Por Cleber Aguiar – Desvantagem

Fonte: Folha de São Paulo

Neymar disputou só 60% dos jogos do Santos em 2011; Messi atuou em 92% das partidas do Barcelona

Ricardo Nogueira/Folhapress

Neymar, que voltou ontem aos treinos no Santos após folga de quatro dias

PAULO COBOS
EDITOR-ASSISTENTE DE ESPORTE

Para conquistarem os corações dos votantes ao prêmio de melhor do mundo, Messi, 24, e Neymar, 19, têm os jogos em seus clubes como principal vitrine, já que não repetem em suas seleções o mesmo brilho.
Sorte então do argentino.
Por culpa do caótico calendário elaborado pela CBF, no qual os jogos dos clubes não param quando a seleção joga, Neymar pode terminar o ano com quase 15 jogos a menos do que o craque argentino em competições oficiais.
O santista fez até agora 42 partidas pelo clube. Pode chegar, no máximo, a 50, mas isso não deve acontecer, já que a tendência é que seja poupado no fim do Brasileiro, visando o Mundial.
Quase meia centena de jogos oficiais (48) é o que Messi já tem. E o camisa 10 pode terminar 2011 com 60 partidas pelo Barcelona, onde raramente é poupado.
A comparação da participação dos dois no total de jogos de seus clubes em 2011 mostra a desvantagem de Neymar em relação ao astro argentino, já eleito duas vezes o melhor do planeta.
Até agora, Messi disputou 92% das partidas realizadas pelo clube catalão em 2011. Neymar entrou em campo em apenas 60% dos confrontos oficiais do Santos no ano.
Jogando menos, ele tem menos chance de fazer gols.
Neymar soma 21 tentos pelo Santos em 2011, contra 49 de Messi pelo Barcelona.
A conta do brasileiro poderia ter engordado muito diante dos frágeis adversários do Campeonato Paulista. Mas ele perdeu mais de metade das partidas da competição, primeiro por estar servindo a seleção sub-20 e depois devido a amistosos do time nacional principal.
No Brasileiro, segundo o Santos, entrou em campo em apenas 18 das 32 rodadas já realizadas -a maior parte das ausências aconteceu na Copa América, quando o Nacional não foi paralisado.
Messi só deixou de jogar pelo Barcelona para servir a seleção argentina quando o clube catalão não tinha compromissos oficiais.
Com menos chances de aparecer, Neymar não quer ser poupado no Brasileiro até o Mundial do Japão, em dezembro, quando terá a chance de fazer um tira-teima contra Messi e o Barcelona.
“Amo jogar futebol. Quando estou dentro das quatro linhas me sinto uma criança brincando com a bola”, disse ele no último sábado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s