ICFUT – Campeonato Paulista 2012 – Série A3

[videolog 765844]

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Rio Branco 28 15 8 4 3 23 17 6 62.2
2  Guaçuano 28 14 7 7 0 30 11 19 66.7
3  Grêmio Osasco 27 15 8 3 4 26 16 10 60.0
4  Capivariano 26 15 8 2 5 23 26 -3 57.8
5  Batatais 26 14 7 5 2 22 12 10 61.9
6  São Bento 23 15 6 5 4 21 18 3 51.1
7  Itapirense 22 15 7 1 7 19 20 -1 48.9
8  Francana 20 14 5 5 4 22 17 5 47.6
9  Marília 19 14 6 1 7 18 20 -2 45.2
10  Flamengo 19 15 6 1 8 21 28 -7 42.2
11  Internacional 19 14 5 4 5 22 16 6 45.2
12  Barretos 19 14 5 4 5 16 14 2 45.2
13  Independente 18 15 5 3 7 20 20 0 40.0
14  Sertãozinho 18 14 5 3 6 15 17 -2 42.9
15  Inter de Bebedouro 18 15 5 3 7 20 27 -7 40.0
16  Juventus 18 14 4 6 4 23 18 5 42.9
17  XV de Jaú 17 14 4 5 5 13 17 -4 40.5
18  Taubaté 14 15 4 2 9 15 27 -12 31.1
19  Osvaldo Cruz 11 14 3 2 9 15 30 -15 26.2
20  Taboão da Serra 10 15 2 4 9 14 27 -13 22.2
15ª RODADA
20/03 – 15h00 Taboão da Serra 1 x 2 Itapirense
21/03 – 15h00 Inter de Bebedouro 0 x 0 Independente
21/03 – 15h00 Capivariano 1 x 1 Taubaté
21/03 – 15h00 Grêmio Osasco 1 x 0 Rio Branco
21/03 – 15h00 Flamengo 0 x 2 São Bento
21/03 – 19h00 Batatais x Francana
21/03 – 19h00 XV de Jaú x Marília
21/03 – 20h00 Barretos x Juventus
21/03 – 20h00 Guaçuano x Osvaldo Cruz
21/03 – 20h30 Internacional x Sertãozinho

Por Rogerinho – Justiça manda CBF e FPF restabelecerem contrato de Oscar com o São Paulo

Fonte: Portal UOL

Oscar sofreu mais uma derrota para o São Paulo na Justiça nesta quarta-feira

Oscar sofreu mais uma derrota para o São Paulo na Justiça nesta quarta-feira

Renan Prates

A 16ª turma da 40ª Vara do Tribunal Regional de Trabalho de São Paulo (TRT-SP) determinou nesta quarta-feira que tanto a CBF quanto a FPF restabeleçam o contrato do meia-atacante Oscar com o São Paulo.

O texto, fornecido ao UOL Esporte pela assessoria de imprensa do Tribunal, é assinado pelo juiz relator Nelson Bueno do Prado, e informa que os magistrados determinaram “conhecer e acolher parcialmente os dois embargos opostos para, sanando a omissão apontada, declarar o restabelecimento do vínculo esportivo entre o autor (Oscar) e o reclamado (SPFC), expedindo-se, de imediato, ofícios à Confederação Brasileira de Futebol e à federação Paulista de Futebol, nos termos da fundamentação”.

A reportagem tentou entrar em contato com os advogados das duas partes e o empresário do jogador para comentar o assunto, mas não obteve sucesso.

Por Cleber Aguiar – 30 Jogadores jovens mais valiosos – 2012

Fonte: O Globo.com

por Emerson Gonçalves |

Somente quatro brasileiros na lista de 30.

Pior ainda: somente dois jogando no Brasil.

Sete da Inglaterra, quatro da Espanha, dois da Alemanha e da Bélgica, outros três sul-americanos (Uruguai, Argentina e Colômbia) e 8 de outras nacionalidades europeias, com nenhum africano.

Em essência, essa é a lista publicada hoje pelo Futebol Finance, destacando os jogadores de futuro na visão europeia.

Para não fugir à regra e ao gosto de Wenger, o Arsenal comparece com 4 jogadores. O United de Manchester aparece com três, enquanto o outro time de Manchester, o City, entra somente com Balotelli. Se bem que, pelo barulho, encrencas e quantidade de aparições na mídia, Balotelli sozinho já vale por meia dúzia.

Os dois brasileiros que por aqui labutam são os mesmos de sempre nas listagens: Neymar e Lucas.

O Futebol Finance trabalha com metodologia diferente da Pluri, cujas estimativas estamos acostumados a ver, e, dessa forma, Neymar entra em cena valendo de 30 a 55 milhões de euros, ao passo que Lucas tem seu valor estimado de 10 a 17 milhões de euros.

Neymar, naturalmente, é o primeiro nome da lista. Depois dele vêm 16 jogadores europeus, inclusive o blaugrano Thiago Alcântara, e somente na 18ª posição aparece um sul-americano: Lamela, argentino que joga na Roma. Por sinal, falando em clubes, 28 jogadores estão em clubes europeus. Neymar e Lucas, Santos e São Paulo, são as exceções.

Entre as ligas, nada menos que 12 jogam na Premier League.

Para o Futebol Finance, a transferência mais provável entre os nomes de ponta é a do alemão Gotze, do Borussia Dortmund, justamente em função das dificuldades financeiras do clube.

Num ano olímpico como esse, poderemos ter muitas surpresas numa nova lista de 30 elaborada no final do ano, embora não seja certo que os clubes europeus venham a liberar seus jogadores para Londres 2012. Isso porque há uma corrente que acredita ser essa uma boa resposta à intransigência da FIFA em estudar uma compensação financeira razoável para a cessão de jogadores para as seleções nacionais, sem falar na redução do enorme número de “datas Fifa”, dois pontos considerados essenciais pela ECA – Associação Europeia de Clubes – e que já foram abordados em post a respeito: ECA endurece o jogo contra a FIFA (aqui).

Sinceramente, já estivemos bem melhor nessas listagens.

A questão é: melhoraram os europeus ou pioramos nós?

Ou nem uma coisa e nem outra?

ICFUT – Copa do Brasil 2012 – Notícias 21/03/2012

Fonte: Futebolinterior.com.br

2ª Rodada
21/03 – 19h30 –  
 
Palmeiras-SP  x  Coruripe-AL
PLACAR DA IDA: 1 X 0
 
   21/03 – 19h30 – Agendado  
 
Grêmio-RS  x  River Plate-SE
PLACAR DA IDA: 3 X 2
 
  21/03 – 19h30 –
 
 
Portuguesa-SP  x  Cuiabá-MT
PLACAR DA IDA: 1 X 1
 
21/03 – 19h30 –
 
 
Ponte Preta-SP  x  Sapucaiense-RS
PLACAR DA IDA: 0 X 0
 
   21/03 – 20h30 –
 
 
Chapecoense-SC  x  São Mateus-ES
PLACAR DA IDA: 1 X 2
 
   21/03 – 20h30 –
 
 
Fortaleza-CE  x  Comercial-PI
PLACAR DA IDA: 3 X 2
 
  21/03 – 20h30 – Agendado  
 
Goiás-GO  x  Paulista-SP
PLACAR DA IDA: 3 X 2
 
   21/03 – 20h30 –
 
 
ASA-AL  x  Santa Quitéria-MA
PLACAR DA IDA: 3 X 2
 
   21/03 – 22h00 –
 
 
Botafogo-RJ  x  Treze-PB
PLACAR DA IDA: 1 X 1
 
   22/03 – 19h30 –
 
 
Coritiba-PR  x  Nacional-AM

Copa do Brasil: Botafogo aposta em Loco Abreu para derrotar o Treze-PB

O treinador do Botafogo espera um adversário menos atrevido do que o visto

Com um enigma para resolver, o Botafogo recebe o Treze (PB) nesta quarta-feira, às 22 horas, no Engenhão, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O mistério responde pelo nome de Loco Abreu. O que acontece com o atacante uruguaio, que, de um ídolo intocável, perdeu moral com a torcida depois de início de temporada ruim? O técnico Oswaldo de Oliveira dá um voto de confiança e concede mais uma chance ao veterano de 35 anos.

“Tenho que saber como vou compor a equipe com a presença dele (Loco Abreu), mas ele joga”, antecipou Oswaldo de Oliveira, que minimizou a má fase técnica do centroavante uruguaio, poupado do clássico contra o Vasco, no último domingo, pelo Campeonato Carioca, por causa de dores musculares.Fica, então, a interrogação sobre o rendimento de Loco Abreu e sobre quem deixa a equipe. As opções mais fortes são o atacante Herrera e o meia Elkeson. O primeiro tem o estigma de ser um jogador brigador, mas de pouca técnica. O segundo tem a pecha de jovem talentoso, mas irregular. Ambos não foram bem no clássico contra o Vasco.

Intocáveis parecem ser Fellype Gabriel, depois dos três gols no clássico carioca, e Andrezinho, que tem lidado com desgaste muscular, mas garante sua presença na partida contra o time paraibano nesta quarta-feira. Nesta terça-feira, Elkeson, Renato, Andrezinho e Fábio Ferreira não treinaram com os demais titulares, por conta do desgaste do último jogo, mas estão liberados para jogar.

Como empatou no jogo de ida por 1 a 1, o Botafogo joga nesta quarta-feira por igualdade sem gols para poder avançar à segunda fase da Copa do Brasil. O Treze se classifica com empate a partir de 2 a 2. E, como depois de uma grande vitória (3 a 1 no Vasco) costuma haver um aumento da confiança, o que pode levar ocasionalmente a um relaxamento, os líderes do elenco botafoguense pregam a humildade.

“Não pode entrar achando que vai ser fácil, temos de saber que é nas pequenas pedras que se tropeça”, comentou o goleiro Jefferson. “Se fizermos o mesmo que fizemos contra o Vasco, vamos vencer.”

O treinador do Botafogo espera um adversário menos atrevido do que o visto há uma semana, no jogo na Paraíba, mas também perigoso. “Essas equipes normalmente não apresentam o mesmo rendimento quando jogam fora. Mas mostraram qualidade, alguns jogadores interessantes”, apontou Oswaldo de Oliveira.

Copa do Brasil: Palmeiras tenta confirmar favoritismo e evitar trauma

Pela primeira vez na temporada, a equipe não conta com Daniel Carvalho ou Valdivia

 Mais do que a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, o Palmeiras coloca em xeque nesta quarta-feira, contra o Coruripe, a sua calmaria na temporada. Há tempos o clube não goza de tanta tranquilidade, mas os jogadores sabem que tudo isso vai por água abaixo com um tropeço diante do adversário alagoano, a partir das 19h30, no Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. A chance disso acontecer é muito pequena – tem a vantagem do empate, após ter vencido a ida por 1 a 0 -, mas o elenco palmeirense trata o jogo com muita seriedade.

“Temos que vencer de qualquer jeito”, resumiu Juninho, deixando claro o espírito da equipe do Palmeiras. Mas tudo isso é mais uma precaução do que uma real preocupação. O fraco adversário do interior de Alagoas não deve oferecer muito risco aos palmeirenses, embora deva tentar. “Para eles, será o jogo da vida. Então eles vão fazer de tudo para nos vencer”, completou o lateral-esquerdo.E manter o clima harmonioso neste momento é fundamental. Já que no domingo o Palmeiras tem pela frente o rival Corinthians, em clássico válido pelo Paulistão. Mas, ainda com a memória dos tropeços do ano passado, a ordem palmeirense é pensar em um jogo por vez.

Pela primeira vez na temporada, a equipe não conta com Daniel Carvalho ou Valdivia, seus dois principais meias. O chileno Valdivia cumpre suspensão pela expulsão contra o Corinthians, no Brasileiro do ano passado. E Daniel Carvalho sentiu dores na coxa direita nesta terça-feira, o que fez com que sequer fosse relacionado para a partida.

No treino desta terça-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari mostrou que pode ousar no jogo desta quarta. Durante o coletivo, ele começou a atividade no esquema 4-3-3, com o atacante Ricardo Bueno no lugar do meia Daniel Carvalho. Logo depois, tirou Ricardo Bueno e colocou o meia Patrik, que tem uma característica bem mais defensiva, mas pinta como opção.

Portuguesa x Cuiabá – Lusa dará vexame na Copa do Brasil?

O time rubroverde não vem passando por um bom momento na temporada 2012

A Portuguesa não esperava um início de temporada tão ruim como o que está realizando. Em baixa no Campeonato Paulista, a Lusa tenta evitar um vexame na Copa do Brasil nesta quarta-feira, contra o Cuiabá, às 19h30, no Estádio do Canindé, pela partida de volta da primeira fase.

Na semana passada, a Portuguesa não teve um bom desempenho e ficou no empate com o Cuiabá, por 1 a 1. Por ter feito um gol fora de casa, a Lusa joga por um empate sem gols para avançar à segunda fase. Enquanto isso, o time matogrossense precisa de uma vitória simples ou empate por dois ou mais gols. Se a partida terminar empatada por 1 a 1, a vaga será decidida nos pênaltis.

Quem se classificar avançará para a segunda fase da Copa do Brasil e enfrentará o Juventude, que goleou o Operário-PR, por 4 a 0, no Paraná, e eliminou o jogo de volta.

Está faltando confiança
A temporada 2011 acabou e com ele se foi também o bom momento da Portuguesa. No início de 2012, o time vem tendo um desempenho muito abaixo do esperado e dificilmente avançará para as quartas-de-final do Paulistão, tanto que seu primeiro pensamento é escapar do rebaixamento. O técnico Jorginho (foto) atribuiu a falta de confiança pelos resultados ruins.

“O time precisa de confiança, eu converso com eles e sei que não tem ninguém fazendo corpo mole. O que eles precisam no momento é apoio, não é fácil torcer se o time não corresponde, mas a força da torcida nos ajudaria com certeza nessa fase difícil que todos do elenco estão passando”, destacou Jorginho.

Para esse duelo, o treinador não deve realizar muitas mudanças em relação ao time que vinha jogando nas últimas partidas. O lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, um dos principais jogadores do elenco, segue vetado pelo departamento médico. Assim, Raí segue atuando no setor. De saída para o Atlético-PR, o goleiro Weverton segue afastado por Jorginho e dificilmente voltará a vestir a camisa da Lusa.

Na reapresentação do elenco, nesta segunda-feira, diretoria e comissão técnica se reuniram com os jogadores para saber o que realmente está acontecendo, já que o time não vem conseguindo realizar boas partidas desde o começo do ano. No confronto contra o Cuiabá, a torcida promete realizar um “protesto pacífico”. A intenção é comparecer em bom número ao Canindé e apoiar a Lusa, mostrando que está ao lado do time neste momento complicado.

Aproveitar o momento do adversário
Sabendo das dificuldades que vai encontrar no Canindé, o Cuiabá entrará em campo para surpreender a Portuguesa e o segredo é aproveitar o momento ruim que vem passando o adversário. O Dourado acredita que se a Lusa não conseguir um bom início de jogo, a torcida vai começar a pegar no pé dos jogadores, abalando assim o emocional do time.

A delegação do Cuiabá viajou para São Paulo na tarde desta segunda-feira e está com o time praticamente definido para buscar a classificação. A principal novidade entre os relacionados é o volante Natan, que se recuperou de uma lesão na coxa e ficará a disposição do técnico Ary Marques (foto). No entanto, os titulares não devem sofrer mudanças.

Goiás x Paulista – Galo tenta o improvável pela Copa do Brasil!

Na partida de ida, o Goiás conseguiu vencer, por 3 a 2, em Jundiaí

O Paulista terá a missão mais complicada entre os clubes de São Paulo na rodada de volta pela 1ª fase da Copa do Brasil. O time de Jundiaí encara o Goiás, nesta quarta-feira, a partir das 20h30, precisando vencer por dois gols de diferença para se classificar. O duelo será realizado no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Na partida de ida, o Goiás conseguiu vencer, por 3 a 2, em Jundiaí. Por conta disso, poderá perder por até 1 a 0 ou 2 a 1, em seus domínios. O time paulista também poderia passar com uma impovável vitória por um gol, desde que marcasse pelo menos quatro. Se vencer por 3 a 2, a disputa irá aos pênaltis. O vencedor do confronto pega o América-MG.No Goiano, o Verdão veio de uma vitória emocionante sobre o Rio Verde, por 4 a 3, fora de casa. Resultado que o manteve na liderança, com 30 pontos. Além disso, o time já está de olho no final de semana para o clássico contra o Atlético. Já o Galo do Japi bateu o XV de Piracicaba, por 2 a 1, no Paulistão, e segue na briga por vaga na Série D.

Vai poupar ou não?
O técnico do time goiano, Enderson Moreira, não revelou o time que mandará a campo. Durante os últimos dias, ele cogitou a possibilidade de poupar alguns jogadores, como o lateral Egídio, o zagueiro Valmir Lucas e o meia Ricardo Goulart.

“Uma equipe como o Goiás não pode abrir mão de uma competição ou outra”, disse Rádio 730, dando indícios de que não deve poupar ninguém. “No futebol não existe esta diferença tão grande. Todo jogo é muito difícil, todas as equipes criam muitas dificuldades. Por isso temos que entrar com muita atenção”,completou.

Por outro lado, o lateral Vítor e o Marcos Paulo, que cumpriram suspensão no último jogo do Goiano, voltam nas vagas de Peter e Juliano. O meia Thiago Humberto também pode perder vaga para Felipe Amorim ou Júnior Viçosa.

Esconde-esconde
O técnico do Paulista, Luiz Carlos Martins, decidiu adotar o mistério. A única certeza é que o treinador não poderá contar com o atacante Richely. O jogador sentiu dores musculares na vitória sobre o XV de Piracicaba e deve ficar fazendo tratamento. O volante Madson também tem sofrido com o desgaste físico, mas deve jogar.

No ataque, o treinador ainda tem uma dúvida. Ele ainda não definiu se vai escalar Renan Marques, que cumpriu suspensão contra o Nhô Quim, ou se colocará Cassiano, que tem entrado em praticamente todos jogos. Caso Madson seja vetado, o mais provável é que entre Bruno Formigoni.

“Ainda não tenho certeza se entrarei em campo, mas estou pronto para ajudar. Depois da lesão e da suspensão, quero entrar em campo. Depois da última vitória, o time ficou mais leve e animado para seguir na briga por vaga na Série D do Brasileiro”, afirmou Renan Marques.

Ponte Preta x Sapucaiense-RS – Macaca quer evitar zebra “pré-dérbi”

O time campineiro já está de olho no confronto contra o Guarani, sábado, pelo Paulistão

Campinas, SP, 20 (AFI) – A Ponte Preta entra em campo entra em campo, nesta quarta-feira, pensando no dérbi campineiro contra o Guarani, sábado, pelo Paulistão. Precisando de uma vitória simples, o time paulista recebe Sapucaiense-RS, às 19h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela volta na 1ª fase da Copa do Brasil.

Apesar do favoritismo, a Ponte não conseguiu eliminar o jogo de volta ao empatar sem gols, em Porto Alegre. Com este resultado, o clube campineiro precisa de uma vitória por qualquer gol. Por outro lado, os gaúchos garantem a vaga com um empate com gol. Um novo 0 a 0 levará a disputa aos pênaltis.Uma eliminação precoce faria os paulistas perderem a cota de R$ 250 mil pela classificação, além do sonho de conquistar o título. Não bastasse isso, ainda deixaria o clima tenso às vésperas do dérbi contra o Guarani. O vencedor de Ponte e Sapuca terá pela frente o Atlético-GO.

Promoção
A diretoria da Macaca decidiu ceder e faz uma promoção relâmpago para o jogo contra o Sapucaiense-RS. Os torcedores com a camisa da Macaca pagam apenas R$ 10,00 para assistir o confronto. O valor do ingresso será de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Além dos torcedores com a camisa da Ponte, estudantes, idosos e professores da rede pública também têm direito à meia entrada. Já crianças até 12 anos entram gratuitamente. O mesmo vale para integrantes do Torcedor Camisa 10 com mensalidades em dia.

Time titular, sim senhor!
Quem esperava a Ponte Preta se poupando para o “Dérbi do Centenário” se enganou. O técnico Gilson Kleina confirmou que colocará praticamente todo o time titular em campo. Apenas três dos titulares na derrtota para o Palmeiras, por 2 a 1, ficarão de fora. O zagueiro Diego Sacomam, com um problema em um dedo do pé, e o volante João Paulo, com dores musculares, foram vetados. Já o volante Gérson deve ser opção no banco de reservas.

A defesa deve ganhar a volta de Wescley, que retorna após muito tempo se recuperando de um problema no tornozelo. Na vaga de João Paulo, o escolhido será William Magrão. Já o atacante Rodrigo Pimpão ganha o lugar de Gérson para deixar o time mais ofensivo.

“Temos duas decisões nesta semana, mas precisamos viver um jogo de cada vez. Respeitamos o Sapucaiense, mas precisamos da vitória e, por isso, vamos em busca dos gols. Uma vitória dará a confiança que precisamos no dérbi”, explicou Kleina, lembrando que após o empate sem gols na ida, só a vitória classifica a Macaca.

 

Sapuca embalado
Enquanto isso, o técnico Marcão não poderá contar com o zagueiro Natan, expulso no jogo de ida. Sua vaga deve ser ocupada por Lucas. O Sapuca vem embalado pela goleada sobre o Juventus, por 3 a 0, no final de semana. Resultado que a vice-liderança do Grupo 2 da Segundona Gaúcha, com nove pontos.

“No futebol tudo é possível e vimos que o time deles não é nenhum bicho-papão. Ainda continua um confronto de Davi x Golias, mas podemos sim enfrentá-los e, quem sabe, trazer um bom resultado para casa”, afirmou o treinador.

ICFUT – Notícias da Libertadores – 21/03/2012

Fonte: Gazetaesportiva.net

Corinthians recebe Cruz Azul para virar líder e encaminhar vaga

Fellipe Lucena, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

 

A liderança do Grupo 6 estará em jogo nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), quando o Corinthians recebe no Pacaembu o mexicano Cruz Azul, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Como as duas equipes empataram sem gols na semana passada, a “decisão” ficou para o duelo na capital paulista. Com sete pontos, o Cruz Azul está em vantagem, mas o Timão, que tem cinco, aposta na força de sua torcida para assumir o topo e ficar bem perto da vaga para as oitavas de final – Deportivo Táchira, da Venezuela, e Nacional, do Paraguai, completam a chave.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Tite conversa com seus titulares: serão os mesmos do jogo no México, na semana passada

“Eles virão um pouco mais fechados, recuados. E nós temos que manter a intensidade que tivemos lá, agredindo a equipe deles. Só não conseguimos fazer os gols, então agora temos que aproveitar aqui”, analisou o volante Paulinho, mostrando ter aprovado a atuação brasileira na partida disputadana Cidade do México.O técnico Tite também gostou do que viu. Apesar de ter afirmado logo depois do apito final que o setor ofensivo poderia ter sido mais efetivo, o comandante vai manter a formação utilizada no Estádio Azul, inclusive com o atacante Liedson, apesar do jejum de dez partidas sem gols do Levezinho.

“O caráter decisivo tem em todos os jogos, neste também. Quando os fatos são verdadeiros, não tem o que esconder. Mas, antes de tudo, é preciso ter desempenho, agredir a marcação, finalizar como finalizamos lá. Antes de pensar no resultado, temos que jogar bem, parecido com o que foi no México”, discursou o comandante.

Alessandro, que está recuperado de lesão muscular, vai aprimorar a a forma física para estar apto no clássico de domingo, contra o Palmeiras, pelo Paulistão, e sequer ficará no banco. O dono da posição, mais uma vez, será o improvisado volante Edenílson. O atacante Willian também não estará entre os suplentes, já que a comissão técnica notou um “declínio técnico”.

Enrique Meza, técnico do time mexicano, também deve repetir a formação da semana passada. A única preocupação é quanto às condições físicas do meia Christian Giménez, o Chaco, um dos destaques do time. Ele sofreu uma lesão no ombro direito no fim de semana, mas garante que terá condições de jogar. “Não uso o ombro para jogar futebol. Uso os pés”, disse, confiante.

Embora seja ponteiro do grupo na Libertadores, o Cruz Azul sofre para encontrar a regularidade. Assim como o Timão, tem revezado jogadores nas duas competições que disputa, mas sem tanto sucesso no Campeonato Mexicano, em que ocupa a nona posição, com 14 pontos em 11 rodadas. Na última delas, perdeu em casa para o Santos Laguna, por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X CRUZ AZUL-MÉX

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 21 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Martín Vázquez (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinoza e Marcelo Costa (ambos do Uruguai)

CORINTHIANS: Julio Cesar; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Liedson
Técnico: Tite

CRUZ AZUL: Corona; Flores, Pereira, Domínguez e Cortés; Castro, Giménez, Maranhão e Gutiérrez; Orozco e Villa
Técnico: Enrique Meza

Internacional quer encaminhar classificação na altitude de La Paz

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

É na altitude de 3,6 mil metros acima do nível do mar que o Internacional pretende encaminhar sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores da América. A equipe gaúcha visita o The Strongest nesta quarta, às 19h45 (horário de Brasília). Uma vitória deixa o Colorado três pontos à frente dos bolivianos, que não jogarão mais em casa nesta primeira fase.

Em sua décima participação na Libertadores, o Inter jogará pela primeira vez em La Paz. Para minimizar os efeitos da altitude, a delegação se hospedou em Santa Cruz de la Sierra (400m acima do nível do mar) na segunda-feira, e viajará à capital boliviana poucas horas antes do início da partida.

“O exemplo do jogo do Santos, lá na Bolívia, mostra que será um jogo muito complicado para a gente. Precisamos ter maturidade para conseguir um bom resultado fora de casa e buscar a classificação para o mata-mata, onde o Inter sempre mostra força”, explica o volante Guiñazu, confirmado para começar a partida.

Depois de perder para o Grêmio no Gauchão e para o Santos na Libertadores, o Inter parece ter retomado as boas atuações. A equipe vem de três vitórias consecutivas. Nos últimos dois jogos, marcou 12 gols: 5 a 0 no próprio The Strongest, terça passada, e 7 a 0 no Juventude, sábado.

A delegação chegou na noite desta segunda à Bolívia e foi recepcionada por dezenas de colorados que moram no país vizinho. O técnico Dorival Júnior terá dois desfalques: D’Alessandro, que segue se recuperando de lesão na coxa, e Jô, que se sentiu mal durante um treino e não se apresentou no Aeroporto Salgado Filho. Para o lugar de D’Ale, Dátolo permanece como titular.

Já o The Strongest vem em crise. Décimo colocado entre 12 participantes do Campeonato Boliviano, o The Strongest viu o técnico Mauricio Soria pedir demissão no fim de semana, após levar 3 a 0 do Blooming. Nos últimos cinco jogos, a equipe acumula quatro derrotas e um empate. Quem comandará a equipe nesta quarta será o interino Uber Acosta.

Apesar disso, os bolivianos têm o respeito do Internacional. Nos dois jogos disputados em casa nesta Libertadores, o The Strongest venceu Santos e Juan Aurich, ambos por 2 a 1, e justamente por isso se mantém no páreo com colorados e santistas por uma vaga na próxima fase.

FICHA TÉCNICA
THE STRONGEST X INTERNACIONAL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia)
Data: 21 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 19h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (Colômbia)
Assistentes: Carlos Herrera e Juan Cedeño (ambos colombianos)

THE STRONGEST: Vaca; Torrico, Ojeda, Mendez e García; Chumacero, Lima e Cristaldo; González, Melgar e Escobar
Técnico: Uber Acosta

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Guiñazu, Tinga, Dátolo e Oscar; Dagoberto e Leandro Damião
Técnico: Dorival Júnior

Sonhando com a liderança, Vasco reencontra Libertad em São Januário

Rio de Janeiro (RJ)

Uma semana após o empate, por 1 a 1, em Assunção, Vasco e Libertad se reencontram nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), no confronto que abre a quarta rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores da América.

No Paraguai, os jogadores dos dois times se envolveram em tumulto generalizado e trocaram diversas acusações. Um clima de muita rivalidade foi criado e a expectativa é de um jogo muito disputado.

No duelo desta quarta-feira está em jogo a liderança do Grupo 5, que atualmente está nas mãos do Libertad, com sete pontos conquistados, três a mais do que o Vasco. O Nacional, do Uruguai, e o Alianza Lima, do Peru, dividem a lanterna com três pontos.

Cristóvão Borges, técnico do Vasco, pediu aos seus jogadores que foquem aquilo que acontecer dentro de campo, deixando de lado a rivalidade e os tumultos da semana passada.

“Nós sabemos que a partida passada teve muitas coisas que devem ficar no passado. Que sirva de lição para nós que não podemos mais entrar no jogo da catimba e da violência. Precisamos pensar apenas no que vai acontecer dentro das quatro linhas. O Libertad também tem suas virtudes como time, tanto que lidera a chave. Portanto, precisamos tomar cuidado”, disse Cristóvão.

Divulgação/Vasco da Gama

Cristóvão Borges pediu para os jogadores do Vasco esquecerem as provocações enfrentadas no Paraguai

Em relação ao time que vai a campo, Cristóvão vai promover a volta da maioria dos titulares, preservados na derrota de 3 a 1 para o Botafogo, no clássico do último domingo. Em relação ao time que atuou no Paraguai, o Vasco não terá o meia Diego Souza, que cumpre suspensão por ter sido expulso. Com isso, Allan deverá ocupar a vaga no meio-de-campo.Pelo lado do Libertad, o técnico Jorge Burruchaga pediu aos seus jogadores que não se deixem intimidar por nada o que acontecer ao longo do confronto. Mesmo procurando evitar um discurso de guerra, o treinador tem consciência de que os episódios de Assunção podem influenciar no duelo de São Januário.

“Nós não podemos nos intimidar com o que vier a acontecer, pois estamos disputando uma competição muito equilibrada e diante de grandes adversários. Independentemente do que aconteceu na semana passada temos condições de realizar um grande jogo e conseguir a vitória. Vamos enfrentar uma grande equipe, com jogadores de qualidade e capazes de desequilibrar. Mas temos que procurar desempenhar o nosso papel”, afirmou Burruchaga.

Para este jogo o Libertad terá apenas uma alteração em relação ao jogo do Paraguai. O atacante Pablo Velázquez substitui a José Ariel Núñez, expulso contra o Vasco. No fim de semana o Libertad perdeu por 1 a 0 para o Cerro Porteño e aparece na sexta posição do Torneio Apertura do Paraguai com 11 pontos conquistados.

FICHA TÉCNICA
VASCO-BRA X LIBERTAD-PAR

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de março de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Alexander Guzmán (Colômbia)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri; Nilton, Eduardo Costa, Allan e Felipe; Willian Barbio e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz, Carlos Bonet, Nery Bareiro, Ismael Benegas e Miguel Samudio; Rodolfo Gamarra, Víctor Cáceres, Sergio Aquino e Luciano Civelli; Pablo Velázquez e Cristian Menéndez
Técnico: Jorge Burruchaga

Henrique faz tratamento intensivo para poder enfrentar o Juan Aurich

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

 

Desfalque do Santos na derrota para o São Paulo, no clássico do último domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista, o volante Henrique vem realizando tratamento intensivo para voltar à equipe diante do Juan Aurich (Peru), nesta quinta-feira, às 22 horas (horário de Brasília), no Pacaembu. O confronto é válido pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Henrique tem uma lesão no hálux (o dedo grande do pé) esquerdo e ficou em tratamento no Cepraf (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação para Atletas de Futebol), sob a supervisão dos médicos e dos fisioterapeutas do clube, durante o treino desta terça, no CT Rei Pelé. O volante Arouca também não compareceu ao campo durante a atividade, para fazer reforço muscular, porém sua presença no duelo de quinta está garantida.

A contusão de Henrique foi sofrida na vitória sobre o Juan Aurich, na última quinta, em Chiclayo, e a sua recuperação tem deixado o departamento médico do Peixe otimista quanto a sua utilização contra os peruanos. Caso seja liberado, o volante pode atuar com uma proteção no dedo do pé para poder calçar a chuteira e jogar, sem maiores problemas.

Com a provável volta de Henrique, o Alvinegro Praiano deve ir a campo ante o Juan Aurich com a seguinte formação: Rafael; Fucile, Edu Dracena, Durval e Juan; Henrique, Arouca, Ibson e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.

 

 

 

 

Por Cleber Aguiar – Andrés Sanchez: ‘A seleção vai ousar, vai aprender apanhando’

Fonte: O Globo – RJ

Em entrevista da série Preto no Branco, diretor da CBF fala sobre o time de Mano Menezes

Antonio Nascimento /Mauricio Fonseca

Andrés Sanchez durante entrevista na sede da CBFFoto: Ivo Gonzalez / O Globo

Andrés Sanchez durante entrevista na sede da CBF Ivo Gonzalez / O Globo

RIO — Não espere um comportamento politicamente correto de Andrés Sanches, ex-presidente do Corinthians e atual diretor de seleções da CBF. Ele fuma muito, usa palavrão quase como vírgula e não tem papas na língua. Mas faz de sua franqueza um trunfo. Em quase uma hora de entrevista, Andrés falou de quase tudo e garantiu que todos verão uma seleção diferente a partir de agora. Sempre com toda a franqueza.

Você não acha que tem paulista demais na CBF?

ANDRÉS SANCHEZ: Não. Acho que a representatividade de São Paulo é proporcional ao seu tamanho, à sua população. Em São Paulo, há mais ladrão, mais prostituta, mais sambista, mais médico. São mais de 20 milhões de habitantes. O Rio não chega a 10 milhões. Mas isso é bobagem. Não importa onde você nasce, temos que parar com isso, com bairrismo, clubismo, estas coisas.

Você está morando no Rio ou vai para São Paulo todo dia?

ANDRÉS SANCHEZ: Moro na Barra, num flat, e fico de segunda a sexta no Rio. A sede da CBF é aqui e tenho que estar presente todos os dias. Foi o que me propus quando aceitei o convite do Ricardo Teixeira. Sou um paulistano que adora o Rio. Gosto de samba, da praia, da descontração. Fui outro dia ao Samba do Trabalhador (às segundas-feiras, no clube Renascença, no Andaraí) e fiquei à vontade. Lógico que teve uma ou outra gozação, mas nada demais. Tô achando difícil ir embora da cidade quando meu compromisso com a CBF acabar.

Como está seu relacionamento com o presidente da CBF, José Maria Marin? Vocês já conversaram?

ANDRÉS SANCHEZ: Normal. Falo com ele todos os dias. Já sei o que ele pensa, ele sabe o que eu penso. E nós sabemos o que tem de ser feito. Sei que posso ajudar a seleção.

E o Itaquerão…

ANDRÉS SANCHEZ: Itaquerão é o cacete. É Arena Corinthians. O ritmo das obras está excelente. Também, 90% dos trabalhadores são corintianos. Teve gente que quase apanhou quando foi lá falar em greve.

O diretor de seleções da CBF está satisfeito com o desempenho da seleção?

ANDRÉS SANCHEZ: Ninguém está satisfeito com a seleção. Nem pode estar. Trata-se de um trabalho árduo, que exige paciência. Mas agora estamos iniciando uma nova etapa. Temos que apostar nos jogadores jovens que estão aí. Agora teremos uma base e fica mais fácil cobrar. Quero ver todo mundo comprometido, mas esquece esta bobagem de família. Não tem nada disso. Vocês vão ver a diferença a partir de agora.

Mas o que vai mudar?

ANDRÉS SANCHEZ: A partir de agora, a seleção vai ousar, vai aprender apanhando, vai arriscar, sem se importar com a opinião da imprensa, das críticas. O que eu quero é ganhar a Copa. O povo sabe quais são os jogadores, qual é o time que deve jogar a Copa. Eu sei, você sabe. Mas bastam duas derrotas para começarem a pedir Kaká, Pedrinho e não sei mais quem. O Neymar não é o cara, não ganha R$ 3 milhões? Então vamos para o pau com ele, com o Lucas. Penso muito como o povo, e quase sempre a maioria tem razão.

Mas as derrotas não podem atrapalhar?

ANDRÉS SANCHEZ: Não. Aliás, se eu estivesse aqui na Copa América, teríamos ido com o time olímpico.

O Mano corre risco se for mal nas Olimpíadas?

ANDRÉS SANCHEZ: Não. Se bem que o regime na CBF é presidencialista. Já falei que o objetivo maior é a Copa do Mundo e, pela minha experiência como dirigente, posso afirmar que ficar trocando de treinador não ajuda. Aliás, só atrapalha. O Mano errou e acertou. Ele sabe perfeitamente o quanto os resultados são importantes neste país.

A seleção está perdendo tempo com Ronaldinho Gaúcho?

ANDRÉS SANCHEZ: Não acho que esteja perdendo tempo. Esta nova geração ficou sem o apoio de três ou quatro para fazer a transição. É questão de momento. Agora, jogadores como Ronaldinho, Kaká, Robinho, Júlio César, Maicon, Lúcio não precisam ficar sendo testados na seleção. Se estiverem bem na hora da Copa do Mundo, serão chamados. É simples. Mas não podemos ficar apostando nisso.

Mas o que explica sua inclusão na lista dos jogadores que podem ir aos Jogos Olímpicos?

ANDRÉS SANCHEZ: Não podemos saber hoje quem vai estar bem nas Olimpíadas. Fizemos uma lista longa. Precisávamos da assinatura dos jogadores, dos documentos. Como a seleção estava convocada, pegamos de quem estava lá.

Você está dizendo que Ronaldinho não vai às Olimpíadas…

ANDRÉS SANCHEZ: Não é que ele não vai. Até porque, quem decide é o Mano. Mas pelo planejamento que fizemos, a história é outra.

Ronaldo e Mano acham que seria melhor o Neymar ir para a Europa depois das Olimpíadas. Você também pensa assim?

ANDRÉS SANCHEZ: Futebolisticamente falando, seria bom para ele. Queiram ou não, na Europa estão os melhores jogadores. Na parte material não vejo tanta vantagem. Ele está numa situação excelente. Agora, pensando como diretor de seleções, é lógico que é melhor que ele fique. Mas se Neymar fosse do meu clube, eu teria vendido ele. Era muito dinheiro envolvido.

Os compromissos extra-campo do Neymar podem atrapalhar seu desempenho dentro de campo?

ANDRÉS SANCHEZ: O que o jogador faz fora do seu horário de trabalho não nos diz respeito, a não ser que esteja interferindo no seu desempenho no campo. Só quando ele está no campo, trabalhando, que é problema nosso.

Você é amigo de jogador?

ANDRÉS SANCHEZ: Sou, de vários. Qual o problema? Tem muita hipocrisia no futebol. Mas eles sabem que ninguém cobra mais do que eu.

Como é sua relação com as torcidas organizadas?

ANDRÉS SANCHEZ: Eu vim de torcida organizada. O torcedor quer ser ouvido, quando isso acontece, dificilmente tem confusão. Tivemos vários momentos delicados, de muita pressão no Corinthians. Após a eliminação na pré-Libertadores, uns torcedores foram à minha sala pedir a demissão do Tite. Peguei o telefone na frente deles e liguei para o meu diretor financeiro. Perguntei quanto era a multa. Ele disse que era de R$ 1,2 milhão. Tirei na hora R$ 100 do bolso e disse que cada um de nós teria que contribuir, pois o clube não tinha dinheiro. Lógico que eles recuaram.

O Ronaldo disse recentemente que não descarta a possibilidade de vir a disputar a presidência da CBF em 2015, quando ocorrerão novas eleições.

ANDRÉS SANCHEZ: É um direito que ele tem. Mas antes de jogador ficar falando de outras coisas, precisa primeiro arrumar a casa deles. Até hoje não há um sindicato forte de jogadores, que represente e lute pelos 90% dos jogadores que ganham no máximo dois salários. Nomes como Romário, Ronaldo, Rogério Ceni, Paulo André deviam usar seu prestígio para fazer alguma coisa pela classe deles.

Você se aconselha com o ex-presidente Lula sobre seu futuro no futebol?

ANDRÉS SANCHEZ: Lula é um grande amigo, meu líder, meu ídolo. Sei da minha importância no futebol e gostaria de ter 10% do poder de articulação, da inteligência do presidente Lula. Como ele, eu também vim do sindicato, aprendi a negociar. Isso ajuda muito no meio do futebol.

Você já foi vítima de preconceito por não fazer parte da aristocracia que sempre comandou o nosso futebol?

ANDRÉS SANCHEZ: Tenho amigos negros, gays, deficientes físicos. Quando eles falavam em preconceito, achava exagero. Mas quando fui presidente do Corinthians entendi o que eles sentiam. Tenho apenas o ginásio. Fui vítima de preconceito por não ter diploma universitário. Isso certamente me atrapalhou. Mas também acho que não é o fim do mundo.

Você vai ao cinema, está lendo algum livro?

ANDRÉS SANCHEZ: Nem lembro a última vez que fui ao cinema. Vou muito a shows. Livro também não tenho lido, a não ser o sobre o Corinthians. Tem uns 132 pelo menos.

Se o Brasil perder a Copa?

ANDRÉS SANCHEZ: Se isso acontecer, vou ter que sair do país, até pelo meu jeito de ser. Já sou cobrado hoje, me param na rua para dizer que a seleção é uma merda, que a CBF é isso, que fulano é aquilo, que tem que convocar determinado jogador. Imagina se perdermos a Copa…

ICFUT – Campeonato Paulista de Futebol 2012 – A-2

[videolog 765678]

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Audax 31 16 10 1 5 30 20 10 64.6
2  Penapolense 31 16 9 4 3 28 17 11 64.6
3  Atlético Sorocaba 29 16 9 2 5 35 24 11 60.4
4  Noroeste 29 16 8 5 3 28 23 5 60.4
5  São Bernardo 28 16 9 1 6 27 24 3 58.3
6  União Barbarense 28 16 9 1 6 23 23 0 58.3
7  Ferroviária 28 16 8 4 4 20 16 4 58.3
8  Red Bull 27 16 8 3 5 24 18 6 56.2
9  Grêmio Barueri 23 16 6 5 5 24 23 1 47.9
10  Velo Clube 21 16 6 3 7 25 26 -1 43.8
11  Monte Azul 21 16 5 6 5 23 24 -1 43.8
12  São Carlos 20 16 5 5 6 19 18 1 41.7
13  São José 19 16 5 4 7 18 21 -3 39.6
14  Palmeiras B 18 16 5 3 8 28 32 -4 37.5
15  Santo André 18 16 4 6 6 17 20 -3 37.5
16  Rio Claro 18 16 4 6 6 22 28 -6 37.5
17  Santacruzense 17 16 4 5 7 13 19 -6 35.4
18  Rio Preto 14 16 4 2 10 19 26 -7 29.2
19  América 13 16 3 4 9 18 29 -11 27.1
20  União São João 11 16 3 2 11 19 29 -10 22.9
17ª RODADA
21/03 – 15h00 Santo André x São José
21/03 – 15h00 Audax x União Barbarense
21/03 – 15h00 Palmeiras B x Monte Azul
21/03 – 16h00 Grêmio Barueri x Atlético Sorocaba
21/03 – 19h00 São Carlos x Velo Clube
21/03 – 19h00 Penapolense x Red Bull
21/03 – 19h30 São Bernardo x Ferroviária
21/03 – 19h30 Noroeste x Santacruzense
21/03 – 19h30 União São João x Rio Preto
21/03 – 19h30 Rio Claro x América

Por Cleber Aguiar – Campeonato de Clubes de Beach Soccer começa hoje na Arena Guarapiranga

Fonte: Diário Oficial da Cidade de São Paulo

De hoje a domingo, a arena montada às margens da represa Guarapiranga recebe a primeira edição do Campeonato Brasileiro de Clubes de Beach Soccer, com a participação de 12 clubes, incluindo Corinthians, São Paulo, Santos, Palmeiras e Portuguesa, com entrada franca para o público.Ontem, as equipes fizeram o treino geral de reconhecimento da quadra.
As 12 equipes estão divididas em três grupos de quatro, e os melhores classificados de cada grupo, mais o segundo melhor classificado geral, decidem as vagas na decisão. O time de Beach Soccer do Corinthians, que foi apresentado na segunda- feira para a disputa do Brasileiro de Clubes tem nomes conhecidos como o goleiro Mão, os defensores Anderson e Souza e o atacante André, que defendem a seleção brasileira, além do defensor Farberoff, capitão da equipe dos EUA, o atacante F. Hilaire e o goleiro Mendoza, ambos da seleção
argentina. O Campeonato Brasileiro de Clubes de Beach Soccer tem o patrocínio de refrigerantes Dolly, Brahma, Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação – com apoio da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, Subprefeitura
Capela do Socorro e Clube Escola. Hotel oficial – Century Paulista Flat. Emissora oficial – Sportv. A realização é da Koch Tavares, com supervisão técnica da Confederação Brasileira de Tênis e apoio da Beach Soccer Worldwide.
Para informações complementares acesse <www.arenaguarapiranga.com.br>. Siga-nos no Twitter (@aguarapiranga) e Facebook (Arena Guarapiranga).

SERVIÇO
Campeonato Brasileiro de Clubes de Beach Soccer
De 21 a 25 de março, na Arena Guarapiranga

Participantes
GRUPO A
Vasco da Gama (RJ) São Paulo (SP) Cruzeiro (MG) Flamengo (RJ)
GRUPO B
Corinthians (SP) Botafogo (RJ) Portuguesa (SP) Sport Recife (PE)
GRUPO C
Santos (SP) Palmeiras (SP) Asa Arapiraca (AL) Atlético Paranaense (PR)

Tabela de Jogos
QUARTA-FEIRA – 21 DE MARÇO
Jogo 1 10h Atlético PR x Palmeiras (Grupo C)
Jogo 2 11h15 Portuguesa x Botafogo (Grupo B)
Jogo 3 12h30 Cruzeiro x São Paulo (Grupo A)
Jogo 4 13h45 Asa Arapiraca x Santos (Grupo B)
Jogo 5 15h Flamengo x Vasco da Gama (Grupo A)
Jogo 6 16h15 Sport Recife x Corinthians (Grupo C)
QUINTA-FEIRA – 22 DE MARÇO
Jogo 7 10h Botafogo x Sport Recife (Grupo B)
Jogo 8 11h15 São Paulo x Flamengo (Grupo A)
Jogo 9 12h30 Santos x Atlético PR (Grupo C)
Jogo 10 13h45 Palmeiras x Asa Arapiraca (Grupo C)
Jogo 11 15h Vasco da Gama x Cruzeiro (Grupo A)
Jogo 12 16h15 Corinthians x Portuguesa (Grupo B)
SEXTA-FEIRA – 23 DE MARÇO
Jogo 13 10h Cruzeiro x Flamengo (Grupo A)
Jogo 14 11h15 Asa Arapiraca x Atlético PR (Grupo C)
Jogo 15 12h30 Vasco da Gama x São Paulo (Grupo A)
Jogo 16 13h45 Corinthians x Botafogo (Grupo B)
Jogo 17 15h Portuguesa x Sport Recife (Grupo B)
Jogo 18 16h15 Santos x Palmeiras (Grupo C)
SÁBADO – 24 DE MARÇO
Jogo 19 11h30 1º Grupo B x 1º Grupo C
Jogo 20 12h45 1º Grupo A x 2º Melhor Colocado
DOMINGO – 25 DE MARÇO
Jogo 21 11h Perdedor Jogo 19 x Perdedor Jogo 20
Jogo 22 12h30 Vencedor Jogo 19 x Vencedor Jogo 20

Por Rogerinho – Val Marchiori, do ‘Mulheres Ricas’, teria doado R$ 25 mil por Wesley

Até agora, a campanha arrecadou menos de 3% dos R$ 21,3 milhões necessários para colocar o jogador no Palmeiras

FONTE – IG ESPORTES

 

Val Marchiori é torcedora do Palmeiras

.

A socialite Val Marchiori, uma das estrelas do programa “Mulheres Ricas”, da TV Bandeirantes, aparece como a maior doadora da campanha pela contratação do volante Wesley pelo Palmeiras. Segundo o site da empresa que gerencia o negócio, ela comprou 250 cotas de R$ 100.
Procurada pelo iG, Val Marchiori preferiu não confirmar ou negar que fez a doação. No entanto, a assessora da socialite confirmou que ela torce pelo Palmeiras.


Faltando apenas cinco dias para o término das doações, a campanha arrecadou R$ 608 mil, menos de 3% dos R$ 21,3 milhões necessário para contratar o jogador do Werder Bremen.


Por conta do fracasso, a diretoria do Palmeiras busca investidores interessados em ajudar a equipe do Palestra Itália no pagamento da primeira parcela exigida pelo clube alemão, de 2 milhões de euros (cerca de R$ 4,8 milhões).