Por Rogerinho – Coritiba derruba vantagem do ASA, vence por 3 a 0 e passa às oitavas

Coxa abre boa vantagem no primeiro tempo e administra a classificação para próxima fase da Copa do Brasil, na qual enfrenta Sport ou Paysandu

FONTE – GLOBOESPORTE.COM

O Coritiba não deu atenção para a vantagem do ASA-AL, venceu o time alagoano por por 3 a 0 e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. A vitória foi praticamente decidida no primeiro tempo, quando um ofensivo time alviverde correu para se recuperar da derrota na semana passada, por 1 a 0. Os gols da noite foram marcados pelo volante Tcheco, atacante Anderson Aquino e o meia Everton Ribeiro.

A expectativa era de uma partida equilibrada, já que o ASA não foi para Curitiba com um propósito defensivo. O discurso do técnico Heriberto da Cunha era impor a mesma pressão que rendeu a vitória em casa, na semana passada. A equipe de Alagoas até tentou, mas não suportou a pressão do anfitrião.

O Coritiba teve mais volume de jogo e contou com boas atuações de Rafinha e Roberto, na criação. Na pressão, o Coxa conseguiu voltar para o vestiário com a vaga na mão e administrar durante a etapa final, quando selou a classificação.

O próximo compromisso do Coritiba na Copa do Brasil será contra o Sport-PE ou Paysandu, que decidem vaga nesta quarta-feira. Enquanto isso, volta as atenções para o Campeonato Paranaense, no qual enfrenta o Operário-PR, no domingo, às 16h (de Brasília), fora de casa.

Sem conseguir a classificação inédita para as oitavas da Copa do Brasil, o ASA tenta conquistar o returno do Campeonato Alagoano. No próximo sábado, às 15h15 (de Brasília), joga contra o Corinthians-AL.

Willian Coritiba x ASA (Foto: Divulgação / Coritiba)
Coritiba explorou bem as jogadas ofensivas e faz 3 a 0 no ASA
.

Coritiba corre atrás do prejuízo e abre vantagem

O segundo encontro entre ASA e Coritiba foi pouco parecido com o jogo de ida, em Maceió-AL. Uma delas era a marcação adiantada do time alagoano, que não resistiu à pressão coxa-branca. O motivo era claro. Com a derrota por 1 a 0 em Arapiraca, o Verdão tinha que fazer dois gols para se classificar.

Em campo, a presença de Rafinha no meio-campo alviverde foi a diferença do Coxa. O ASA estava com o mesmo elenco, exceto a presença do lateral-direito Dudu. O visitante tentou aproveitar os contra-ataques, com descidas rápidas, principalmente pela direita. O Coritiba assustava, mas demorou para furar o bloqueio arapicarense. O meia Rafinha não conseguia dar um passo sem a sombra do volante Cal.

Os principais lances de perigos do Coxa eram através das bolas paradas. Aos 12 minutos, Roberto cabeceou, mas a bola saiu pelo canto esquerdo. Do outro lado, após um rápido contra-ataque, o ASA quase abriu o placar aos 30 minutos, quando o atacante Lúcio Maranhão exigiu uma defesa do goleiro Vanderlei.

O técnico Marcelo Oliveira precisou mexer no time, quando o volante Willian sentiu o músculo posterior da coxa direita. Entrou Gil, que deixou o time mais exposto, porém com um apelo no ataque pelo lado direito. Por ali foi o caminho para os dois gols nos últimos dez minutos.

Com 37 minutos, o volante Jorginho deslocou o atacante Roberto bem na entrada da grande área. Os jogadores contestaram que a falta foi fora da área, em um lance rápido que valeu a interpretação do juiz. Tcheco foi para a bola e mandou para as redes. Oito minutos mais tarde, Roberto desceu com velocidade, cruzou, Rafinha escorregou e a bola sobrou para o atacante Anderson Aquino fazer o segundo.

ASA parte para o ataque, mas Coxa fecha classificação

A situação se inverteu na etapa final. Não era mais o Coritiba que precisava correr atrás do resultado, mas o ASA. Por isso, o técnico Heriberto da Cunha colocou um time mais avançado, mas desencontrado no ataque. Enquanto isso, o Coxa se fechava na marcação e explorava o bom toque de bola na hora de sair para o ataque.

Com 15 minutos de jogo, o treinador do clube alagoano mudou duas peças e colocou a equipe para a frente. Saíram os dois laterais Dudu e Augusto para a entrada do lateral Marcinho e do meia-atacante Gabriel.

Como reação, o técnico Marcelo Oliveira chamou o volante Júnior Urso e o meia Everton Ribeiro para entrarem em campo, nos lugares de Lincoln e Roberto. Mudanças contestadas pela torcida. Mas deu certo. Com 26 minutos, Everton aproveita tabela com Aquino e marca o terceiro. Felizes com a boa atuação do Coxa, os torcedores explodiram com o coro: “Sou coxa-branca, com muito orgulho, com muito amor”.

Se a situação já estava complicada para o ASA, piorou com o terceiro gol alviverde. Cunha ainda tentou trocar Jorginho por Tiago Gaúcho. Neste caso, a estrela do técnico alagoano não brilhou. Gaúcho deixou o cotovelo no rosto de Everton e foi expulso, aos 38 minutos.

Com a classificação garantida, o Coritiba ainda se deu ao luxo de perder algumas oportunidades de ampliar o resultado. Nada que tirasse a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. A caminhada continua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s