Por Cleber Aguiar – Jogadores ironizam e fazem avião de papel com a carta rubro-negra

Fonte: Globo.com

Jairo dos Santos distribui circular na quarta e avisa que irá repetir o procedimento: ‘Outras vão acontecer’

Por Eduardo Peixoto e Thales Soares Rio de Janeiro

A circular proposta pelo gerente de futebol do Flamengo, Jairo dos Santos, gerou incredulidade entre os jogadores. Quando viram o memorando alguns jogadores jogaram de lado. Pelo menos dois usaram a folha para fazer gaivotas – aviões de papel. A ideia foi exclusiva de Jairo, não teve a participação do técnico Joel Santana. O vice de futebol Paulo César Coutinho leu antes de ser entregue e não viu problemas.

– Uma carta dizendo para cuidar de você mesmo tem algo de errado? Não foi individualizada. Todo mundo recebeu. Deram uma conotação maior do que deveria ter. A maldade está na cabeça das pessoas. Ele me mostrou antes e não vi mal algum. Foi uma carta de incentivo, como quando sua mãe fala para você levar um casaco quando está frio. Só dói em quem tem a consciência pesada – disse o dirigente.

Jairo entregou pessoalmente aos atletas na quarta-feira durante o treino no Ninho do Urubu – no papel original ele errou a data e colocou dia 23 de março, esta sexta-feira. Ao entregar a Ronaldinho, o gerente disse que não era nada pessoal. Alguns jogadores levaram o folha e largaram em seus carros. Um deles comentou pedindo anonimato:

– Ninguém acreditou. Deu até pena do cara – disse, se referindo ao gerente.

O efeito da cartilha, por ora, foi pequeno. Na noite em que a cartilha foi distribuída, Ronaldinho celebrou seu aniversário com uma festa na sua casa e diversos companheiros compareceram. No dia seguinte, o treino aconteceu à tarde.

Jairo dos Santos informou que esse é apenas o primeiro comunicado.

– Ela é válida e outras vão acontecer. É para estabelecer o que está sendo feito. Elas serão de congratulações, de felicitação por algum fato, feitas de maneira apropriada. Constantemente, vamos colocar os jogadores acoplados ao objetivo que o clube deve alcançar. É uma gerência preocupada em cumprir os objetivos – declarou.

Leia a circular recebida pelo grupo rubro-negro:

carta Flamengo jogadores recomendações (Foto: Reprodução)

Por Cleber Aguiar – Derby Campineiro – Clássico mais antigo do Estado de São Paulo.

Fonte: Wikipedia.com

Último Confronto

Gols – Guarani 0 x 3 Ponte Preta – Campeonato Brasileiro 2011 Série B – Band HD

Procurar infocaixas disponíveis
Dérbi Campineiro
Guarani 65 vitória(s), 254 gol(s)
Ponte Preta 61 vitória(s), 248 gol(s)
Empates 61
Total de jogos 187
Total de gols 502
Resultado Guarani 0 x 3 Ponte PretaEstádio Brinco de Ouro da Princesa, Campeonato Brasileiro – Série B: 30ª Rodada, 15 de outubro de 2011.

Derby campineiro (ou dérbi campineiro) é o nome dado ao confronto entre Guarani e Associação Atlética Ponte Preta, maior clássico da cidade de Campinas, no Estado de São Paulo, cujo equilíbrio é a principal característica. O primeiro dérbi foi relaizado no dia 24 de março de 1912 e não há registro do resultado, que permanece desconhecido. Até o momento foram 187 partidas.

O quarto dérbi, em 28 de agosto de 1914, um amistoso realizado no campo do Sousas, trouxe a certeza de que este clássico teria uma rivalidade muito significativa, pois após a vitória do Guarani por 2 a 0, uma briga de grandes proporções tomou as ruas da então pacata cidade de Campinas.

Se o Guarani tem partipações mais relevantes a nível nacional, com seus dois títulos brasileiros (um da Série A em 1978, um da Série B em 1981 dois vices da Série A em 1986 (Brasileiro) e 1987 (Copa União) e dois vices da Série B em 1991 (Campeonato) e 2009 (Liga), a Ponte Preta tem participações mais relevantes a nível estadual, com 5 vice-campeonatos paulistas (1970, 1977, 1979, 1981 e 2008), contra um do Guarani (1988).

Em 26 de setembro de 1948, no primeiro dérbi do atual Estádio Moisés Lucarelli da Ponte Preta, o Guarani venceu por 1 a 0.

Em 7 de junho de 1953, no primeiro dérbi do Estádio Brinco de Ouro da Princesa, do Guarani, a Ponte Preta venceu por 3 a 0.

 Maiores públicos

  • Maior público no Pacaembu: 38.948 (35.209 pagantes), Guarani 2 a 0, 3 de junho de 1979.
  • Maior público no Brinco de Ouro da Princesa: 34.222, Ponte Preta 1 a 0, 30 de janeiro de 1980.
  • Maior público no Moisés Lucarelli: 31.970 (31.116 pagantes e 854 menores), Ponte Preta 3 a 1,27 de fevereiro de 1977.

Estatísticas do Dérbi

Números por competição

Competição Jogos Vitórias do Guarani Empates Vitórias da Ponte Preta Gols do Guarani Gols da Ponte Preta Total de Gols
Amistoso 28 12 7 7 45 38 83
Campeonato Brasileiro 18 6 6 6 17 21 38

Jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro

Série A

  • Guarani 0 x 0 Ponte Preta, 3 de outubro de 1976, público: 14.285 (Est.Brinco de Ouro).
  • Guarani 0 x 1 Ponte Preta, 20 de novembro de 1977, público: 22.309 (Est.Brinco de Ouro).
  • Guarani 2 x 1 Ponte Preta, 23 de abril de 1978, público: 21.397 (Est.Brinco de Ouro).
  • Guarani 1 x 1 Ponte Preta, 10 de julho de 1985, público: 15.505 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 0 x 0 Guarani, 17 de julho de 1985, público: 13.904 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 2 x 0 Ponte Preta, 26 de julho de 1998, público: 22.139 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 0 x 0 Guarani, 18 de agosto de 1999, público: 22.609 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 2 x 1 Ponte Preta, 2 de novembro de 2000, público: 21.539 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 1 x 1 Guarani, 21 de outubro de 2001, público: 17.125 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 2 x 4 Ponte Preta, 28 de outubro de 2002, público: 16.384 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 0 x 2 Guarani, 14 de junho de 2003, público: 8.918 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 1 x 3 Ponte Preta, 11 de outubro de 2003, público: 8.795 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 3 x 1 Guarani, 10 de julho de 2004, público: 6.819 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 0 x 0 Ponte Preta, 24 de outubro de 2004, público: 10.094 (Est.Brinco de Ouro).

Série B

  • Ponte Preta 0 x 1 Guarani, 20 de junho de 2009, público: 12.959 (Est.Moisés Lucarelli).
  • Guarani 2 x 1 Ponte Preta, 26 de setembro de 2009, público: 17.287 (Est.Brinco de Ouro).
  • Ponte Preta 2 x 0 Guarani 16 de Julho de 2011, público: 17.093 (Est. Moisés Lucarelli).
  • Guarani 0 x 3 Ponte Preta 15 de Outubro de 2011, público: 9.571 (Est. Brinco de Ouro).

Por Cleber Aguiar – Federação Paulista proíbe uniformizadas em estádios

Fonte: Rac.com.br

Duas torcidas de Ponte e duas do Guarani estão impossibilitadas de entrar em qualquer estádio, informa entidade

Torcidas da Ponte Preta e Guarani
(Foto: Editoria de Arte)

A Federação Paulista de Futebol resolveu, na tarde desta quinta-feira (22), proibir acessos a qualquer estádio de São Paulo de integrantes das torcidas da Ponte Preta G.R. Torcida Jovem Amor Maior e G.R. Uniformizada Ser Ponte, além das do Guarani G.R. Guerreiros da Tribo e G.E. Cultural Torcida Fúria Independente.

A decisão foi tomada em virtude da violência ocorrida nos arredores dos estádios Brinco de Ouro da Princesa e Moisés Lucarelli, na cidade de Campinas, na última quinta-feira (15 de março) entre os torcedores de Guarani e Ponte Preta, que ocasionou no assassinato de Anderson Ferreira, integrante de uma das torcidas bugrinas. A  Federação Paulista de Futebol resolveu impedir a entrada das facções envolvidas na confusão em qualquer estádio paulista. 

A resolução também veio após o Ministério Público (MP) expedir, na manhã desta quinta-feira (22), recomendação à Federação Paulista de Futebol para que a entidade adote todas as medidas cabíveis para garantir a segurança dos torcedores durante o jogo Ponte Preta x Guarani, que está marcado para o próximo sábado (24), às 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo Campeonato Paulista de Futebol da Série A-1. No documento, o MP recomenda especialmente que seja proibido o acesso ao estádio de membros de torcidas organizadas.

A recomendação, assinada pelo promotor de Justiça do Consumidor Valcir Paulo Kobori e pelo promotor do Júri Fernando Pereira Vianna Neto, destaca que a “a realização do jogo, na data prevista, nas atuais condições, representará séria ameaça à segurança pública”. O dérbi é a mais tradicional partida de futebol de Campinas.

De acordo com a recomendação, ‘a proximidade entre este jogo e a morte de um torcedor, “em razão da exacerbada rivalidade, poderá provocar o confronto de grandes contingentes de torcedores dos times adversários, com embates físicos e desordens, com prejuízos e riscos aos torcedores e demais munícipes”.

O documento refere-se à morte de Anderson Ferreira, integrante da torcida Fúria Independente, do Guarani, dias depois de ser ferido gravemente durante confronto com torcedores rivais, em 15 deste mês, na rua, após um jogo entre as divisões de base dos dois clubes.

A medida do MP também é baseada em ação preventiva realizada na quarta-feira (21) pela Polícia Militar (PM), que surpreendeu 35 torcedores do Guarani, na sede da Torcida Fúria Independente, com 34 bastões de madeira e 17 barras de ferro, que poderiam ser utilizadas para atacar torcedores da Ponte Preta no jogo do próximo sábado.

O documento recomenda ao presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, que “sejam adotadas as medidas cabíveis para que o evento se realize com segurança, recomendando, em especial, sejam utilizados os instrumentos previstos no Estatuto do Torcedor, como a limitação de acesso ao jogo de associados e membros de torcidas organizadas, nos termos do artigo 39-A e B, e tão logo haja eventual decisão neste sentido, incumba-se a FPF de realizar ampla divulgação da decisão”.

ICFUT – Copa do Brasil 2012 – Tabela 2º fase

1ª RODADA
4/04 – 19h30 Ipatinga-MG x Grêmio-RS
4/04 – 20h30 Juventude-RS x Portuguesa-SP
4/04 – 21h50 Guarani-SP x Botafogo-RJ
4/04 – 21h50 América-MG x Goiás-GO
4/04 – 21h50 Horizonte-CE x Palmeiras-SP
5/04 – 19h30 Criciúma-SC x Atlético-PR
5/04 – 21h50 Atlético-GO x Ponte Preta-SP
11/04 – 20h30 Penarol-AM x Atlético-MG
11/04 – 20h30 ABC-RN x Sport-PE
11/04 – 21h50 Chapecoense-SC x Cruzeiro-MG
11/04 – 21h50 Remo-PA x Bahia-BA
11/04 – 21h50 Bahia de Feira-BA x São Paulo-SP
11/04 – 21h50 Ceará-CE x Paraná-PR
12/04 – 20h30 Fortaleza-CE x Náutico-PE
2ª RODADA
11/04 – 19h30 Grêmio-RS x Ipatinga-MG
11/04 – 21h50 Sport-PE x Paysandu-PA
11/04 – 21h50 Goiás-GO x América-MG
12/04 – 19h30 Portuguesa-SP x Juventude-RS
12/04 – 19h30 Atlético-PR x Criciúma-SC
12/04 – 21h50 Palmeiras-SP x Horizonte-CE
18/04 – 19h30 Ponte Preta-SP x Atlético-GO
18/04 – 21h50 Náutico-PE x Fortaleza-CE
18/04 – 21h50 Paraná-PR x Ceará-CE
18/04 – 21h50 Cruzeiro-MG x Chapecoense-SC
18/04 – 21h50 Botafogo-RJ x Guarani-SP
18/04 – 21h50 Vitória-BA x ABC-RN
19/04 – 19h30 América-MG x Penarol-AM
19/04 – 19h30 Bahia-BA x Remo-PA

Por Cleber Aguiar – Em má fase, Keirrison volta a vestir a camisa do Coritiba

Fonte: Gazetaesportiva.net

Luiz Felipe Fagundes e Wanderson Lima Curitiba (PR)

 

Três anos após sua saída do Alto da Glória, na época como uma das maiores revelações dos últimos anos do Coritiba, Keirrison vai voltar a vestir o manto alviverde. A apresentação do novo reforço deve acontecer após a partida do time diante do Nacional-AM, nesta quinta-feira, no Estádio Couto Pereira, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil 2012.

Revelado pelas categorias de base do Coxa, negociado com o Palmeiras e depois repassado ao Barcelona, que por sua vez o cedeu a Benfica, Fiorentina, Santos e Cruzeiro, o K-9 retorna ao Coritiba por empréstimo de dois anos.

O empresário do jogador, Marcos Malaquias, confirmou o negócio com o Coxa. “Estamos aqui no Coritiba conversando e resolvendo os últimos detalhes. Mas dá para dizer que o Keirrison é do Coritiba novamente. O Barcelona deu o aval e está tudo certo”, declarou. Quem precisou liberar também foi o Cruzeiro.

Washington Alves/Vipcomm/Divulgação

O K-9 vestiu a camisa do Cruzeiro e chegou a ser titular em 2011, mas a diretoria do clube celeste não fez força para segurá-lo

O vínculo do atacante com o time mineiro era somente até o dia 31 de dezembro do ano passado, mas como o jogador acabou sofrendo uma lesão muita séria no joelho, o contrato foi estendido, porém, o técnico Vágner Mancini não cogitava a possibilidade de utilizar o jogador, que nas chances que teve com a camisa celeste não conseguiu mostrar serviço – apenas oito jogos e um golmarcado.Antes de entrar em campo pelo Coritiba, porém, Keirrison ficará entregue ao departamento médico para se recuperar da cirurgia no ligamento cruzado do joelho direito. Artilheiro com a camisa do clube em 2008, marcou apenas 13 gols desde 2009, enfrentando lesões e o banco de reservas. Mesmo assim, chega como esperança para acertar o ataque coxa-branca para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro, que começa em maio.

 

 

Por Cleber Aguiar – Apesar de gols perdidos, jogadores do Coxa falam em caminho certo

Fonte: Gazetaesportiva.net

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

 

O Coritiba teve dificuldade para vencer o Nacional por 2 a 0, no Couto Pereira, mas fez o suficiente para garantir a vaga para segunda fase da Copa do Brasil, quando enfrentará o ASA-AL. O atacante Anderson Aquino, com dois gols, foi o responsável direto pelo resultado, mas dividiu os méritos com o grupo, que acredita se encaminhar bem para momentos decisivos.

“O time está de parabéns. Vem numa crescente e vai chegar forte para brigar pelo título paranaense e avançar na Copa do Brasil. O trabalho vem dando certo”, avaliou o grande destaque da partida, que viu um time perdendo boas chances de matar a o jogo. “No primeiro tempo fomos mais constantes, no segundo eles tiverem um pouco de espaço. Mas criamos bastante, faltou definir o jogo. E o goleiro deles estavam numa noite feliz”, reconheceu.

Com pouco trabalho durante os 90 minutos, o goleiro Vanderlei gostou do desempenho alviverde, destacando, porém, a falta de tranquilidade para finalizar melhor. “A equipe jogou bem, teve inúmeras chances e poderia ter sido mais fácil. Mas, o importante é a vitória. Agora é focar o jogo difícil no Paranaense, no domingo”, avaliou.

O meia Lincoln lembrou que, antes do jogo, a previsão era de um adversário fechado esperando apenas um vacilo para tentar a classificação, mas o Coxa soube encontrar uma oportunidade para garantir a vitória em casa. “Era o que agente esperava. Eles viriam com oito, nove atrás da linha da bola. Fizemos nossa parte e buscamos o gol. Estamos no caminho certo”, concluiu.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 0 NACIONAL-AM

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR).
Data: 22 de março de 2012, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira.
Assistentes: Carlos A. Nogueira Junior e Rafael Ferreira da Silva.
Cartões amarelos: Lucas Mendes (Coritiba); Santiago, Martone, Amaral e Alexandre e Charles (Nacional)

Gols: CORITIBA: Anderson Aquino, aos 18 minutos do primeiro tempo e aos 46 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Emerson, Demerson e Lucas Mendes, Junior Urso, Tcheco, Anderson Aquino e Renan Oliveira (Everton Ribeiro); Lincoln (Gil) e Roberto (Geraldo). Técnico: Marcelo Oliveira.

NACIONAL: Jairo; Amaral, Cristóvam, Santiago (Thiago) e Martone; Claiton (Naldinho)(Garanha), Álvaro, Edvan e Alexandre; Altair e Charles. Técnico: Léo Goiano.

 

Por Cleber Aguiar – Santos FC volta ao Pacaembu pela Libertadores após nove meses do tri, vence Juan Aurich (Peru) e assume a liderança do Grupo 1

Fonte: Santosfc.com.br

Vinicius Vieira

© Ivan Storti/Divulgação Santos FC

Neymar pula para comemorar segundo gol do jogo. Clique na imagem para ver mais fotos da vitória!

Pela primeira vez no Pacaembu em um jogo pela Copa Libertadores desde que conquistou o tricampeonato da competição sul-americana há nove meses, o Santos FC bateu o Juan Aurich (Peru) por 2 a 0, nesta quinta-feira (22). Edu Dracena e Neymar marcaram os gols que levaram o Peixe à liderança isolada do Grupo 1 do torneio.

No confronto válido pela quarta rodada, o Alvinegro Praiano, fora o bloqueio peruano, enfrentou um gramado prejudicado pela forte chuva que caiu em São Paulo (SP) durante o desafio. Além disso, o duelo teve um atraso de 30 minutos na volta do intervalo, por causa de um problema na iluminação do estádio.

Agora líder do Grupo 1, o Santos FC soma nove pontos na Copa Libertadores – três vitórias e apenas uma derrota. A segunda colocação da chave é do Internacional (RS), com sete pontos em quatro jogos. Com a mesma pontuação dos gaúchos, o The Strongest (Bolívia) aparece em terceiro por causa do saldo negativo de três gols, contra cinco dos brasileiros. E o Juan Aurich permanece em quarto, sem nenhum ponto somado.

O Peixe volta a atuar pela Copa Libertadores no próximo dia 04 (quarta-feira), diante do Internacional (RS), em duelo que vale a liderança do Grupo 1. A partida será realizada no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS), a partir das 21h50.

Mas antes, a equipe de Muricy Ramalho terá pela frente o Bragantino no domingo (25), às 18h30, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Paulista.

Em jogo duro, Santos FC faz um no primeiro
No primeiro tempo do confronto, o Santos FC deparou com um adversário recuado e que impôs uma forte marcação sobre o ataque alvinegro. Com isso, poucas chances foram criadas, mas nada que impedisse a equipe de Muricy Ramalho de ir para o vestiário em vantagem.

A etapa começou com o Juan Aurich no campo de defesa e extrapolando das jogadas duras. Para dificultar ainda mais a missão do Santos FC, uma forte chuva começou a cair no Pacaembu com cinco minutos de jogo.

Apesar das adversidades, não demorou muito para o Peixe abrir o placar. Com 14 minutos, Edu Dracena anotou o primeiro do time santista. Após escanteio da esquerda, o capitão aproveitou o rebote do goleiro Penny e colocou para as redes.

No lance seguinte, aos 18, o Alvinegro Praiano chegou perto do segundo. PH Ganso recebeu no bico da área, pela esquerda e rolou para trás, para Arouca. O volante bateu de primeira e a bola foi por cima da meta peruana.

Em seguida, o Peixe foi ao ataque com boas jogadas de Neymar e PH Ganso, mas parou na dura marcação dos peruanos, que seguraram o placar até o fim dos 45 minutos.

Falta de iluminação, gramado encharcado e gol de Neymar marcam o segundo tempo
No retorno do intervalo, a iluminação do Pacaembu apresentou problemas. Com os jogadores já no gramado, o árbitro Patricio Loustau pediu para que os atletas retornassem ao vestiário por não ter condições de recomeçar a partida.

Após uma parada de meia hora, teve início o segundo tempo. Com a forte chuva, o gramado do Pacaembu ficou encharcado e com diversas poças, o que dificultou o jogo rápido e técnico do Santos FC.

Só que assim como na etapa inicial, apenas o Peixe atacou. E a primeira oportunidade veio aos sete minutos, com um chute de fora de Henrique. A bola foi por cima do gol de Penny.

Já aos 11, quem levou perigo à meta peruana foi PH Ganso. E novamente com um chute de fora da área. O meia arriscou de longe e Penny colocou para escanteio.

E a pressão santista deu resultado. Aos 13 minutos, Neymar ampliou para o Peixe. Da esquerda, Borges brigou com a defesa adversária e cruzou para o craque, que chegou batendo para as redes. Foi 110º gol do camisa 11 em sua carreira profissional.

Aos 29, o Santos FC continuou a pressão sobre a equipe peruana. Borges recebeu passe na área de PH Ganso, limpou a jogada e chutou pelo alto. Penny mandou para escanteio.

Dois minutos depois, o mesmo Borges perdeu outra grande chance. Neymar cruzou da esquerda para o atacante, que apareceu livre para cabecear. A bola foi à direita da meta adversária.

O Santos FC realmente estava impossível na segunda etapa. Aos 34, Neymar recebeu de PH Ganso na esquerda. Diante de dois adversários, colocou a bola por cobertura, que passou à esquerda do gol do time peruano.

Em seguida, o Alvinegro Praiano permaneceu com a posse da bola e pôde comemorar a terceira vitória consecutiva nesta edição da Copa Libertadores.

Acompanhe o Santos FC nas mídias sociais:
Orkut: www.orkut.com.br/santosfc
Facebook: www.facebook.com/santosfc
Youtube: www.youtube.com/santostvoficial
Flickr: www.flickr.com/santosfc
Twitter: @santosfc | @santosfcaovivo | @multiplicacao