Por Rogerinho – Lanús atropela o Olimpia e põe a faca no pescoço do Flamengo no Grupo 2

Argentinos vencem por 6 a 0 e praticamente se garantem. Resultado obriga Fla a derrotar o Emelec, quarta, no Equador, para não ficar em situação crítica

 

FONTE –  GLOBOESPORTE.COM Lanús, Argentina

O Lanús conseguiu na noite desta terça-feira uma imponente goleada sobre o Olimpia, no estádio La Fortaleza, na Grande Buenos Aires. O placar de 6 a 0 foi o mais elástico desta edição da Libertadores e deixou os argentinos muito perto de garantir um lugar nas oitavas de final. Ao mesmo tempo, complicou consideravelmente a situação do Flamengo na competição. O Rubro-Negro precisa vencer seus dois últimos jogos no Grupo 2 para se classificar sem depender de qualquer outro resultado. Pavone (dois), Camoranesi, Regueiro, Valeri e Romero fizeram os gols do triunfo grená nesta terça.

Com o resultado, o Lanús chegou a dez pontos e assumiu a liderança do Grupo 2. O Olimpia, com sete, aparece em segundo lugar. Flamengo (cinco) e Emelec (três), que se enfrentam na noite desta quarta-feira, em Guayaquil, vêm na sequência. Mesmo se perder, o Rubro-Negro não estará eliminado. Entretanto, ainda que empate, o time carioca não vai depender de suas próprias forças na última rodada. Para assegurar a classificação sem ter que secar rivais, o Flamengo tem de vencer tanto o Emelec quanto o Lanús, dia 12 de abril, no Engenhão.

O time argentino garante sua vaga se o Flamengo não vencer nesta quarta. Se os flamenguistas ganharem, o Lanús só precisa empatar no Engenhão. Até mesmo a derrota deve servir. Os grenás só ficam fora se perderem no Rio, se o Olimpia bater o Emelec, em Assunção, e ainda se o time paraguaio descontar uma diferença de 13 gols de saldo (8 a menos 5).

Mariano Pavone comemora gol do Lanús contra o Olimpia (Foto: AP)
Pavone comemora um dos gols que marcou pelo Lanús nesta terça-feira
.

O jogo começou com as equipes se estudando, com o jogo um tanto embolado pelo meio. O Olimpia chegou a dar o primeiro bom chute, com Zeballos, mas o chute da entrada da área saiu em cima do goleiro Marchesín.

O Lanús, quando foi ao ataque, logo mostrou sua força. Aos 12 minutos, Valeri recebeu na área, limpou a marcação e acertou a trave de Martín Silva. No minuto seguinte, não houve jeito. Regueiro fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Pavone. O atacante apareceu livre na entrada da pequena área e empurrou para a rede.

A situação do Flamengo
Se ganhar do Emelec: garante vaga com uma vitória simples sobre o Lanús, no Engenhão. Se empatar ou perder no Rio, tem de torcer por tropeço do Olimpia diante do Emelec, em Assunção.
Se empatar com o Emelec: o time se classifica se vencer o Lanús e se o Olimpia não ganhar do Emelec, no Paraguai. Se houver novo empate no Rio, a opção é torcer por vitória do Emelec sobre o Olimpia (por no máximo três gols de vantagem).
Se perder para o Emelec: tem de vencer o Lanús e torcer por um empate no Olimpia x Emelec para avançar às oitavas.

Em vantagem, o Lanús seguiu senhor da partida. O time argentino pouco foi ameaçado pelo Olimpia, que teve Orteman, seu melhor jogador, muito apagado. A superioridade do time da casa se fez valer novamente aos 28 minutos. Camoranesi, volante campeão mundial com a Itália em 2006 (é argentino de nascimento) aproveitou uma bola levantada na área e cabeceou com estilo. A conclusão saiu em cima do goleiro Martín Silva, que papou um frango: 2 a 0 Lanús.

Para completar o mau momento do Olimpia, o meia Marín, um dos maiores destaques do time paraguaio, saiu machucado ainda antes do intervalo. Hobecker entrou em seu lugar e pouco mudou o panorama do jogo.

Na volta para o segundo tempo, o Lanús tratou de matar logo o jogo. Aos 9 minutos, Regueiro fez boa jogada pela direita e serviu Pavone na área. O artilheiro saiu na cara do goleiro e não perdoou.

Com 3 a 0 no placar, o Lanús se manteve no ataque. O time voltou a marcar aos 14 minutos, novamente com Pavone, mas a arbitragem errou ao marcar impedimento do atacante. O quarto gol surgiu aos 25. Regueiro recebeu livre, entrou na área e bateu colocado, no cantinho. A bola ainda tocou a trave antes de entrar.

O Lanús, sobrando em campo, ampliou aos 31 minutos. Valeri soltou a bomba de fora da área e fez 5 a 0 em La Fortaleza. Aos 39, o golpe de misericórdia. Após longa troca de passes dos argentinos, Romero recebeu na área e fechou o caixão paraguaio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s