Por Cleber Aguiar – Santa Cruz pensa em Rivaldo para a Série C em 2012

Fonte: Lancenet.com.br

Presidente do São Paulo declarou que não renovará contrato com o meia. Tricolor pernambucano já sonha com o jogador para 2012

Rivaldo (Foto: Tom Dib) Rivaldo é o sonho do Santa Cruz em 2012 (Foto: Tom Dib)

LANCEPRESS!
Publicada em 19/10/2011 às 10:56
São Paulo (SP)

Se Rivaldo não renovar com o São Paulo, o Santa Cruz, que no último domingo garantiu vaga para Série C do Brasileiro, pensa em contratá-lo. O interesse se deve pela identificação do camisa 10, nascido em Pernambuco. Ele é torcedor declarado do clube e foi revelado no Tricolor de Recife.

– Existe (interesse). Acho que Rivaldo, apesar de algumas atitudes pouco recomendáveis por alguns pessoas, eu particularmente tenho uma admiração por ele, pela grandeza que representa para Pernambuco e o Santa Cruz – afirmou Antônio Luiz Neto, presidente do Santa Cruz, ao LANCENET!.

– Ele e o clube têm uma relação maior. Hoje ele é independente e possui situação financeira diferenciada. Então, seria uma homenagem dele para o Santa Cruz. Uma espécie de parceira, mas proposta com valores não houve – completou o mandatário.

Quando contratado pelo Sampa, o camisa 10 disse que procurou a diretoria do Santa. A intenção era fazer parceria com o Mogi Mirim, onde é presidente. Ele não obteve resposta, o que o chateou. Pela Copa do Brasil, em Recife, ele recebeu uma placa do clube.

Por Cleber Aguiar – Antes da estreia no Pan, jogadores da seleção retocam visual em Guadalajara

Fonte: Globo.com

Leandro, Felipe Anderson, Cidinho, Rafael e Misael cortam o cabelo na Vila

Por João Gabriel Rodrigues Direto de Guadalajara, México

Antes do maior rival, a temida tesoura. Na véspera da estreia nos Jogos Pan-Americanos, jogadores da seleção brasileira enfrentaram os cabelereiros da Vila dos atletas. Tudo pelo estilo para a hora de entrar pela primeira vez no campo do Omnilife, em Guadalajara, contra a Argentina, às 20h (horário de Brasília).

cidinho seleção brasileira futebol pan guadalajara (Foto: João Gabriel Rodrigues/Globoesporte.com)Cidinho acerta o corte antes da estreia no Pan (Foto: João Gabriel Rodrigues/Globoesporte.com)

Jogadores como Leandro, Cidinho, Felipe Anderson e Rafael enfrentaram as tesouras de cabelereiros de um estande na Vila Pan-Americana para que entrassem em campo no melhor estilo. Com cortes incomuns no México, os brasileiros só temeram o erro.

– Eu estava com medo de que errassem o que eu queria fazer, mas deu tudo certo. Ficou legal – afirmou Felipe Anderson, do Santos.

rafael seleção brasileira futebol pan guadalajara (Foto: João Gabriel Rodrigues/Globoesporte.com)Felipe Anderson aprovou o novo corte (Foto: João Gabriel Rodrigues/Globoesporte.com)

Atacante do Grêmio, Leandro preferiu aparar apenas os lados do cabelo. Assediado pelos funcionários do estande por ter um topete no estilo de Neymar, o jogador achou melhor não arriscar.

– Só o meu cabelereiro mexe no meu cabelo. Só fiz os lados para a estreia. Foi melhor assim – brincou Leandro.

cidinho rafael leandro seleção brasileira futebol  pan guadalajara (Foto: João Gabriel Rodrigues / GLOBOESPORTE.COM)Leandro, Cidinho e Felipe ficaram felizes com os novos cortes (João Gabriel Rodrigues / GLOBOESPORTE.COM)

Por Cleber Aguiar – Liga dos Campeões 2011/2012

18/10 – 14h00 CSKA Moscou 3 x 0 Trabzonspor
18/10 – 16h45 Basel 0 x 2 Benfica
18/10 – 16h45 Dínamo Zagreb 0 x 2 Ajax
18/10 – 16h45 Otelul Galati 0 x 2 Manchester United
18/10 – 16h45 Manchester City 2 x 1 Villarreal
18/10 – 16h45 Real Madrid 4 x 0 Lyon
18/10 – 16h45 Lille 0 x 1 Internazionale
18/10 – 16h45 Napoli 1 x 1 Bayern Munique
19/10 – 16h45 Porto x APOEL
19/10 – 16h45 Olympique de Marselha x Arsenal
19/10 – 16h45 Barcelona x Plzeň
19/10 – 16h45 Shakhtar Donetsk x Zenit
19/10 – 16h45 Chelsea x Genk
19/10 – 16h45 Milan x Bate
19/10 – 16h45 Olympiakos x Borussia Dortmund
19/10 – 16h45 Bayer Leverkusen x Valencia

 

Por Cleber Aguiar – LUTO! Rei do Nordeste morre após sofrer infarto

Fonte: Futebolinterior.com.br

[videolog 711348]

Treinador sofreu um infarto na última segunda-feira enquanto dirigia

Aos 49 anos, o técnico Maurício Simões (foto) não resistiu ao infarto, que sofreu no último domingo, e morreu, na noite desta terça-feira, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cirurgia de Aracaju. O Portal Futebol Interior deseja toda solidariedade a esposa, filha e familiares do treinador nesta hora tão difícil.

Na noite da última segunda-feira, o treinador sofreu uma cirurgia de cerca de 10 horas, após apresentar um quadro de dissecção aguda da artéria aorta. Dissecção da aorta ou dissecção aórtica é uma espécie de um rasgão na parede da aorta, a maior artéria do corpo.Este rasgo faz com que o sangue circule entre as camadas da parede da aorta, forçando as mesmas. Entre os principais fatores de risco para a dissecção da aorta, estão a hipertensão arterial (pressão alta), tabagismo, consumo de drogas como cocaína e anfetaminas, traumas torácicos e doenças relacionadas ao sistema cardiovascular.

Segundo a esposa do treinador Núbia Simões, Maurício Simões deixou a filha no trabalho e voltava para casa, dirigindo seu automóvel, quando começou a sentir fortes dores no peito. O técnico ainda conseguiu parar em um posto de gasolina, onde foi socorrido e encaminhado ao hospital. Os primeiros socorros foram prestados no Hospital Primavera e depois foi encaminhado ao Hospital Cirurgia.

Mais de Maurício Simões
Natural de Recife, José Maurício Fernandes Simões teve como último o Salgueiro, durante o Campeonato Brasileiro da Série B. Técnico de personalidade forte, ele ficou conhecido no futebol como Rei do Nordeste por ter construído sua carreira e conquistado suas mais maiores glórias naquela região do país.

Apesar da pouca idade, Simões tem uma vasta experiência na carreira de treinador. São 26 anos de carreira, com passagens por vários clubes tradicionais. Entre os principais estão, Central-PE, Santa Cruz-PE, ABC, Sergipe, ASA, Maranhão, Moto Club-MA, Ferroviário-CE, Confiança-SE, Treze-PB, Vila Nova, Campinense-PB e CRB.

O treinador ganhou inúmeros títulos. Logo de cara, em 1991, quando defendia o Santa Cruz, ele foi eleito o técnico revelação do Campeonato Pernambucano. No Picos, de Piauí, Maurício Simões foi Tricampeão Estadual (1994/1997/1998) e eleito o técnico do ano, em 1994 e 1997. A saga continuou no Sergipe, onde o treinador foi Tricampeão Estadual (95/96/2003) e ainda foi eleito o técnico do ano, em 1996.

Ainda no Estado, o Rei do Nordeste foi Tricampeão Sergipano (2001/2002/2004), desta vez, pelo Confiança. Para finalizar, Maurício Simões ainda ganhou o Campeonato Paraibano com o Campinense, em 2004, e com o Treze, em 2005 e 2006. Experiente, ele também tem passagens por um clube de Portugal, assim como o Estado de Goiás.

Site Oficial do Campinense

E Deus chamou o Rei do Nordeste!
Ter, 18 de Outubro de 2011 22:45 | Escrito por Joao da Paz |||
 Foi na noite desta terça-feira (18), que o Técnico Mauricio Simões foi se encontrar com o nosso Pai Maior. Maurício Simões havia sofrido um infarto, onde passou por cirurgia e não obteve melhoras, vindo a falecer, deixando 3 filhos e sua Esposa Núbia Simões.

O Campinense Clube através do Presidente William Simões e todos que fazem a diretoria desejam com profunda tristeza nossos sentimentos à família do Técnico Mauricio Simões.

Obrigado Papa Títulos.

João 11. 25-27

Então Jesus afirmou:

Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá. Você acredita nisso? Sim Senhor! – disse ela – Eu creio que o Senhor é o Messias, o filho de Deus, que devia Vir ao Mundo.

Por Tiago Melo.

Site Oficial do Central – PE

Morre em Aracaju-SE o ex-treinador Alvinegro Maurício Simões
Na noite dessa terça-feira o futebol nordestino ficou de luto. Isto porque morreu em Aracaju-SE o ex-treinador do Central Maurício Simões, vítima de um infarto.Simões sentiu fortes dores no peito no último domingo enquanto dirigia seu carro. Ele parou o automóvel em um posto de gasolina e pediu ajuda, quando imediatamente foi levado para o Hospital Cirurgia de Aracaju, onde foi submetido a uma cirurgia que durou 10 horas.Mesmo com a cirurgia, o ex-treinador Alvinegro continuou em estado grave, sob observação na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI), onde veio a falecer.Nascido no Recife em 1963, Maurício Simões era conhecido como o “Rei do Nordeste”, pelo vasto currículo em que comportava 12 títulos estaduais, nos estados da Paraíba, Sergipe e Piauí. Mas seu destaque no futebol começou em 1991 quando foi à final do primeiro turno do pernambucano daquele ano dirigindo a Desportiva Vitória. Ele sempre foi referência entre os treinadores da região nordeste onde treinou várias equipes como Santa Cruz, ABC, Sergipe, ASA, Maranhão, Moto Clube, Ferroviário, Confiança, Treze, Vila Nova, Campinense, CRB, Salgueiro (ainda este ano na Série B) e o Central Sport Club (2007 e 2011), sendo campeão do primeiro turno do pernambucano deste ano.

A diretoria centralina manisfesta seus sentimentos e oferece os pêsames à família Simões por essa perda irreparável.

Site Oficial do Treze – PB
NOTA DE PESAR
18/10/2011 22:37 Postado por Tiago França – coordenador de Comunicação

O Treze Futebol Clube lamenta profundamente o falecimento do técnico Maurício Simões (48 anos), ocorrido na noite desta terça-feira (18), em Aracaju-SE.

Simões foi treinador do Galo no bicampeonato de 2005/2006 e ainda na campanha histórica da Copa do Brasil (2005).

A diretoria alvinegra deseja conforto aos parentes e amigos de Simões, que faleceu depois de complicações decorrentes de um infarto, no último domingo.

Site Oficial do Santa Cruz – PE
Morre Maurício Simões, ex-técnico do Santa Cruz

Publicado em 19 de outubro de 2011, às 05:17

Por Redação CoralNET

O técnico Maurício Simões morreu na noite desta terça-feira, em Aracauju. Ele havia sofrido um infarto na tarde do último domingo e seguia em estado gravíssimo depois de uma cirurgia que durou mais de 10 horas. De acordo com a esposa do treinador, Núbia Simões, Maurício começou a sentir fortes dores no peito enquanto estava dirigindo, mas ainda conseguiu parar em um posto de gasolina para pedir socorro.

Simões nasceu no Recife, no dia 11 de agosto de 1963. O seu primeiro trabalho de destaque foi em 1991, quando levou a equipe Desportiva Vitória à final do primeiro turno do Campeonato Pernambucano. No turno seguinte, foi contratado pelo Santa Cruz. A  sua última passagem pelo Mais Querido foi em 20006, durante o campeonato Brasileiroa Série A.

Os demais clubes que Mauricio Simões comandou foram Central, ABC, Sergipe, ASA, Maranhão, Moto Clube, Ferroviário, Confiança, Treze, Vila Nova, Campinense e CRB. A sua última passagem pelo futebol do Estado aconteceu neste ano, quando assumiu o comando do Salgueiro durante a disputa da Série B. 

Site Oficial Salgueiro – PE

Morre, aos 48 anos, o ex-técnico Maurício Simões

Vítima de infarto, ex-treinador faleceu nesta noite de terça-feira

O futebol nordestino perdeu, nesta noite de terça-feira, um grande expoente da beira das quatro linhas. Morreu, aos 48 anos, Maurício Simões, ex-técnico dos times pernambucanos Santa Cruz, Central, Vitória, Vera Cruz e Salgueiro. O ex-treinador sofreu um infarto durante a tarde do último domingo e ficou internado em estado grave em Aracaju.

Depois dos primeiros socorros no Hospital Primavera, seguiu ao Hospital Cirurgia, onde realizou uma operação longa (de aproximadamente dez horas) e delicada, incluindo aplicação de pontes de safena. Manteve-se desacordado durante os dias de tentativa de recuperação médica.

Segundo a família, Simões teve os primeiros sintomas de dores no peito enquanto dirigia o carro. Conseguiu parar em um posto de gasolina para pedir ajuda. De lá, partiu para o hospital. A cirurgia ocorreu por volta das 15h da segunda-feira, enquanto o falecimento ficou registrado às 22h de ontem. A trágica notícia pegou de surpresa parentes e amigos.

Maurício Simões se tornou figura de peso na região. Apelidado de “Rei do Nordeste”, conquistou 12 títulos estaduais. Destacou-se a partir da década de 90. Faturou três Piauienses com o Picos e seis Sergipanos – três com o Sergipe, três com o Confiança. Foi tricampeão consecutivo em solo paraibano: em 2004, com o Campinense, e em 2005 e 2006, com o Treze.

Comandou o Santa Cruz durante a Série A do Brasileiro de 2006. Entrou em fase crítica depois do período e amargou resultados inexpressivos. Em 2011, envolveu-se em polêmica, após deixar o Central em excelente fase ao longo do Pernambucano para ir ao Campinense. Ainda treinou o Salgueiro nesta Série B, mas por apenas quatro rodadas.

Site Riachaonet

Algumas frases de Mauricio Simões

“Boato, é sempre boato, inclusive soube de um boato que tem jornalista VIADO”

“Comprei meu apartamento graças ao Campinense, faltou profissionalismo do Central”

“Tem time que quando ganha é sempre a diretoria, quando perde a culpa é do treinador, o torcedor tem que aprender que treinador ganha jogo e ganha até campeonato”

Títulos:

Treze
Campeonato Paraibano: 2005 e 2006

Campinense
Campeonato Paraibano: 2004

SEP
Campeonato Piauiense: 1994, 1997 e 1998

Sergipe
Campeonato Sergipano: 1995, 1996 e 2003

Confiança
Campeonato Sergipano: 2001, 2002 e 2004

Por Cleber Aguiar – Caso Ministro Orlando Silva.

Fonte: O Estado de São Paulo

Dilma tira poder de Orlando Silva e assume a Copa

Por decisão da presidente Dilma Rousseff, o ministro do Esporte, Orlando Silva, não será interlocutor do governo nas negociações da Copa de 2014 e na tramitação da Lei Geral da Copa no Congresso. A partir de agora, as decisões relativas à Copa ficarão centralizadas no Palácio do Planalto, nas mãos da presidente e da chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. A decisão foi tomada diante do desgaste do ministro com a denúncia de que estaria envolvido num esquema de corrupção na pasta.

Embora o futuro de Orlando Silva ainda esteja indefinido e vá depender do desenrolar das denúncias e de respostas que ele apresentar, o certo é que o titular do Esporte já perdeu poder.

O ministro do Esporte – seja Orlando Silva ou não – passará a ser comunicado das providências a serem tomadas no Palácio do Planalto.

Dilma não está satisfeita com o trabalho de Orlando. Na segunda-feira, ainda em Pretoria, ela ficou irritada com o que leu na imprensa e chegou a telefonar para um ministro a fim de saber quem disse que ela aprovava o trabalho do ministro. A presidente, na realidade, afirmou que aprovara apenas as primeiras explicações dadas por ele em relação às denúncias de corrupção.

Segundo informações de bastidores do Planalto, Dilma cogitava ela mesma cuidar da realização da Copa do Mundo logo que assumiu o mandato, por considerar Orlando Silva muito próximo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Dilma nunca quis proximidade com a CBF por avaliar que a entidade exigia privilégios que ela não pretende conceder. Com as relações cada vez mais azedas entre Dilma e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e percebendo que se não mudasse de postura poderia perder o cargo, o ministro decidiu trocar de posição. Tanto é que ajudou a presidente a convencer o ex-craque Pelé a assumir o papel de embaixador honorário do Brasil na Copa do Mundo, uma forma de afastar Ricardo Teixeira das cerimônias oficiais relativas à realização do torneio de futebol.

Para Fifa, titular do Esporte é ‘pedra no sapato’

A decisão de Dilma Rousseff de assumir o comando da Copa chegou como um alívio na Fifa, em Zurique. Mas a entidade alerta que só tirar Orlando Silva do processo não vai resolver e pede pressa em qualquer nova iniciativa tomada pela presidente. Na Fifa, o ministro era visto como uma “pedra no sapato”. Segundo fontes em Zurique, Orlando Silva estaria “politizando” a organização do evento. Amanhã, a Fifa anuncia o calendário dos jogos da Copa de 2014, mas resta ainda definir toda a parte comercial, responsável por 80% dos lucros da Fifa no evento. / JAMIL CHADE

Bastidores: Vera Rosa e João Domingos

A cúpula do PC do B fez chegar ao Palácio do Planalto o seguinte aviso, em tom de ameaça: se Orlando Silva cair, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), será levado de roldão. Antigo partido de Agnelo, o PC do B não se conforma de pagar sozinho a cara fatura que pode resultar na perda do Ministério do Esporte, justamente agora que a pasta passou de patinho feio a vitrine, por causa da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016.

Preocupados com o agravamento da crise, dois ministros filiados ao PT conversaram com Orlando e pediram a ele que não esticasse a corda com Agnelo. Ao menos ontem, o apelo foi atendido: no depoimento à Câmara, o titular do Esporte não disse uma palavra que desse margem a interpretações negativas sobre a conduta do antecessor.

Na segunda-feira, ao se defender das denúncias, Orlando usou uma frase que deixou o governo apreensivo. Ao afirmar que Agnelo agira de “boa-fé” ao pedir para ele, então secretário executivo do Esporte, receber o policial João Dias Ferreira – hoje seu acusador -, o ministro lançou no ar uma suspeita. “Não quero crer que o governador de Brasília de hoje tivesse qualquer informação sobre a conduta dessa pessoa (João Dias)que fosse desabonadora”, insistiu Orlando.

Furioso com o ex-comunista Agnelo, o PC do B avalia agora que o PT trabalha para derrubar Orlando, em sintonia com o PMDB, de olho no orçamento do ministério da Copa. Não é segredo, porém, que Dilma já não queria manter o titular do Esporte quando montou a equipe, mas o PC do B cerrou fileiras em torno dele. Além disso, Orlando contou com um importante avalista: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Naquela ocasião, Dilma chegou a confidenciar que gostaria de chamar para a vaga a ex-prefeita de Olinda e hoje deputada Luciana Santos (PC do B-PE). Por conveniências políticas, ela não pôde realizar seu desejo.

Agora, ninguém sabe se Orlando resistirá até a reforma ministerial, prevista para janeiro de 2012. Nem se Luciana ainda está na mira de Dilma.

Blindagem governista deixa Orlando confortável na Câmara

EDUARDO BRESCIANI, EUGÊNIA LOPES / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

Protegido pela base aliada e diante de uma plateia de militantes do PC do B, o ministro do Esporte, Orlando Silva, usou a tática de que a melhor defesa é o ataque. Por mais de três horas, chamou as denúncias de que está envolvido em um esquema de desvio de verbas públicas de uma “narrativa falsa, fundada em mentiras e inverdades” e afirmou que vai “até as últimas consequências” para provar sua inocência.

Em depoimento a três comissões da Câmara, Orlando Silva chamou de “desqualificado, criminoso e bandido” o policial militar João Dias Ferreira, que presidia uma ONG conveniada para participar do programa Segundo Tempo e acusou o ministro de receber pacote de dinheiro desviado do programa.

Ao mesmo tempo em que o ministro falava aos deputados na Câmara, João Dias era ouvido pela oposição na liderança do PSDB no Senado. Os oposicionistas disseram que o militar deu detalhes “estarrecedores” do esquema, mas ele não apresentou nenhuma prova material até o momento.

Fascismo. O ministro ressaltou que o policial não apresentou ainda provas sobre as acusações. “Até aqui esse desqualificado falou e não provou. Não provou porque não tem provas. Quem tem provas do malfeito sou eu e estão aqui. Foi tudo encaminhado ao Tribunal de Contas da União.” João Dias Ferreira é acusado de desviar recursos de dois convênios com o ministério, ambos sob investigação.

Dizendo-se inocente, Orlando afirmou ser vítima de um “tribunal de exceção. “Acusar alguém e não provar, acusar alguém sem o devido processo é fazer um tribunal de exceção. Isso tangencia para o fascismo.”

A oposição insistiu na aprovação de um requerimento para convocar João Dias a depor. Mas a intenção foi barrada pelos governistas, que aproveitaram para desqualificar as acusações feitas pelo policial.

Orlando contou com a “proteção” de líderes de quase todos os partidos da base que se revezaram nos microfones fazendo sua defesa. “A fala de Vossa Excelência aqui encerra este debate. Quero que volte outras vezes para falar da Copa e da Olimpíada”, arrematou o líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP).

Ao lado dos deputados da base, alguns tucanos se entusiasmaram na defesa do ministro. Delegado da Polícia Federal, o deputado Fernando Francischini (PSDB-PR) destacou não ver culpa nos olhos de Orlando Silva. “Estou acostumado a ouvir bandido e não vi traço de alguém que recebeu pacote de dinheiro.” Carlos Sampaio (PSDB-SP) foi outro que aproveitou sua fala para elogiar a atuação do ministro. “A postura de Vossa Excelência bate com o que espero de um ministro de Estado. Seja pela transparência, seja por sua atitude republicana”, disse.

Videos do caso:

 

ICFUT – Após "trair" mafioso Georgi Stoilov, Nikoleta Lozanova se casa com Valeri Bojinov

Fonte: futebolinterior

A bela morena também já teve caso com goleiro Nikolai Mihailov e atacante Dimitar Berbatov

Casamento é destaque na imprensa

Campinas, SP, 18 (AFI) – O atacante Valeri Bojinov, do Sporting Lisboa, pode até não estar entre os melhores jogadores do mundo, mas certamente é o mais destemido. Isso porque o jogador búlgaro, de 25 anos, casou-se, no último domingo, com a “perigosa” modelo Nikoleta Lozanova, também da Bulgária.

O que tem de corajoso nisso? Esta morena apaixonante, de 23 anos, é simplesmente a ex-namorada do chefão da máfia búlgara, Georgi "The Head" Stoilov, líder do poderoso clã dos Stoilov.

E o “poderoso chefão” não costuma ficar contente quando sua musa cai nos braços de jogadores. Nikoleta já namorou dois jogadores e ambos sentiram na pele a ira de Stoilov.

O goleiro búlgaro Nikolai Mihailov, 23 anos, do Twente-HOL, sofreu um atentado, quando a gata namorava o mafioso. “The Head” despejou uma garrafa de ácido na Ferrari de 200 mil euros – cerca de R$ 552 mil – do arqueiro. O motivo? Só porque ele a havia insultado.

Por outro lado, o atacante búlgaro Dimitar Berbatov, 30 anos, do Manchester United-ING, chegou a ser ameaçado pelo mafioso. Tudo depois de rumores que a modelo eleita Playmate 2006 na Bulgária teria traído Stoilov com o boleiro.

"Fique longe dela, se você quiser continuar marcando gols", teria avisado o chefão, em 2009. Resta saber, o que Stoilov estaria disposto a fazer com Bojinov.

0002047940403_img

0002047940409_img

Confira mais fotos