Por Cleber Aguiar – Torcedores de Paysandu e Remo trocam tiros e deixam três feridos

Fonte: Portal  IG

Briga ocorreu durante jogo do Paysandu contra o América-RN. Torcedores do Remo foram à partida com camisas do clube nordestino

A rodada da Série C entre Paysandu e América-RN envolveu torcedores de três times causou grande confusão em Belém. Torcedores do Remo, arquirrival do Paysandu, se dirigiram ao estádio da Curuzu vestidos com camisas do América, e geraram confronto entre os dois times locais.

Foto: Futura Press

Polícia paraense tenta conter briga entre torcedores do Paysandu e Remo no último domingo

As torcidas do Remo e do Paysandu brigaram entre si obrigaram uma ação da polícia. A partir dali houve troca de tiros e pelo menos três pessoas foram atingidas – duas com balas de borracha e uma com projétil de arma de fogo. Todas foram levadas para o hospital.

Dentro de campo, o Paysandu venceu o América-RN por 1 a 0. Mas fora dele, as vias de acesso ao estádio ficaram com um clima tenso, de conflito de guerra. De acordo com a imprensa local, paus e pedras foram utilizados pelos torcedores, assustando os pedestres e motoristas de carro, que davam meia volta para fugir do confronto.

Por Cleber Aguiar – Nome da rodada, Diego Souza se apresenta à seleção brasileira

Fonte: Portal IG

Jogador marcou os três gols da vitória do Vasco sobre o Cruzeiro e se prepara para encarar a Argentina na quarta-feira

A seleção brasileira já começa a se reunir para o segundo jogo do Superclássico das Américas contra a Argentina, na noite de quarta-feira, em Belém, no Pará. Na manhã desta segunda, o meia Diego Souza, nome da 26ª rodada do Brasileirão, desembarcou no aeroporto internacional de Belém ao lado de companheiros.

Diego Souza foi assediado na chegada à cidade pela imprensa e por torcedores do Vasco. E a festa não era à toa. Ele foi o autor dos três gols da vitória do time carioca sobre o Cruzeiro no domingo. Com o resultado, a equipe se isolou na liderança do torneio nacional.

Por Cleber Aguiar – Neymar coloca em xeque a hegemonia do futebol europeu

Fonte: O Estado de São Paulo

Disputa pelo jovem craque do Santos provocou uma corrida entre Real Madrid e Barcelona

JAMIL CHADE, PABLO PEREIRA – O Estado de S.Paulo

Em meio à pior crise mundial dos últimos 70 anos e com uma dívida de mais de 500 milhões (cerca de R$ 1,278 bilhões), o Real Madrid surpreendeu o mercado ao anunciar em 2009 as contratações milionárias de Kaká e Cristiano Ronaldo. Nos bastidores das transferências que bateram recordes, porém, não estavam cartolas com recursos ou clubes com contas em dia. Foram bancos, fundos e caixas de pensão que possibilitaram a maior transferência da história. Esse modelo de transação ganha força na Europa diante da constatação de empresas e do setor financeiro de que investir em jovens promessas do futebol é uma das aplicações mais rentáveis do momento.

Jóia rara: Em três anos de carreira, Neymar encheu os cofres do santistas - Helvio Romero/AE - 18/09/2011
Helvio Romero/AE – 18/09/2011
Jóia rara: Em três anos de carreira, Neymar encheu os cofres do santistas

Na época, a contratação de Kaká e de Cristiano Ronaldo somente foi possível graças a linhas de crédito dadas pela Caja Madrid e Grupo Santander. Pelo brasileiro, os bancos pagaram ao Milan 65 milhões (R$ 166,7 milhões). Foram outros 94 milhões (R$ 243 milhões) ao Manchester United por Cristiano Ronaldo.

Segundo fontes do próprio clube, cada um dos dois bancos forneceu um empréstimo de 75 milhões (R$ 191,7 milhões) ao time espanhol. Em garantia, o clube deixou com os bancos a renda obtida com a venda de direitos de transmissão dos jogos. Por ano, esse montante chegaria a 600 milhões (R$ 1,519 bilhões), dinheiro usado pelo clube para pagar os salários e fazer contratações. Desde 2009, essa renda foi também para pagar os bancos, que hoje não se queixam dos lucros que tiveram com a “aplicação”.

Não foi a primeira vez que esses bancos emprestaram dinheiro a um grande clube ou investiram no futebol. O Santander já patrocinava a Taça Libertadores, que foi obrigada até mesmo a incluir o nome do banco em sua denominação oficial. Já a Caja Madrid esteve envolvida com o financiamento da compra de Luis Figo e outros craques durante a época dos “Galácticos” também no Real Madrid. No clube de Madri, a própria eleição de cartolas é financiada com dinheiro dos bancos. O La Caixa deu 60 milhões (R$ 153,3 milhões) para a candidatura de Florentino Pérez para voltar a ser presidente do clube.

Investimento no craque. Na busca por Neymar, cartolas da cúpula do Real Madrid confessaram ao Estado que, mais uma vez, serão os bancos que definirão os lances para a transferência do jogador do Santos para a Europa. A disputa que o Real travou com o Barcelona pelo craque fez o preço do jogador subir. Para o time de Madri, perder Neymar para o arquirrival Barcelona seria mais um fracasso da gestão de Pérez, questionada pela falta de títulos.

A situação do Barcelona só é melhor que a do Real dentro das quatro linhas. O time liderado por Lionel Messi dá show e conquista títulos. O caixa, porém, está baixo. O Barça tem uma dívida estimada em 364 milhões (R$ 860,4 milhões). Para arejar os cofres, o clube está vendendo sua camisa para o grupo Qatar Foundation, do Catar.

O envolvimento do sistema financeiro no futebol alavancou o esporte nos últimos dez anos e ainda permitiu transferências milionárias. Usando a imagem de Pelé, até mesmo um fundo foi criado em Luxemburgo permitindo que investidores aplicassem seus recursos em crianças brasileiras que seriam transferidas para a Europa e, no repasse para clubes grandes, gerariam lucros importantes aos investidores.

Mudança de foco. Num primeiro momento, a meta do fundo era a de coletar recursos no valor de US$ 50 milhões (R$ 127,8 milhões). Parte do projeto emperrou. Mas os organizadores prometem que ele será mantido. A ideia era simples: no lugar de investir e apostar na alta do minério de ferro ou de cobalto no mercado futuro, o investidor aplicaria em outro produto brasileiro: os jovens jogadores.

Dados da Universidade de Neuchatel, na Suíça, mostram ainda o tamanho da aposta do mercado financeiro: hoje, são mais de 250 brasileiros atuando apenas na Primeira e Segunda Divisão dos cinco maiores campeonatos europeus. Apesar de a safra do futebol brasileiro estar em época de transição, o País continua sendo o maior exportador.

Crise forte. Mas a crise que eclodiu em 2008 também revelou o tamanho da vulnerabilidade dos clubes ao novo sistema. Segundo dados da Uefa, 51% dos clubes europeus em 2011 estão endividados e 20% estão praticamente nas mãos de fundos e bancos.

Michel Platini, presidente da Uefa, conseguiu aprovar neste ano a exigência de que clubes atestem que gastam apenas o que ganham. Na prática, seria uma tentativa de afastar o futebol do sistema financeiro, o que gerava distorções. Na Inglaterra, 67% da arrecadação de clubes vão diretamente para salários de jogadores.

Na Espanha, pelo menos dez clubes da Primeira e Segunda Divisão já decretaram moratória desde a eclosão da crise financeira, uma vez que não tiveram mais acesso aos recursos dos bancos.

Do “fair play” financeiro proposto por Platini, muitos clubes menores na Europa são contrários. Eles acusam o novo sistema de congelar a atual hierarquia do futebol europeu. Barcelona e Real Madrid, por ter uma renda maior, poderão sempre gastar e contratar novos jogadores. O resultado seria mais títulos, renda e novos gastos.

Santos prepara novo fundo de investimentos

A primeira batalha pelo futebol de Neymar começou em junho. Frente a frente, os poderosos Real Madrid e Barcelona. No início, parecia não haver limites para os dois clubes da Espanha. O Real largou na frente, oferecendo um salário de 5 milhões (cerca de R$ 12,3 milhões) por ano ao craque e o pagamento da multa rescisória de 45 milhões (R$ 111,15 milhões) do contrato do jogador com o Santos. Neymar teria de se apresentar ao Real em agosto passado. O Barcelona entrou no circuito, oferecendo 60 milhões (R$ 143 milhões) ao Santos e salários de R$ 11 milhões por ano ao atleta. E com um adendo: Neymar poderia se apresentar ao clube apenas em2013.

Seduzido pela proposta do Barça, o Santos afastou o empresário Wagner Ribeiro, agente de Neymar, da negociação e fechou o acordo, conforme o Estado revelou no dia 4 de setembro. O Barcelona enviou dois de seus dirigentes jurídicos ao Brasil para concluir a transação com o clube santista no dia 5.

Quando tudo parecia definido, o Real Madrid reagiu. Dirigentes do clube espanhol pediram para o negócio com o Barça não ser fechado antes de Neymar e o Santos ouvirem uma nova proposta dos merengues.

Começava uma nova fase na complicada operação do Real pelo futebol de Neymar. Dirigentes do clube tinham conhecimento das manobras de Sandro Rosell, presidente do Barcelona e ex-agente da Nike na seleção brasileira, em torno do craque santista. Rosell esteve com o jogador na concentração da seleção durante a disputa da Copa América, em julho, na Argentina.

Vai e vem. Para evitar o golpe fatal de Rosell, o Real Madrid resolveu aumentar a sua oferta por Neymar, com o que os especialistas em negócios do futebol chamam de “contrato clonado.” O Real, assim como o Barça, ofereceu 60 milhões (R$ 146 milhões) pela transferência do atacante. A diferença é que o Real propôs um sinal de 12 milhões (R$ 29,1 milhões) no ato da compra. O Barça oferecia um sinal de 10 milhões (R$ 24 milhões), mas em três parcelas.

Outro ponto a favor do Real: salários de R$ 17 milhões por ano ao jogador contra os R$ 11 milhões oferecidos pelo Barça, A operação final ficou em 120 milhões ( R$ 291 milhões), contando aí os gastos que o Real Madrid vai ter com Neymar em seis anos, que será o período de duração do contrato do atacante, conforme o Estado revelou na sua edição do dia 20.

Fechada a parte financeira, o Real despachou seu médico-chefe, Carlos Diez, para acompanhar o exame “pré-admissional da Uefa” que Neymar seria submetido – este é o último ato para um jogador ser negociado a um clube europeu. Os exames foram feitos entre as 22 horas da sexta-feira, dia 16, e a 1 hora do sábado, dia 17, conforme o estadão.com.br revelou na tarde do mesmo sábado.

Neymar e seu staff chegaram a negar a realização dos exames. Depois recuaram. O médico do Corinthians, Joaquim Grava, que acompanhou o jogador e os médicos a uma clínica particular e depois ao Hospital São Luiz, unidade Morumbi, confirmou, no dia 22, a realização dos exames.

Irritação. Segundo o presidente do Santos, as negociações em torno do jogador começaram mesmo em junho, quando dirigentes do Real Madrid e do Barcelona manifestaram à diretoria do clube interesse em ter Neymar. “Mas não há negócio fechado”, afirma Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. “Cadê a minha assinatura?”, pergunta ele, irritado com as informações do Estado, que dão conta de que o jogador já foi vendido ao Real Madrid, mas as formalidades do negócio ficaram para depois da Olimpíada de Londres, em agosto. Segundo o presidente do clube, a situação de Neymar permanece a mesma de antes dos contatos com os espanhóis: ele tem contrato com o Santos até 2015.

O presidente do Santos se diz “chocado” com as notícias de que já teria vendido o jogador. Na noite de quarta-feira, Luis Alvaro disse ao Estado, por telefone, que considera “irresponsável” a divulgação da informação. Jornais da Espanha, porém, também publicaram na semana passada que fontes do Santos e do Real Madrid haviam garantido que o negócio estava fechado;

O dirigente santista admite que conversou sobre Neymar por diversas vezes com os presidentes, tanto do Barcelona quanto do Real Madrid. “Essas conversas são normais. Eles manifestaram interesse em junho”, disse. “Mas não há venda nenhuma”, afirmou.

De acordo com Luis Alvaro, a existência de intermediários entre jogadores e clubes é normal, como em qualquer mercado. “Mas jogador não é commodity”, argumentou. Ele conta que quando assumiu a presidência encontrou cerca de metade da base do clube na mão de intermediários. “Hoje 70% dos direitos dos atletas são do Santos.” / COLABOROU LUIS AUGUSTO MONACO

‘Eu não dependo da venda de Neymar’

Empresário, que tem contrato de gestão da carreira do craque, diz que a vontade do jogador deve ser considerada sempre

Empresário Wagner Ribeiro, representante de vários jogadores do futebol brasileiro, fala ao O Estado de S. Paulo sobre a transferência de Neymar para o Real Madrid.

O senhor é o representante de Neymar. Como foram estes últimos dias de negociações envolvendo jogador, Santos, Real Madrid e Barcelona?

O Real Madrid e o Barcelona procuraram o Santos oficialmente e foram autorizados a conversar com o jogador (agente e família). Houve uma disputa acirrada: quem oferece o melhor para o atleta, time dentro do campo, estrutura fora, dinheiro, cidade (onde é melhor morar). E detalhes como palco, passagens aéreas. Fizeram duas propostas. Discutimos em conjunto com o pai do atleta, senhor Neymar, e dona Nadine, a mãe. O Juninho (Neymar), sempre consultado, dizia que queria ficar no Santos, disputar o Mundial Interclubes, depois o Centenário. E, no final, ele e sua família deixaram a decisão para agosto de 2012, após a Olimpíada.

O Santos nega ter vendido o jogador. Neymar fica na Vila Belmiro até quando?

Ele não foi vendido, não assinou nada. Seu contrato com o Santos vai até 2015.

O senhor representa outros atletas do Santos. Como está a sua relação com o presidente, Luis Alvaro, e a diretoria?

A melhor possível, com respeito. Laor (Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro) é um sonhador. Fanático pelo clube. Digo que é o torcedor na cadeira de presidente. Sempre diz que o clube vive de títulos e quer aumentar a torcida, e que o Neymar se tornará um mito. Coloco a ele que sempre em conjunto com a família faremos a vontade do garoto.

Os clubes brasileiros vivem situação financeira complicada e os fundos de participação nos direitos do atleta se apresentam como alternativa de financiamento do futebol. Como funciona essa estrutura de fundos?

Existem poucos. Traffic, BMG e Teisa e outros menos conhecidos. Querem comprar os direitos econômicos dos atletas semiprontos. Alguns esquecem que para o jogador ser um Kaká, Robinho, Neymar, tem primeiro que ter uma base forte no próprio clube. Então devem investir no garoto cedo, não quando ele já estiver no time de cima. Além de ficar mais caro nesta situação, existe o preconceito que os fundos só querem lucrar, que é o negócio deles, e não fazem a gestão da carreira dos atletas.

O sistema de agenciamento de atletas, com empresários que mantém diversos atletas, sejam amadores ou profissionais, apostando em futuros craques, é uma prática justa, do ponto de vista dos atletas e suas famílias?

Sim. Posso falar por mim, porque não cobro e nunca cobrei 1 centavo sobre salário de jogador. Só ganho na transferência. Hoje tenho um contrato com o Neymar de gestão de carreira. Não dependo da venda dele.

Temos no país uma estrutura que privilegia o talento dos atletas?

Antigamente tínhamos mais campinhos nas grandes capitais. Hoje, não. Existem os clubes sociais e no interior de São Paulo muitos campos ao redor da cidade. No Norte/Nordeste ainda se joga futebol na rua, na praia, e, todo lugar. É onde mais a bola do menino rola.

Como um pai que quer ver o filho adolescente fazer sucesso deve agir? Procurar um clube ou um agente?

Procurar um agente primeiro, que vai levá-lo ao clube em seguida, não para a peneira, mas para fazer uma avaliação criteriosa. 1: adaptação ao clube, companheiros, relacionamento, dia a dia, interação com o grupo. 2: parte física (estar 100%) 3: parte técnica (treinos individuais); e 4: finalmente no campo.

ICFUT – Luis Fabiano comemora volta contra o Flamengo

Fonte: lancenet

Horas depois do empate contra o Botafogo, atacante se mostrou ansioso para reestrear pelo São Paulo

Luis Fabiano Twitter

Depois de Adilson Batista confirmar a reestreia de Luis Fabiano com a camisa do São Paulo contra o Flamengo, no próximo domingo, no Morumbi, o atacante veio a público por meio do Twitter comemorar o seu retorno.

Horas depois do empate entre Botafogo e São Paulo, o camisa 9 do Tricolor mostrou que não vê a hora de retornar aos gramados. Enquanto o grupo folgará durante esta segunda-feira, ele ficará fazendo trabalhos físicos no CT da Barra Funda.
"É com muita felicidade, que, se tudo correr bem durante a semana, voltarei a jogar futebol no próximo domingo…", postou em seu microblog.

Adilson confirma Fabuloso contra o Fla

Depois de mais de seis meses sem poder jogar, Luis Fabiano fez questão de agradecer aos responsáveis pela sua recuperação. Durante a última semana o atacante se mostrou muito bem nos treinamentos e chegou até a marcar gols em um jogo-treino.
"Agradeço a Deus, minha família, a todos os doutores, os fisioterapeutas, a diretoria do São Paulo e todos os funcionários…".
Sabendo da data especial, que também coincide com o aniversário de 51 anos do Morumbi, Fabuloso pediu a presença da torcida para sua volta.
"Esse jogo será o mais especial da minha carreira. Peço a colaboração da nação são-paulina", finalizou.

ICFUT – Ricardo Teixeira será investigado pela PF

Fonte: lancenet

Procurador remeterá à Superintendência da PF ofício que determinará abertura de novo inquérito contra presidente da CBF

Ricardo Teixeira (Foto: Eduardo Viana) Mudou? Em maio deste ano, Ricardo Teixeira foi recebido com regalia na Polícia Federal (Foto: Eduardo Viana)

Um ofício que o procurador da República Marcelo Freire remeterá nesta segunda-feira à Superintendência da Polícia Federal no Rio (SR-RJ/DPF) determinará a abertura de novo inquérito contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, (CBF), Ricardo Teixeira. Investigará se o dinheiro que o jornalista Andrew Jennings, da BBC de Londres, denunciou que ele teria recebido foi remetido ilegalmente para o Brasil.
Com isto, Teixeira voltará ao prédio da SR-RJ/DPF para ser ouvido. Esteve lá na noite de 5 de maio, em situação bastante diversa. Foi recebido com regalias ao prestigiar a posse do superintendente, o delegado Valmir Lemos de Oliveira. Aguardou a cerimônia no gabinete, junto a autoridades como a presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), Maria Helena Cisne. Caberá a Oliveira instaurar a investigação contra aquele que foilhe dar as boas vindas no cargo.
Não é a primeira vez que o procurador manda investigar Teixeira. Em 2006, a partir do relatório da CPI do Futebol no Senado, fez 11 pedidos. O delegado especialmente designado para o caso propôs o arquivamento de todos. Apenas quatro voltaram a Freire na redistribuição dos feitos e nos quatro ele denunciou o presidente da CBF. Três denúncias viraram processos, que o TRF-2 trancou..
Na ação nº. 2003.51.01.515982-5, da 6ª Vara Criminal, ele foi acusado de crimes tributário, contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. Tratava das remessas de dólares da empresa Sanud Etablissement, no paraíso fiscal de Liechtenstein, para a brasileira RLJ Participações, cujo sócio principal é o presidente da CBF. Por conta dela é que caiu com Freire a representação de Marcos Pereira, presidente do PRB, ao Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, pedindo investigações das denúnciasde Jennings.
Nas denúncias de Jennings, Teixeira está entre os dirigentes da Fifa subornados pela empresa de marketing ISL, para ter o direito de transmissões de TV em algumas copas. Os subornos chegaram próximos de US$ 200 milhões e, segundo o jornalista, foram pagos através de empresas fantasmas sediadas no paraíso fiscal de Liechtenstein.

ENTENDA O CASO


Suborno
Na década de 90, a empresa de marketing ISL teria pago a alguns membros da Fifa para negociar os direitos de transmissão de televisão da Copa. Os valores chegariam a U$ 200 milhões (cerca de R$ 374,5 milhões). Brasileiros suspeitos Ricardo Teixeira e João Havelange, ex-presidente da Fifa, estariam entre os que receberam dinheiro da ISL. O primeiro teria ficado com US$ 9,5 milhões (aproximadamente R$ 17,3 milhões).
Acordo e sigilo
À Justiça suíça, dirigentes não teriam contestado acusações. Inclusive, haveria acordo para devolverem o valor recebido. Os documentos que comprovariam o caso podem ser revelados em breve.
Caso reaberto
Em julho de 2011, Marcos Pereira, presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB), apresentou a Roberto Gurgel, procurador-geral da República, representação criminal contra Teixeira. Após avaliação, Gurgel recomendou que o requerimento fosse distribuído para algum procurador da área criminal do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ). O caso parou sobre a mesa do procurado Marcelo Freire, que já ofereceu denúncias contra o cartola.
Suíços investigaram
Os pagamentos da ISL foram investigados pelo Ministério Público suíço. Há uma lista com os nomes dos beneficiados. Para evitar um processo, eles fizeramacordo, desembolsando dinheiro, como as leis suíças prevêem. Jennings e o repórter suíço François Tanda teriam visto a lista.
Segundo eles, para Teixeira teriam sido pagos US$ 9,5 milhões (R$ 17,3 milhões), através da Sanud, como noticiou o programa Domingo Espetacular, da TV Record. O programa citou alguns dos 21 depósitos na conta da Sanud em cinco anos: em 10 de agosto de 1992 US$ 1 milhão; outro US$ 1 milhão em fevereiro de 1993; em maio de 1995, US$ 500 mil; e dois, de US$ 250 mil cada, em novembro de 1997.
A denúncia de Freire se baseou no que a CPI levantou. Ela fala só de duas transferências da Sanud para a RLJ – US$ 399 mil em julho de 1996 e US$ 199 mil em maio de 1997 – que não estão nas citadas agora. Isto fez o procurador concluir que estas outras remessas justificam uma nova investigação.
Empresas de fachada
Na denúncia, Freire sustenta que a RLJ e a Sanud – que tinha o irmão de Teixeira, Guilherme, como procurador no Brasil – são de "fachada" e pertencem ao presidente da CBF. Para ele, as remessas para a RLJ não são empréstimos, como alegado. A Sanud é sócia da RLJ e, ao mesmo tempo, sua credora.
A tese dos empréstimos é contestada pelo fato dos juros e taxas serem muito baixos e também os valores recebidos jamais terem sido amortizados enquanto a Sanud existiu. Além disto, a RLJ jamais apresentou resultados operacionais que demonstrassem capacidade de pagar a dívida. Como se não bastasse, ela repassou vultosos valores como empréstimos para terceiros, entre os quais o próprio Teixeira e outra empresa em que ele tem participação.
Tudo caracteriza, no entendimento de Freire, o ingresso de recursos no país de forma disfarçada, como se fossem investimentos ou empréstimos da Sanud para a RJL. Ou seja, a "lavagem" de dinheiro ilegal e não declarado à Receita.

ICFUT – Felipão desabafa: ‘A maior vergonha de minha vida’

Fonte: espn

O empate em 1 a 1 com o Atlético-GO neste domingo pegou mal no Palmeiras. Após fazer 1 a 0 no primeiro tempo, o clube alviverde chegou a ficar com dois jogadores a mais a partir dos 16 minutos da etapa final (Anderson e Vitor Júnior foram expulsos), mas acabou cedendo o empate ao time rubro-negro, que ainda teve chances de virar. Para o técnico Luiz Felipe Scolari, o desempenho do time foi um vexame pior até que a goleada por 6 a 0 para o Coritiba, pela Copa do Brasil.
"Eu já perdi de 6 a 0, já perdi campeonato no ultimo jogo… mas nunca tinha sofrido o empate em 11 contra nove. Acho que foi a maior vergonha da minha vida. Eu sinto essa vergonha, mas não sei se os jogadores sentem", disse o técnico. "Se tiver uma palavra pior que vexame, a gente tem que entender que, se amanhã todo nosso grupo de trabalho ouvir piadas, tem que engolir seco, e bem sequinho, porque foi um vexame total e absurdo. Que ninguém fique bravo com isso", prosseguiu.

Além disso, o técnico lembrou o jogo contra o Avaí, contra quem a situação era inversa – equipe alviverde é quem tinha ficado com dois jogadores a menos – e conseguiu se superar, segurando o 1 a 1 fora de casa, coincidentemente o mesmo resultado deste fim de semana. "Essa foi a mesma forma que tivemos que enfrentar o Avaí e nos saímos bem. Só que aquela lição não funcionou hoje. Hoje, foi o reverso, entregamos mais dois pontos vamos ver o que podemos fazer até o domingo."

Felipão desabafa: 'A maior vergonha de minha vida'

Felipão desabafa: ‘A maior vergonha de minha vida’
Crédito da imagem: Agência Estado

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 39 pontos e está na oitava posição. Caso tivesse vencido, a equipe iria a 41 pontos, mesma pontuação do Fluminense, último time dentro da zona de classificação para a Libertadores da América. Na próxima rodada, a 27ª do Campeonato Brasileiro, o time do Palestra Itália receberá o lanterna América-MG e, se vencer e outros resultados da rodada forem favoráveis, pode voltar provisoriamente à área de vaga para a competição sul-americana.

ICFUT – Milton Neves perde a linha e manda Neto calar a boca em programa

Fonte: uol

Mesmo depois de dizer em uma entrevista que não coloca a mão no fogo pelo colega Milton Neves e pedir desculpas ao vivo no Terceiro Tempo, Neto não para de provocar o apresentador.

Neste domingo, Milton Neves dizia que o diretor da Band, José Emílio Ambrosio, falava com ele pelo ponto eletrônico quando Neto o interrompeu: “É mentira isso aí! O Zé Emílio Ambrosio não está no seu ponto, não!”, exclamou.

Perdendo a peciência, Milton Neves retrucou xingando o comentarista. “Cala a boca Neto! Você é um cornão! Você é um bundão, você é um camundongo piolhento!”, disparou o apresentador.

Não foi a única discussão entre os dois no programa. Quando Milton comentava sobre o jogo do Corinthians, Neto cortou o que ele dizia para fazer uma constatação constrangedora: “Você está usando batom, Milton!”

O apresentador desmentiu Neto, ironizando-o: “Nossa, é tanta coisa que a gente tem que aguentar! A gente já ganha pouco e ainda tem que aguentar esse tipo de coisa!”, reclamou Milton.

Inconformado com a afirmação, Neto retrucou. “Você ganha pouco? Você está com quatorze merchan no Terceiro Tempo hoje e ganha pouco? Que mentira!”, exclamou.

Em uma última tentativa de Neto de tocar no assunto, Milton Neves negou que estava usando batom, mas sem ser convincente. “Eu não estou usando batom, pô! É o brilho!”, justificou o apresentador.

ICFUT – Após críticas, Kajuru desiste de exibir entrevista com goleiro Bruno

Fonte: uol

Após receber críticas e conselhos, o jornalista Jorge Kajuru afirma que desistiu de exibir a entrevista que fez com o goleiro Bruno Fernandes, acusado de envolvimento na morte de Elisa Samúdio no ano passado. O material estaria em poder da Band. Kajuru dissera que iria ceder a entrevista ao amigo José Luiz Datena, do "Brasil Urgente". Kajuru entrevistou o goleiro em dezembro passado.

O problema é que a exibição da entrevista estava condicionada, em documento, a um pagamento de R$ 150 mil ao ex-advogado do goleiro, Ércio Quaresma.

Segundo Kajuru, 50, mediante um acordo financeiro, que prevê esse pagamento a Quaresma, o advogado permitiu que ele entrevistasse Bruno em 2 de dezembro último. O goleiro está no presídio de Contagem, Minas. A entrevista nunca foi divulgada até a semana passada, quando o F5 descobriu a existência do material.

"Estou impressionado com a reação do meu público, que, em sua maioria absoluta, se manifesta através do meu blog e twitter pedindo para eu não colocar no ar a entrevista feita com o goleiro Bruno, 11 meses atrás", disse em comunicado.

"Meus verdadeiros amigos também acompanham a opinião de meus fãs, e acham que eu devo esquecer esta entrevista (…).Não sou um jornalista policial, não tenho programa policial e meu nível e história não merecem essa mancha", declarou.

O CASO ELISA SAMÚDIO

Elisa Samúdio foi morta provavelmente um ano atrás, depois de sumir de um hotel no Rio, para onde tinha viajado com o filho –cujo pai era Bruno. O jogador não aceitava a paternidade da criança. Durante as investigações do rumoroso caso, a polícia obteve denúncias de que Elisa fora espancada no sítio do jogador, no período do desaparecimento.

Um primo do goleiro, então menor, e o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, foram apontados como executores do crime. A defesa deles nega. Elisa era modelo e chegou a fazer filmes pornôs. Seu corpo jamais foi encontrado.

Em julho passado, a polícia indiciou o goleiro Bruno e outros suspeitos foram indiciados por homicídio, sequestro, formação de quadrilha, corrupção de menores, cárcere privado e ocultação de cadáver.

Outro acusado, Marcos A. dos Santos foi acusado por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e formação de quadrilha. Outros escaparam da acusação de assassinato, mas foi mantida a de cárcere e formação de quadrilha.

Questionado pela coluna a respeito de sua impressão sobre Bruno, após a entrevista, Kajuru afirmou que, embora tenha ‘dúvidas sobre quem cometeu o crime’, ele acredita ‘que Bruno não participou do assassinato’.

Marcel Bonzo/Divulgação

Entrevista de Jorge Kajuru com o goleiro Bruno deve ser exibida na Band

Entrevista de Jorge Kajuru com o goleiro Bruno deve ser exibida na Band

ICFUT–BRASILEIRÃO SÉRIE A: Resultados 25/09/2011, Gols, Resumo da rodada e Classificação

Resultados

25/09/2011 16:00 (Dom) Corinthians 1 x 0 Bahia Pacaembu
25/09/2011 16:00 (Dom) Botafogo-RJ 2 x 2 São Paulo Engenhão
25/09/2011 16:00 (Dom) Internacional-RS 2 x 1 Atlético-MG Beira Rio
25/09/2011 16:00 (Dom) Cruzeiro 0 x 3 Vasco Arena do Jacaré
25/09/2011 16:00 (Dom) Avaí 1 x 2 Grêmio Ressacada
25/09/2011 18:00 (Dom) Atlético-GO 1 x 1 Palmeiras Serra Dourada
25/09/2011 18:00 (Dom) Ceará 3 x 2 Coritiba Presidente Vargas-CE
27 ª Rodada

 

Gols

 

 

 

 

 

 

 

Resumo da rodada

Fonte: futebolinterior

Vasco, de Diego Souza, lidera seguido pelo Corinthians

São Paulo e Botafogo aparecem em seguida e na briga pela ponta

Com outra grande atuação e com três gols decisivos do meia Diego Souza, o Vasco da Gama venceu o Cruzeiro, por 3 a 0, em Minas Gerais e manteve a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, que tem sete jogos neste domingo pela 25.ª rodada. O time cruzmaltino, agora, soma 49 pontos.

E a novidade é a volta do Corinthians à vice-liderança, após vencer, no sufoco, o Bahia, por 1 a 0, no Pacaembu. O Timão ficou com 47 pontos.

Esta posição, por muitos minutos, foi do Botafogo, que vencia o São Paulo, por 2 a 0, no Engenhão. Mas cedeu o empate e, por isso, o time paulista assumiu a terceira posição, com 46 pontos, enquanto o Botafogo ficou em quarto lugar, com 45 pontos. Mais distantes aparecem Fluminense e Flamengo, ambos com 41 pontos, que atuaram no sábado. Depois o Internacional, com 40 pontos, em sétimo.

Contra a queda
Na briga contra o rebaixamento, nenhuma mudança, mesmo porque o Atlético-MG, 17.º, com 25, perdeu para o Internacional, por 2 a 1, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, enquanto o Avaí, 19.º, com 22 pontos, em Florianópolis perdeu para o Grêmio, por 2 a 1.
O América-MG, lanterna com 19 pontos, perdeu para o Flamengo, por 2 a 1, enquanto o Atlético-PR, 18.º, com 24 pontos, empatou em casa com o Fluminense, por 1 a 1, no sábado.

Mais dois jogos

Nesta noite ainda estão foram disputados dois jogos. O surpreendente Atlético-GO recebeu o Palmeiras e empatou, por 1 a 1. Mas com gosto de vitória, porque o time goiano perdia o jogo e tinha dois jogadores a menos – expulsos – quando igualou o placar. O Atlético tem 35 pontos em 12.º lugar. O Palmeiras, com 39 pontos, ocupa a oitava posição.
Enquanto isso, o Ceará tenta se afastar da zona de rebaixamento e conseguiu vencer o Coritiba, por 3 a 2, num duelo movimentado. Destaque para o atacante Roger, ex-Guarani e POnte Preta, que fez dois gols, um deles de bicicleta. O Vovô agora tem 30 pontos, em 14.º lugar. O Coritiba continua com 36 pontos, em nono lugar. Esta foi a primeira vitória do técnico Estevam Soares que ficou com a responsabilidade de corrigir as falhas do ex-técnico, Vagner Mancini.

No sábado…
O Flamengo venceu depois de 10 rodadas. Foi no sufoco, mas virou em cima do América-MG, por 2 a 1, no Engenhão. O Santos, que não perdia há 10 jogos e vinha de quatro vitórias consecutivas, perdeu em casa, na Vila Belmiro, para o Figueirense, por 3 a 2. Na Arena Baixada, Atlético-PR e Fluminense ficaram num justo 1 a 1.

Classificação

  Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Vasco da Gama-RJ 49 26 14 7 5 41 28 13 62.8
2  Corinthians-SP 47 26 14 5 7 37 26 11 60.3
3  São Paulo-SP 46 26 13 7 6 41 30 11 59.0
4  Botafogo-RJ 45 25 13 6 6 40 28 12 60.0
5  Fluminense-RJ 41 26 13 2 11 34 31 3 52.6
6  Flamengo-RJ 41 26 10 11 5 42 34 8 52.6
7  Internacional-RS 40 26 10 10 6 43 33 10 51.3
8  Palmeiras-SP 39 26 9 12 5 32 25 7 50.0
9  Coritiba-PR 36 26 10 6 10 44 34 10 46.2
10  Figueirense-SC 36 26 9 9 8 32 33 -1 46.2
11  Santos-SP 35 24 10 5 9 36 37 -1 48.6
12  Atlético-GO 35 26 9 8 9 32 29 3 44.9
13  Grêmio-RS 33 25 9 6 10 29 33 -4 44.0
14  Ceará-CE 30 26 8 6 12 33 44 -11 38.5
15  Bahia-BA 30 26 7 9 10 29 33 -4 38.5
16  Cruzeiro-MG 29 26 8 5 13 31 33 -2 37.2
17  Atlético-MG 25 26 7 4 15 32 44 -12 32.1
18  Atlético-PR 24 26 5 9 12 25 38 -13 30.8
19  Avaí-SC 22 26 5 7 14 30 54 -24 28.2
20  América-MG 19 26 3 10 13 32 48 -16 24.4