Por Cleber Aguiar – Últimas do Futebol Carioca !

Fonte: O Dia Online

Flu anuncia renovação com Marquinho até 2013

Rio – Numa época em que as novelas de especulação estão acabando, o Fluminense resolveu encerrar mais uma. Nesta quinta-feira, o Tricolor anunciou a renovação de contrato com o meia Marquinho, encerrando as especulações de que o meia poderia deixa o clube para jogar no Grêmio.

Segundo o comunicado do clube, através do Twitter, o apoiador passará a receber cerca de R$ 140 mil, o dobro de seu salário anterior, e ficará no clube até o final de 2013. Tais valores já haviam sido combinados antes da possibilidade de contratação pelo Grêmio.

Por conta da possível saída do clube, Marquinho foi deixado de fora da última partida do Flu, contra o Coritiba. A diretoria resolveu não deixar o atleta fazer sua sétima partida pelo Brasileirão enquanto sua situação não se resolvesse.

Em São Januário, ‘Reizinho’ reencontra o ‘Príncipe’

Rio – Após comparecer à apresentação de Juninho para a torcida, antes do jogo contra o Figueirense, dia 11 de junho, em São Januário, o ex-jogador Geovani voltou ontem à Colina. Apesar do encontro do Príncipe com o Reizinho, dois históricos camisas 8 do Vasco, a escalação de Juninho ainda é incerta para a partida de domingo, em Ipatinga.

O zagueiro Dedé admitiu que seria “ruim” jogar sem Juninho e ainda sem Felipe, mas disse não saber se o Reizinho será realmente poupado. “Ele começou treinando e não entendi depois porque saiu. Embora tenhamos a volta do Eduardo Costa, que ajuda bastante na marcação, o que é bom, qualquer partida que jogarmos sem o Felipe e sem o Juninho é ruim”, disse .

Somente hoje o técnico Ricardo Gomes deve revelar se Juninho vai para o jogo, que seria o de número 299 dele com a camisa do Vasco. Para a marca de 300, o adversário seria o Bahia. O palco, o velho e conhecido caldeirão de São Januário.

Fonte: Gazetaesportiva.net

STJD pode punir ato de Kleber e cartões de Thiago Neves e Gaúcho

William Correia São Paulo (SP)
Ronaldinho Gaúcho chegou a bater falta sem autorização, em ato que poderia gerar cartão

O confronto entre Palmeiras e Flamengo não teve gols nem muitas finalizações perigosas, mas pode render punições aos astros dos dois times. Paulo Schmitt, procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), pretende denunciar Kleber no lance em que teria ignorado o Fair Play e Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho pela suspeita de terem forçado o terceiro amarelo.Os três podem ser enquadrados no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que repreende quem comete erros disciplinares ou éticos. Mas a pena, que pode chegar a dez partidas de suspensão, será por motivos diferentes para o trio.

Em relação ao Gladiador, ele não pode ser punido sob a acusação de não realizar o Fair Play, que não consta na regra. “Mas a atitude dele poderia ter causado uma confusão na partida, além de ter gerado muitas ofensas”, argumenta Schmitt. O árbitro Leandro Pedro Vuaden, porém, nem cita o ocorrido na súmula, limitando-se a falar sobre um laser apontado para o campo com dez minutos de partida.

O jogador do Verdão discorda da cobrança por praticar o Fair Play. “Tem muita hipocrisia nisso. Fair Play é bom só para a tua equipe, não para a dos outros. O Felipão manda a gente devolver a bola onde ela parou, mas os outros não fazem isso e somos prejudicados”, reclamou.

Já Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho teriam forçado o terceiro cartão amarelo para não enfrentarem o Ceará no próximo sábado, às 21 horas (de Brasília), em Macaé (RJ). O camisa 10 teve atitude claras, como bater uma falta antes de o árbitro apitar, chutar contra o gol de Marcos com o lance já parado por impedimento e atrasar cobranças dos adversários.

O que mais pode complicar a dupla, entretanto, foi Thiago Neves ter admitido a estratégia. “Foi um ato bem pensado. Conversei com o Ronaldo que seria melhor ficar fora contra o Ceará para enfrentar outros times que vão brigar por título. É o jogo certo para ficar fora”, disse o meia no desembarque da delegação no Rio de Janeiro – para irritação de Vanderlei Luxemburgo.

“O jogador não pode escolher que partida jogar”, apontou Schmitt, considerando a postura antiética. O procurador já solicitou imagens para determinar se a atitude de Ronaldinho Gaúcho, que não admitiu a culpa como Thiago Neves, também pode ser enquadrada no mesmo caso.

Botafoguenses focam no Atlético-PR para acabar com jejum de vitórias

O Botafogo decepcionou sua torcida e saiu derrotado pelo Corinthians, nesta quarta-feira, ficando ainda mais distante do líder do Campeonato Brasileiro.

Além disso, com o resultado, a equipe também ficou mais longe da zona de classificação para a Copa Libertadores. No entanto, para o meia Elkeson, o elenco deve voltar aos trabalhos visando o confronto de sábado, contra o Atlético-PR, lanterna da competição, na capital paranaense.

“A equipe lutou, tentou até o último minuto buscar o empate, mas infelizmente não aconteceu. O Corinthians conseguiu neutralizar nossos pontos fortes. Agora, não podemos baixar a cabeça nem adianta mais lamentar, o Campeonato Brasileiro é assim. Vamos pensar no próximo jogo, que será difícil. Estamos conseguindo jogar bem fora de casa e nossa esperança é de trazer um bom resultado”, disse ao site do clube.

Sem vencer há três jogos, Elkeson admitiu que o Botafogo começa a sofrer com a falta de pontos na tabela de classificação. O jogador rechaçou que os alvinegros estejam pressionados para conquistar uma vitória na próxima rodada.

“Não é uma pressão. Antes, estávamos há oito jogos sem perder. Queremos estar sempre vencendo, mas o campeonato é difícil e longo. Nossa intenção é fazer um bom jogo contra o Atlético-PR e conseguir o resultado. A equipe deles vai querer se recuperar em casa, com apoio da torcida, para sair das últimas posições. Mas temos feito bons jogos fora de casa”, declarou.

O goleiro Jefferson ressaltou que o Atlético-PR vive situação delicada no Brasileiro, pois ainda não venceu e ocupa a última posição. Para o jogador, o momento é do Botafogo apenas pensar nele e buscar os três pontos fora de casa: “Sabemos da dificuldade que eles passam, mas vamos pensar mais nos nossos méritos e na nossa força. Queremos nos concentrar no nosso potencial, pois temos condições de fazer um grande jogo e ir em busca dos três pontos”, comentou.

O camisa 1, ao contrário de Elkeson, afirmou que está incomodado com o jejum de vitórias do alvinegro. Para Jefferson, o time só voltará ao G-4 com uma boa sequência de resultados: “Pela grandeza do Botafogo, não podemos ficar tantos jogos sem ganhar. Com mais duas vitórias, voltamos ao G-4. Temos que estar com os pés no chão e saber que o campeonato é longo, mas não podemos usar o discurso de que ainda está só no início”, finalizou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s