bugre e Macaca voltam a fazer um dérbi com caráter decisivo após 31 anos. Clima é de euforia na cidade

Por Heitor EsmerizCampinas, SP

Dérbi. Sem sombra de dúvidas, esta palavra será uma das mais ouvidas em Campinas ao longo desta semana. Não à toa. No próximo domingo, pelas semifinais do Paulistão, Guarani e Ponte Preta farão o clássico campineiro mais importante do século. As camisas dos times, rodinhas de conversa sobre o assunto espalhadas pelas ruas da cidade e manchetes de jornais na manhã desta segunda-feira dão o tom do clima na cidade para os próximos dias.

Foi pela categoria de Renato Cajá e Fumagalli, pelos gols de Roger e Bruno Mendes e pela raça de Domingos e João Paulo Silva e raça que Bugre e Macaca recolocaram o futebol campineiro em evidência nacional após um longo período. É uma volta no tempo, mais precisamente para o fim da década de 70 e o começo dos anos 80, quando a cidade era conhecida como a ‘capital do futebol’. Pelo menos até domingo, o rótulo poderá ser lembrado novamente.

Clima de euforia toma conta de Campinas para o dérbi (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)Clima de euforia toma conta de Campinas para o dérbi (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

O orgulho está nas palavras dos torcedores. Não era difícil encontrar pela 13 de Maio, a rua mais popular da cidade, comentários sobre a semifinal campineira. Enquanto esperava a abertura da loja na qual trabalha, o vendedor Bruno Mathias aproveitava para mostrar a camisa da Macaca e relembrar o feito do último domingo, quando a Ponte bateu o Corinthians, por 3 a 2, no Pacaembu.

– Campinas vai parar. Não tem como falar de outra coisa. É o que todos sonhavam. A cidade vai ferver até o fim de semana – afirmou Mathias, enquanto aproveitava para tirar onda com corintianos que passavam pelo local.

Campinas está de parabéns. Campinas voltou a ser reconhecida como uma grande capital do futebol “
Vadão

A poucos metros dali, o bugrino Luiz Rodrigo tinha comportamento semelhante. Empolgado com a volta por cima do Guarani, que saiu da crise no fim de 2011, com salários atrasados, para eliminar o Palmeiras nas quartas de final, com vitória em casa por 3 a 2, ele não escondeu a ansiedade para o dérbi da semifinal chegue logo.

– Eu sempre ando com a camisa do Guarani, ganhando ou perdendo. Agora, então, ainda mais. Eu já encontrei com pontepretanos por aí. Nós trocamos os parabéns. Está todo mundo satisfeito com o sucesso dos times – afirmou o call center.

E se tem um lugar onde o papo rola solto sobre futebol é na banca de jornal. Daniel Cruz, proprietário de um dos pontos mais movimentos da 13 de Maio, sabe que muita gente visitará sua banca disposta a consumir o dérbi. Cruz está pronto para isso. Aliás, é um representante do período de ouro do futebol campineiro e lembra-se bem dos tempos em que a presença de Guarani e Ponte entre os grandes era frequente.

– Os dois tinham grandes times. O Guarani foi campeão brasileiro em 1978, com uma equipe cheia de craques, entre eles Zenon e Careca, enquanto que a Ponte sempre chegava às finais do Paulistão. Tudo isso será revivido agora. A partir de terça, quarta-feira, só vai se falar nisso em Campinas. Passa aqui de novo para você ver – brincou o comerciante.

A última vez que os rivais fizeram um dérbi com caráter decisivo foi em 1981, na final do primeiro turno do estadual. Na oportunidade, a Macaca levou a melhor após empate por 1 a 1 no jogo da ida, no Brinco de Ouro, e vitória por 3 a 2, no Majestoso, na partida em que ficou marcada pela falha de do goleiro Birigui, do Bugre, que tentou impedir um escanteio, mas deixou a bola nos pés para Serginho fazer o segundo gol alvinegro.

Desde então, o sucesso de um era o fracasso de outro, na gangorra do futebol campineiro. O Guarani foi à final do Paulista em 1988, mas perdeu para o Corinthians. Àquela altura, a Macaca disputava a segunda divisão estadual. Em contrapartida, um ano depois de a Ponte chegar à final do Paulistão em 2008, quando foi derrotada pelo Palmeiras, o Guarani era rebaixado à Série A2. Agora, só um deles seguirá em busca pelo título inédito.

 

Será o segundo encontro entre as equipes no ano. No primeiro, chamado de ‘dérbi centenário’ por conta de ter sido disputado em 24 de março, exatamente no dia em que foi realizada a primeira partida entre Guarani e Ponte, em 1912, houve empate por 1 a 1, no Majestoso (assista aos gols da partida). Por ter feito melhor campanha na primeira fase, o Guarani tem o direito do mando de campo.

A dúvida fica em cima da presença das duas torcidas no Brinco de Ouro. O presidente do Bugre, Marcelo Mingone, defende a tese de torcida única, enquanto que Márcio Della Volpe, mandatário da Macaca, espera que os pontepretanos também possa assistir à partida. Polêmica à parte, o sentimento que prevalece é o de satisfação.

– Eu acho que Campinas está de parabéns. A Ponte fez um belo jogo com o Corinthians, venceu fora de casa, e um dérbi vai definir um dos finalistas do Paulistão. Então, eu acho que não só o Guarani, mas Campinas voltou a ser reconhecida como uma grande capital do futebol – afirmou o técnico do Guarani, Oswaldo Alvarez, que também já passou pela Ponte.

Quem não gosta de futebol, é bom se preparar. Só vai se falar nisso nesta semana em Campinas. O dérbi do século vem aí. 

Jogadores de Guarani e Ponte comemoram vaga (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)Jogadores de Guarani e Ponte comemoram vaga (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)
 

Vadão e Kleina abrem semana do dérbi com agenda de celebridades

Técnicos de Guarani e Ponte Preta deixam rivalidade de lado e enaltecem bom momento do futebol campineiro

Por Heitor EsmerizCampinas, SP

 

Não foi uma segunda-feira comum para Vadão e Gilson Kleina. Não será uma semana comum para eles e seus times. O dérbi campineiro pelas semifinais do Paulistão deixou Guarani e Ponte Preta em evidência na mídia nacional e, consequentemente, alterou a rotina dos treinadores. Com a agenda de celebridades, cada um deles participou de três programas de televisão. Em todos, deixaram a rivalidade de lado e enalteceram o bom momento do futebol campineiro.

O dia de entrevistas começou no EPTV Esporte. Sentados lado a lado, eles assistiram às reportagens sobre as vitórias de Bugre e Macaca em cima de Palmeiras e Corinthians, respectivamente, ambas por 3 a 2. A cada gol, deixavam escapar um sorriso de quem está de bem com a vida. Também saíam comentários baixinhos sobre particularidades das partidas. Na hora de falar ao vivo, sobraram elogios das duas partes.

Vadão e Kleina abrem semana do dérbi com agenda de celebridades (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)Marcus Vinícius, gerente da Ponte, e Vadão e Kleina na EPTV (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)

– Nós resgatamos a credibilidade do futebol campineiro. Os dois times estão de parabéns. Estamos na mídia, mas os artistas são os atletas. Nós ganhamos muita força passando pelo Corinthians, mas a euforia acabou ontem (domingo). Agora, temos mais duas decisões pela frente. Primeiro, o São Paulo (pela Copa do Brasil). Depois vamos pensar no Guarani, que é um time muito equilibrado e que tem mantido a base desde o início da temporada – afirmou o técnico da Ponte, Gilson Kleina.

Com perfis parecidos, sempre ponderados nas palavras, os treinadores adotaram discursos semelhantes. Oswaldo Alvarez, o Vadão, pegou o embalo de Kleina e enfatizou que um dérbi nas semifinais do Paulista é motivo de orgulho para as metades verde e preto e branco de Campinas. A última fez que Guarani e Ponte fizeram um clássico com caráter decisivo foi em 1981, pela final do primeiro turno do Paulista. Na oportunidade, a Macaca levou a melhor.

– Campinas foi premiada. O que nós vamos ter aqui no fim de semana é um espetáculo muito grande. A Ponte fez um grande jogo no Pacaembu, e nós, dentro das dificuldades que encontramos para montar o grupo, fizemos uma campanha muito boa – disse Vadão.

Vadão e Kleina abrem semana do dérbi com agenda de celebridades (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)Osvaldo Luis entrevista Vadão e Gilson Kleina no EPTV Esporte (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)

O tom político também foi adotado quando eles foram questionados pelo apresentador Osvaldo Luis sobre um palpite para o placar. Os dois apostaram em muito equilíbrio. Para Kleina, a definição sai no tempo normal por conta da característica das equipes de buscarem o resultado. Vadão, por sua vez, acredita que a vaga pode sair nos pênaltis, mas arriscou no 1 a 0 a favor do Bugre e até brincou diante do clima de final que toma conta da cidade.

– Pior que dessa vez não dá nem para combinar um empate, pois não interessa para ninguém – comentou Vadão, em referência ao regulamento do Paulistão, que prevê as semifinais em jogo único. Por ter feito melhor campanha, o Guarani mandará o clássico campineiro no Brinco de Ouro. A FPF marcou a partida para domingo, às 18h30.

Depois, Vadão e Kleina deixaram rapidamente o estúdio do EPTV Esporte para participar, em conjunto, do Globo Esporte, com Tiago Leifert. Vadão ainda entrou ao vivo no SporTV News, enquanto que Gilson Kleina esteve no Arena SporTV. E é só o começo da semana.

Vadão e Kleina abrem semana do dérbi com agenda de celebridades (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)Vadão e Kleina se preparam para participação no Globo Esporte (Foto: Bruno Teixeira/ Globoesporte.com)