Por Rogerinho – Guerrón brilha, Atlético-PR goleia o Criciúma e garante a classificação

Após dois gols no jogo de ida, atacante marca mais quatro e leva o Furacão às oitavas de final. Clube espera o vencedor de Cruzeiro x Chapecoense
 Fonte – GLOBOESPORTE.COM

Após dois gols no jogo de ida, atacante marca mais quatro e leva o Furacão às oitavas de final. Clube espera o vencedor de Cruzeiro x Chapecoense

Por Fernando Freire Curitiba

O Atlético-PR goleou o Criciúma por 5 a 1 na noite desta quinta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba, e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil – no jogo de ida, o Furacão já havia vencido por 2 a 1. Agora, o time paranaense aguarda o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense – na primeira partida, quarta-feira, houve empate em 1 a 1 no interior catarinense. A partida de ida da próxima fase ocorre no dia 25 de abril ou 2 de maio. A volta, dia 2 ou 9 de maio.

A vitória rubro-negra teve um personagem principal: o atacante Guerrón. Autor dos dois gols no jogo de ida, ele marcou mais quatro vezes, três no primeiro tempo e um no segundo. O equatoriano ainda deu assistência para o também atacante Patrick marcar outro na etapa final. Antes, logo a um minuto de jogo, o atacante Gilmar tinha marcado para o clube catarinense.

Com o resultado, o Atlético-PR segue invicto como mandante na temporada. Agora, são dez vitórias e um empate em 11 partidas. Já o Criciúma – sem o goleiro Andrey e o atacante Zé Carlos, afastados pela diretoria – se afunda na crise: foi a quarta derrota seguida, duas pelo estadual e duas pela Copa do Brasil.

Os próximos compromissos de Atlético-PR e Criciúma ocorrem no próximo domingo, pelos campeonatos estaduais. O Furacão recebe o Arapongas às 18h30m, novamente na Vila Capanema. Já o Tigre visita o Chapecoense às 16h, no estádio Índio Condá.

Três vezes Guerrón

O Atlético-PR, no 4-3-3, teve os meias Zezinho, Paulo Baier e Martín Ligüera no setor, com os atacantes Guerrón, Edigar Junio e Marcinho na frente. Desprotegido, o Furacão foi surpreendido pelo Criciúma logo no primeiro minuto. O meia Lucca cruzou, o lateral-esquerdo Heracles afastou parcialmente, e o atacante Gilmar bateu no canto para abrir o placar.

A resposta foi imediata. Aos três, Edigar Junio cruzou para Martín Ligüera, que ajeitou para Guerrón. O equatoriano chutou no alto e deixou tudo igual. Ele teve outra chance após cobrança de falta de Paulo Baier e rebote de Michel Alves, mas se atrapalhou na finalização e perdeu. O Criciúma tentou responder com o meia Cristiano, mas o goleiro Vinícius espalmou e salvou o Furacão. Aos 13, Guerrón recebeu em profundidade, tocou por cima de Michel Alves e virou. O Criciúma, no 3-5-2, tinha dificuldades para parar o trio ofensivo do Rubro-Negro.

Sem marcação e dono do jogo, Guerrón teve mais quatro oportunidades ainda no primeiro tempo. Após cruzamento de Edigar Junio e toque de Martín Ligüera, ele mandou rente à trave. Depois, o uruguaio foi derrubado na área pelo goleiro adversário. Pênalti convertido pelo equatoriano. Ele ainda perderia mais duas chances, ambas pelo lado esquerdo. Em uma, acertou a trave. Em outra, parou no camisa 1 do Tigre. Antes do intervalo, Edigar Junio e Paulo Baier ainda tiveram boas chances para marcar o quarto gol rubro-negro, mas não aproveitaram.

Guerrón gol Atlético-PR (Foto: Franklin de Freitas / Ag. Estado)Guerrón brilha, e Furacão avança na Copa do Brasil (Foto: Franklin de Freitas/Ag. Estado)

Mais um gol (e um passe) de Guerrón

O técnico Juan Ramón Carrasco promoveu uma alteração no intervalo: o meia Marcinho deu lugar ao zagueiro Bruno Costa. O volante Renan Foguinho, até então improvisado na zaga, voltou ao meio-campo. No Tigre, o treinador Sílvio Criciúma trocou o zagueiro Anderson Conceição e o meia Cristiano por João Vitor e Douglas. E o segundo tempo também começou movimentado e aberto. Os times, porém, criavam menos chances e pecavam na finalização.

O jogo seguiu morno até os 17 minutos, quando Guerrón recebeu livre pelo lado direito e cruzou para o atacante Patrick, que tinha acabado de entrar. Ele chutou no canto e ampliou. Aos 20, o equatoriano marcou mais um, o quarto dele e o quinto do Furacão. Bruno Costa cruzou pela esquerda e encontrou para o atacante, livre na área. Guerrón dominou e bateu para o gol, sem chance para o goleiro Michel Alves.

O Criciúma, mesmo sem esperança de classificação, partiu para cima. Porém, desorganizado e sem criatividade, o Tigre não conseguiu superar a marcação rubro-negra. O Furacão, com a vaga confirmada, só tocou a bola e deixou o tempo passar. Para festa da torcida atleticana. Agora, enquanto espera o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense, o time volta as atenções para o estadual. Já o Tigre foca no Campeonato Catarinense para tentar voltar a vencer e afastar a crise.

O Atlético-PR goleou o Criciúma por 5 a 1 na noite desta quinta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba, e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil – no jogo de ida, o Furacão já havia vencido por 2 a 1. Agora, o time paranaense aguarda o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense – na primeira partida, quarta-feira, houve empate em 1 a 1 no interior catarinense. A partida de ida da próxima fase ocorre no dia 25 de abril ou 2 de maio. A volta, dia 2 ou 9 de maio.

A vitória rubro-negra teve um personagem principal: o atacante Guerrón. Autor dos dois gols no jogo de ida, ele marcou mais quatro vezes, três no primeiro tempo e um no segundo. O equatoriano ainda deu assistência para o também atacante Patrick marcar outro na etapa final. Antes, logo a um minuto de jogo, o atacante Gilmar tinha marcado para o clube catarinense.

Com o resultado, o Atlético-PR segue invicto como mandante na temporada. Agora, são dez vitórias e um empate em 11 partidas. Já o Criciúma – sem o goleiro Andrey e o atacante Zé Carlos, afastados pela diretoria – se afunda na crise: foi a quarta derrota seguida, duas pelo estadual e duas pela Copa do Brasil.

Os próximos compromissos de Atlético-PR e Criciúma ocorrem no próximo domingo, pelos campeonatos estaduais. O Furacão recebe o Arapongas às 18h30m, novamente na Vila Capanema. Já o Tigre visita o Chapecoense às 16h, no estádio Índio Condá.

Três vezes Guerrón

O Atlético-PR, no 4-3-3, teve os meias Zezinho, Paulo Baier e Martín Ligüera no setor, com os atacantes Guerrón, Edigar Junio e Marcinho na frente. Desprotegido, o Furacão foi surpreendido pelo Criciúma logo no primeiro minuto. O meia Lucca cruzou, o lateral-esquerdo Heracles afastou parcialmente, e o atacante Gilmar bateu no canto para abrir o placar.

A resposta foi imediata. Aos três, Edigar Junio cruzou para Martín Ligüera, que ajeitou para Guerrón. O equatoriano chutou no alto e deixou tudo igual. Ele teve outra chance após cobrança de falta de Paulo Baier e rebote de Michel Alves, mas se atrapalhou na finalização e perdeu. O Criciúma tentou responder com o meia Cristiano, mas o goleiro Vinícius espalmou e salvou o Furacão. Aos 13, Guerrón recebeu em profundidade, tocou por cima de Michel Alves e virou. O Criciúma, no 3-5-2, tinha dificuldades para parar o trio ofensivo do Rubro-Negro.

Sem marcação e dono do jogo, Guerrón teve mais quatro oportunidades ainda no primeiro tempo. Após cruzamento de Edigar Junio e toque de Martín Ligüera, ele mandou rente à trave. Depois, o uruguaio foi derrubado na área pelo goleiro adversário. Pênalti convertido pelo equatoriano. Ele ainda perderia mais duas chances, ambas pelo lado esquerdo. Em uma, acertou a trave. Em outra, parou no camisa 1 do Tigre. Antes do intervalo, Edigar Junio e Paulo Baier ainda tiveram boas chances para marcar o quarto gol rubro-negro, mas não aproveitaram.

Guerrón gol Atlético-PR (Foto: Franklin de Freitas / Ag. Estado)
Guerrón brilha, e Furacão avança na Copa do Brasil
.

Mais um gol (e um passe) de Guerrón

O técnico Juan Ramón Carrasco promoveu uma alteração no intervalo: o meia Marcinho deu lugar ao zagueiro Bruno Costa. O volante Renan Foguinho, até então improvisado na zaga, voltou ao meio-campo. No Tigre, o treinador Sílvio Criciúma trocou o zagueiro Anderson Conceição e o meia Cristiano por João Vitor e Douglas. E o segundo tempo também começou movimentado e aberto. Os times, porém, criavam menos chances e pecavam na finalização.

O jogo seguiu morno até os 17 minutos, quando Guerrón recebeu livre pelo lado direito e cruzou para o atacante Patrick, que tinha acabado de entrar. Ele chutou no canto e ampliou. Aos 20, o equatoriano marcou mais um, o quarto dele e o quinto do Furacão. Bruno Costa cruzou pela esquerda e encontrou para o atacante, livre na área. Guerrón dominou e bateu para o gol, sem chance para o goleiro Michel Alves.

O Criciúma, mesmo sem esperança de classificação, partiu para cima. Porém, desorganizado e sem criatividade, o Tigre não conseguiu superar a marcação rubro-negra. O Furacão, com a vaga confirmada, só tocou a bola e deixou o tempo passar. Para festa da torcida atleticana. Agora, enquanto espera o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense, o time volta as atenções para o estadual. Já o Tigre foca no Campeonato Catarinense para tentar voltar a vencer e afastar a crise.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s