ICFUT – Classificação e Jogos – BRASILEIRÃO SÉRIE A – 2011

Destaque da Rodada

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG %
1
Corinthians
19
7
6
1
0
15
4
11
90.5
2
Flamengo
16
8
4
4
0
17
8
9
66.7
3
São Paulo
15
8
5
0
3
9
9
0
62.5
4
Internacional
15
8
4
3
1
17
8
9
62.5
5
Palmeiras
14
7
4
2
1
12
5
7
66.7
6
Botafogo
14
7
4
2
1
10
5
5
66.7
7
Figueirense
13
7
4
1
2
9
7
2
61.9
8
Fluminense
12
7
4
0
3
7
7
0
57.1
9
Cruzeiro
12
8
3
3
2
11
7
4
50
10
Vasco
11
8
3
2
3
11
13
-2
45.8
11
Ceará
10
8
3
1
4
11
14
-3
41.7
12
Bahia
9
8
2
3
3
10
11
-1
37.5
13
Santos
8
6
2
2
2
7
6
1
44.4
14
Grêmio
8
8
2
2
4
9
12
-3
33.3
15
Atlético-MG
8
8
2
2
4
10
16
-6
33.3
16
Coritiba
7
7
2
1
4
12
11
1
33.3
17
Atlético-GO
7
7
2
1
4
7
9
-2
33.3
18
América-MG
5
7
1
2
4
9
15
-6
23.8
19
Avaí
3
8
0
3
5
8
22
-14
12.5
20
Atlético-PR
1
8
0
1
7
2
14
-12
4.2

Artilharia

6 GOLS
Cruzeiro – Montillo

5 GOLS
Flamengo – Ronaldinho Gaúcho
Internacional – Oscar

4 GOLS
América-MG – Alessandro
Botafogo – Elkeson
Corinthians – Liedson
Flamengo – Deivid
Palmeiras – Kleber e Luan
Vasco –
Bernardo

8ª RODADA
6/07 – 19h30 Avaí-SC 2 x 2 Bahia-BA
6/07 – 19h30 Cruzeiro-MG 2 x 0 Grêmio-RS
6/07 – 19h30 Internacional-RS 1 x 0 Atlético-PR
6/07 – 21h50 Corinthians-SP 2 x 1 Vasco da Gama-RJ
6/07 – 21h50 Ceará-CE 3 x 0 Atlético-MG
6/07 – 21h50 Flamengo-RJ 1 x 0 São Paulo-SP
7/07 – 19h30 Botafogo-RJ x Atlético-GO
7/07 – 19h30 Coritiba-PR x Figueirense-SC
7/07 – 21h00 América-MG x Palmeiras-SP
24/08 – 19h30 Santos-SP x Fluminense-RJ
9ª RODADA
9/07 – 19h30 Vasco da Gama-RJ x Internacional-RS
9/07 – 19h30 São Paulo-SP x Cruzeiro-MG
9/07 – 21h00 Atlético-PR x Avaí-SC
10/07 – 16h00 Bahia-BA x Botafogo-RJ
10/07 – 16h00 Fluminense-RJ x Flamengo-RJ
10/07 – 16h00 Atlético-GO x Corinthians-SP
10/07 – 16h00 Grêmio-RS x Coritiba-PR
10/07 – 18h30 Figueirense-SC x Ceará-CE
10/07 – 18h30 Palmeiras-SP x Santos-SP
10/07 – 18h30 Atlético-MG x América-MG

Por Cleber Aguiar – Tevez põe cara a tapa e admite: Argentina merecia a derrota

Fonte: Globo.com

‘Jogamos mal’, diz ex-corintiano, o único atleta a atender os jornalistas após mais um fracasso dos hermanos na Copa América, contra a Colômbia

Por Marcos Felipe Direto de Santa Fé, Argentina

 

Além de jogador do povo, Tevez é também o jogador da imprensa. Após outro fiasco da anfitriã Argentina na Copa América, desta vez um empate de 0 a 0 com a Colômbia, o atacante do Manchester City foi o único que parou para falar com os jornalistas na zona mista, quebrando até mesmo uma barreira policial colocada para evitar um maior contato dos atletas com os repórteres.

Todos os outros jogadores, inclusive Lionel Messi, passaram sem dar um pio sequer depois de uma hora e meia no vestiário. O meia Banega, que puxava a fila, saiu com as mãos no rosto.

Abatido, Tevez reconheceu que o resultado mais justo seria a vitória do rival, que criou muitas chances claras de gol. Prova disso é que o goleiro argentino, Sergio Romero, foi escolhido o craque do jogo pela organização do torneio.

– A Colômbia merecia ganhar. Jogamos mal. Agora temos que analisar (nossos erros) o mais rápido possível e corrigir os problemas – advertiu Tevez que, após o papo com os jornalistas, seguiu com restante da delegação para o aeroporto de Santa Fé onde um avião fretado rumo a Buenos Aires os esperavam.

Tevez também deu razão à torcida que, no fim da partida, vaiou os jogadores e o técnico Sergio Batista.

– O que vou dizer a eles? Eles estão certos em ficarem de cabeça quente.

Com dois pontos, a Argentina não está em uma situação das mais confortáveis no Grupo A. Os hermanos precisam derrotar a Costa Rica na próxima segunda-feira, em Córdoba, para avançarem às quartas de final. O primeiro lugar está ameaçado, já que os colombianos chegaram aos quatro pontos e enfrentam a Bolívia, que soma um, mas joga nesta quinta-feira contra os costarriquenhos, em San Salvador de Jujuy, às 19h15m (de Brasília), e também pode se igualar na ponta da chave.

Por Cleber Aguiar – Polícia holandesa investiga causas de acidente no estádio do Twente

Fonte: Globo.com

Porta-voz diz que todas as vítimas já foram retiradas, mas buscas continuam por ‘precaução extra’. Amistoso de sábado é cancelado

Por GLOBOESPORTE.COM Enschede, Holanda

[videolog 674650]

 A polícia holandesa vai investigar as causas do desabamento da cobertura do estádio do Twente, que deixou uma pessoa morta e pelo menos 16 feridos. Segundo a porta-voz do clube Ilse Hoekstra, em entrevista ao “Daily Mirror”, um representante do serviço holandês de processos públicos, o Openbaar Ministerie, foi enviado para descobrir as razões do acidente. Ela confirmou o número de vítimas e relatou que as buscas continuam apenas por precaução.

– Todo mundo já está fora pelo que sabemos. Ainda estão fazendo buscas com cães e equipes especialistas com câmeras, mas isso é uma precaução extra, uma segunda checagem.

Segundo informações, dois pilares que seguravam a estrutura superior do estádio teriam sofrido rupturas. A cobertura teria caído sobre a tribuna do estádio, em obras de ampliação por conta da participação do Twente na pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

ICFUT – São Paulo perde do Fla e continua na crise

Gol do Bottinelli - Flamengo x São Paulo (Foto: Paulo Sérgio) Bottinelli comemora seu gol, o da vitória rubro-negra sobre o São Paulo (Foto: Paulo Sérgio)

O Flamengo venceu o São Paulo por 1 a 0, na noite desta quarta-feira no Engenhão, e chegou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos ganhos. O gol da vitória foi marcado pelo argentino Bottinelli, que entrou no segundo tempo. O Fla ultrapassou o próprio São Paulo, que perdeu pela terceira vez seguida e pode terminar a rodada fora do G4 com os resultados dos jogos de Botafogo, Palmeiras e Figueirense. Se dois destes times vencerem seus jogos, o Sampa sai da zona de classificação para a Libertadores.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 6/7/2011 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Haussmann (RS) e Roberto Braatz (PR)
Renda e público: R$ 465.260,00 / 15.790 pagantes / 18.418 presentes
Cartões amarelos: Airton e Ronaldo Angelim (FLA); Juan (SAO)
Cartões vermelhos: –
Gols:
Bottinelli 26’/2ºT (1-0)

FLAMENGO: Felipe; Léo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Airton (Bottinelli, 18’/2ºT), Willians, Renato e Thiago Neves (Luiz Antonio, 38’/2ºT); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Negueba, 18’/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SÃO PAULO:Rogério Ceni; Jean, Rhodolfo, Xandão e Juan; Rodrigo Souto, Wellington (Henrique, 33’/2ºT), Marlos e Carlinhos Paraíba; Fernandinho (Rivaldo, 12’/2ºT) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Fonte: Lancenet

ICFUT – Timão estraga a festa de Rei Juninho

Fonte: Globo Esporte

Paulinho comemora gol do Corinthians contra o Vasco (Foto:  JF Diorio / Ag. Estado)Paulinho festeja: ‘plebeus’ viram o jogo para o
Corinthians (Foto: JF Diorio / Ag. Estado)

O cetro e a coroa estavam preparados para Juninho Pernambucano, mas dois “plebeus” trataram de manter o Corinthians na liderança do Campeonato Brasileiro e acabar com a festa pelo retorno do meio-campista ao Vasco. Depois de um susto com o gol do Reizinho logo a um minuto, em falha do goleiro Julio Cesar, o invicto Timão contou com os pouco badalados Ralf e Paulinho para virar o jogo, vencer por 2 a 1 e segurar o primeiro lugar na classificação.

A reestreia do ídolo vascaíno e o gol marcado por ele logo no início não foram capazes de atrapalhar a grande fase corintiana no torneio nacional. O Timão controlou rapidamente o jogo, inverteu a vantagem no placar e arrancou para o quarto triunfo consecutivo.

Mesmo com um jogo a menos (enfrenta o Santos em 10 de agosto, pela quinta rodada), o clube chega aos 19 pontos e aumenta de um para três a vantagem sobre o segundo colocado, o Flamengo. No domingo, visita o Atlético-GO, às 16h, no Serra Dourada, em Goiânia.

Campeão da Copa do Brasil e garantido na Libertadores 2012, o Vasco tenta não se acomodar na competição, mas acumula sua segunda derrota consecutiva. Com isso, cai para o décimo lugar, com 11 pontos, e enfrenta o Internacional, sábado, às 18h30m, em São Januário.

Reizinho marca, mas plebeus brilham

Juninho Pernambucano comemora gol do Vasco (Foto: Eliaria Andrade / Ag. O Globo)Juninho Pernambucano comemora gol do Vasco
(Foto: Eliaria Andrade / Ag. O Globo)

Tite passou os últimos dias alertando os jogadores do Corinthians sobre os riscos de cometer faltas próximas da área. Juninho Pernambucano, mestre no quesito, estaria lá em seu primeiro jogo desde o retorno ao Vasco. Mas não houve tempo para calcular o perigo. Com apenas dois minutos, o Reizinho mostrou suas armas, com a colaboração de Julio Cesar. Em disparo da intermediária, a bola tocou o chão dentro da pequena área e traiu o goleiro corintiano no canto direito. Festa para a pequena torcida carioca presente no Pacaembu.

Por dez minutos, a ambiciosa estratégia de Ricardo Gomes deu certo. Romulo era o único volante, mas ganhava a ajuda de toda a equipe, recuada em seu campo de defesa durante os ataques rivais. Juninho, aos 36 anos, mostrou bom desempenho na marcação e na armação das jogadas. Já Eder Luis, posicionado aberto pelo lado direito do ataque, freou as descidas do lateral-esquerdo Fábio Santos, uma das principais jogadas do Timão.

O pouco espaço dos atacantes corintianos permitiu que os volantes aparecessem mais. Ralf, como de costume, foi muito eficiente na proteção aos defensores, arrancando gritos da torcida a cada dividida. Mas, desta vez, o “cão de guarda” se destacou no ataque para superar Fernando Prass, autor de duas lindas defesas logo no início. A cota de milagres acabou aos 21 minutos quando, em rebote na entrada da área, o volante chutou forte no canto direito. A bola passou por baixo do goleiro e morreu na rede.

O Vasco se assustou com a velocidade do Corinthians e se atrapalhou na tentativa de jogar nos contra-ataques. Diego Souza, Alecsandro e Eder Luis não conseguiram segurar a bola na frente e permitiram que a equipe fosse encurralada. Novamente, um volante apareceu no sistema ofensivo para colocar o Timão em vantagem, aos 42. Paulinho recebeu de Danilo, invadiu a área e tocou bonito no canto direito.

Timão pisa no freio, mas Vasco não aproveita

Diego Souza no jogo do Vasco contra o Corinthians (Foto: Eliaria Andrade / Ag. O Globo)Corinthians pisa no freio, mas segura vitória

A pressão exercida pelo Corinthians no primeiro tempo diminuiu. Claramente, Tite tentou controlar o resultado para jogar nos contra-ataques. O Vasco reapareceu apostando nos espaços dados pelos laterais adversários. A primeira grande chance, porém, veio em bola  parada, aos 14. Juninho cobrou falta pela direita, Alecsandro tentou desviar e bola saiu muito próxima da trave.

Como aconteceu contra o Bahia, o setor ofensivo do Corinthians perdeu rendimento. Danilo caiu de produção e levou com ele Jorge Henrique e Liedson. Tite colocou Emerson no lugar de Willian e ouviu das arquibancadas a torcida pedir a entrada de Alex. Do outro lado, Ricardo Gomes sacou o apagado Diego Souza e colocou Bernardo.

Alex entrou na vaga de Danilo, no Timão, e deu mais movimentação ao ataque corintiano. Em cobrança de falta, aos 30, fez Prass trabalhar. O Vasco não se entregava, mas tinha dificuldades de concluir com eficiência. O lance de maior perigo da equipe carioca foi em uma cobrança de falta de Bernardo, aos 44, que carimbou a trave esquerda de Julio Cesar. Depois disso, não havia mais tempo para o visitante reagir: vitória do líder, em dia de gols do “plebeus”.

CORINTHIANS 2 X 1 VASCO
Julio Cesar, Weldinho, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo (Alex); Willian (Emerson), Liedson e Jorge Henrique (Edenilson). Fernando Prass, Fagner, Dedé, Anderson Martins e Márcio Careca; Romulo, Juninho Pernambucano (Allan), Felipe e Diego Souza (Bernardo); Éder Luis (Leandro) e Alecsandro.
Técnico: Tite. Técnico: Ricardo Gomes.
Gols: Juninho Pernambucano, aos 2 minutos, Ralf, aos 21, e Paulinho, aos 42 do primeiro tempo
Cartões amarelos: Fábio Santos (COR); Márcio Careca e Fagner (VAS)
Data: 06/07/2011. Local: Pacaembu, em São Paulo. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS). Auxiliares: José Chaves Franco Filho (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS).
Público e renda: 28.453 pagantes / R$ 957.015,50