ICFUT–BRASILEIRÃO SÉRIE C: Luverdense 1 x 1 Paysandu

Fonte: futebolinterior

Luverdense e Paysandu se enfrentaram no início desta noite e saíram de campo com um empate suado por 1 a 1. O jogo aconteceu no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, Grupo E. Cléber Carioca abriu o placar para o Luverdense, com Fábio Gaúcho empatando, ainda no primeiro tempo, de pênalti. O LEC jogou com um a menos desde o fim do primeiro tempo, com a expulsão do goleiro Tiago Volpi, e superou as dificuldades para quase vencer a partida no segundo tempo, demonstrando muita garra.

Com o resultado, o Luverdense empatou com o América-RN e os dois times dividem a terceira posição, com um ponto somado em duas partidas. Já o Paysandu manteve sua segunda posição, agora com quatro pontos, mas também com quatro jogos disputados. Com isso, a disputa pelo acesso embolou, com só o CRB comemorando, já que tem dez pontos na primeira posição e só precisa de um empate para coroar o acesso.

Lance polêmico!
O jogo começou com os dois times se estudando. O Luverdense parecia mais cauteloso, mesmo jogando em casa, sabendo que ainda está no início de sua campanha, enquanto o Paysandu que precisava urgentemente da vitória. A primeira chance surgiu apenas aos 10 minutos. Robinho fez boa jogada e Héliton chutou forte, mas a bola desviou no zagueiro Lacerda e foi para escanteio.

A chance do Papão assustou o Luverdense que recuou. Foi a deixa para o Paysandu ir à frente. Aos 18 minutos, Luciano Henrique invadiu a área, mas chutou de qualquer jeito, sendo que Lacerda já estava vendido no lance e poderia ser fintado. Dois minutos depois, Robinho foi à linha de fundo e cruzou para Héliton bater de primeira, mas sem muita força.

Aos 23, Héliton conseguiu um cruzamento e Rafael Oliveira subiu bem, mas cabeceou fraco para a fácil defesa de Tiago Volpi. O Luverdense respondeu. Charley recebeu bola e ficou sozinho na área, mas demorou para chutar e foi desarmado pelo goleiro. Cinco minutos depois, o gol. Robinho, agora o lateral-esquerdo do Paysandu, fez o cruzamento e, aproveitando o vacilo da zaga, Cleber Carioca se antecipou e testou para o fundo das redes.

Aos 34, quase o Luverdense aumenta. Gabriel Davis chutou forte, mas Alexandre Fávaro segurou firme no meio do gol. O jogo ficou complicado para o LEC ainda mais no final do primeiro tempo. Tiago Volpi derrubou o atacante do Paysandu na área e o árbitro marcou pênalti, além de expulsar o goleiro. Laênio, goleiro reserva, entrou no lugar do atacante Charley, mas Fábio Gaúcho bateu com categoria e empatou a partida.

Ao final do primeiro tempo, muita confusão. Jogadores e membros da comissão técnica do Luverdense foram em direção ao árbitro da partida reclamando da marcação do pênalti e da expulsão. Houve empurra empurra e o árbitro teria sido agredido por um membro da comissão técnica do LEC.

Time de guerreiro!
O segundo tempo começou eletrizante. Aproveitando a vantagem de jogar com um a mais, o Paysandu foi com tudo para cima. Logo nos primeiros 30 segundos, cruzamento na área e Héliton cabeceou, mas Laênio deu um tapinha e jogou a bola para escanteio. Menos de um minuto depois e foi a vez de Márcio Santos subir mais que todo mundo e meter a bola de cabeça no travessão.

A partir daí, o Luverdense se rearrumou em campo e passou a equilibrar a partida, demonstrando muita raça. Entretanto, a chance mais clara de gol foi do Papão. Aos 20 minutos, Rafael Oliveira ficou cara a cara com o goleiro após passe de Robinho, mas chutou em cima do goleiro e desperdiçou uma boa oportunidade.

Aos 32, foi a vez do LEC perder um gol incrível. Jô entrou na área e tinha tudo para fazer o gol, mas não conseguiu, para a sorte do Paysandu e para o azar da torcida que já ameaça gritar gol. Seis minutos depois, Leandro Camilo vacilou e quase o Luverdense fez o segundo, mas Alexandre Fávaro salvou o Papão.

As chances do Luverdense fizeram o Paysandu recuar assustado. Aos 41 minutos, Raul Prata bateu falta perigosa na área obrigando Alexandre Fávaro a dar um tapinha e mandar para o escanteio. No final da partida, o torcedor do Luverdense ainda segurou a respiração depois que Juliano arriscou um chute de fora da área, mas a bola passou à direita do gol de Laênio no último lance da partida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s