Por Cleber Aguiar – Rodada de clássicos tem protestos anti-Teixeira

 

Fonte: Folha de São Paulo

Faixas e gritos pedem saída de cartola da CBF


Articulado por um movimento de torcidas organizadas, protestos contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, se estenderam, em alguns lugares timidamente, pelos principais estádios do Brasil na 19ª rodada do Brasileiro.
Houve ainda proibição de protesto na Arena do Jacaré, em Minas Gerais, no clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro.
A manifestação mais visível foi de organizada do Palmeiras, no jogo contra o Corinthians. A torcida fez mosaico com a bandeira do Brasil e dizeres “Fora Teixeira”.
Entre corintianos, houve alguns pequenos cartazes de torcedores isolados.
No clássico da Vila Belmiro, a torcida são-paulina levou cartazes e faixas pedindo a saída do cartola da CBF.
Também houve um mosaico na torcida do Internacional, no Gre-Nal, com crítica ao dirigente da CBF. Inicialmente, a polícia disse que vetaria a manifestação.
No Rio, no clássico entre Flamengo e Vasco, houve torcedores isolados com cartazes anti-Teixeira e uma distribuição de panfletos pedindo sua saída da confederação, nas cercanias do estádio.
A torcida do Atlético-MG levou uma faixa contra o dirigente, mas a entrada desta no estádio de Sete Lagoas foi barrada pela polícia militar.
“Não se trata de censura, mas de dar melhor visibilidade ao torcedor”, afirmou membro da polícia militar.
Em Santa Catarina, havia uma disputa entre cartolas locais e o Ministério Público sobre o protesto. Não se viu cartazes no Orlando Scarpelli, no jogo Figueirense x Avaí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s