Por Edgar Santista – Neymar, Falcão, Cristiane… Santos tem 21 atletas em seleções brasileiras

Peixe vira fornecedor de mão de obra para equipes que representam o País. Só no futsal são sete jogadores do clube alvinegro

Com três jogadores (Ganso, Elano e Neymar), o Santos é o time que mais cedeu atletas à Seleção Brasileira para a disputa da Copa América, ao lado do Milan (que tem Thiago Silva, Robinho e Alexandre Pato).

Mas não é só para o grupo de Mano Menezes que o Santos cede mão de obra. No total, o clube tem 21 atletas espalhados por diversas seleções brasileiras, inclusive a feminina e a de futsal. Além dos três chamados para a Copa América, há quatro santistas na pré-lista para o Mundial Sub-20, um no grupo que disputará o Mundial Sub-17, seis para a Copa do Mundo de Futebol Feminino e sete para a Seleção de Futsal.

neymar falcão  cristiane santos (Foto: Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM)Neymar, Falcão e Cristiane: do Santos para a Seleção (Foto: Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM)

Para o Mundial Sub-20, na Colômbia, figuram na pré-lista de 26 convocados por Ney Franco quatro santistas: Alex Sandro, Danilo, Alan Patrick e Felipe Anderson. Com exceção deste último, todos atuaram diante do Peñarol, quarta-feira, na primeira partida da decisão da Taça Libertadores. A apresentação do quarteto está programada para o dia 4 de julho, na Granja Comary.

Na Sub-17, o santista em evidência é o lateral esquerdo Emerson, que disputará o Mundial da categoria, no México. A estreia é segunda-feira (20), contra a Dinamarca.

Na Seleção Feminina, a goleira Andreia Suntaque, a zagueira Aline Pellegrino, a atacante Cristiane, a atacante e volante Erika, a volante Ester e a ponta direita Fabi já estão concentradas para a disputa do Mundial da Alemanha. A estreia na competição será dia 29 de junho, contra a Austrália.O Brasil busca o título inédito na Copa do Mundo feminina.

No Futsal, os alas Falcão, Valdin, Pixote e Jackson, o fixo Neto, o goleiro Djony e o pivô Jé estarão com o grupo brasileiro para um período de treinos em Foz do Iguaçu (PR), além de dois amistosos contra o Paraguai, dias 15 e 17 de julho. A apresentação do grupo será no próximo dia 7, em Foz do Iguaçu (PR).

Sucesso na seleção principal
Elano, Ganso e Neymar têm esperança de atuarem juntos como titulares durante a Copa América. A última vez que o Santos cedeu três jogadores para uma Copa América foi em 1983. Na ocasião, os convocados foram os ex-zagueiros Márcio Rossini e Toninho Carlos e o ex-ponta esquerda João Paulo. Já a última vez que o Peixe teve três chamados para uma competição oficial da Seleção foi na Copa das Confederações de 2001: o goleiro Fábio Costa, o lateral esquerdo Léo e o meia Robert.

Por Globoesporte.com

ICFUT – Após sair da prisão, Edmundo comenta final da Libertadores

Fonte: Portal Terra

O ex-jogador chegou por volta das 20h30 ao seu flat no bairro Itaim Bibi, zona sul de São Paulo, após ser libertado da prisão. Foto: Fernando Borges/Terra

Após ser solto, Edmundo voltou para seu flat, em São Paulo
Foto: Fernando Borges/Terra

Após ser beneficiado por um habeas-corpus concedido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o ex-jogador Edmundo retomou a rotina e voltou a atuar como comentarista na TV Bandeirantes. No programa Jogo Aberto, Edmundo foi recebido pela apresentadora Renta Fan eoutros jornalistas. Ele falou sobre a prisão, a final da Taça Libertadores da América, entre Santos e Peñarol, e elogiou o apoio recebido de colegas.

“Obrigado, Renata e a todos. Sem dúvida nenhuma, vocês foram fantásticos comigo. Me deram apoio, carinho e respeito. Queria deixar claro que o acidente foi há quase 16 anos e vivo esse sofrimento desde então. Sou solidário às famílias das vitimas desde então. O acontecimento da última quarta não foi nem de perto o que ocorreu há 15 anos. Fico triste pelo que aconteceu (prisão), mas feliz pelo apoio das pessoas, principalmente aqui na Bandeirantes. Venho poucas vezes aqui, só de quarta e domingo, mas eu fui respeitado, e me senti abraçado como se meus pais tivessem vivos”

Edmundo ainda criticou a cobertura jornalística de sua prisão. “Eu acho que a imprensa acabou fazendo o papel dela, mas o exagero foi do ser humano. Será que só tenho deveres, e nenhum direito? É direito do ser humano se defender. Isso deveria ser respeitado, mas não foi. Pena que só aconteceu o sensacionalismo. Não estudei, só joguei bola, por isso deixo com o meu advogado para ver o que acontecerá daqui até lá.”

Com um semblante sério, característico de sua personalidade, Edmundo disse ter acompanhado a primeira partida da decisão em Montevidéu, ocorrida horas antes de sua prisão. “Ficou claro que o Santos é superior individualmente. O time brasileiro tem jogadores mais leves e o Peñarol joga um futebol de força. Acredito que teremos mais uma vitória do futebol brasileiro.”

Três mortes na Lagoa
Na madrugada do dia 2 de dezembro de 1995, quando saía de uma boate na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro, o então jogador do Flamengo chocou seu Jeep Grand Cherokee com um Fiat Uno. No acidente, morreram Joana Maria Martins Couto, Carlos Frederico Britis Tinoco e Alessandra Cristini Pericier Perrota, que estavam no outro automóvel. Outras três pessoas ficaram feridas – Roberta Rodrigues de Barros Campos, Débora Ferreira da Silva e Natascha Marinho Ketzer. O laudo da perícia apontou que o jogador estava em alta velocidade.

Em março de 1999, Edmundo foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto. O ex-jogador chegou a passar uma noite na cadeia em função dos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais – também culposas – nas outras três vítimas.

A defesa de Edmundo recorreu, mas a 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça manteve a decisão no dia 5 de outubro de 1999. Em 2008, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou a oitava tentativa do ex-jogador de anular a condenação e manteve a pena.

Na última terça-feira, o juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, determinou a expedição de mandado de prisão contra Edmundo. Segundo o advogado Arthur Lavigne, que representa Edmundo, o processo está prescrito desde 2007. “Em 2010, o Ministério Público reconheceu a prescrição e tanto a defesa quanto a acusação concordaram. O juiz, que é novo na Vara, entendeu que não havia prescrição. Não sei qual é a fundamentação dele. (…) Estamos todos surpresos, é uma decisão sem cabimento”, disse Lavigne. Entretanto, para o juiz, ainda não ocorreu o lapso temporal exigido pela lei para prescrever a condenação, que no caso do ex-jogador é de 12 anos.

Por Cleber Aguiar – Ceará pode perder 6 pontos no Brasileirão por escalar Fabrício de forma irregular

Fonte: Futebolinterior.com.br

O presidente estaria suspenso na assinatura do contrato, o que invalidaria o acordo

Fabrício, o alvo da polêmica

Apenas quatro rodadas se passaram e o Campeonato Brasileiro já tem sua primeira grande polêmica. É que o Ceará teria escalado o zagueiro Fabrício de maneira irregular e poderia perder pontos no Campeonato Brasileiro, se o caso for levado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A informação é repercutida na imprensa cearense.

O imbróglio se deve a uma suspensão imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva ao Ceará (TJD-CE) ao presidente alvinegro, Evandro Leitão devido a uma troca de ofensas durante um jogo do Cearense. Esta suspensão foi divulgada pela entidade no dia 2 de junho, o que impediria o cartola de exercer sua função a partir desta data.No dia 3 de junho, um dia após a suspensão de Leitão, o Vozão anunciou o acordo de renovação de contrato com Fabrício, que se estenderá até o fim de 2012. Na prática, este seria um ato irregular, tendo em vista que juridicamente, o mandatário não poderia representar o clube.

A favor do Ceará está o fato de que o documento de renovação data do dia 1º de junho, ou seja, um dia antes da suspensão publicada pelo TJD-CE. Tal fato criou um grande impasse, já que a validade do contrato é referente a um dia antes da suspensão, mas sua publicação aconteceu um dia depois.

De acordo com as informações, nenhum clube fez a denúncia de irregularidade no Ceará, fato que impede o STJD de fazer qualquer tipo de análise do caso. Se o episódio for a julgamento o Vozão corre o risco de perder seis pontos, já que Fabrício atuou, após o dia 2 de junho, no empate contra o Botafogo, por 2 a 2.

Se isso ocorresse, hoje, o clube alvinegro cairia para a lanterna do Brasileirão, com dois pontos negativos. Atualmente, o time ocupa a 15ª colocação, com quatro pontos.

Por Cleber Aguiar – Botafogo enviará representantes para conversar sobre Diego

Fonte: Globo.com

Emissários viajarão para a Alemanha para apresentar a proposta do Alvinegro ao Wolfsburg

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro

diego Werder Bremen  Wolfsburg  (Foto: Reuters)Diego em ação pelo Wolfsburg: sonho do
Botafogo (Foto: Reuters)

O Botafogo decidiu dar mais um passo na busca por realizar seu grande sonho. Na próxima semana viajam para a Alemanha dois emissários enviados pelo clube para negociar a contratação de Diego. O meia revelado pelo Santos pertence ao Wolfsburg.

Em abril, Maurício Assumpção esteve na Alemanha e na Áustria para compromissos profissionais. Ele foi acompanhado de Carlos Alberto Torres, nomeado embaixador do Engenhão, que o apresentou a Franz Beckenbauer. Na ocasião, o presidente alvinegro aproveitou a viagem para seguir até Wolfsburg, onde se encontrou com Diego e apresentou pessoalmente o projeto do clube.

Os representantes terão a missão de mostrar a proposta do Botafogo ao Wolfsburg, que pertence a uma montadora de carros. O Alvinegro busca uma parceria com a empresa para compor o pagamento dos salários do meia. A estimativa é que os ganhos de Diego no Wolfsburg sejam de R$ 1 milhão mensais. Além disso, o jogador tem contrato longo com o clube alemão, o que obrigaria o Botafogo a um grande investimento para negociá-lo em definitivo ou garantir seu empréstimo. Por isso a negociação é tratada em General Severiano com muito sigilo e, principalmente, cautela, já que é considerada extremamente difícil.

A recente contratação de Renato também foi uma injeção de esperança para o Botafogo. A expectativa é de que a presença do ex-companheiro de Santos no clube seja um incentivo a mais para o meia, que atualmente passa as férias no Brasil.

Por Eder – Vamos ao que importa de fato, notícias do CORINTHIANS

Timão tem oito opções para seis vagas. E agora, Tite?

Com a regularização de Alex e a melhora física de Emerson, técnico quebra a cabeça para definir time para o Majestoso.

Enquanto alguns treinadores quebram a cabeça para encontrar seus titulares, Tite tem opções de sobra para o confronto com o São Paulo, dia 26, no Pacaembu. São oito jogadores para apenas seis posições do meio para frente.

CONFIRA AS OPÇÕES DO TÉCNICO TITE PARA O CLÁSSICO

Uma situação que acontece em consequência da melhora física de Emerson Sheik, que já suporta os 90 minutos, e da regularização do meia Alex, ex-Spartak Moscou. A partir do próximo dia 20, com a abertura da janela de transferências, sua inscrição está liberada.

Soma-se à dupla de reforços os seis atuais titulares da equipe, fundamentais para a boa campanha nesse início de Brasileirão, que dá a vice-colocação da competição – foram dez pontos em 12 possíveis.

Foi com Ralf, Paulinho, Danilo, Jorge Henrique, Willian e Liedson que o Timão bateu Grêmio, Coritiba e Fluminense, além de empatar com o Flamengo no estádio Engenhão.

Até agora, Tite preferiu se esquivar do assunto. No último domingo, Após a vitória sobre o Tricolor carioca, evitou confirmar a escalação de Alex, assim como o aproveitamento de Emerson desde o início.

– Tenho 15 dias para treinar a equipe. Quero ver como serão as atividades no CT antes de uma definição sobre isso – afirmou o comandante do Timão, no Pacaembu.

No treino de ontem, que não contou com a presença de Liedson – liberado para uma folga de cinco dias –, o treinador optou por Emerson ao lado de Willian. Substituição essa esperada e natural. Já o ex-camisa 10 do Spartak ficou entre os reservas.

Com os oito jogadores à disposição, Tite ganha não apenas mais opções do que vagas, mas também abre a possibilidade de escolher diversos esquemas táticos para o futuro.

Será possível armar o Corinthians da mesma forma que vem jogando, será possível colocar uma equipe superofensiva, assim como Tite também pode optar por jogadores que cadenciam o ritmo do jogo.

– Eu não vim para passear em São Paulo, quero jogar – afirmou Emerson, dando uma amostra do “problema” de Tite a partir agora.

SITUAÇÃO ATUAL DOS OITO CANDIDATOS

Ralf
O camisa 5 do Timão é considerado o mais regular da equipe na temporada.

Paulinho
Dono da posição de segundo volante desde a saída de Elias, vem sendo um pouco irregular: brilhante e sumido

Jorge Henrique
Contra o Fluminense, após renovar seu contrato, voltou a jogar como antes.

Danilo
É uma das surpresas no Brasileirão. Em quatro jogos, apresentou bom futebol, fez gol e tornou-se um dos destaques.

Willian
Um dos destaques da temporada. Além de bom futebol, vem fazendo os gols. Parece que está no clube há uns anos.

Liedson
Artilheiro da equipe na temporada. Vem sofrendo com dores no joelho esquerdo.

Emerson
Continua a busca pela forma física ideal, mas vem entrando bem nas partidas e vai brigar por uma vaga no time titular.

Alex
Será inscrito no dia 20. Vem treinando e deve ser titular da equipe no futuro.

Ralf, titular absoluto do TIMÃO.

COMENTÁRIO: Ralf com certeza é titular desse time.O Neymar está procurando a bola até hoje, depois daquele chapéu que tomou do Ralf com a bola rolando, o jogo foi 3×1 fora o baile, mas não importa,o importante mesmo é ser CORINTHIANS.

Leandro Castán recebe visita de amigo ferido no CT

Zagueiro titular do Timão relembra longa amizade com Leonardo, que foi atingido por uma arma de chumbinho

O zagueiro Leandro Castán, do Corinthians, recebeu uma visita especial na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. O amigo Léo Pessuti, que foi atingido sem querer por um tiro de arma de chumbinho, há cerca de um mês, compareceu ao local de treinamentos do Timão para rever o amigo.

– Graças a Deus, está tudo bem. Foi mais o susto mesmo. Eu e o Léo temos uma amizade de dez anos. Foi muito ruim ouvir e ler gente falando que eu tinha atirado num amigo. Mas tudo está bem esclarecido – afirmou o camisa 4 do Timão, que se firmou neste temporada na equipe de Tite.

Léo, que atua na Quarta Divisão do futebol paulista, relembra o momento difícil e comemora os 15 minutos de fama, após virar notícia no Brasil inteiro com o episódio de azar – teve perfuração do pulmão e precisou ficar hospitalizado durante uma semana no interior de São Paulo.

– Foi sem querer. Uma infelicidade mesmo. O Leandro é um grande amigo, nos conhecemos há anos. Eu fiquei mais assustado quando viu o sangramento, quando eu estava no hospital – lembrou.

– Mesmo sendo um motivo não tão bom, é bom aparecer na mídia e ficar famoso – completou Léo, em tom de brincadeira.

Corinthians diz que terraplanagem é em trecho diferente dos dutos

O Corinthians responderá ao Ministério Público Federal que a terraplanagem do terreno do Fielzão por ora ocorre apenas no trecho em que não correm os dutos da Petrobras. Mas ainda não citará o responsável por pagar os R$ 30 milhões. Se não houver outro jeito, o valor será incluído no pacote com a Odebrecht.

Andrés projeta acordo com a Odebrecht até o fim de junho

Presidente corintiano visitou obras do futuro estádio do clube, em Itaquera, nesta quinta-feira

O presidente corintiano Andrés Sanchez garante: até o fim do mês, clube e Odebrecht – construtora responsável pela obra do estádio em Itaquera – selarão um acordo pela continuação das obras da arena, favorita para receber a abertura da Copa do Mundo de 2014.

– A torcida pode ficar tranquila. Saem notícias que jogam contra, isso infelizmente faz parte. Agora estamos nos “finalmentes” do contrato, de toda a engenharia financeira, e até o fim do mês estará tudo certo – declarou o presidente, durante a visita, em comunicado veiculado no site oficial do Timão.

Até agora, o único contrato realizado com a Odebrecht é o de terraplanagem, com duração de três meses. Os próximos passos da obra serão a preparação da terra para a fundação e também a relocação dos dutos da Transpetro, que enfrenta resistência do Ministério Público Federal.

Agora, para que as obras possam continuar no terreno em Itaquera, é necessário um novo acordo entre as partes. Mesmo assim, o mandatário corintiano garante o otimismo perante a torcida.

– Estamos removendo as árvores, plantando em outros lugares, realizando a terraplanagem, está 100 por cento a vapor. Recebi hoje a comissão deputados federais e eles saíram daqui como eu, impressionados – afirmou Sanchez.

Nesta quinta-feira, o terreno em Itaquera recebeu a visita técnica dos deputados do Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Copa 2014, do qual fazem parte Anthony Garotinho (PR-RJ), o delegado Valdir (PSDB-GO) e Felipe Pereira (PSC-RJ).

ICFUT – Em nome do avô.

Fonte: Folha de São Paulo

Neto de Pedro Rocha, novo Lucas do São Paulo revive o velho ídolo uruguaio e alegra os dias do ex-jogador, que sofre com problemas de saúde

Danilo Verpa/Folhapress

O meia Lucas bate bola em CT do São Paulo

RODRIGO BUENO
DE SÃO PAULO

O Peñarol tentava voltar a uma final de Libertadores pela primeira vez desde 1987. Sem TV a cabo em casa, ele apenas escutava o jogo. Na internet, não dava para ver bem. A vaga na decisão veio, assim como as lágrimas chegaram, cena que o neto de 12 anos já se acostumou a ver.
O pequeno Lucas, grande xodó do avô e ídolo, defende agora em campo e fora dele as camisas de Pedro Rocha.
“Ele foi um grande jogador, vi vários vídeos dele na internet, e ele é meu ídolo. Todo jogo que passa do Peñarol eu assisto ao lado dele. Toda vez ele fica emocionado. Aos domingos, também assisto aos jogos do São Paulo com ele”, conta Lucas.
O garoto treina há cerca de um mês em Cotia, no CT em que o São Paulo atualmente forma seus talentos. Tenta a sorte no clube que Pedro Rocha defendeu nos anos 70 e pelo qual marcou 113 gols.
“Estou lutando para ter um belo futuro pela frente. Falaram que eu jogo muito, chuto forte. Gosto de fazer gols, jogar na frente, mas acho que não tenho nada a ver com meu vô”, diz Lucas.
Pedro Rocha vive com extrema dificuldade por conta de atrofia no mesencéfalo, tem sérios problemas de locomoção e perdeu a fala. Algumas das poucas alegrias vêm dos jogos de seus ex-clubes e, agora, de seu neto.
“O Lucas é muito apegado ao avô. E é o xodó do avô pelo fato de ele jogar bola. Pego o Lucas todo fim de semana para ver o vô, de quem ele se orgulha, fala dele na escola. O Lucas joga no meio-campo, e a comparação é inevitável”, conta Gonzalo, o pai.
A luta da família Rocha para confortar ao máximo o ex- -craque tem o apoio do São Paulo, que banca profissionais de fisioterapia e fonoaudiologia, porém Lucas e Peñarol têm sido ótimos remédios nas últimas semanas.
“Essa doença afeta muito os neurônios, ele ficou uma pessoa muito emotiva. Qualquer coisinha ele se emociona. Ele está supercontente. Vai ver a final em casa, mas estou combinando de levar os dois netos [Lucas e Mateus, 10] ao Pacaembu”, conta Gonzalo, que é uruguaio.

GRUPO SELETO
Em 1965, nesse mesmo Pacaembu, Pedro Rocha se destacou pelo Peñarol contra o Santos num dos melhores jogos da história da Libertadores, tanto que Pelé o colocou numa seleta lista de melhores jogadores do mundo.
“Eu cheguei a jogar um tempo no São Paulo, mas tive que mudar de posição porque era meio-campista como o meu pai. Ninguém entende que são épocas diferentes e que não dá para fazer comparações com um cara que foi um dos cinco melhores do mundo, de acordo com o Pelé”, afirma Gonzalo.
O filho de Pedro Rocha se preocupa com as comparações que seu filho também terá que enfrentar. “Digo para ele ter os pés no chão, ser ele mesmo. Ele tem muito jeito, porte e vontade.”
Lucas parece entender, mas faz questão de ser Rocha como jogador. “Tem muitos Lucas no São Paulo. Agora tem um diferente, um Lucas Rocha. Algumas pessoas me perguntam de quem sou neto, mas eu prefiro não misturar as coisas”, diz o garoto.
Lucas não tem contrato ainda com o São Paulo e teve facilidades no clube por conta da boa relação da família com o clube e por morar com a mãe em Cotia. O time tricolor só não facilitou para ele quando o assunto foi posar com uma camisa do Peñarol.
O São Paulo entendeu que uma foto de Lucas com o uniforme “aurinegro” soaria como provocação ao Santos.
Fora do CT, no entanto, Lucas está unido com a família na torcida pelo clube uruguaio, campeão da Libertadores de 1966 com o avô Pedro brilhando em campo.
“Acho que vai dar Peñarol, está jogando muito bem esse campeonato”, aposta Lucas.

Por Cleber Aguiar – Neymar Marcado pela arbitragem Sulamericana !

Fonte: Folha de São Paulo

Marcado

Primeiro jogo da final da Libertadores expõe rigor da arbitragem sul-americana com Neymar e faz rivais reclamarem do estilo do atacante PAULO COBOS
EDITOR-ASSISTENTE DE ESPORTE

Neymar, 19, tem pela frente nas próximas semanas uma finalíssima de Libertadores e uma Copa América, sua primeira competição oficial pela seleção principal.
Então é melhor que ele e seus treinadores se preocupem com a arbitragem.
Juízes sul-americanos, que vão trabalhar nesses jogos, demostram bem menos paciência com o talentoso camisa 11 santista do que os seus pares brasileiros.
É o que mostra o número de cartões amarelos aplicados a Neymar, acusado muitas vezes por rivais de simular faltas recebidas e exagerar na demonstração de dor depois de faltas reais.
Em 2011, o atacante fez 19 jogos com um sul-americano no apito -12 pela Taça Libertadores e outros sete no Sul- -Americano sub-20 do Peru, no início do ano. Foram seus únicos compromissos oficias contra times estrangeiros pelas duas categorias até hoje.
Nesses jogos, Neymar foi advertido com o cartão amarelo nove vezes (incluindo o segundo no jogo contra o Colo Colo na Vila Belmiro, por usar uma máscara, o que acarretou sua expulsão).
A média de 0,47 é 68% maior do que a registrada pelo atacante em jogos oficiais nacionais pelo Santos, de acordo com dados do clube.
Até em jogo amistoso da seleção Neymar não teve perdão da arbitragem sul-americana. Contra a Holanda, em Goiânia, o paraguaio Carlos Amarilla o advertiu com o amarelo após o que considerou uma simulação do atleta.
O mesmo Amarilla voltou a mostrar o amarelo para o santista anteontem, em Montevidéu, no primeiro jogo da final da Libertadores, o empate sem gols contra o Peñarol, de novo por simulação.
Foi o estopim para o camisa 11 perder a paciência.
“Ele [Amarilla] me deu amarelo e ficou me ameaçando, falando que, se encostasse no cara, eu iria para fora. Ele olhou para mim e disse três vezes que me colocaria para fora [do jogo]”, declarou Neymar ainda na capital do Uruguai, onde também irritou os jogadores do Peñarol.
“O Neymar riu de mim e faltou com o respeito comigo. Quase perdi a cabeça”, disse o lateral González, que em boa parte da partida marcou o santista. O atleta do Peñarol prevê novos problemas no jogo da volta, quando quem ganhar fica com o título -empate leva a decisão para a disputa de pênaltis.
“Com a torcida a seu favor, ele fará novas simulações e não será vaiado, como no Centenario”, disse González.
A Conmebol designou o argentino Sergio Pezzotta para o segundo confronto da decisão, na próxima quarta-feira, no Pacaembu. Ele já trabalhou em um jogo do Santos na Libertadores, contra o Colo Colo, em Santiago.
E seguiu a “regra” de mostrar o amarelo ao camisa 11.

Por Eder – Andrés Sanchez visita obras do estádio do Timão

Na tarde desta quinta-feira (16), o presidente Andrés Sanchez visitou as obras da construção do estádio do Corinthians, em Itaquera. Durante a visita, o mandatário recebeu a Subcomissão Permanente para Acompanhamento, Fiscalização e Controle dos Recursos Públicos Federais destinados à Copa de 2014, órgão ligado à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados.

O presidente aproveitou a ocasião para mandar um recado para a nação alvinegra. “A torcida pode ficar tranquila. Nós estamos agora na parte final do contrato e até o final do mês estará tudo certo”, afirmou Sanchez, que também ficou animado com a eficiência das obras. “As árvores estão sendo removidas e plantadas em outros lugares, a terraplanagem está sendo feita, enfim, as obras estão 100% a vapor”.

Além dos deputados da subcomissão, representantes do Tribunal de Contas da União e o consultor de orçamento da Câmara dos Deputados estiveram presentes.