ICFUT – Transmissão dos jogos da Liga dos Campeões 2011/2012

http://www.vertvonline.org/

http://www.futebolaovivo.net/tvonline.php

http://www.eugeniosvirtual.com/tevirtual/jogos_vivo.html

http://www.tvaovivogratis.net/

http://www.tvgol.org/

http://www.assistirtvgratis.net/

http://tvdenet.blogspot.com/

http://www.zuumptv.com/2010/05/band-sports-ao-vivo.html/

http://www.rojadirecta.me/

http://atdhe.tv/

http://www.futebolpc.hd1.com.br/futebol.html

13/03 – 16h45 – Agendado
Internazionale  x Olympique de Marselha
PLACAR DA IDA: 0 X 1
13/03 – 16h45 – Agendado
Bayern Munique  x Basel

Por Cleber Aguiar – Após ‘furacão Neymar’, Inter busca recuperação diante do The Strongest

Fonte: Globo.com

Equipes duelam a parir das 22h desta terça-feira, no Beira-Rio

Vencer, vencer, ou vencer. Essa é a palavra que o Inter está utilizando como mantra para a partida contra o The Strongest, a partir das 22h desta terça-feira, no Beira-Rio. O confronto é válido pela terceira rodada da fase de grupos da Taça Libertadores e é tratado como decisivo, pelos dois lados

Para o Inter, também vale a autoestima. A equipe busca a recuperação depois da derrota por 3 a 1 contra o Santos, em que Neymar teve atuação magistral.

Já o The Strongest jogará desgastado não só pela longa viagem de La Paz até Porto Alegre, mas também pela disputa do clássico contra o Bolivar (empate em 1 a 1), neste domingo, pelo Campeonato Boliviano. Para se ter uma ideia, a equipe realiza o reconhecimento do Beira-Rio somente às 9h desta terça.

Na terceira colocação da Chave 1, empatado na pontuação com o Santos, o Inter necessita dos três pontos para se igualar com os bolivianos – líderes do grupo, com seis. A importância será ainda maior já que as equipes voltarão a se enfrentar na próxima semana em La Paz. Ou seja, uma equipe pode praticamente encaminhar a classificação nesses dois duelos.

O duelo terá trio de arbitragem do Paraguai. O juíz da partida será Antonio Arias, auxiliado por Nicolas Yegros e Dario Gaona. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da partida em Tempo Real.

header as escalações 2

Inter: O Inter está confirmado, no sistema 4-2-3-1, com: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Guiñazu, Tinga, Oscar, Dátolo e Dagoberto; Leandro Damião.

The Strongest: O provável time para o enfrentar o Inter tem: Daniel Vaca; Chumacero, Ojeda, Mendéz e Torrico; Rodrigo Ramallo, Lima, Cristaldo e Solíz; Pablo Escobar e González

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Inter: D’Alessandro é o desfalque de última hora. O argentino acusou uma lesão muscular na coxa esquerda e deverá ficar de fora das próximas duas partidas.

The Strongest: O técnico Mauricio Soria tem time completo.

header fique de olho 2
Inter:
Autor de três gols e seis partidas pelo Inter, Dátolo surge como esperança para substituir D’Alessandro à altura. Com o argentino, camisa 23, o time ganha qualidade nos chutes de fora da área.

The Strongest: Pablo Escobar é um camisa 10 clássico, o cérebro pensador do The Strongest. É dele se se espera uma jogada diferenciada.
header o que eles disseram

Dátolo, meia do Inter: “D’Alessandro é insubstituível. Eu vim pra cá pra fazer o meu melhor para a equipe, foi pra isso que fui contratado. Esperamos fazer uma boa partida e conquistar esta vitória que é tão importante para nós. Temos que vencer, não existe outra palavra”.

Mauricio Soria, técnico do The Strongest: “A expectativa é grande. É uma partida que pode definir nossa classificação. Sabendo que disputamos um clássico há 24 horas e foi desgastante. Vamos ver como nos saímos”.

header números e curiosidades

* O Inter enfrentou somente duas vezes bolivianos na Libertadores. Foi em 2011, quando o clube venceu o Jorge Wilstermann nas duas partidas. Uma delas, em Cochabamba, localizada a 2.560 metros de altitude.

* O The Strongest não tem retrospecto favorável de jogos fora da Bolívia, principalmente no Brasil. O jornal boliviano La Razón aponta 35 derrotas em 41 jogos internacionais do clube fora de casa. Destas, seis foram em terras brasileiras.

* Na nona posição do clausura da Bolívia, o The Strongest faz campanha ruim. Até agora, são apenas oito pontos conquistados, frutos de dois empates e duas vitórias. Saiu derrotado nas outras cinco partidas.

Por Cleber Aguiar – Adriano divulga nota e afirma negociar com dois clubes brasileiros

Fonte: Portal Terra

Adriano não é mais jogador do Corinthians. Foto: Edson Lopes Jr. /Terra

Adriano não é mais jogador do Corinthians
Foto: Edson Lopes Jr. /Terra

Por meio de sua assessoria de imprensa, Adriano divulgou nota oficial nesta terça-feira em que sustenta a versão de que a rescisão de contrato com o Corinthians, na segunda, foi feita em comum acordo. Além de agradecer ao clube pela oportunidade, ele diz já tratar de seu futuro.

“Além de clubes internacionais, dois nacionais estão em negociação”, afirma a nota oficial emitida pela assessoria de imprensa de Adriano. O destino mais comentado para o atacante é o Flamengo, em que já teve duas passagens.

Sem contrato com o Corinthians, Adriano pode assinar sem custos com qualquer equipe. Ele fez sete jogos oficiais e dois gols em 11 meses e meio a serviço da equipe corintiana.

Confira a nota oficial emitida pela assessoria de Adriano:

Em face da notícia publicada na mídia sobre a saída do Adriano, segue nota:

O jogador Adriano e o Sport Clube Corinthians decidiram nesta segunda-feira (12), em comum acordo, encerrar o contrato do atleta, que terminaria em junho deste ano. O jogador está em recuperação de uma lesão do tendão de aquiles na perna esquerda, mas que será sanada com mais um mês de tratamento.

Adriano agradece a diretoria pela oportunidade de jogar em um dos maiores clubes do Brasil e o apoio que recebeu dos torcedores nesses 11 meses de Corinthians.

Além de clubes internacionais, dois nacionais estão em negociação.

Por Cleber Aguiar – Fox Sports acerta com Sky e diminui blecaute do torneio

Fonte: Folha de São Paulo

LIBERTADORES
Canal demorará alguns dias para estrear e não terá custo extra ao assinante

KEILA JIMENEZ
COLUNISTA DA FOLHA

Após muita negociação, Sky e Fox Sports se entenderam. O novo canal esportivo da Fox deve estrear nos próximos dias na operadora.

Sky e Fox pretendem anunciar a novidade hoje no Rio.

As negociações duraram três meses. O acordo foi fechado ontem. O canal exibirá a Libertadores, mas ainda não passará Inter x The Strongest, às 22h, em Porto Alegre.

Existe uma barreira técnica para a estreia da emissora. A engenharia da Sky habilitará os equipamentos para a recepção do sinal da Fox Sports, que deve entrar em um dos pacotes mais em conta da operadora. Não será um canal premium, portanto, não terá um custo adicional.

O canal esportivo estreou no Brasil no início de fevereiro, fora das duas maiores operadoras do país: Net e Sky.

Ambas alegavam que o novo inquilino pretendia cobrar demais por assinante: cerca de R$ 1,50 por assinatura, para começar. Diziam que esse valor geraria um rombo milionário no setor. E que não estavam dispostas a repassar o custo para os clientes.

Em contrapartida, nas operadoras menores, a Fox Sports entrou rápido, atingindo cerca de 20% dos mais de 13 milhões de assinantes.

De olho nos 80% que tinha ainda para conquistar, o canal começou a usar a Libertadores para fazer pressão.

Detentora exclusiva dos direitos do torneio, a Fox Sports contou com o apoio do público, que fez até abaixo-assinados pedindo para que Sky e Net aceitassem a emissora.

Na Sky, a Fox Sports pode atingir cerca de 60% do mercado de TV paga no país. A negociação envolveu uma série de renovações de contratos da Sky com canais Fox.

O Fox Sports deve entrar no lugar de algum dos canais Fox. Um deles deixará a Sky. Procuradas, Sky e Fox não se pronunciaram. As negociações com a Net continuam.

Por Cleber Aguiar – Taxista da Copa vai saber inglês e espanhol

Fonte: Diário do Comércio – SP

Escrito por Mariana Missiaggia
Taxista, Carlos Eduardo Salles Ferraz estuda espanhol e estudará inglês. – Newton Santos/Hype

“Welcome to Brazil!” É com essa frase que os taxistas de todo o Brasil darão boas-vindas aos turistas que chegarão ao País para a Copa do Mundo. Até 2014, milhares de taxistas de doze capitais brasileiras estarão preparados para acolher seus passageiros falando também em inglês e espanhol. Os cursos são promovidos pelo Sebrae, em parceria com o Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), e fazem parte do projeto “Taxista Nota 10”, que também oferece o curso de Gestão de Negócios.

 
“Com a vida agitada desses profissionais, eles não querem ouvir falar em estudar, ficar horas dentro de uma sala. Como o nosso curso é à distância, eles podem estudar enquanto aguardam o passageiro ou quando preferirem”, explica Darcy Paulino Lucca Junior, 39 anos, coordenador estadual do projeto “Taxista Nota 10” em São Paulo. Os cursos de línguas têm duração média de um ano e não podem ser feitos simultaneamente. No término, o aluno/taxista será submetido a uma avaliação escrita e de múltipla escolha. Para receber o certificado, o aluno deverá alcançar a nota mínima seis. “Quando ele (taxista) se sentir apto, passará por uma validação de conhecimento profissional. Ela vai medir se ele é capaz de se comunicar com seus passageiros e orientá-los na língua estrangeira”, disse Lucca Junior.
 
O projeto já capacitou sete mil taxistas nas doze cidades que participarão da Copa do Mundo (Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) e pretende atingir 80 mil profissionais da área até a abertura da Copa. São Paulo representará 50% desse total. O taxista Carlos Eduardo Salles Ferraz, 55 anos, faz parte desse grupo.
 
Acima, Darcy Paulino Lucca Junior, coordenador do projeto em SP. Abaixo, o material didático. – Newton Santos/Hype

Há duas semanas ele ficou sabendo da oportunidade e se inscreveu no curso de espanhol no mesmo dia. Desde então, ele corre contra o tempo e aproveita qualquer momento livre para se dedicar ao estudo da língua. “Levo o material comigo a todos os lugares que vou e não tenho um horário especifico. Vai de acordo com a rotina do meu dia”, disse Ferraz, afirmando que estuda o idioma no mínimo 1 hora por semana.

 
“Na última semana eu transportei um casal de espanhóis durante o dia todo e ontem tive uma passageira chilena. Me senti bem nas duas situações e antes de começar o curso eu não teria coragem de aceitar esse tipo de corrida. Aprendi muito com eles”, disse. Além do curso de espanhol, o taxista já se programou para cursar inglês no próximo ano.
 
O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-SP, Alencar Burti, acredita na capacitação da classe como diferencial. “Ao aliarmos nossos conhecimentos e recursos, queremos melhorar a competitividade deste segmento tão importante na cadeia do turismo, por meio de orientação e capacitação de qualidade. Esperamos que estes empreendedores consigam estar entre os melhores do País”, disse.
 
Newton Santos/Hype

Outra proposta do Sebrae é o curso de gestão de negócios com discussões sobre empreendedorismo, turismo e hospitalidade, gestão financeira, administração do tempo, marketing pessoal e conscientização para a Copa. Também realizado à distância, o curso tem duração de 15 meses. No fim, cada profissional receberá o adesivo “Taxista Nota 10”, que poderá fixar em seu veículo. Para Darcy, o taxista será uma peça importante durante a Copa e este símbolo será um diferencial perante os concorrentes.

As inscrições para os cursos de línguas estrangeiras devem ser feitas em uma das unidades do Sest/Senat. No momento da inscrição, o aluno ganhará um kit composto por um caderno de estudo, com o texto básico de cada lição, conteúdos gramaticais, glossário e um caderno de exercícios que traz as atividades de fixação e revisão. Além disso, haverá um CD de áudio, para que o aluno acompanhe todos os diálogos presentes no caderno de estudos. Os cursos são gratuitos e destinados apenas a taxistas .

Por Cleber Aguiar – No Rio, o risco de ficar á margem.

Fonte: O Globo-RJ

RIO – A chegada de José Maria Marin ao comando da CBF traz um sinal de alerta ao futebol do Rio de Janeiro. Ex-governador de São Paulo, ex-presidente da Federação Paulista de Futebol e profundamente articulado com os clubes paulistas, Marin pode representar o afastamento dos cariocas do núcleo de tomadas de decisões do futebol brasileiro. Por enquanto, os quatro grandes do Rio adotam uma postura cautelosa.

Outro fator pode reforçar o temor da desarticulação política do futebol carioca em relação à CBF. A Federação de Futebol do Rio de Janeiro se inclui no grupo — ao qual também pertencem as federações da Bahia, Rio Grande do Sul e Minas Gerais — que entende que a mudança de estatuto da CBF que ampliou o mandato de Ricardo Teixeira até 2015, por causa da realização da Copa do Mundo de 2014, não deveria valer diante da renúncia de Teixeira.

Visita ao Morumbi

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, lembra que três dos quatro grandes clubes cariocas ficaram entre os quatro primeiros do último Brasileiro, o que demonstra que não podem ficar à margem das decisões.

— Acho que é muito cedo para ter uma opinião definitiva. Mas os resultados do último Brasileiro falam por si — disse Patrícia, acrescentando que o Botafogo também ficou entre os dez primeiros.

Dizendo não concordar com a renúncia de Teixeira, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen tem “medo do que possa acontecer de agora em diante”.

— Acho que ele não deveria sair agora. Foi eleito para um mandato que incluía a permanência até a Copa do Mundo — disse o dirigente tricolor. — Não conheço o novo presidente. Mas o que sei é que as regras devem ser iguais para todos os clubes.

Para Roberto Dinamite, presidente do Vasco, os dirigentes cariocas devem se articular para que não percam espaço no cenário nacional.

— Não é uma conta exata, não dá para dizer agora que teremos espaço menor. O futebol do Rio será mais forte na medida em que os quatro sentem e discutam o que é melhor para nós. Se fizermos o nosso dever de casa, saberemos o que reivindicar e como — disse Roberto Dinamite.

No último domingo, Marin esteve no Morumbi, onde assistiu à vitória do São Paulo sobre a Portuguesa. Ontem, o clube paulista divulgou uma nota desejando boa sorte ao novo presidente da CBF.

Por Cleber Aguiar – Repercussão da saída de Ricardo Teixeira na política

Fonte: Diário do Comércio – SP

‘Exterminamos um câncer do futebol’

Bola na rede: Romário comemora a saída de Ricardo Teixeira e torce para que José Maria Marin não siga os passos dele no cargo /Leonardo Prado-Agência Câmara

O deputado federal Romário (PSB-RJ) celebrou ontem à tarde o anúncio da saída definitiva de Ricardo Teixeira do comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e com palavras duras. Em texto contundente, publicado em sua conta no Facebook, o Baixinho comparou a queda de Teixeira ao “extermínio de um câncer”, apesar de dizer que acha “muito difícil e quase impossível” que “a CBF dê uma nova cara para o nosso futebol”.

Na mensagem, Romário alfineta o novo presidente da CBF, José Maria Marin e diz esperar que o cartola siga na linha, “senão, teremos que exterminar a AIDS também”. Apesar da desconfiança, o deputado socialista deseja boa sorte ao novo presidente. Abaixo, a íntegra da carta:

Boa tarde, Galera!

Hoje podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente, Ricardo Teixeira renunciou a presidência da CBF. Espero que o novo presidente, João (sic) Maria Marin, o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também.

Desejo boa sorte ao novo presidente e espero que a partir de hoje (acho muito difícil e quase impossível) a CBF dê uma nova cara para o nosso futebol.

Tô muito feliz em saber que participei deste momento de vitória e de mudança. Não só acredito (…), que uma limpeza geral deve ser feita na CBF. Só então poderemos ficar tranquilos de que a mudança acontecerá em todos os sentidos.

Álvaro Dias lamenta: ‘Saída demorou muito’

Osenador Álvaro Dias (PSDB-PR), disse ontem, em pronunciamento na tribuna, que o governo deveria influir na escolha do dirigente do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, como forma de garantir a lisura no uso do dinheiro público destinado ao empreendimento.

De acordo com o senador, apenas 8,8% das verbas destinadas à competição esportiva têm origem privada. Por isso, ele requereu ao ministério dos Esportes informações sobre todos os compromissos assumidos pelo governo. “O povo está pagando pela organização da Copa”, afirmou, acrescentando que “a responsabilidade é do governo brasileiro”.

Dias lamentou ainda que a renúncia de Ricardo Teixeira, tanto da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) quanto do COL não tivesse ocorrido muito antes. O senador, que em 2001 presidiu a CPI do Futebol para investigar denúncias de irregularidades na entidade, atribuiu a longevidade de Teixeira à cumplicidade de autoridades do Legislativo, do Executivo e do Judiciário, cooptadas pelo poder econômico e político.  “A renúncia de Teixeira se dá muito mais em resposta à pressão externa que interna, porque no Brasil ele obteve apoio de dirigentes e políticos que chegaram a se manifestar na forma de apelo para que ele continuasse dirigindo a CBF”, acusou Dias.

O senador recordou que foi exatamente a CPI do Futebol, realizada há pouco mais de dez anos no Senado, que revelou a existência de contas correntes de paraísos fiscais ligadas a Teixeira. Essas contas estableciam uma triangulação de recursos que chegavam ao Brasil. Recentemente a BBC de Londres, lembrou Dias, apresentou ao mundo fatos criminosos relacionados ao futebol os quais tiveram origem naquela CPI do Senado.

De acordo com o senador, a CPI do Futebol indiciou 17 dirigentes, de federações e de clubes, incluindo Teixeira. Em razão das apurações do colegiado , mais de R$ 160 milhões foram recuperados pela Receita Federal e Banco Central, decorrentes de transações marginais realizadas com a venda e empréstimos de jogadores a clubes do exterior.

Dias questionou ainda a utilização e os custos da manutenção futura das obras previstas para a Copa de 2014, repetindo denúncias já divulgadas de superfaturamento como na reforma do estádio Mané Garrincha, em Brasília. Até agora foram acrescido R$ 260 milhões ao orçamento original com 11 aditivos em contratos.

Nem todos, porém, comemoraram. O ex-jogador Bebeto disse que “foi uma surpresa” a saída de Teixeira e que “só ele poderia explicar o que aconteceu”. O ex-treinador da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, campeão da Copa de 94, disse que o ex-dirigente deixa “um legado muito positivo, de muitas vitórias”.

Para Patrícia Amorim, presidente do Flamengo, a renúncia de Teixeira foi “surpreendente”, mas ela espera que o estatuto da CBF seja respeitado e que não “prejudiquem a organização do Campeonato Brasileiro”, afirmou ao site G1.

Saída de Teixeira agradou Dilma

A saída de Ricardo Teixeira, agora ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), agradou à presidente Dilma Rousseff, disse um assessor da presidente. O afastamento em relação ao governo foi uma das causas da renúncia do dirigente esportivo que passou 23 anos à frente da entidade.

Até o início da noite de ontem Dilma não tinha conversado com José Maria Marin, substituto de Teixeira na CBF – que é uma entidade privada – e no Comitê Organizador Local, responsável pela organização da Copa do Mundo de 2014. A presidente autorizou apenas o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, a falar sobre o tema.

Por hora, disse o aliado da presidente, ela está mais preocupada em acalmar os conflitos com sua base aliada no Congresso e pediu a Aldo que a mantivesse informada sobre eventuais desdobramentos.

Nesta terça-feira (13) ela visitará o Senado para receber um prêmio, em uma tentativa de mostrar deferência ao Congresso após a derrota na votação para reconduzir ao cargo o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT).

Para evitar protagonismo de Teixeira, envolvido em denúncias de corrupção e investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Dilma deu demonstrações públicas de apoio a Pelé como a cara dao Copa no Brasil.

Por Cleber Aguiar – Neymar não vê Barça entalado e diz: ‘Faltam dois títulos pelo Peixe’

Fonte: Gazetaesportiva.net

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)
 Principal astro do Santos, Neymar ainda não esqueceu a derrota para o Barcelona (Espanha), no Mundial de Clubes da Fifa, no Japão, do ano passado. Apesar disso, a Joia negou que o time catalão esteja “entalado” na garganta dos santistas e procurou projetar novas conquistas com a camisa do Peixe. Segundo o atacante, ele ainda precisa conquistar dois títulos importantes defendendo o Alvinegro Praiano.

“Ganhar o Brasileirão seria importante. Aqui no Santos faltam dois títulos para mim: o Campeonato Brasileiro e o Mundial”, afirmou Neymar, destacando a sua “fome de títulos” pelo clube da Vila Belmiro.

Focado em ajudar a equipe a conquistar títulos em 2012, ano do centenário do Santos, o craque espera repetir a dose faturando o terceiro Estadual de sua carreira e, também, erguendo novamente a taça da Copa Libertadores da América.

“Vou buscar não só esses dois (Brasileirão e Mundial de Clubes), como eu quero vencer o Paulista e a Libertadores novamente. Meu objetivo é sempre vencer. Vou dar o meu máximo para conquistarmos o maior número possível de títulos”, comentou.

Indagado se a grande meta deste ano seria uma revanche contra o Barcelona no Mundial, Neymar minimizou a questão. Especulado pela imprensa espanhola como possível novo reforço dos catalães, a Joia desconversou e acredita que o importante seria ganhar o torneio, independentemente do adversário a ser batido.

“Eu falei que faltam os dois títulos, mas não me preocupo com uma nova partida contra eles. O Barcelona não está ‘entalado’ como vocês (jornalistas) dizem. Para mim seria muito importante ser campeão mundial vestindo a camisa pelo Santos, diante do Barcelona ou de qualquer outro time. Vou em busca desse sonho, seja contra quem for”, encerrou.

Por Cleber Aguiar – Veja a nota oficial do Corinthians sobre a saída de Adriano Imperador !

Fonte: Corinthians.com.br

Nota Oficial – Adriano

Sport Club Corinthians Paulista
12/03/12 19h14

No final da tarde desta segunda-feira, dia 12, a diretoria do Sport Club Corinthians Paulista e o atacante Adriano decidiram, em comum acordo, encerrar o contrato de trabalho entre as duas partes, que era válido até junho próximo.

Passo seguinte, os representantes do atleta e o departamento jurídico do clube negociarão os detalhes do distrato. Desta forma, Adriano não integra mais o grupo profissional do Corinthians e, por consequência, está dispensado de reapresentar-se amanhã com o restante do elenco.