Por Cleber Aguiar – Retrospecto mostra que Paulista, minimizado pelos grandes, é sintoma de bons resultados no resto da temporada

Fonte: Folha de São Paulo

Teste

DE SÃO PAULO

O calendário apertado dos grandes clubes transformou os Estaduais em “planos B” do primeiro semestre, sempre preteridos por competições tidas como mais importantes, como a Taça Libertadores e a Copa do Brasil.

Ao menos no Campeonato Paulista, que começa hoje com seis jogos, o retrospecto, porém, mostra que valorizar o torneio é o primeiro passo para conquistar bons resultados no resto da temporada.

Desde 2005, quando o Paulista sofreu o primeiro de seus mais recentes inchaços -passou de 15 para 19 datas-, o vencedor do torneio alcançou, no mesmo ano, ao menos uma vaga para a Libertadores do ano seguinte.

Quem acumulou os melhores resultados foi o São Paulo, justamente em 2005, quando o time comandado por Leão, novamente o técnico da equipe nesta temporada, ficou com a taça na disputa por pontos corridos.

Poucas semanas depois, levantou o troféu também da Libertadores e, no fim do ano, o do Mundial -esses dois últimos com Paulo Autuori.

Entre 2006 e 2008, Santos e Palmeiras terminaram o Brasileiro dentro da zona de classificação para o principal torneio continental.

Em 2009 e 2010, Corinthians e Santos ignoraram a dificuldade de disputar dois campeonatos simultâneos e venceram também a Copa do Brasil. No ano passado, a equipe da Vila Belmiro foi além e ficou também com a Libertadores, apesar de ter falhado no Mundial de Clubes, e o Corinthians, vice, ganhou seu quinto título brasileiro.

Tido como o mais forte entre os Estaduais, o Paulista permite uma preparação melhor aos grandes de São Paulo para o restante do ano.

Esse retrospecto, porém, não invalida a velha reclamação do excesso de jogos logo no início da temporada.

Os dois finalistas do Paulista deste ano disputarão 23 partidas -formato adotado a partir de 2007. Se a decisão de 2011 se repetir, Santos e Corinthians sofrerão.

As duas equipes já têm pelo menos outros seis jogos garantidos por estarem na fase de grupos da Libertadores.

Caso duelem pelo título estadual, disputarão 29 jogos até 13 de maio, data da decisão, um a cada quatro dias -sem contar a possível classificação aos mata-matas do torneio continental, que devem começar no fim de abril.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s