ICFUT – Entrevista de Neymar para Estadão/Espn

Fonte: O Estado de São Paulo

‘São grandes as chances de continuar no Santos’

Craque admite em entrevista à Estadão ESPN, que pode seguir na Vila Belmiro após a Copa do Mundo de 2014

Os constantes elogios e o assédio ininterrupto dos fãs e da imprensa parecem não mexer com a cabeça de Neymar. Em entrevista à Radio Estadão ESPN, o craque santista não se ilude com a possibilidade de atuar no futebol europeu, admite poder seguir na equipe da Vila Belmiro após a Copa do Mundo de 2014 e diz não ter espaço no grande elenco do Santos da época de Pelé. Confira os principais momentos.

Como está sendo participar desta semana histórica do centenário do Santos?

É um orgulho poder fazer parte desta história, ao lado de grandes jogadores do passado. Todos os eventos estão sendo muito importantes e me deixam bastante feliz.

Como é ser atualmente o grande ídolo do Santos, time no qual você começou a carreira?

O Santos é a minha segunda casa. Estou há oito anos no clube. Vinha na Vila ver o Robinho jogar. Sonhei me tornar um ídolo e hoje estou vivendo tudo isso. Tudo está dando certo.

Você não é um ídolo do Santos. Torcedores de outros times também te admiram. O que você faz para conseguir isso?

O Santos não é um time odiado pelos outros torcedores. Corintianos, palmeirenses gostam do nosso time. Todo mundo gosta de ver um futebol alegre em campo. Procuro fazer meu trabalho normal em campo. Não tenho rivalidade com ninguém.

Você quer continuar jogando o Campeonato Paulista ou pensa em atuar na Copa dos Campeões ou no Campeonato Espanhol?

São grandes as chances de eu permanecer no Santos após a Copa do Mundo de 2014. Gosto muito de vestir a camisa do Santos e entrar em campo. Também tem o fato de permanecer no Brasil. Mas é lógico que sonho um dia em disputar outros campeonatos.

Existe uma vaga no lado esquerdo do ataque do Barcelona, onde o técnico Pep Guardiola faz um revezamento constante. Você já se imaginou atuando naquela função?

Eu pensei quando era criança. Agora o Barcelona está numa fase espetacular, com todos os jogadores sabendo muito bem quais suas funções em campo. É muito difícil se encaixar do jeito que eles estão jogando agora.

E no grande time do Santos da década de 60? Você acha que teria espaço para atuar com Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe?

Eu não teria a menor chance. Eles eram jogadores sensacionais. Graças a Deus nasci em uma outra época, porque não teria espaço nenhum.

Mas o Pelé, Pepe disseram que você poderia jogar…

Fico muito feliz e honrado por eles falarem isso, jogadores que fizeram história no clube.

Como você convive com as faltas nos jogos?

Estou acostumado. Não é proibido fazer falta. Não me importo de sofro dez faltas. Só não gosto quando são violentas ou para machucar. Cabe ao juiz coibir.

Qual o seu gol mais bonito?

Gosto dos dois que fiz contra o Internacional.

O que você gostaria de ter dos grandes craques?

Um pouco de cada um (risos). Acho que ainda preciso melhorar em todos os fundamentos. Controle de bola, chute, velocidade…

Você se tornou uma celebridade. Como administra a agenda?

A ficha ainda não caiu. Não entendo como milhões de pessoas ficam atrás de mim por causa de fotos e autógrafos. Sei que me tornei alguma coisa, mas ainda não sei o quê.

[videolog 772939]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s