ICFUT – Bangu xBotafogo – Semi Final da Taça Rio 2012

Fonte: O Globo – RJ

Contra o Bangu, Oswaldo de Oliveira volta às origens

Em busca do bom futebol que ainda não exibiu no Botafogo, técnico confirma retorno de Loco

LINK AO VIVO PARA BANGU X BOTAFOGO – CLIQUE AQUI !

PEDRO MOTTA GUEIROS

Oswaldo gesticula durante treino no campo auxiliar do EngenhãoFoto: O Globo / Ivo Gonzalez

Oswaldo gesticula durante treino no campo auxiliar do EngenhãoO GLOBO / IVO GONZALEZ

RIO — Defendendo o título do ano anterior, o Bangu perdeu a final de 1967 por 2 a 1 para o Botafogo e o bicampeonato só acabou sendo celebrado no ano seguinte pelos alvinegros. Adolescente à época, o atual técnico do Botafogo estava nas arquibancadas do Maracanã na torcida pelo clube que será seu adversário na semifinal da Taça Rio, neste sábado, às 18h30m, no Engenhão — se o jogo acabar empatado, a vaga será decidida nos pênaltis. Quarenta e cinco anos depois, Oswaldo de Oliveira ainda se sente diante de um clássico. Por entender que o Bangu deve ser encarado como grande, o técnico recorreu ao jogador mais alto do elenco. Com Loco Abreu de novo titular, o alvinegro tenta unir eficiência e bom futebol para que o torcedor reviva o encanto de outrora.

De volta ao time, o lateral Lucas admite que sofreu ao ver o empate sem gols quarta-feira com o Guarani. No lugar do torcedor, entende que o nível atual do futebol brasileiro faz “todo mundo querer ver Barcelona e Real Madrid”. Mesmo tendo dito que precisava de Messi e Kaká para encantar, Oswaldo ainda tem visão generosa sobre a a rivalidade regional:

— Estava atrás do gol no Maracanã em que o Roberto fez o gol da vitória sobre o Bangu em 1967. Foi um jogaço numa tarde chuvosa. Tenho um carinho especial pelo Bangu por ter sido atleta e sócio do clube. Quando o time mandava seus jogos no Maracanã, entrava com a minha carteirinha — lembra Oswaldo, que não vê hoje um confronto de grande contra pequeno. — Na década de 60, era um grande clássico. A partir do momento que o Bangu ressurge e alcança a semifinal, virou clássico de novo, com os times em igualdade.

Invencibilidade só não basta

Junto com o adversário, Oswaldo trata de valorizar suas raízes. Ao assumir o Botafogo após cinco anos no Japão, falou do privilégio de disputar o Estadual pela primeira vez. Apesar de reconhecer o esvaziamento da competição, que segundo ele deveria ser reduzida, Oswaldo conserva o entusiasmo de menino diante da possibilidade de ver seu time ser campeão carioca.

— Mexe muito comigo. Minha primeira lembrança de futebol vem do Campeonato Carioca — conta, antes de voltar aos tempos em que o torneio tinha dez times da capital além do Canto do Rio, de Niterói. — Depois, entrou o Campo Grande. No primeiro jogo, ganhou logo do Botafogo, que era bicampeão (1961/62), mas o Garrincha não jogou.

A força do ídolo tem o poder de transformar o time. Como Loco Abreu, o Botafogo busca a personalidade que ainda não exibiu no ano, apesar da invencibilidade de 20 jogos, Mais respaldado pela eficiência do que pela qualidade do jogo, o técnico sabe que chegou a hora de unir as duas pontas. Manter a invencibilidade não basta.

— Foi isso que nos faltou contra o Fluminense — afirma o técnico sobre a semifinal da Taça Guanabara, em que o Botafogo caiu nos pênaltis após abri o placar e ceder o empate.

O gol da vitória está guardado numa tarde chuvosa de 1967. Ao menos na memória do técnico, o Botafogo é capaz de dar espetáculo e fazer da decisão com o Bangu um clássico inesquecível.

Botafogo x Bangu

Horário: 18h30m

Local: Engenhão

Botafogo: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Elkeson e Fellype Gabriel; Loco Abreu

Bangu: Willian Alves; China, Raphael, Fernando Lopes e Renan Oliveira; Oliveira, André Barreto, Thiago Galhardo e Almir (Gabriel Galhardo); Fabinho e Sérgio Junior

Juiz: Eduardo Cordeiro.

Fonte: Bangu-ac.com.br

Bangu busca vaga na final para continuar campanha histórica

Após a semana de preparações para o jogo contra o Botafogo, neste sábado (21.04), às 18h30m, no Engenhão, o Bangu partiu para a concentração no início desta tarde.

Almir, que durante a semana chegou a ser noticiado como dúvida, está confirmado para a partida, assim como, o zagueiro Santiago, que vinha continuando a fisioterapia em consequência de uma fascite plantar. Outro retorno confirmado é do meia Tiano, que havia sofrido um estiramento muscular às vésperas da última rodada do 2º Turno. O jogador foi relacionado para a semifinal e está à disposição do técnico Cleimar Rocha.

Durante a parte da manhã da última sexta –feira (20.04), o time titular do Bangu fez um recreativo, contando com Santiago que não havia treinado com bola durante a semana. O meia atacante Almir esteve no campo na primeira parte do treino, mas logo foi poupado. Outro poupado, também foi o artilheiro Sergio Junior.

Ao final, André Barreto, Oliveira, Thiago Galhardo, Gabriel Galhardo, China e Renan Oliveira treinaram cobranças de pênalti, enquanto os suplentes fizeram trabalho tático.

No detalhe, Almir conversa com o preparador físico Paulo Camello e o médico Paulo Hamdan durante o treino (Foto: João Carlos Gomes/ Ag. Bangu)

Fernando Lopes quer atenção redobrada

Autor do segundo gol na vitória diante do Resende, na última rodada da Taça Rio, o zagueiro Fernando Lopes vem se consolidado na vaga de titular ao substituir Santiago, que estava no departamento médico.

Com um currículo cheio, o jogador já defendeu clubes da Macedônia e China, além de atuar pelo Vitória – BA e disputar uma decisão no período em que esteve no Sport Recife. Para o jogo contra o Botafogo, Fernando diz que atenção na defesa será essencial.

“Agora que chegamos até aqui, vamos manter a disposição e a garra da nossa equipe para chegar a final. Entraremos neste jogo com a atenção redobrada. – declarou.”

“A presença da torcida será tão necessária quanto em Resende, pois esse apoio é fundamental para impulsionar nosso trabalho e comemorarmos juntos.” – finalizou Fernando Lopes convocando a torcida.

Fonte: Extra.globo Online

Willian Alves e Jefferson se reencontram após jogarem juntos na base do Cruzeiro

Rafael Marques e Rodrigo Stafford

No ano de 1999, dois goleiros promissores treinavam pesado em busca de um mesmo sonho: tornar-se jogador de futebol. Os anos passaram e diferentes caminhos foram percorridos, mas quis o destino que os atletas que lutavam para ser o camisa 1 do Cruzeiro se reencontrassem no Rio de Janeiro e buscando uma vaga na final da Taça Rio. Jefferson, do Botafogo, e Willian Alves, do Bangu, são os alicerces de seus times na decisão de hoje.

O goleiro botafoguense, que frequentemente aparece na lista da seleção brasileira, teve um caminho menos penoso que seu rival banguense. Dos tempos das vacas magras, Jefferson lembra da dedicação dos dois pela busca do sonho:

— Lembro que era uma época de muito trabalho. A gente lutava muito para aproveitar qualquer chance que aparecia, como acontece em todas as categorias de base.

Experiência fora

Até de se tornar o goleiro menos vazado da Taça Rio, com apenas cinco gols sofridos, Willian Alves percorreu um longo caminho. Natural de Nova Iguaçu, o camisa 1 do Bangu passou por diversos clubes de menor expressão do sul do país até se transferir para o Penafiel, da terceira divisão do futebol português. Lá, conquistou o título nacional de 2009, chegando à Série B local. Uma experiência que será sempre lembrada por ele.

— Em Portugal, amadureci bastante. Foram 3 anos fora do Brasil, onde aprendi jogando em um clube de uma divisão inferior. São as dificuldades da vida que fazem a gente crescer — lembrou o goleiro, de 30 anos.

Jefferson também experimentou jogar fora do país, no Trabzonspor e Konyaspor, ambos da Turquia. A volta ao Botafogo aconteceu em 2009 e o status de ídolo foi praticamente imediato.

Jefferson enfrentará Willian Alves, que conheceu na base do Cruzeiro
Jefferson enfrentará Willian Alves, que conheceu na base do Cruzeiro Foto: Alexandre Cassiano

As 16 convocações para a seleção brasileira não tiraram a humildade do camisa um do Botafogo, que reencontrou o amigo apenas este ano na terceira rodada da Taça Rio quando as duas equipes se enfrentaram e empataram em 1 a 1.

— Nos cumprimentamos após o jogo e falamos mais sobre como está a nossa vida, nossa famílias, até pelo tempo que não nos víamos. A gente sabe que a vida de goleiro não é fácil. Então, não sendo contra o Botafogo, espero que ele consiga realizar todos os seus objetivos — desejou o goleiro, que foi muito elogiado pelo rival de hoje:

— Eu admiro ele não só pelo goleiro que é, mas pela pessoa. Tranquilo e sereno, debaixo das traves, é o melhor do Brasil. Merece mesmo ser o camisa 1 da seleção brasileira— analisou Willian.

Jantar só depois

Apesar da amizade, Willian não quer muito papo com Jefferson até o árbitro apitar o fim da partida.

— Fiquei feliz de reencontrá-lo depois de mais de 10 anos. Antes do empate, na primeira fase da Taça Rio, demos um abraço. Agora, novamente estamos em lados opostos. Papo de amigo só vai rolar depois do jogo — brincou Willian Alves, que ainda espera um jantar para colocar a conversa em dia.

Fonte: Globo.com

Bangu x Botafogo: ingressos já estão à venda para semifinal da Taça Rio

Nas sedes dos clubes, a venda é das 10h às 17h. Os preços variam
de R$ 15 a R$ 60. O setor Sul está destinado à torcida do Alvirrubro

Já estão à venda os ingressos para o confronto entre Bangu e Botafogo, que será disputado neste sábado, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, pela semifinal da Taça Rio. Nas sedes dos clubes, a venda é das 10h às 17h. Os preços variam de R$ 15 a R$ 60.

Torcedor do plano “Sou Botafogo VIP” tem acesso pelo setor Oeste Inferior, enquanto os do “Sou Botafogo Acima de Tudo” entram pelo Oeste Superior e “Sou Botafogo Fanático” pelo Leste Inferior. O setor Sul está destinado à torcida do Bangu. Há gratuidade para menores de 12 anos, idosos e deficientes em todos os setores e meia-entrada para estudantes.

Preços dos ingressos

Norte: R$ 30 (R$ 15 meia)
Sul: R$ 30 (R$ 15 meia) – Bangu
Oeste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia)
Oeste Inferior: R$ 60 (R$ 30 meia)
Leste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia)
Leste Inferior: R$ 60 (R$ 30 meia)

Pontos de venda

General Severiano – Av. Venceslau Brás, 72 – Botafogo
Caio Martins – Av. Presidente Backer, s/nº – Niterói
Stadium Rio (Bilheteria Norte) – Rua das Oficinas, s/nº – Engenho de Dentro (Torcida do Botafogo)
Stadium Rio (Bilheteria Leste) – Rua Dr. Padilha (Torcida do Bangu)
Marechal Hermes – Rua Xavier Curado, 1.705
Sede do Bangu – Rua Sul América, 950 – Bangu
São Januário – Rua Francisco Palheta (Bilheteria 11)
Laranjeiras – Rua Álvaro Chaves, 41
Casa da Vila da Feira – Rua Haddock Lobo 195 – Tijuca
Posto de gasolina Ale – Rua General Góis Monteiro, 195 – Botafogo
Zoar Turismo – Av. Graça Aranha, 61 Sala 613 – Centro
Ou pela internet: http://www.botafogo.com.br e http://www.futebolcard.com

Estacionamento

Antecipado (até a véspera do jogo)
Sócio-proprietário – R$ 15 (Limitado a 300 no total e a 1 por pessoa) – Estacionamento Norte 1
* Comprar na Central de Atendimento ao Sócio na sede. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira de 8h às 20h, sábados e feriados de 8h às 16h;
Sou Botafogo – R$ 15 (Limitado a 200 no total e a 1 por pessoa) – Estacionamento Norte 1
* Comprar na sala de atendimento na sede. Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira de 10h às 17h, sábado de 9h às 14h;
Sou Botafogo VIP – R$ 15 (Limitado a 200 no total e a 1 por pessoa) – Estacionamento Oeste
* Comprar na sala de atendimento na sede. Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira de 10h às 17h, sábado de 9h às 14h.

No dia do jogo
Todos os torcedores – R$ 20 – Estacionamento Norte 1

Por Cleber Aguiar – Após saída de Jorginho, Portuguesa age depressa e contrata Geninho

Fonte: Futebolpaulista.com.br

A Portuguesa agiu rápido e anunciou na tarde desta sexta-feira a contratação do técnico Geninho. O ex-comandante do Comercial chega para substituir Jorginho na sequência da temporada. O novo treinador chega com respaldo do diretor de futebol Candinho e a meta de realizar uma boa campanha no Campeonato Brasileiro da Série A. Geninho se apresenta nesta segunda-feira no Canindé.

O diretor de futebol da Portuguesa, Candinho, atribuiu a experiência do novo treinador para o acerto tão rápido. “Ele é um cara de bom currículo, de time grande. Foi bem no Santos, no Corinthians, no Atlético (PR)… Tem uma experiência muito boa e começa a treinar na segunda-feira”, explicou o dirigente.

Para o novo comandante, o planejamento deve ser iniciado o mais rápido possível por uma boa campanha no Brasileiro e na Copa do Brasil. “Fiquei muito feliz com o convite da Lusa e minha expectativa é de fazer uma boa campanha neste clube, que tem muita tradição e potencial para voltar a brilhar. Vamos iniciar os trabalhos com o elenco o mais rápido possível para avançarmos na Copa do Brasil e prepará-los da melhor maneira para o Brasileirão”, comentou o técnico, que assinou contrato até 31 de dezembro.

Natural de Ribeirão Preto, Geninho carrega em seu currículo grandes trabalhos na carreira. Treinou clubes como Corinthians, Santos, Vitória (BA), Bahia e Atlético Paranaense, onde conquistou o Campeonato Brasileiro de 2001.

ICFUT – São Paulo x Bragantino – Quartas de Final do Paulistão 2012

Fonte: Bragança Jornal-Diário Online 

 LINK AO VIVO PARA SÃO PAULO X BRAGANTINO – CLIQUE AQUI !

POR SÍLVIO LOREDO   SÁBADO,  21 ABR 2012
 

Formação do Bragantino na estreia do Paulistão 2012FOTO: FABIO MORAES

 Os chamados times ‘grandes’ do Campeonato Paulista chegam a afirmar que a competição para eles começa de fato na segunda fase. No entanto, para os times do interior, estar nesta segunda fase é um grande feito e desafio. Desta forma, São Paulo e Bragantino se enfrentam neste sábado, 18h30, no estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, em São Paulo, em jogo único e válido pelas quartas de final.

Sem qualquer tipo de vantagem no resultado, caso o jogo termine empatado ao final dos 90 minutos, a vaga na semifinal será definida através de cobranças de penalidades máximas.

BRAGANTINO ESTÁ PRONTO

O técnico Marcelo Veiga aproveitou a semana de trabalho para também conversar bastante com seus comandados, principalmente, sobre os erros apresentados nas últimas duas partidas, quando a equipe já tinha conseguido a classificação e, de certa forma, relaxou em campo.

Os lances de bola parada, tanto da parte ofensiva como da defensiva, foram intensificados nos treinamentos, além de cobranças de penalidades máximas.

O treino apronto aconteceu na manhã de quinta-feira e Veiga aproveitou também para treinar algumas variações, como por exemplo, Eder no lado esquerdo da defesa no lugar de Léo Jaime e Wellington no meio-campo.

Marcelo Veiga pode levar o Bragantino a mais uma semifinal de Campeonato Paulista

O time que irá a campo esta noite no Morumbi terá força máxima. Apenas Lincom e Patrick, entregues ao departamento médico, seguem de fora. Eles não são titulares, mas seriam ótimas opções para o decorrer da partida.

O Bragantino seguiu para Atibaia na noite de quinta-feira; na manhã de sexta-feira realizou uma movimentação leve e no período da tarde seguiu para São Paulo. A chegada da delegação no Morumbi está programada para acontecer por volta das 17h00 deste sábado.

Na primeira fase do Paulistão 2012, Bragantino e São Paulo empataram em 3 x 3, em jogo muito movimentado e cheio de emoções, disputado no Marcelão.

FICHA TÉCNICA

PAULISTÃO 2012

QUARTAS DE FINAL

(JOGO ÚNICO)

Equipes prováveis:

SÃO PAULO FC
Denis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denílson, Cícero e Jadson; Lucas, Luis Fabiano e Fernandinho. Téc: EMERSON LEÃO.

CA BRAGANTINO
Rafael Santos; Júnior Lopes, André Astorga e Luis Henrique; Victor Ferraz, Serginho (Eder), Cambará, Fernando Gabriel e Léo Jaime; Romarinho e Giancarlo. Téc: MARCELO VEIGA.

HOJE – SÁBADO – 18h30

COM TRANSMISSÃO PELA 102 FM

http://www.fm102.com.br

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), em São Paulo.

ÁRBITRO: Wilson Luis Seneme (FIFA), auxiliado por Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis.

Árbitros assistentes: 1 – Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza; 2 – Marcelo Rogério.
Leão define time com três atacantes

O São Paulo está confirmado para o jogo deste início de noite contra o Bragantino. No treinamento da manhã de sexta-feira, último antes do confronto, Leão trabalhou com os jogadores que devem ser os titulares, só que sem os laterais.

Denis, Rhodolfo, Paulo Miranda, Denílson, Cícero, Jadson, Fernandinho, Luis Fabiano e Lucas trabalharam bolas paradas em um campo separado. O restante dos jogadores fez um treino de dois toques, junto com Piris e Cortez. Antes de dividir o treinamento em dois, Leão comandou trabalho de fundamentos, com passes longos e curtos.

Para esta partida, o técnico optou por escalar o time com três atacantes. Variação que está se tornando comum para o Tricolor. Será o quinto confronto seguido que Leão arma a equipe com três jogadores no setor ofensivo.

Morumbi pode fazer a diferença no jogo desta noite

O retrospecto do time do São Paulo em jogos no Morumbi tem feito a diferença de uns tempos para cá. O técnico Emerson Leão, nesta segunda passagem como comandante do clube, está invicto e com um aproveitamento de respeito. Em 11 partidas, o time teve um rendimento de 88% – foram nove vitórias e apenas dois empates.

O confronto desta noite, aliás, marcará o reencontro do Tricolor com seu estádio. Por conta de shows musicais, o Morumbi não recebe uma partida desde o dia 18 março, quando o São Paulo superou o rival Santos por 3 a 2.

No Morumbi, o Bragantino já atuou 19 vezes oficialmente (13 contra o São Paulo, 3 contra o Corinthians, duas contra o Santos e uma contra o Bahia, pelo Brasileiro da Série B de 2010), com três vitórias (contra o Corinthians pelo Brasileirão de 1992, outra contra o próprio São Paulo, no Campeonato Paulista de 1994; e mais recentemente contra o Bahia pela última rodada do Brasileiro da Série B de 2010), cinco empates e onze derrotas.

62.039 ingressos foram colocados a venda pela diretoria do São Paulo, que disponibilizou desta carga, 3100 ingressos aos torcedores do Bragantino, no valor de R$ 40,00 para o setor de arquibancada. Estudantes e aposentados pagam meia-entrada (R$ 20,00).

O acesso do torcedor do Massa Bruta às arquibancadas do Morumbi se dará pelo portão 15, destinado aos visitantes.

JOGOS DA RODADA

CAMPEONATO PAULISTA 2012 – SÉRIE A1

Fonte: Gazetaesportiva.net

“Agressivo e ofensivo”, São Paulo busca vaga na semi ante Bragantino

Tomás Rosolino, especial para GE.NetSão Paulo (SP)
 

Após encaixar uma sequência de 11 vitórias, o São Paulo perdeu a oportunidade de alcançar a 12ª, uma marca histórica no clube, ao ser derrotado pelo Linense na última rodada do Campeonato Paulista. Porém, nada disso irá mudar a forma de atuar do técnico Emerson Leão na partida pelas quartas de final do torneio, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), diante do Bragantino, no estádio do Morumbi.

Contente pelo futebol que o time vem exibindo na temporada, o treinador garantiu que não mudará a postura da equipe no embate decisivo de dificuldade relativamente maior da temporada.

“O São Paulo sempre chega, e tem sempre essa expectativa de chegar. Pela estrutura que tem, consegue um favoritismo à altura, mas esse favoritismo, sem a confirmação, causa uma grande frustração. Por isso vamos jogar da mesma maneira que sempre jogamos, agressivo e ofensivo”, garantiu.

O meia Cícero, que volta entre os titulares após ter cumprido suspensão no último revés, ressaltou que o tropeço chegou ‘na hora certa’.

“Após uma derrota você tira lições de várias coisas. Sofremos um baque porque não conseguimos manter a sequência de vitória e chegar a uma marca histórica para o clube, mas isso ocorreu em um momento que podíamos perder, o que não é possível no mata-mata”, comentou o meio-campista.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Treinador confia no ataque, principalmente nos gols de Luis Fabiano, para garantir a classificação tricolor às semis

Além da novidade na armação e marcação, o treinador também poderá contar com o retorno de Fernandinho. O camisa 12 recuperou-se de um trauma na coxa direita e formará o trio de ataque ao lado de Lucas e Luis Fabiano.

Outro confirmado entre os titulares, o lateral Cortez pediu atenção aos companheiros e lembrou do empate por 3 a 3 no duelo pela primeira fase da competição, em Bragança. “Sabemos da nossa responsabilidade e do favoritismo, mas quando a bola vai rolar nada disso vai valer. Teremos que ficar ligados para não sermos surpreendidos”, analisou.

E as palavras do defensor são-paulino explicam um pouco do sentimento do outro lado do confronto. No Braga, que se classificou na sétima posição durante a primeira, os jogadores exaltam a mportância de um triunfo.

“É o jogo da minha vida. Cheguei aqui e era desconhecido, mas com o futebol apresentado fui ganhando moral e confiança, mesmo com grandes jogadores no elenco. Trabalhamos da melhor forma possível durante a semana e agora é chegar no Morumbi e tentar surpreender”, explicou o meia Romarinho, cotado como reforço do Santos depois do encerramento da competição.

 

Na partida, o técnico Marcelo Veiga não terá desfalques por suspensão, e ainda pode contar com o retorno dos volantes Eder e Serginho. O primeiro deve ficar no banco, enquanto o segundo pode ocupar o lugar de Wellington no meio-campo.

FICHA TÉCNICA 
SÃO PAULO x BRAGANTINO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de abril de 2012, sábado 
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Assistentes: Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis
Assitentes adicionais: Marcelo Aparecido de Souza e Marcelo Rogério

SÃO PAULO: Dênis; Piris, Rhodolfo, Paulo Miranda e Cortez; Denilson, Cícero e Jadson; Fernandinho, Lucas e Luis Fabiano 
Técnico: Emerson Leão

BRAGANTINO: Rafael Santos; Júnior Lopes, André Astorga e Luciano Castan; Victor Ferraz, Serginho, Cambará, Fernando Gabriel e Leo Jaime; Romarinho e Giancarlo
Técnico: Marcelo Veiga

Ingressos !!!

Fonte: SPFC.net

Ingressos : SÃO PAULO X BRAGANTINO

  • Morumbi – sábado – 21/04/2012, 18h30ATENÇÃO: Para este jogo não haverá entrada de mascotes!

    Em cumprimento à lei nº 14590 publicada no Diário Oficial em 11/10/2011, a partir de 11/11/2011, serão cadastrados todos os torcedores que adquirirem ingressos para partidas de futebol. É obrigatória a apresentação de documento de identificação oficial com foto no ato da compra (nas bilheterias ou pontos de venda).

    GRATUIDADE: Crianças até os 7 anos de idade não pagam ingresso desde que o responsável porte um ingresso para o setor desejado e os documentos do menor. NOS SETORES VISA INFINITÉ E CADEIRA ESPECIAL VISA NÃO HÁ GRATUIDADE.

    > VENDA

    Venda online
    A partir de 17 de abril
    – Pagamento com cartão de crédito VISA
    Bilheterias do Morumbi
    18 a 20 de abril (das 10h às 17h)
    21 de abril (das 10h até o início do jogo) 
    – Pagamento em dinheiro ou cartão de débito
    Sócio-Torcedor
    > Bilheteria 4
    18 a 20 de abril (das 11h às 19h)
    21 de abril (das 11h até o início do jogo)
    – Pagamento em dinheiro ou cartão de débito
    > Venda online 
    A partir de 17 de abril
    – Pagamento com cartão de crédito VISA

    http://www.zetks.com/EventDetail.aspx?idEvent=168

    Pontos de venda
    > Ginásio do Ibirapuera – Rua Abílio Soares, 1370 – São Paulo
    > Estádio do Canindé – Rua Azurita – Portão 6 – Canindé
    > Quiosque CHOPP BRAHMA – Itaquera – Shopping Itaquera – Passarela de Acesso ao Metrô
    04 a 07 de março 10h às 17h
    > Quiosque CHOPP BRAHMA – Aricanduva – Shopping Aricanduva – Arco 356 – Alameda Radial
    04 a 07 de março 10h às 17h

    TOTAL DE INGRESSOS: 62.039

    > INGRESSOS

    SÓCIO TORCEDOR
    Quer ser parceiro do clube e ainda ter vantagens exclusivas? Seja um Sócio Torcedor!

    . Caso o Sócio Torcedor não tenha o seu cartão-ingresso, terá de comparecer pessoalmente ao Morumbi para solicitar a impressão, na Sala Sócio Torcedor, Portão 2, de 2ª a 6ª, das 10h às 16h (excetos feriados e dias de shows no Morumbi)
    . É obrigatória a apresentação do cartão ingresso no ato da compra

    Portão 03
    Térreo Visa ST R$ 30 (vendas SOMENTE via internet)

    Portão 6
    Arquibancada Azul ST R$ 20 
    Arquibancada Laranja ST R$ 20

    Portão 4
    Setor Morumbi Premium ST R$ 80

    Portão 15
    Arquibancada Amarela ST R$ 20 (vendas SOMENTE via internet)
    Cadeira vermelha Superior ST R$ 25 (vendas SOMENTE via internet)

    ACESSO
    Plano Fabuloso – Portão 06
    Plano VIP – Portão 17

    SETORES DISPONÍVEIS
    Portão 03
    Setor Térreo VISA R$60 – R$30 ½ entrada (vendas SOMENTE via internet)

    Portão 04
    Morumbi Premium R$100 – R$50 ½ entrada (vendas também via internet)

    Portão 05
    Cativa Azul Proprietário R$40 (vendas somente no Estádio)
    Laranja Premium R$100 – R$50 ½ entrada (vendas também via internet)
    Cadeira laranja R$ 60 – R$30 ½ entrada (vendas também via internet)
    VISA Infinite R$160 – R$80 ½ entrada (vendas SOMENTE via internet)

    Portão 06
    Arquibancada Azul R$40 – R$20 ½ entrada (vendas também via internet)
    Arquibancada Laranja R$40 – R$20 ½ entrada (vendas também via internet)

    Portão 15
    Arquibancada Amarela VISA R$40 – R$20 ½ entrada (vendas SOMENTE via internet)
    Cadeira Superior Especial VISA R$50 – R$25 ½ entrada (vendas SOMENTE via internet)

    Portão 16
    Cativa Vermelha Proprietário R$40 (vendas somente no Estádio)
    Cadeira Amarela R$60 – R$30 ½ entrada (vendas também via internet)

    Portão 17
    Setor para Portadores de Necessidades Especiais
    Acompanhante R$40 – R$20 ½ entrada (197 lugares)

    Portão 18 
    Setor Térreo VISA (Vermelha) R$60 – R$30 ½ entrada (vendas SOMENTE via internet)

    VISITANTES
    Portão 15
    Arquibancada Vermelha R$40 – R$20 ½ entrada (3100 lugares)

    > AVISO

    Normas para aquisição de ingressos ½ entrada

    Estudantes: É necessária para a compra e acesso ao estádio a apresentação de documento escolar original (declaração escolar do mês vigente, ou carteirinha escolar com ano letivo ou data de validade e carimbo da escola, ou boleto pago do mês vigente) e RG original ou cópia autenticada (Lei Municipal nº 11.355/1993, Decreto Municipal nº 33.468/1993 e Lei Municipal nº 13.715/2004). A CARTEIRINHA ESCOLAR DO ANO DE 2011 NÃO SERÁ MAIS ACEITA.
    Aposentado do INSS: É necessário a apresentação de holerite ou cartão do benefício e RG original ou cópia autenticada. (Lei Municipal nº 12.325/1997)
    Idosos (com idade igual ou superior a 60 anos): apresentando RG original ou cópia autenticada, paga meia entrada. (Lei Federal 10.741/2003 – Estatuto do Idoso)
    Professores da rede pública municipal de ensino: pagam meia mediante a apresentação de RG e a carteira funcional emitida pela Secretaria de Educação.
    O ingresso de 1/2 entrada só poderá ser adquirida pelo beneficiário do desconto. O ingresso é pessoal e intransferível. Abriremos exceção somente para pais ou filhos, que poderão adquirir ingressos uns para os outros, mediante a apresentação de documentos que comprovem o grau de parentesco.
    Complemento de ½ entrada: É OBRIGATÓRIA a apresentação de documento comprovando o direito a 1/2 entrada, na entrada do evento, e caso portador não apresente o documento comprovando o direito, será necessária a complementação do ingresso.

Por Cleber Aguiar – Organizada evangélica prega contra a violência e tenta abençoar o Botafogo

Fonte: Folha Online

ADRIANO WILKSON
ENVIADO ESPECIAL AO RIO

Nas arquibancadas do Engenhão, uma torcida organizada se destaca das outras.

Suas bandeiras não trazem imagens de monstros ou animais ferozes e seus gritos não são de guerra. Seus membros não xingam o técnico, nem os jogadores. E se recusam a proferir um palavrão sequer.

Em suas bocas, nem a mãe do juiz é maltratada. Ao contrário, eles se dizem preocupados com o bem-estar e com a paz espiritual dos árbitros.

“Ei, juiz, vai se converter!”, gritava no Engenhão um dos torcedores da Fogospel, a organizada evangélica do Botafogo. Era assim que ele demonstrava seu descontentamento com a arbitragem de Fabrício Neves Correa.

Era quarta-feira, e o Botafogo empatava com o Guarani pela Copa do Brasil. Quinze torcedores faziam ali uma extensão de suas igrejas.

Eles balançavam bandeiras e camisetas com imagens de cruzes e bíblias. Seu slogan é um versículo do evangelho de João: “Jesus te ama”.

As canções que dirigem ao time têm o ritmo de hinos de louvores do pop gospel.

“Se eu pudesse reconstruir as músicas do Botafogo, faria tudo sem palavrão”, afirma o pastor Hércules Martins, 41, fundador da torcida.

Em seguida, ele entoa uma versão light da canção que o Engenhão canta ao goleiro Jeferson, evangélico fervoroso.

A original traz um palavrão logo no primeiro verso.

Líder de uma pequena igreja em Olaria, o pastor reuniu seu rebanho botafoguense para apoiar o time e, de quebra, levar torcedores violentos ao caminho da paz.

Ele diz que financia a torcida por doações próprias e não com os dízimos à igreja.

Hércules, barba escanhoada, comanda antes de todos os jogos uma roda de oração sob a estátua de Mané Garrincha na entrada do Engenhão.

Com fervor típico das pregações evangélicas, ele pede proteção divina aos torcedores e ao time alvinegro. “Quero criar um ministério para amparar o Botafogo espiritualmente”, diz o pastor. “Dar uma Bíblia para cada atleta”

Em tempos de violência entre as organizadas, a Fogospel transmite uma mensagem de paz a suas congêneres.

Nos intervalos dos jogos, distribui panfletos com testemunhos de fé e convida os torcedores a encontrar Jesus.

A organizada diz estar incentivando outros torcedores a criar facções evangélicas. O filho do pastor, por exemplo, se engajou na fundação da Gospel Fla, para o Flamengo.

A organizada do Botafogo se orgulha de apoiar o “Glorioso”, apelido imortalizado pelo hino composto por Lamartine Babo. “Servimos ao Glorioso, Deus dos céus e da terra, e torcemos pelo Glorioso, time da Estrela Solitária.”

A Fogospel prova que torcer pelo Botafogo é mesmo um ato de fé. O alvinegro levantou só dois títulos estaduais na última década. E, em breve, fará 15 anos seu último caneco de relevância nacional, o Rio-São Paulo de 1998.

“O Botafogo tem uns estigmas de azar, e os evangélicos acreditam muito nessas coisas”, afirma o pastor. “Quem sabe não conseguimos quebrar isso, abençoar o time.”

Quando o alvinegro pegar o Bangu hoje, às 18h30, pela semifinal da Taça Rio, a Fogospel promete estar em maior número. A direção diz ter 200 pessoas na torcida.

Mas se a equipe chegar à final, a torcida cristã quase não será vista no Engenhão.

Isso porque o jogo será no domingo, dia em que os fiéis se dedicam só ao Senhor.

Como estão no culto, eles não vão ao estádio. No máximo, nomeiam representantes que pedem autorização ao seu pastor para levar ao menos uma faixa ao Engenhão.

“Somos apaixonados pelo time, mas amamos a Deus”, resume o pastor Hércules.

  Daniel Marenco/Folhapress  
Integrante da torcida "Fogospel", do Botafogo, formada por evangélicos, duranta a partida no Engenhão
Integrante da torcida “Fogospel”, do Botafogo, formada por evangélicos, duranta a partida no Engenhão

ICFUT – Barcelona x Real Madrid – Link ao Vivo

Fonte: Estadao.com.br

Clássico com clima de final no Camp Nou

Se o Barcelona vencer, a diferença para o rival cai para um ponto; se der empate ou Real, o título ficará mais perto de Madri

LINK AO VIVO PARA BARCELONA X REALMADRID – CLIQUE AQUI!

BARCELONA – O Estado de S.Paulo

Independentemente do que acontecer hoje no Camp Nou, o Real Madrid voltará para casa líder do Campeonato Espanhol, afinal, tem quatro pontos a mais do que o arquirrival Barcelona (85 a 81). Isso, no entanto, não significa que o time merengue entrará em campo sem pressão ou que a equipe catalã possa estar desinteressada. Muito pelo contrário. O Superclássico hoje praticamente decide o campeonato, mesmo ainda faltando cinco rodadas para o fim.

Uma eventual vitória do Barça colocaria o Real contra a parede, já que a diferença entre as duas equipes, que já chegou a dez pontos, cairia para apenas um. Assim, não seria de se estranhar que o time de José Mourinho, que vive sempre com os nervos à flor da pele, pudesse entrar em pane nas últimas rodadas e entregar o título “de bandeja”.

Mas, se o Real ganhar no Camp Nou – algo que não ocorre desde 2007 -, a diretoria pode começar a preparar a festa do título porque só uma catástrofe faria o Barça tirar sete pontos de vantagem em quatro jogos.

Em caso de empate, tudo continuaria como está. Ou seja, com fortes emoções reservadas até a última rodada apesar da ampla vantagem do Real.

Como a vitória interessa muito mais ao Barça do que ao Real, Pep Guardiola deve entrar com um time ainda mais ofensivo do que o costume. Daniel Alves, por exemplo, apesar de ser escalado como lateral-direito, deverá atuar como verdadeiro ponta-direita. Pela esquerda, Adriano, que mais uma vez substituirá o zagueiro Piqué, machucado, deve fazer o mesmo.

A ideia é sufocar o Real no campo de defesa sem dar espaço para o perigosíssimo contra-ataque do adversário. “Se o Real Madrid tem defeitos, são poucos. Eles têm muitas variações de jogo, de acordo com quem entra em campo. Eles quase não falharam nesta temporada”, reconheceu Guardiola.

O treinador até manteve a estratégia de jogar todo o favoritismo ao título para o Real. “Se ganharmos, estaremos a um ponto. Mas, ainda assim, o campeonato continua nas mãos do Real”, disse.

Mourinho não falou com a imprensa ontem. Como de costume, escalou o auxiliar Aitor Karanka – o treinador tem dado entrevista apenas em jogos da Copa dos Campeões, mas por imposição da Uefa.

Benzema deve jogar isolado no ataque. Um pouco mais atrás estará Cristiano Ronaldo, que, com suas arrancadas e chutes certeiros, é a principal esperança de gols do Real.

Duelo de artilheiros. Desde 2009, toda vez que Barcelona e Real Madrid se enfrentam, as atenções se voltam para Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Hoje não será diferente, mas há um ingrediente a mais para acirrar a rivalidade e as comparações entre os dois: a luta pela artilharia do Espanhol.

Com 41 gols cada, os dois dividem o topo da lista de goleadores e, independentemente de quantas vezes ainda visitarão as redes até o fim do campeonato, já bateram o recorde da competição.

Craques com estilos distintos dentro e fora de campo, Messi e Cristiano Ronaldo parecem ser idênticos quando o assunto é apetite por gols. Não à toa, levando em consideração apenas os principais campeonatos da Europa (Espanhol, Italiano, Inglês e Alemão), ninguém nunca marcou tanto em uma única temporada quanto os dois.

Pelo menos nas casas de apostas da Espanha, Messi saiu na frente de Cristiano para o jogo de hoje. A confiança é que o argentino vai marcar o primeiro gol do clássico. Se isso ocorrer, para cada 1 apostado as casas estão pagando 3,50. Como com o português o risco é maior, caso ele faça o gol primeiro o apostador leva 4.

ICFUT – Conheçam a história do Tanabi EC da 4º Divisão e novo clube de Túlio Maravilha do interior de São Paulo.

Descrição

De Wikipédia, a enciclopédia livre

Tanabi Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol de Tanabi, interior de São Paulo. Fundado em 28 de dezembro de 1942, as suas cores são verde e branca. Atualmente disputa a Série B (Quarta Divisão) do Campeonato Paulista.

História

O Tanabi participa do Campeonato Paulista de Futebol desde 1956, quando se profissionalizou. Logo no seu primeiro ano, torna-se campeão da Terceira Divisão (atual A3). Era apenas o primeiro passo de uma carreira de glórias que orgulha a cidade até hoje.

Entre 1973 e 1998, numa seqüência ininterrupta com 24 participações, chegou ao seu apogeu nos anos 1980, quando a equipe se aproximou várias vezes do acesso à elite do futebol paulista, a atual Série A1. Entre 1981 e 1993, foi freqüentador assíduo da divisão de acesso, a Segunda Divisão (atual A2).

Títulos

Estaduais
  • – Campeão: 1956
  • – Vice-campeão: 2003
Categorias de base
  • Campeonato Paulista Sub-20 – Segunda divisão: Campeão (2000)
  • Campeonato Paulista Sub-20 – Segunda divisão: Vice-campeão (2009)

Por Cleber Aguiar – Cruzeiro vira sobre Vôlei Futuro, pinta a Superliga de azul e festeja o título

Fonte: Globo.com

Equipe mineira perde primeiro set tenso, mas busca reação, aproveita lesão de Lorena e, com atuação brilhante de William, faz a festa em São Bernardo

Por João Gabriel RodriguesDireto de São Bernardo do Campo, SP

 

Os números sempre estiveram ao lado do Cruzeiro. Deixando de lado todas as polêmicas, brigas e confusões, os mineiros tinham no histórico do confronto a sua maior vantagem na final da Superliga, contra o Vôlei Futuro. Neste sábado, como se ainda fosse preciso, a equipe de Belo Horizonte recebeu uma ajuda extra da sorte. Depois de perder um primeiro set tenso, foi buscar a reação, e a virada veio quando Lorena, principal arma dos paulistas, saiu de quadra às lágrimas, reclamando de cãibras na panturrilha direita. Os mineiros não tinham nada com isso. Com atuação brilhante de William, derrotaram os rivais por 3 sets a 1 (24/26, 25/18, 25/13 e 25/19) e conquistaram no ginásio de São Bernardo do Campo seu primeiro título nacional (veja os melhores momentos no vídeo).

Vice-campeão no ano passado, o Cruzeiro dominou a fase classificatória deste ano e, no confronto com o Vôlei Futuro, chegou à 16ª vitória em 18 jogos. Ao ignorar o barulho da torcida de Araçatuba, que tomava mais da metade do ginásio, impôs sua força e fez a festa azul dentro de quadra.

vôlei Cruzeiro (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)Festa azul em São Bernardo: Cruzeiro campeão da Superliga  (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)

– Tudo é demais, a torcida, o time. São dois anos que eu estou aqui, o time tem seis anos de história. Não tem segredo. Quando você trabalha, o resultado pode demorar um pouquinho, mas aparece – afirmou o capitão William, emocionado ao se lembrar do pai logo após a partida, em entrevista ao SporTV.

Enquanto isso, Lorena, destaque do time vice-campeão, corria para dar um beijo na namorada à beira da quadra. Ele sentiu cãibras no terceiro set, deixou a quadra carregado e só voltou na metade da quarta parcial, quando o Cruzeiro já caminhava para o título.

A festa mineira continuou na cerimônia de premiação, quando o time faturou quatro dos seis troféus individuais da temporada: atacante (Wallace), recepção (Filipe), defesa (Serginho) e levantador (William, que também foi eleito o melhor da final). O melhor saque foi de Vini, do Vôlei Futuro, e Gustavão, do Campinas, foi eleito o melhor bloqueador.

 

Tensão e tumulto no primeiro set

Se a torcida do Vôlei Futuro fazia mais barulho, o Cruzeiro respondia em quadra, abrindo 3/0 logo no início. O time de Araçatuba foi buscar, diminuiu a diferença para um ponto (4/3), e o tempo fechou. Em bola pela ponta, Camejo soltou o braço, explorando o bloqueio. Os mineiros negaram o desvio, reclamaram, e o cubano provocou. Puxou a rede com raiva, iniciando a confusão. Lorena entrou no meio, e Douglas afastou a mão do oposto, que invadiu a quadra dos rivais (veja no vídeo). O clima ficou quente, e o árbitro teve de distribuir cartões: dois para o Vôlei Futuro (Camejo e Lorena) e um para o Cruzeiro (Douglas).

O tumulto incendiou o time de Belo Horizonte, que abriu quatro pontos: 10/6. Na base da vibração, Ricardinho trouxe o Vôlei Futuro de volta ao jogo. Em belo bloqueio, Camejo deixou o time de Araçatuba ainda mais perto do empate (13/12), mas o Cruzeiro voltou a crescer. Apesar das reclamações dos paulistas, o árbitro não viu condução em bola de Acácio, e os mineiros foram para o segundo tempo técnico com 16/12, depois de toque na rede dos rivais.

Vôlei Futuro x Cruzeiro (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)Confusão no primeiro set: jogo tenso do início ao fim neste sábado (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)

Lorena iniciou a reação na volta à quadra, com dois bloqueios seguidos e uma pancada pela ponta, sem defesa de Serginho. Em um ataque para fora de Wallace, a equipe de Araçatuba empatou e, logo depois, ficou pela primeira vez à frente no placar: 18/17. O Cruzeiro buscou o empate, mas, endiabrado, Lorena tomou o jogo para si. Fuzilou pela ponta, chegou ao set point e, com os dedos, imitou o disparo de armas, animando a torcida. Os mineiros ainda tentaram salvar a parcial, mas o oposto resolveu: Vôlei Futuro 26/24, em 39 minutos.

Equipe mineira se impõe no segundo set

O início do segundo set repetiu o roteiro do anterior. Guiado por William e explorando os erros dos rivais, o Cruzeiro abriu 3/0. Os paulistas foram buscar duas vezes, mas os mineiros também contavam com a sorte. Depois de desviar na rede, a bola caiu devagar na quadra do Vôlei Futuro, sem chances para Vini, e a equipe de Belo Horizonte já tinha 11/7 no placar. O técnico Cézar Douglas tentou acordar seu time, mas, mesmo assim, viu os rivais abrirem 14/8, depois de ace de Maurício.

O Vôlei Futuro tentava reagir, mas esbarrava em erros e no bom bloqueio dos mineiros. Em saque para fora de Ricardinho, o Cruzeiro chegou ao set point e levantou sua torcida na arquibancada. Camejo ainda salvou o primeiro, mas Acácio aproveitou bom levantamento de William e empatou o jogo: 25/18.

 

Lorena sai com cãibras

Depois de erros de recepção dos dois times, Maurício abriu a contagem para os mineiros. Só que, ao contrário das parciais anteriores, o Vôlei Futuro impedia que os rivais abrissem vantagem no placar. Foi quando o time de Araçatuba perdeu a sua principal arma. Depois de uma tentativa de ataque pela ponta, Lorena caiu no chão, chorando por conta de fortes cãibras na panturrilha direita (confira o lance no vídeo). O oposto saiu de quadra carregado, com uma toalha tampando o rosto, e, apesar do esforço dos massagistas, não voltou mais à quadra na parcial.

Preocupada com o companheiro, equipe de Araçatuba se abateu. E o Cruzeiro não quis saber. Com extrema tranquilidade, aproveitou-se do momento ruim dos rivais e disparou no placar: 16/7, sem qualquer reação do outro lado. Ricardinho, com uma largada genial, ainda tentou mudar o jogo, mas não foi suficiente. Vini mandou seu saque na rede, e os mineiros fecharam em 25/13. Àquela altura, era a torcida do Vôlei Futuro que estava calada.

vôlei Lorena Machucado (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)Com fortes cãibras, Lorena foi ao chão, e o Vôlei Futuro sentiu (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)

Cruzeiro segura pressão e levanta taça

Ainda sem Lorena, o time mostrou estar recuperado na volta à quadra. Com Michael no saque, os paulistas abriram 2/0. Os ânimos, porém, ainda estavam exaltados. Vini discutiu com Maurício e Douglas na rede, e o árbitro precisou interferir. Apesar do esforço dos mineiros, o time de Araçatuba foi para o primeiro tempo técnico à frente: 8/6.

À beira da quadra, Lorena ensaiava pulos e fazia um aquecimento tímido. E a equipe continuava sentindo sua falta. Com ataque de Wallace pela ponta, o Cruzeiro ficou pela primeira vez à frente no placar (10/9). Quando Camejo mandou um ataque para fora, Lorena viu que era hora de voltar. A torcida do Vôlei Futuro se empolgou, mas, apesar do esforço do oposto, os mineiros seguraram a vantagem.

O jogo começou quente e terminou quente, com Lorena reclamando dos adversários. Mas não adiantou. A festa era azul em São Bernardo. Antes do último ponto, a torcida já tinha acendido sinalizadores na arquibancada. E a alegria explodiu no saque de Filipe, que Camejo não conseguiu segurar. A bomba selou o placar de 25/19 e o título do Cruzeiro.

vôlei William Cruzeiro (Foto: Cinara Piccolo / VIPCOMM)William brilhou na final e conduziu o Cruzeiro ao título da Superliga (Foto: Cinara Piccolo / VIPCOMM)