Por Cleber Aguiar – Paulista anuncia Luis Carlos Martins para a vaga de Sérgio Baresi

Fonte: Futebolinterior.com.br

O novo treinador chega e encontra o Galo com seis derrotas seguidas

 Com a missão de recuperar O Paulista, o técnico Luis Carlos Martins foi confirmado como novo treinador do Galo da Japí para a sequência do Campeonato Paulista Chevrolet. Ele chega para a vaga de Sérgio Baresi, que deixou o time na última quarta-feira, após derrota, por 3 a 2, diante do Ituano, fora de casa.

Martins chega na tarde desta sexta-feira ao Jayme Cintra, quando será apresentado ao elenco, comandará treinamento pela tarde e será apresentado de forma oficial para a imprensa e demais torcedores do Tricolor.Com 56 anos, Martins chega ao Paulista como atual campeão do Torneio do Interior de 2011, quando comandou o Oeste de Itápolis, que também conquistou a vaga para o Brasileiro da Série D, principal objetivo do time de Jundiaí nesta temporada.

Após a conquista, Martins assumiu o São Bernardo para a disputa da Copa Paulista de 2011 e início da Série A2 de 2012.

Muito conhecido no interior de São Paulo, Luiz Carlos Martins conquistou acesso com várias equipes, além de ter dirigido clubes tradicionais do País.

Seu contrato com o Paulista, a princípio, é até o final do Paulistão. Junto com ele, chega também o auxiliar-técnico Macena. Porém, Wilson Roberto, auxiliar-técnico que estava ao lado de Baresi, segue no Galo.

O primeiro compromisso oficial de Luiz Carlos Martins será no próximo domingo, quando o Paulista enfrenta o Guaratinguetá, às 18h30, no Jayme Cintra, pela 12.ª rodada.

ICFUT – BBB12: Monique diz que jogador Douglas queria filho

Fonte: Portal IG

Sister volta a falar sobre seu relacionamento com atleta do Corinthians

Monique voltou a falar de sua relação com o jogador Douglas, do Corinthians, na tarde desta quinta-feira (01). Em conversa com Renata e Fabiana, no jardim, a catarinense comentou que ele queria um filho dela. “Qualquer coisa que eu ia falar com o Douglas, ele já achava que era gravidez. Mas ele queria.”

Por Cleber Aguiar – Denílson casa pela segunda vez com mesma mulher e ganha tatuagem

Fonte: Futebolinterior.com.br

O atual comentarista da Band viajou a Bali para renovar os votos de casamento

O amor é mesmo lindo e faz o mais os mais tortos andarem na linha. Está aí, o ex-jogador e atual comentarista da Bandeirantes Denílson que não me deixa mentir. Com fama de baladeiro nos tempos que entrava nas quatro linhas, o jogador renovou seus votos matrimoniais e até recebeu uma tatuagem em sua homenagem.Casado desde 2010 com Lucieli di Camargo, irmão de Zezé e Luciano, porém, na última terça-feira, o casal embarcou para Bali, próximo da Indonésia, para fazer um segundo casamento. Por meio do Twitter, a atriz postou detalhes e confirmou a cerimônia.

“Agora vou dormir que o dia foi puxado e amanhã logo cedo vou experimentar meu vestido para o casamento. Sim galera, vou me casar em Bali!!”, postou a musa do pentacampeão mundial.

Mas o caso de amor dos pombinhos não parou por aí. Nesta quarta-feira, a moça resolveu fazer uma tatuagem e mostrar todo seu amor por Denílson. Lucieli resolveu deixar uma marca permanente no pulso com as iniciais do casal e um símbolo de infinito entre as letras.

“Eu vou sair de Bali, mas Bali não vai sair de mim. Homenagem ao nosso amor @denilsonshow”, publicou Lucieli no microblog. O amor não é lindo?

 

Por Cleber Aguiar – Com aval da Fifa, Santos fica perto de contratar Gérson Magrão, ex-Cruzeiro e Flamengo

Fonte: Futebolinterior.com.br

O jogador travou uma batalha para encerrar seu vínculo com o Dínamo de Kiev

O estrelado elenco do Santos deve ganhar mais uma peça importante, nos próximos dias. Isso porque o meia Gérson Magrão conseguiu se desvincular do Dínamo de Kiev-UCR e está livre para negociar com o clube da Vila Belmiro.

Magrão na sombra de Ganso?

Depois de uma batalha, o jogador conseguiu o Certificado de Transferência Internacional (CTI) da Fifa, ficando livre para negociar com qualquer clube. Agora, ele deve ser registrado pelo Primavera, de Indaiatuba, que disputa da Segundona Paulista. O Fantasma servirá apenas de “ponte” para a ida ao Peixe.

Aliás, Gérson Magrão já está treinando no CT Rei Pelé, onde tem mantido a forma físico. Por conta disso, o tempo até sua reestreia não seria muito longo, apesar do meia não atuar desde agosto do ano passado.

Um dos motivos que despertaram a atenção do técnico Muricy Ramalho é a versatilidade do possível contratado. Gérson Magrão pode atuar tanto como lateral como meia. Dessa forma, poderia ser opção tanto para a ausência de Juan ou então para Paulo Henrique Ganso e Elano.

Apesar de ser natural de Diadema, na Grande São Paulo, o meio-campista de 26 anos nunca atuou no futebol paulista. Após profissionalizar-se no Feyenoord-HOL, ele defendeu Flamengo, Ipatinga e Cruzeiro.

Por Cleber Aguiar – Federação mexicana confirma amistoso contra o Brasil em junho

Fonte: Portal Terra

Ronaldinho marcou um dos gols da vitória do Brasil sobre o México em 2011. Foto: Mowa Press/Divulgação

Ronaldinho marcou um dos gols da vitória do Brasil sobre o México em 2011
Foto: Mowa Press/Divulgação

A Seleção Brasileira, que em outubro de 2011 derrotou o México por 2 a 1 em Torreón, voltará a enfrentar a equipe comandada pelo técnico José Manuel de la Torre no dia 3 de junho deste ano, em novo amistoso, desta vez em Arlington, no Texas, Estados Unidos.
A partida, confirmada nesta sexta-feira pela Federação Mexicana de Futebol, fará parte de uma sequência do Brasil em território americano. No dia 30 de maio, os comandados de Mano Menezes entrarão em campo em Washington para enfrentar os Estados Unidos.

Poucos dias depois, em 9 de junho, a adversária será a Argentina, em New Jersey. No entanto, o próximo compromisso da seleção acontecerá na cidade alemã de Hamburgo, contra a Dinamarca, em 26 de maio.

Na última terça-feira, a Seleção Brasileira encontrou muitas dificuldades e precisou de um gol contra para vencer a Bósnia por 2 a 1.

 

Por Cleber Aguiar – Botafogo vira sobre Americano e estreia com vitória na Taça Rio

Fonte: Gazetaesportiva.net

 

Fluminense, Vasco e Flamengo tropeçaram mas o Botafogo se tornou o único clube grande a vencer na primeira rodada da Taça Rio que corresponde ao segundo turno do Campeonato Carioca. O Alvinegro de General Severiano derrotou o Americano, de virada, por 4 a 2, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos. O resultado fez o Botafogo assumir a primeira posição do Grupo A com três pontos ganhos, enquanto a equipe campista ocupa a sexta colocação do Grupo B, ainda sem pontuar.

O time comandado por Oswaldo de Oliveira não chegou a ser brilhante mas mostrou futebol suficiente para conseguir a vitória, enquanto o Americano que saiu na frente do placar, não teve forças para impedir que o adversário reagisse e chegasse à vitória.

Na próxima rodada o Botafogo recebe o Volta Redonda enquanto o Americano vai encarar o Madureira.

O Botafogo começou a partida no ataque e logo no primeiro minuto, Andrezinho recebeu dentro da área do Americano e, mesmo marcado, bateu para o gol, mas a bola passou bem perto da trave defendida por Erivélton. O time comandado por Oswaldo de Oliveira comandava as ações mas no seu primeiro ataque perigo, aos oito minutos, o Americano marcou o primeiro gol do jogo. O lateral-esquerdo Marcos Felipe se aproveitou da falha na saída de bola de Marcelo Mattos para mandar uma bomba que entrou no ângulo esquerdo do gol defendido por Jéfferson.

No minuto seguinte, o Botafogo quase chegou ao empate. Renato cruzou da direita, Adalberto tentou cortar e mandou contra seu próprio gol, mas Erivélton salvou.

O Botafogo tentava chegar na defesa campista através da troca de passes mas não conseguia chegar em condições de concluir.

Depois da parada técnica, o Botafogo chegou ao ataque através de um chute de Herrera que bateu na zaga e saiu para escanteio. O Americano mantinha a sua filosofia de se defender e tentar se aproveitar dos erros cometidos pela equipe de General Severiano.

Aos 23 minutos, em cobrança de escanteio, Fábio Ferreira subiu mais do que a zaga adversária mas cabeceou para fora. O estreante Fellype Gabriel mostrava desentrosamento e fora de forma física enquanto o jovem Willian quase não recebia bolas.

Irritada com o rendimento do time, parte da torcida botafoguense passou a pedir a entrada do atacante Caio, mas aos 31 minutos, o time comandado por Oswaldo de Oliveira marcou o gol de empate. Andrezinho cobrou escanteio, Antônio Carlos desviou de cabeça, a zaga deu rebote e o estreante Fellype Gabriel bateu de primeira para deixar tudo igual. Aos 35, o alvinegro de General Severiano quase desempatou após boa jogada de Lucas pela direita mas a zaga aliviou.

O Botafogo continuou melhor em campo e aos 38 minutos, Andrezinho cruzou da esquerda para a cabeçada de Renato mas Erivélton defendeu sem problemas. Aos 43 minutos foi a vez de Antonio Carlos cabecear por cima após cobrança de falta de Renato no último lance importante da primeira etapa.

O Botafogo voltou com o atacante Caio no lugar do Willian, mas só aos oito minutos é que o time visitante chegou com perigo na área do Americano. Lucas cruzou da direita, Herrera escorou para conclusão de Fellype Gabriel mas a zaga salvou. O Americano mantinha a sua postura cautelosa, mas chegou a ameaçar o Botafogo aos 13 minutos em chute violento de Pachola que exigiu ótima intervenção de Jéfferson. O Botafogo seguia apresentando as mesmas dificuldades para atacar do primeiro tempo e quase não criavam problema para o goleiro Erivélton.

O Americano tentava não deixar o adversário chegar na sua defesa e vários jogadores da equipe campista receberam cartão amarelo por entradas duras.

Aos 23 minutos, o Botafogo desperdiçou sua melhor chance no segundo tempo quando Caio entrou livre pela direita e concluiu muito mal para frustração da torcida.

O Botafogo desempatou aos 28 minutos. Andrezinho deu ótimo passe para Márcio Avezedo. O lateral cruzou na medida para Renato, que bateu de primeira e mandou para as redes de Erivélton. O Americano nem teve tempo de pensar em reação porque aos 32 minutos, Herrera assinalou o terceiro gol, aproveitando um cruzamento perfeito de Lucas.

O time da casa então decidiu arriscar tudo e acabou marcando o segundo gol aos 34 minutos através de Hugo, de cabeça, após bom passe de Marconi.

Tentando liquidar a partida, o time dirigido por Oswaldo de Oliveira partiu para buscar o quarto gol e Felipe Menezes teve uma boa chance ao receber bom passe de Renato mas o goleiro Erivélton evitou que a bola entrasse. Aos 40, o goleiro do Americano voltou a brilhar em chute violento de Herrera.

O Americano ainda ameaçou com Jáder e o técnico do Botafogo tirou o meia Fellype Gabriel e colocou o volante Lucas Zen para ajudar a segurar o resultado, mas aos 45 minutos, Caio se aproveitou do rebote do goleiro para marcar o quareto gol e confirmar o Botafogo como o único clube grande vencer na rodada inaugural.

 

 

Por Rogerinho – Lucas e Casemiro brilham, e Tricolor derrota o Guaratinguetá no Morumbi

Mesmo cansado após maratona, meia faz golaço no primeiro tempo, e volante dá duas belas assistências na vitória são-paulina por 3 a 0

Fonte – globoesporte.com

Duas partidas dentro do mesmo jogo, uma importante vitória e a volta da confiança após dois empates consecutivos no Campeonato Paulista. No primeiro tempo, enquanto o Guaratinguetá jogou fechadinho no campo defensivo, o São Paulo teve enormes dificuldades. Errou muitos passes, abusou das jogadas individuais e só conseguiu marcar um gol aos 42 minutos, com Lucas, que, apesar da maratona dos últimos dias, teve boa atuação. Na etapa complementar, quando a equipe do Vale do Paraíba se expôs para buscar o empate, o Tricolor deitou e rolou. Com passes açucarados de Casemiro e dois gols em três minutos, a equipe chegou aos 3 a 0, resultado que fez a torcida voltar a comemorar nas arquibancadas.Com o resultado, a equipe comandada por Emerson Leão deu sinal de recuperação, mas segue estacionada na sexta posição na tabela de classificação, com 22 pontos, sete a menos que o líder Corinthians. O Tricolor tem a mesma pontuação de Mogi Mirim e Guarani, que levam vantagem nos critérios de desempate.Já  o Guaratinguetá, que sofreu sua sétima derrota em 11 jogos disputados, fechou a rodada na 15ª colocação, com nove pontos, dois a mais que o Comercial, primeiro integrante da zona de rebaixamento.

As duas equipes voltarão a campo no fim de semana. O Tricolor seguirá até Piracicaba, onde no domingo enfrentará o XV, que faz péssima campanha e ocupa a lanterna da competição. Já o Guaratinguetá buscará a reabilitação no mesmo dia, contra o Paulista, em Jundiaí.

Lucas, do São Paulo, tenta jogada contra o Guaratinguetá (Foto: Idário Café/VIPCOMM)
Lucas deixa adversário no chão e chuta para abrir o placar

Golaço de Lucas salva o primeiro tempo no Morumbi

O primeiro tempo não despertou grande interesse do pequeno público que compareceu ao estádio do Morumbi. O São Paulo entrou em campo com uma baixa de última hora: Piris, com um desconforto na coxa esquerda, foi sacado do jogo. Como o recém-contratado Douglas segue em recuperação de lesão no púbis, Leão foi obrigado a improvisar o volante Rodrigo Caio na posição. Do lado do Guaratinguetá, desde que a bola rolou, a postura dos comandados de Vilson Tadei era clara: marcação forte, sem a menor preocupação de avançar ao ataque. Tanto que Denis, nos primeiros 45 minutos, só foi notado em campo em cobranças de tiro de meta.

Com um adversário retrancado, o São Paulo, mais uma vez, explicitou suas deficiências. Jadson, novamente, esteve muito apagado. Sem um armador em campo, o time só levou perigo quando seus atletas buscaram as jogadas individuais. Pelas laterais, o jogo não existia. Isso porque Rodrigo Caio, apesar de ter iniciativa, errava todos os cruzamentos que tentava, enquanto Cortez, que seria a válvula de escape pela esquerda, era vigiado constantemente por dois jogadores.

Sem inspiração, o jogo se tornou amarrado. O Guaratinguetá mal conseguia trocar passes no campo ofensivo. Do outro  lado, nas poucas vezes em que o Tricolor chegou, Jailson evitou o pior para o time do Vale do Paraíba.

A torcida já dava sinais de impaciência. Até que, aos 42, quando finalmente o São Paulo conseguiu tramar uma jogada, saiu o gol. E foi um golaço. Após toque de calcanhar de Cícero, Lucas avançou pela direita, tocou para Jadson, que devolveu para o meia-atacante. Dentro da área, ele deixou o zagueiro Baggio no chão e bateu no canto direito da meta do Guará: 1 a 0 e festa para o camisa 7, que desembarcou na madrugada desta quinta – após defender a Seleção Brasileira contra a Bósnia – e descansou o dia inteiro no CT para poder jogar.

Willian José, do São Paulo, contra o Guaratinguetá (Foto: Idário Café/VIPCOMM)
Willian José tenta o cabeceio diante do Guaratinguetá

Garçom Casemiro se destaca, e Willian marca seu nono gol em 2012

O ferrolho armado pelo Guaratinguetá no primeiro tempo perdeu força na etapa complementar pela necessidade de buscar o empate. Isso fez com que o São Paulo atuasse como mais gosta, com espaço para contra-atacar. Em dois passes açucarados de Casemiro, a equipe marcou dois gols em apenas três minutos e decidiu a partida. Aos 14, Willian José invadiu a área e bateu por cima de Jailson. Aos 17, foi a vez de Fernandinho, que havia acabdo de entrar na vaga de Lucas, disparar uma bomba e marcar um belo gol.

Com 3 a 0, o time se tranquilizou em campo. A festa tomou conta das arquibancadas. Em campo, Leão colocou Osvaldo na vaga do apagado Jadson, e Maicon no lugar de Casemiro. Na saída do campo, o volante passou pelo banco, ganhou sorrisos, cumprimentos e até um tapinha carinhoso de Emerson Leão – ano passado, o treinador, irritado com a postura do jogador, deixou-o por um tempo na “geladeira”.

O Guaratinguetá, entregue, seguia com seu futebol inoperante e que, em nenhum momento, assustou a equipe do Morumbi. A defesa, após ser vazada em nove jogos consecutivos, finalmente conseguiu sair de campo zerada.

Até o apito final de Luiz Vanderlei Martinucho, o São Paulo esteve perto do quarto gol. Cortez ganhou terreno pelo lado esquerdo e fez uma dupla perigosa com Fernandinho. Pela direita, Osvaldo também levava vantagem nas jogadas individuais. Jailson, aos 39, fez boa defesa em falta cobrada por Cícero. Aos 44, na última jogada, Willian José quase fez de cabeça. Mas nem precisava de mais. Depois de um período de instabilidade, o São Paulo, enfim, voltou a animar seu torcedor.